EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Como um cristão encara Lucas 16:18?

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por hibridizado em Ter Out 09 2012, 21:07

@liberto escreveu:como vos falei no encontro infelizmente muitos permanecem casados para nao levantarem mau testesmunho para a congregaçao!! Esta desculpa faz com que milhares de irmaos e irmas estejam presos a uma vida de sofrimento!! Vejo tal exemplo na vida dos meus pais!! Minha mae sempre foi violentada quer fisicamente, e verbalmente e oa anciaos nunca tomaram medidas para resolver nada!!

Sendo violentada fisicamente ela tem o direito de se separar.

hibridizado

Mensagens : 359
Likes : 16
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 61
Localização : Pasárgada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Índigo em Ter Out 09 2012, 21:30

@liberto escreveu:como vos falei no encontro infelizmente muitos permanecem casados para nao levantarem mau testesmunho para a congregaçao!! Esta desculpa faz com que milhares de irmaos e irmas estejam presos a uma vida de sofrimento!! Vejo tal exemplo na vida dos meus pais!! Minha mae sempre foi violentada quer fisicamente, e verbalmente e oa anciaos nunca tomaram medidas para resolver nada!!

Liberto

Tenho pena que também tenhas passado a tua vida a ver a tua mãe a ser maltratada e os anciãos não terem feito nada.

Conheço dezenas de casos como o teu, são mais do que se calhar possas imaginar ... muitos dos agressores são anciãos e servos ... mas ali todos se protegem ... e quem acaba sempre por sofrer são as mulheres e filhos que crescem naquele ambiente familiar. E se a mulher toma uma decisão muitas vezes para proteger os filhos e abandona o lar, ela que sempre foi a vitima, passa a culpada, a vulgar, que não é submissa, etc!

Não quero de alguma forma ferir as susceptibilidades dos homens aqui no fórum, até porque eu não sou feminista.

E quero acreditar que aqui no fórum não esteja nenhum tipo de homens a que me refiro. Embarassed

Mas na ORG os homens terão muitas contas a pagar a Deus. Sei muitos que aqui ainda tem e outros já tiveram responsabilidades na ORG. E ao contrário do que se prega, que a mulher tem um papel importante na ORG, é mentira. A mulher é muitas vezes silenciada ou por vontade própria para não causar vitupério, ou é silenciada por coação!

Se calhar entusiasmei-me demais e por isso desculpem. Mas isto de violência doméstica, abusos, pedófilia, são assuntos que mexem demasiado comigo! E não consigo deixar passar ... Sad

Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3348
Likes : 218
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por mjp em Ter Out 09 2012, 22:19

[quote="Ana Claudia"]
@MariaL escreveu:

@mjp escreveu:
Se o que comentei deu essa ideia, peço desculpa. Não foi isso que quis dizer. Eu disse que: "Reduzir essa tirania apenas à expressão "adultério" parece-me um encurtar de vistas muito àquem do valor intrínsico da norma de Lucas 18"., e depois concluo, "pelo que o amor que norteia o sentido protector da norma tem"(...)"que ser alargada a outras violações do princípio que provadamente sejam de considerar." Ou seja, tudo o que puser em risco a integridade física e moral do outro conjuge. Isto não é defender o divórcio pela razão: "eu já não gosto de ti" ou "afinal a experiência correu mal". Há toda uma estrutura de princípios e de valores no casamento cristão que não pode colocá-lo pura e simplesmente ao mesmo nível do casamento civil. Pelo menos esta é a minha opinião.

Carissimo mjp, não será também o fim do amor uma boa razão para terminar um casamento?
Haverá melhores razões, mas não será esta tão válida como qualquer outra? Mesmo num casamento cristão.

Ás vezes não me apercebo quando me interpelam directamente, por isso não reparei quando me levantaste a questão, peço desculpa.

A tua pergunta foi...
Carissimo mjp, não será também o fim do amor uma boa razão para terminar um casamento?
Haverá melhores razões, mas não será esta tão válida como qualquer outra? Mesmo num casamento cristão.


Parto do princípio que quando dizes "o fim do amor", no fundo refereste-te aquela situação em que independentemente de casos graves de tirania de um sobre o outro, os conjuges já nada têm em comum e que em termos de intimidade marital já nada faz sentido, certo? Queres a minha opinião pessoal, independentemente de regras e normas e culturas e religiões e tudo o mais? Bem, então a minha resposta seria, claro que sim! Mas como eu não vivo num mundo sem regras, normas, cuturas, religiões, e tudo o mais... que queres que te diga?

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Ana Cláudia em Qua Out 10 2012, 01:11

@MariaL escreveu:
E também acho que cada caso é um caso e que cada um sabe de si.
Mas eu não sou cristã nem me importo com o que está escrito na Bíblia...

Também quero deixar claro, antes do que direi em seguida, que não me considero cristã e que coloco muitas duvidas á inspiração divina da biblia.

Desiludida escreveu:
MariaL
Entendo a tua posição sobre este assunto.
Mas vamos inverter os papeis ... supunhamos que serias tu, como mulher, a pessoa que tinha deixado de amar o teu marido. E que apesar de ele continuar amar-te ... o que farias?

Desiludida, sei que a questão não é para mim mas vou contar-te uma historia...

Era uma vez uma jovem que casou com 20 anos, num período muito conturbado, logo após a morte de uma figura central da sua vida. Casou e concentrou-se em servir uma organização julgando estar a servir a Deus, foi pioneira, e andou alheada dos seus sentimentos durante um ano. Tinha tantos amigos, sentia-se querida.

Um dia os fantasmas saíram dos sonhos e começaram a acompanhá-la durante o dia, nesse momento percebeu que havia algo que não a preenchia e que até a fazia muito infeliz. Era o casamento. Lutou contra esse sentimento, lutou até perder as forças. Magoou muitíssimo a pessoa que a amava, o marido, assumiu as consequências mesmo as inesperadas. Os amigos desapareceram, a organização virou-lhe as costas fazendo crer que ela é que tinha virado as costas a Deus. E ela só queria ser feliz, completa, sentir amor verdadeiro.

Esta jovem sou eu. Magoei horrores a pessoa que me amava, e amava muito.
Se me perguntarem, fazias tudo de novo? Fazia! Tenho o direito de ser feliz! Lamento muito (tanto!!!) ter magoado outra pessoa mas se eu não era feliz ele também não podia ser.

Muito mais te poderia dizer mas não me alongo mais, por agora.

@mjp escreveu:
Ás vezes não me apercebo quando me interpelam directamente, por isso não reparei quando me levantaste a questão, peço desculpa.

Não peças dsculpas, continua a escrever que eu gosto de te ler. Very Happy


Ana Cláudia
Forista desativado

Mensagens : 3331
Likes : 140
Data de inscrição : 16/05/2012
Idade : 34

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Qua Out 10 2012, 15:47

Desiludida escreveu:
@MariaL escreveu:

Respondendo à tua pergunta, e pondo-me na situação da esposa "deixada" não teria outro remédio senão aceitar e reconhecer que o meu marido tinha o direito de tentar ser feliz longe de mim, uma vez que juntos não o tinhamos conseguido.

E não tenho a menor dúvida que isto dito assim parece muito fácil, mas deve ser muiiiiiiiito difícil para ambas as partes, partindo evidentemente do princípio de que estamos a falar de pessoas equilibradas e bem formadas.


MariaL

Entendo a tua posição sobre este assunto.

Mas vamos inverter os papeis ... supunhamos que serias tu, como mulher, a pessoa que tinha deixado de amar o teu marido. E que apesar de ele continuar amar-te ... o que farias?
Não sei. Situação ainda mais difícil que a primeira.

Segundo Luc. 16:18 essa situação não é aceitável.


Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Índigo em Qui Out 11 2012, 00:45

Ana Claudia escreveu:

Desiludida, sei que a questão não é para mim mas vou contar-te uma historia...

Era uma vez uma jovem que casou com 20 anos, num período muito conturbado, logo após a morte de uma figura central da sua vida. Casou e concentrou-se em servir uma organização julgando estar a servir a Deus, foi pioneira, e andou alheada dos seus sentimentos durante um ano. Tinha tantos amigos, sentia-se querida.

Um dia os fantasmas saíram dos sonhos e começaram a acompanhá-la durante o dia, nesse momento percebeu que havia algo que não a preenchia e que até a fazia muito infeliz. Era o casamento. Lutou contra esse sentimento, lutou até perder as forças. Magoou muitíssimo a pessoa que a amava, o marido, assumiu as consequências mesmo as inesperadas. Os amigos desapareceram, a organização virou-lhe as costas fazendo crer que ela é que tinha virado as costas a Deus. E ela só queria ser feliz, completa, sentir amor verdadeiro.

Esta jovem sou eu. Magoei horrores a pessoa que me amava, e amava muito.
Se me perguntarem, fazias tudo de novo? Fazia! Tenho o direito de ser feliz! Lamento muito (tanto!!!) ter magoado outra pessoa mas se eu não era feliz ele também não podia ser.

Muito mais te poderia dizer mas não me alongo mais, por agora.


Ana Cláudia

Obrigada por partilhares essa fase da tua vida. Só quem passou pelo que passaste é que consegue avaliar os teus sentimentos!

Mas quem sabe se o teu depoimento vá ao encontro de outra mulher ou homem que estejam a passar pelas coisas que tu passaste e ao ler a tua experiência os possa ter ajudado de alguma forma.

Por isso é que todos nós podemos contribuir em muito com as nossas histórias de vida, porque nunca sabemos que impacto elas terão noutros que as lêem.

Beijinho para ti

Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3348
Likes : 218
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Condor em Qui Out 11 2012, 10:03

Olá Ana Cláudia,

Também apreciei a tua história e a franqueza com que a contas. Só mesmo quem passa pela situação pode avaliar tudo o que isso significa e o que implica. Pessoalmente sou da opinião que um casal só deve continuar junto se existir amor. Manter uma relação sem esse vínculo é apenas privar-se de ser feliz e privar o outro do mesmo.

É claro que, o mais confortável e até estável é simplesmente esquecer essa história do amor e felicidade e continuar como se tudo estivesse bem.

Tomar uma atitude que retire a pessoa da sua zona de conforto e a instigue a procurar, a avançar, a lutar, a crescer a conquistar é um ato de coragem.

Contudo também aceito que existam situações, como casos de saúde e outros, que podem levar uma pessoa a ficar e a dar a atenção e os cuidados que o outro necessita. Também aqui é preciso coragem.

Um abraço.


"Tomei consciência que as minhas verdades, construídas ao longo de anos, foram as minhas prisões - não a minha liberdade" - Condor

Condor
Membros
Membros

Mensagens : 367
Likes : 41
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 53
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Qui Out 11 2012, 10:21

Já conhecia a história da Ana Claúdia, contou-a no dia do nosso encontro e já lhe disse como admiro a sua coragem.
Só quem passa pelas situações é que pode avalia-las. As consequências das nossas decisões ficam apenas e só para nós.
Por isso é que eu não acredito em regras escritas em livros ou ditadas por quem quer que seja.


Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Fidel Apostate em Qui Out 11 2012, 10:31

Desiludida escreveu:
@liberto escreveu:como vos falei no encontro infelizmente muitos permanecem casados para nao levantarem mau testesmunho para a congregaçao!! Esta desculpa faz com que milhares de irmaos e irmas estejam presos a uma vida de sofrimento!! Vejo tal exemplo na vida dos meus pais!! Minha mae sempre foi violentada quer fisicamente, e verbalmente e oa anciaos nunca tomaram medidas para resolver nada!!

Liberto

Tenho pena que também tenhas passado a tua vida a ver a tua mãe a ser maltratada e os anciãos não terem feito nada.

Conheço dezenas de casos como o teu, são mais do que se calhar possas imaginar ... muitos dos agressores são anciãos e servos ... mas ali todos se protegem ... e quem acaba sempre por sofrer são as mulheres e filhos que crescem naquele ambiente familiar. E se a mulher toma uma decisão muitas vezes para proteger os filhos e abandona o lar, ela que sempre foi a vitima, passa a culpada, a vulgar, que não é submissa, etc!

Não quero de alguma forma ferir as susceptibilidades dos homens aqui no fórum, até porque eu não sou feminista.

E quero acreditar que aqui no fórum não esteja nenhum tipo de homens a que me refiro. Embarassed

Mas na ORG os homens terão muitas contas a pagar a Deus. Sei muitos que aqui ainda tem e outros já tiveram responsabilidades na ORG. E ao contrário do que se prega, que a mulher tem um papel importante na ORG, é mentira. A mulher é muitas vezes silenciada ou por vontade própria para não causar vitupério, ou é silenciada por coação!

Se calhar entusiasmei-me demais e por isso desculpem. Mas isto de violência doméstica, abusos, pedófilia, são assuntos que mexem demasiado comigo! E não consigo deixar passar ... Sad

Desiludida,

Infelizmente acontece com alguma frequência os assuntos que mencionas Desiludida, a mulher é muitas vezes atirada para uma plano tão secundário que a sua opinião, vontade, habilidade, inteligência e uma grande perspicácia são pura e simplesmente atiradas para o lixo. Muitas vezes, embora o marido faça ou tenha feito todo o tipo de abusos para com a família e particularmente com a espôsa, estas mulheres algumas vezes sem uma explicação lógica 'aparente', defendem os mesmos para o bem da ORG e da posição que o seu marido tem dentro da mesma. Quando mencionei aparente fi-lo de propósito, pois sabemos o quão difícil algumas vezes é para uma mulher fazer valer o seu ponto de vista perante um corpo de anciãos, para mais se o seu marido pertence ao mesmo, não que esse ponto de vista não tenha peso, mas é desvalorizado.

Tenho constatado ao longo destes anos, o quão dificil é desqualificar um ancião, mesmo que a sua conduta seja reprovável.

Desculpem agora as mulheres do forum, pois pelo que sinto delas, são verdadeiras lutadoras e estão empenhadas pela sua liberdade, bem como pelo seu testemunho empenhadas na liberdade de outras que ainda sofrem, isso é uma das mais valias de todas vós, acreditem que tenho a mais profunda admiração pela extraordinária capacidade feminina de ver e fazer coisas, por isso ouço muito a minha querida mulher.

Abraço,
Fidel



"Os amigos da verdade são aqueles que a procuram e não os que se vangloriam de a ter encontrado." - Condorcet , Marie

Fidel Apostate
Membros
Membros

Mensagens : 839
Likes : 75
Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 50
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Índigo em Qui Out 11 2012, 11:19

@Fidel Apostate escreveu:

Desculpem agora as mulheres do forum, pois pelo que sinto delas, são verdadeiras lutadoras e estão empenhadas pela sua liberdade, bem como pelo seu testemunho empenhadas na liberdade de outras que ainda sofrem, isso é uma das mais valias de todas vós, acreditem que tenho a mais profunda admiração pela extraordinária capacidade feminina de ver e fazer coisas, por isso ouço muito a minha querida mulher.

Abraço,
Fidel

Fidel achas que com um elogio desses às mulheres aqui do fórum há alguma coisa a pedires desculpas! Nem pensar! Very Happy

Nós é que temos muito que agradecer que haja um homem que nós dê esse valor, ainda mais vindo de alguém que ainda está no activo. flower

Como tu restam muito poucos na ORG.

Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3348
Likes : 218
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por pipoca em Qui Out 11 2012, 12:43

A organizaçao nao valoriza a mulher para eles nós temos de ser simplesmente submissas.
Com respeito ao casamento eu sou muito fria e decidi ser egoista simplesmente para me proteger.
Se algum de nós se casa para ser feliz…então não se casem. O casamento não traz felicidade. Se existe alguém aqui, que está casado para ter felicidade, então para mim deveria de separar!
Agora,se queremos casar para fazer o outro feliz,pra ter a felicidade do outro.Entao sim,vamos casar, pois será obtendo a felicidade da pessoa quem amamos ,para termos a nossa propria felicidade.
A nossa felicidade é fazer o outro feliz
Nenhum ser humano homem ou mulher merece ser infeliz!
Neste meu segundo casamento eu exijo ser feliz porque faço tudo para o meu parceiro tambem o ser.
Por isso Claudia nao tens de te lamentar de nada tens de pensar que és um bom ser humano pq deste a oportunidade do teu ex ser feliz com outra pessoa.
Por vezes pergunto me de que é feita a organizaçao das tj,certamente que nao será por pessoas.
Nao pode ser!!! Mad







pipoca
Membros
Membros

Mensagens : 544
Likes : 28
Data de inscrição : 09/04/2012
Idade : 42
Localização : lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Condor em Qui Out 11 2012, 13:44

@Fidel Apostate escreveu:
Desiludida,

Infelizmente acontece com alguma frequência os assuntos que mencionas Desiludida, a mulher é muitas vezes atirada para uma plano tão secundário que a sua opinião, vontade, habilidade, inteligência e uma grande perspicácia são pura e simplesmente atiradas para o lixo. Muitas vezes, embora o marido faça ou tenha feito todo o tipo de abusos para com a família e particularmente com a espôsa, estas mulheres algumas vezes sem uma explicação lógica 'aparente', defendem os mesmos para o bem da ORG e da posição que o seu marido tem dentro da mesma. Quando mencionei aparente fi-lo de propósito, pois sabemos o quão difícil algumas vezes é para uma mulher fazer valer o seu ponto de vista perante um corpo de anciãos, para mais se o seu marido pertence ao mesmo, não que esse ponto de vista não tenha peso, mas é desvalorizado.

Tenho constatado ao longo destes anos, o quão dificil é desqualificar um ancião, mesmo que a sua conduta seja reprovável.

Desculpem agora as mulheres do forum, pois pelo que sinto delas, são verdadeiras lutadoras e estão empenhadas pela sua liberdade, bem como pelo seu testemunho empenhadas na liberdade de outras que ainda sofrem, isso é uma das mais valias de todas vós, acreditem que tenho a mais profunda admiração pela extraordinária capacidade feminina de ver e fazer coisas, por isso ouço muito a minha querida mulher.

Abraço,
Fidel

Fidel,

Um aplauso e um forte abraço pelo homem que és.
Fizeste-me lembrar um autor, com o qual me identifico na totalidade, Augusto Cury. A maioria dos livros dele são uma ode à mulher. Incentivo as mulheres deste fórum a lerem alguns livros dele, nomeadamente "A ditadura da beleza e a Revolução das Mulheres".

Um grande bem haja às corajosas mulheres deste fórum.

Um abraço.


"Tomei consciência que as minhas verdades, construídas ao longo de anos, foram as minhas prisões - não a minha liberdade" - Condor

Condor
Membros
Membros

Mensagens : 367
Likes : 41
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 53
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Condor em Qui Out 11 2012, 13:47

@pipoca escreveu:A organizaçao nao valoriza a mulher para eles nós temos de ser simplesmente submissas.
Com respeito ao casamento eu sou muito fria e decidi ser egoista simplesmente para me proteger.
Se algum de nós se casa para ser feliz…então não se casem. O casamento não traz felicidade. Se existe alguém aqui, que está casado para ter felicidade, então para mim deveria de separar!
Agora,se queremos casar para fazer o outro feliz,pra ter a felicidade do outro.Entao sim,vamos casar, pois será obtendo a felicidade da pessoa quem amamos ,para termos a nossa propria felicidade.
A nossa felicidade é fazer o outro feliz
Nenhum ser humano homem ou mulher merece ser infeliz!
Neste meu segundo casamento eu exijo ser feliz porque faço tudo para o meu parceiro tambem o ser.
Por isso Claudia nao tens de te lamentar de nada tens de pensar que és um bom ser humano pq deste a oportunidade do teu ex ser feliz com outra pessoa.
Por vezes pergunto me de que é feita a organizaçao das tj,certamente que nao será por pessoas.
Nao pode ser!!! Mad

Excelente, Pipoca... nem mais.

Um outro nunca pode ser a nossa felicidade, pensar dessa forma é projectar, o que cada um deve produzir, no outro e NUNCA resulta. A melhor maneira de ter um bom e duradouro relacionamento é ser feliz antes e não precisar de ninguém para isso. Depois de o conseguir então sim, partilhar a sua felicidade com outros... apenas aumentará a nossa.

Um abraço.


"Tomei consciência que as minhas verdades, construídas ao longo de anos, foram as minhas prisões - não a minha liberdade" - Condor

Condor
Membros
Membros

Mensagens : 367
Likes : 41
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 53
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por TJ Curioso em Qui Out 11 2012, 14:10

Quero elogiar os vossos comentários neste tópico!

Excelentes!

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Qui Out 11 2012, 14:50

@Condor escreveu:
...

A melhor maneira de ter um bom e duradouro relacionamento é ser feliz antes e não precisar de ninguém para isso. Depois de o conseguir então sim, partilhar a sua felicidade com outros... apenas aumentará a nossa.

E aqui está mais uma das formas não visíveis como a Torre provoca infelicidade e estraga relações.


Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por claricemedeiros em Qui Out 11 2012, 18:38

Independente de como a torre manipula as palavras de Lucas, o que obviamente ela o faz como sempre, parcialmente, vejo a preocupação dos apóstolos em reafirmar o valor sagrado do casamento como algo dado por Deus, e como tanto, a necessidade de ser preservado.

Dentro de qualquer momento histórico sempre houve o divórcio e sempre haverá, mas acontece que assim como hoje muitas pessoas querem tapar o sol com a peneira ou fazendo vistas grossas para todas responsabilidades que envolvem comprometer-se honesta e sinceramente com os outros e assim parece que as escrituras vão mais além que apenas um alerta ou aviso da gravidade de certos comportamentos arbitrários, egoistas e etc. pode passar assim a serem vistas como um inconveniente ou algo ultrapassado que passa a ser questionado.

Provavelmente se os fundamentos não fossem "ser para toda vida", teríamos bem menos opiniões diversas, menos romantismos também e os mesmos divórcios de sempre.

Moisés tirou algumas vidas por apedrejamento e então fica a pergunta, onde estava o divórcio?

Algumas mulheres dos profetas adulteravam e não tinha nem apedrejamento e nem o divórcio, na maioria, o perdão. Então nos aproximamos de uma conclusão que não está na lei, nas escrituras ou nos códigos de cada cultura, mais além, no coração e no relacionamento de cada casal.

Tentar manipular ou querer controlar a qualquer custo como muitos ainda tentam relacionamentos pessoais é perda de tempo, na verdade o que eles querem mesmo e precisam é aparecer de alguma forma para melhor impor algum tipo de autoridade. Por que também todos nós bem sabemos que não existe nenhuma fundação ou instituição pra cuidar de ex-mulheres ou ex-maridos. E discriminar é sempre mais fácil.

claricemedeiros

Mensagens : 19
Likes : 1
Data de inscrição : 09/08/2012
Idade : 52
Localização : monte alegre

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por mjp em Qui Out 11 2012, 23:52

@claricemedeiros escreveu:Independente de como a torre manipula as palavras de Lucas, o que obviamente ela o faz como sempre, parcialmente, vejo a preocupação dos apóstolos em reafirmar o valor sagrado do casamento como algo dado por Deus, e como tanto, a necessidade de ser preservado.

Dentro de qualquer momento histórico sempre houve o divórcio e sempre haverá, mas acontece que assim como hoje muitas pessoas querem tapar o sol com a peneira ou fazendo vistas grossas para todas responsabilidades que envolvem comprometer-se honesta e sinceramente com os outros e assim parece que as escrituras vão mais além que apenas um alerta ou aviso da gravidade de certos comportamentos arbitrários, egoistas e etc. pode passar assim a serem vistas como um inconveniente ou algo ultrapassado que passa a ser questionado.

Provavelmente se os fundamentos não fossem "ser para toda vida", teríamos bem menos opiniões diversas, menos romantismos também e os mesmos divórcios de sempre.

Moisés tirou algumas vidas por apedrejamento e então fica a pergunta, onde estava o divórcio?

Algumas mulheres dos profetas adulteravam e não tinha nem apedrejamento e nem o divórcio, na maioria, o perdão. Então nos aproximamos de uma conclusão que não está na lei, nas escrituras ou nos códigos de cada cultura, mais além, no coração e no relacionamento de cada casal.

Tentar manipular ou querer controlar a qualquer custo como muitos ainda tentam relacionamentos pessoais é perda de tempo, na verdade o que eles querem mesmo e precisam é aparecer de alguma forma para melhor impor algum tipo de autoridade. Por que também todos nós bem sabemos que não existe nenhuma fundação ou instituição pra cuidar de ex-mulheres ou ex-maridos. E discriminar é sempre mais fácil.

Independentemente de poder estar ou não de acordo na totalidade do que escreve, deixe-me dizer-lhe que gostei, sinceramente gostei mesmo muito da sua opinião.

"Algumas mulheres dos profetas adulteravam e não tinha nem apedrejamento e nem o divórcio, na maioria, o perdão. Então nos aproximamos de uma conclusão que não está na lei, nas escrituras ou nos códigos de cada cultura, mais além, no coração e no relacionamento de cada casal"

Porque, como diz acima, amar é ser fiel a princípios...


mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por antonio1965 em Sex Out 12 2012, 09:28

Partilho da mesma opinião em relação ao modo como a organização trata a mulher. Ao contrário do que escrevem (que a mulher é um complemento do homem) as suas atitudes demonstram que a mulher está quase num papel de permanente submissão e a sua opinião vale muito pouco.




antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 51
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Sex Out 12 2012, 14:32

@Fidel Apostate escreveu:

Desiludida,

Infelizmente acontece com alguma frequência os assuntos que mencionas Desiludida, a mulher é muitas vezes atirada para uma plano tão secundário que a sua opinião, vontade, habilidade, inteligência e uma grande perspicácia são pura e simplesmente atiradas para o lixo.
...
@antonio1965 escreveu:Partilho da mesma opinião em relação ao modo como a organização trata a mulher. Ao contrário do que escrevem (que a mulher é um complemento do homem) as suas atitudes demonstram que a mulher está quase num papel de permanente submissão e a sua opinião vale muito pouco.

Como é possível que as mulheres aceitem passivamente esta situação e pior, ainda sejam as primeiras a dizer que têm muitos privilégios e que estão muito contentes com o seu papel na organização? Qual papel?

A descrição absolutamente real que o Fidel faz, é para mim a definição de falta de respeito e humilhação de outro ser humano.



Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Índigo em Sex Out 12 2012, 15:03

@MariaL escreveu:

Como é possível que as mulheres aceitem passivamente esta situação e pior, ainda sejam as primeiras a dizer que têm muitos privilégios e que estão muito contentes com o seu papel na organização? Qual papel?


MariaL

Porque achas que cada vez mais as mulheres na ORG são infelizes e depressivas?????

Muitas delas já chegaram à mesma conclusão que nós já chegamos, mas não tem coragem de dizer: BASTA, eu sou um ser humano, Jeová deu-me capacidade de pensar, de exprimir a minha opinião, e acima de tudo deu-me o livre-arbítrio de aceitar ou não o que me dizem que devo ou não fazer!

São meros Robôs ... que fazem aquilo que a ORG as programa para tal! Sad




Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3348
Likes : 218
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Sex Out 12 2012, 18:21

Desiludida escreveu:
@MariaL escreveu:

Como é possível que as mulheres aceitem passivamente esta situação e pior, ainda sejam as primeiras a dizer que têm muitos privilégios e que estão muito contentes com o seu papel na organização? Qual papel?


MariaL

Porque achas que cada vez mais as mulheres na ORG são infelizes e depressivas?????

Muitas delas já chegaram à mesma conclusão que nós já chegamos, mas não tem coragem de dizer: BASTA, eu sou um ser humano, Jeová deu-me capacidade de pensar, de exprimir a minha opinião, e acima de tudo deu-me o livre-arbítrio de aceitar ou não o que me dizem que devo ou não fazer!

São meros Robôs ... que fazem aquilo que a ORG as programa para tal! Sad

Pois, Desiludida, tens razão.
Mas eu não consigo deixar de me surpreender, sentir revolta e tristeza com tudo isto.
Por mim que lá estive e vivi isso e por aquelas que ainda estão presas, umas aceitando, outras nem percebendo.

Às vezes penso que agora que encontrei algum equilíbrio interior deveria esquecer tudo isto e viver tranquilamente a minha vida.
Alguém me disse hoje, que quando sair, deixará tudo para trás (não fará o que nos fazemos) porque isso significaria continuar a dar poder à Torre sobre a sua vida.

Desculpem-me este desabafo... Embarassed hoje estou muito sentimental.



Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por TJ Curioso em Sex Out 12 2012, 18:36

@MariaL escreveu:Às vezes penso que agora que encontrei algum equilíbrio interior deveria esquecer tudo isto e viver tranquilamente a minha vida. Alguém me disse hoje, que quando sair, deixará tudo para trás (não fará o que nos fazemos) porque isso significaria continuar a dar poder à Torre sobre a sua vida. Desculpem-me este desabafo... Embarassed hoje estou muito sentimental.

MariaL o "tempo" de deixar td para trás das costas depende muito da pessoa e também das suas motivações. Eu acredito que quem deseja seguir com a sua vida e já resolveu na sua cabeça os assuntos relacionados com a sua anterior experiência na Org, deve fazê-lo. Continuar poderá ser prejudicial para o seu "trauma" e não ajuda em nada.

Mas como digo, cada pessoa deve sentir quando esse momento chegou e ninguém deve ser criticado por isso.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Índigo em Sex Out 12 2012, 22:22

@MariaL escreveu:

Às vezes penso que agora que encontrei algum equilíbrio interior deveria esquecer tudo isto e viver tranquilamente a minha vida.
Alguém me disse hoje, que quando sair, deixará tudo para trás (não fará o que nos fazemos) porque isso significaria continuar a dar poder à Torre sobre a sua vida.

Desculpem-me este desabafo... Embarassed hoje estou muito sentimental.


Querida MariaL

Todos nós temos os nossos momentos mais frágeis na vida. Hoje é o teu momento .... não tens de pedir desculpas de maneira nenhuma por desabafares. Estamos aqui uns para os outros! É um acto de coragem da tua parte deixares fluir esses teus sentimentos connosco ... nem todos conseguem, e isso muitas vezes ainda desgasta mais a pessoa a nível emocional. Sentimo-nos gratos por partilhares connosco! Smile

Quanto ao que te disseram hoje, para mim não levaram em conta os teus sentimentos, pois senão deste o corte de vez terás as tuas razões. E demonstrou por parte dessa pessoa uma falta de sensibilidade para contigo. Ás vezes sabe Deus lutarmos com o que a razão quer fazer mas o coração não deixa.... e ainda ouvimos coisas dessas!

Não estou a defender se devemos dar o corte definitivo, ou gradual .... estou agora a defender os teus sentimentos e como esse comentário fez-te repensar todas as decisões que fizeste até hoje!

O conselho que te dou, que ainda agora comecei a jornada da minha vida fora da ORG, não retenhas na mente aquilo que te deita abaixo, tenta reter o bom que te dizem. Retêm o que te faz sentir bem, o que te faz sentir feliz .... e vive esses momentos de forma intensa porque são raros!

Um beijinho

Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3348
Likes : 218
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por MariaL em Sex Out 12 2012, 22:59

Desiludida,

Não levei a mal aquilo que me disseram. Pelo contrário. Fiquei muito feliz por partilhar, trocar pensamentos e emoções com pessoas importantes do meu passado na Torre. Há tantos anos! Naturalmente isso fez-me relembrar tanta coisa... Como dizes, fez-me repensar decisões que fiz até hoje, mas sem arrependimentos. (Voltar a batizar-me é que não! Very Happy )

TJ Curioso,

Também tu me fizeste pensar (ainda mais! Very Happy ).
Que relação podemos estabelecer entre o "tempo" e o facto de estarmos aqui? Queres explicar o que entendes por "quem deseja seguir com a sua vida e já resolveu na sua cabeça os assuntos relacionados com a sua anterior experiência na Org..."?


Não há pequenas coisas nem grandes coisas, todas são importantes. - Oscar Wilde

MariaL
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 973
Likes : 83
Data de inscrição : 12/05/2012
Idade : 42
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por TJ Curioso em Sex Out 12 2012, 23:26

@MariaL escreveu:
TJ Curioso,

Também tu me fizeste pensar (ainda mais! Very Happy ).
Que relação podemos estabelecer entre o "tempo" e o facto de estarmos aqui? Queres explicar o que entendes por "quem deseja seguir com a sua vida e já resolveu na sua cabeça os assuntos relacionados com a sua anterior experiência na Org..."?

MariaL o que eu pretendi demonstrar, tendo como base a tua postagem, é que, como diz Salomão, "há um tempo para tudo".

Quando alguém se apercebe que viveu uma vida, não a sua, mas a de outros... aquilo que outros quiseram que ela fizesse, pensasse, etc., isso cria uma profunda frustação. Quando a pessoa fica desencatada com a realidade que experienciou até ao momento do "despertar", isso faz com que ela fique profundamente revoltada, angústiada e até mesmo deprimida.

Muitos recorrem a fóruns como estes na busca de apoio, compreensão e até mesmo amizade, porque todo esse mundo construído durante anos, deixa de existir num estalar de dedos.

A pessoa precisa reconstruir-se e reconstruir o seu mundo. Isso leva tempo. Leva tempo a deixar de ficar frustado, zangado e revoltado com aqueles que considera, roubaram anos de sua vida.

Isso é comum em pessoas que saem de cultos/seitas de controle mental. É por isso, que as ex-TJ são tão ativas em fóruns como estes, em toda a parte do mundo. Elas têm necessidade de provar que não são loucas, não são más e que têm direito à sua dignidade enquanto humanos.

A questão que se coloca é: até quando vamos pertencer, participar e até mesmo vivenciar e partilhar estes sentimentos, nestes fóruns ou grupos?

1º Eu acredito, como já disse, que depende das motivações e dos objetivos. Há quem esteja aqui porque sente essa necessidade de desabafar, exprimir o que sente e partilhar a experiência de se sentir enganado. Ninguém gosta de se sentir sozinho, quando todos lhe viram as costas ou quando percebe que as suas anteriores crenças e modo de vida já nada lhe dizem.

2º Existem aqueles que já tendo passado por essa fase, decidem continuar a partilhar com outros aquilo que sabem, porque na sua ideia, darão um contributo em ajudar outros que estão "presos" e enredados neste sistema de crenças e controle, a sair dele ou a acordar para a realidade.

No primeiro caso, é natural que com o passar do tempo, tendo a pessoa se reconstruido e reconstruido a sua vida, fora dos muros da Organização, continuar a perpetuar essa experiência neste tipo de espaço, possa não ser o melhor para si, porque estará a alimentar essa experiência passada. É como se estivesse constantemente a reviver o passado, não se libertando dele.

Mas tudo depende das personalidades de cada um. Cada um é que deve sentir se chegou o tempo para deixar o passado para trás e prosseguir com a sua vida, ou se pelo contrário, ainda tem necessidade de estar com pessoas que passaram ou passam pelo mesmo.

Espero ter-me feito entender...






TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como um cristão encara Lucas 16:18?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 17:23


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum