EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por hibridizado em Dom Maio 27 2012, 17:51

Os anciãos devem ficar atentos para recapitular esses pontos com pais cujos filhos menores de idade estão passando por um problema de saúde que talvez exija que se tome uma posição quanto a transfusões de sangue. Os anciãos também podem falar sobre alguns pontos pertinentes com casais que estejam esperando um filho. Os anciãos podem fazer uma cópia deste documento para uso pessoal. No entanto, cópias não devem ser feitas para outras pessoas. Uma cópia deve ser mantida no arquivo da congregação com outros documentos relacionados a assuntos médicos.

Pais tementes a Deus encaram seus filhos como dadivas preciosas de Jeová. Eles estão bem apercebidos de sua responsabilidade dada por Deus de educar e proteger essa preciosa herança. (Sal. 127:3; Efe. 6:4) Tendo esse ponto de vista bíblico, os pais procuram sem demora tratamentos médicos apropriados quando seus filhos estão doentes. Mas na busca de tratamentos médicos, talvez surja a questão das transfusões de sangue. Que passos razoáveis os pais podem dar para proteger seus filhos de transfusões de sangue? — Ecl. 9:11.

PROTEJA A ESPIRITUALIDADE E A SAUDE DE SEUS FILHOS

É vital ter firme convicção, pois um médico bem intencionado pode alegar com insistência que uma transfusão de sangue melhorará o estado de saúde da criança.

Os pais devem estar firmemente decididos a ‘abster-se de sangue’ por recusa-lo para seus filhos. (Atos 15:28, 29;Deut. 12:23, 25) Sempre que tiverem de procurar profissionais de saúde, logo no começo devem informa-los a respeito de sua posição inegociável a respeito do uso do sangue e
da sua disposição de aceitar tratamentos que não envolvam transfusões de sangue.

Os pais também devem ajudar seus filhos a desenvolver sua própria convicção e a defender
sua fé caso se vejam confrontados com a possibilidade de uma transfusão. (1Ped. 3:15) Isso e importante porque alguns médicos podem aceitar tratar menores que demonstram maturidade suficiente para fazer suas próprias escolhas em assuntos médicos. Alguns juízes sustentam o direito desses menores de fazer isso. — w08 1/10 pp. 30-31; km 12/05 p. 6; w91 15/6 pp.15-18.

Os pais devem dar passos para encontrar um medico cooperador. A Comissão de Ligação com Hospitais (Colih) local deve ser consultada assim que os pais começarem a procurar médicos e estabelecimentos bem conhecidos por respeitarem nossa posição sobre o sangue e por usar tratamentos sem transfusões de sangue para filhos de Testemunhas de Jeová.

Há vantagem em ter um bom plano de saúde, quando possível, pois muitas vezes ele pode oferecer opções de tratamento que não estariam disponíveis de outra maneira.— Luc. 16:8.

Alguns médicos ou hospitais, baseados em seu entendimento medico ou legal, não darão 100% de garantia de que não usarão transfusões de sangue ao tratar crianças, bebês ou bebês prematuros. Mesmo assim, quando um médico cooperador tiver realizado tratamentos similares no passado sem transfusões de sangue, ele talvez assegure aos pais que fara tudo que pode para evitar transfusões de sangue. Nessa circunstancia específica, os pais talvez concluam que essa é a melhor opção disponível. Se permitirem ao medico fazer o tratamento, os pais devem deixar claro que isso não constitui autorização para fazer uma transfusão de sangue em seu filho. A responsabilidade por tais decisões e dos pais, e a congregação não encararia isso como uma transigência. (Gal. 6:5) Observação: Os pais tem o direito de rasurar qualquer linguagem objetável nos formulários dos hospitais. —g91 8/3 pp. 5-6.

Mulheres gravidas devem se esforçar para obter um bom cuidado pré-natal durante a gravidez. Isso ajuda a prevenir partos prematuros e a identificar outros riscos que podem surgir durante o parto e que com frequência levam a transfusões de sangue. A Colih pode ajudar a encontrar obstetras e ginecologistas que tem experiência em tratar sem transfusões de sangue. —g 11/09 pp. 26-29.

PROTEJA OS FILHOS LEGALMENTE

Pais e mães sábios preveem a possibilidade de envolvimento de um juiz. A lei não da aos pais autoridade ilimitada para tomar decisões medicas no que se refere a aceitar ou recusar tratamentos para seus filhos. Os pais talvez não tenham o direito de recusar tratamentos considerados necessários para o bem-estar do filho, mesmo quando a recusa se baseia em crenças religiosas sinceras. Se os médicos e o pessoal do hospital não tiverem o consentimento dos pais para usar sangue, eles podem tentar obtê-lo de um juiz por meio de uma ordem judicial. Muitas ordens judiciais são obtidas muito rapidamente, com pouco ou nenhum conhecimento prévio dos pais.

Como guardiões legítimos de seus filhos, os pais tem o direito fundamental de saber o que médicos, administradores de hospitais e assistentes sociais estão fazendo no que se refere a seus filhos, em qualquer ocasião. Se os pais tiverem motivos para suspeitar que será pedida uma ordem judicial, eles devem avisar todos os assistentes sociais e membros da equipe do hospital que querem ser informados a respeito de qualquer ação judicial para que tenham a oportunidade de serem ouvidos.

Como os pais podem lidar com essas ações judiciais? Se houver tempo, em geral é aconselhável procurar a ajuda de um advogado. Se os pais contratarem um advogado, o Escritório Jurídico da organização pode transmitir-lhe informações que o ajudarão a fazer a melhor defesa possível perante o juiz de acordo com as circunstancias. A principal preocupação de um juiz e o bem-estar físico da criança. O juiz precisa ver que os pais não são negligentes ou abusivos, mas sim pais amorosos que desejam que o filho receba o melhor tratamento médico.

Os pais podem informar o juiz que eles recusam transfusões de sangue com base em fortes crenças religiosas, mas que não recusam tratamento medico e não tem nenhuma intenção de tornar seu filho um “mártir”. Essa ocasião não e o melhor momento para os pais mencionarem sua forte fé na ressurreição, pois isso pode convencer o juiz de que eles não são razoáveis. Eles podem informar o juiz de que gostariam de ter a oportunidade de encontrar um medico disposto a tratar o filho usando opções de tratamento que não envolvam transfusões de sangue. A Colih talvez já os tenha ajudado a encontrar tal médico, que poderá testemunhar ao juiz, talvez por telefone. O advogado, ou na sua ausência um membro da Colih, também pode entregar ao juiz artigos médicos que mostram que o problema médico da criança pode ser cuidado com eficácia sem o uso de transfusões de sangue.

Se o caso envolver um adolescente maduro, os pais podem solicitar que o hospital avalie sua capacidade de tomar decisões. Podem pedir que o juiz escute o filho antes de tomar uma decisão. Alguns juízes reconhecem o direito legal de adolescentes maduros tomarem suas próprias decisões medicas. Fazer uma defesa judicial bem preparada e importante. Os juízes enxergam mais claramente o outro lado — o dos pais. Eles não se apressam tanto para autorizar uma transfusão.

Eles podem restringir em muito a liberdade do médico de usar transfusões de sangue, até mesmo exigindo que ele primeiro tente opções de tratamento sem sangue ou que de aos pais a oportunidade de encontrar médicos dispostos a tratar o filho sem usar transfusões de sangue.
Ao lidarem com aqueles que procuram forçar uma transfusão, os pais jamais devem vacilar em suas convicções. Alguns juízes ou médicos podem perguntar se os pais estão dispostos a “transferir” para eles a responsabilidade de tomar uma decisão, a fim de que os pais possam viver mais facilmente com sua consciência. Os pais devem deixar claro que se sentem na obrigação de fazer tudo o que puderem para evitar uma transfusão. Caso um juiz emita uma ordem apesar dos melhores esforços dos pais, eles devem continuar a pedir ao medico que não aplique transfusões e que recorra a tratamentos sem transfusões de sangue.


CONFIEM EM JEOVA

Lembre-se do conselho de Provérbios 16:20. Os pais mostram perspicácia e confiança em Jeová por se prepararem com antecedência para proteger seus filhos de transfusões de sangue. Anciãos conscienciosos incentivarão e apoiarão os pais que se esforçam nesse sentido. Que pais e filhos ‘tomem a firme resolução de não comer o sangue . . . para que lhes vá bem’ pelo fato de terem a benção e a aprovação de Jeová. — Deut. 12:23-25.

Passos que os pais precisam dar para proteger a espiritualidade e a saúde de seus filhos:


1. Ensinar a si mesmos e aos filhos a importância de obedecer ao mandamento de Jeová de se abster de sangue. — Atos 15:28, 29; Efe. 6:4.
2. Treinar os filhos para defenderem sua fé. —1 Ped. 3:15.
3. Procurar a ajuda da Colih para localizar um médico ou uma instituição médica conhecidos por respeitar nossa posição sobre o sangue e por realizar tratamentos sem transfusões de sangue.
4. Informar médicos e instituições médicas com antecedência a respeito de sua posição quanto à transfusões de sangue.
5. Procurar ajuda pré-natal em caso de gravidez.


Passos que os pais precisam dar para proteger seus filhos legalmente:

1. Lembrar de que a lei não da aos pais autoridade ilimitada no que se refere a tomar
decisões medicas.

2. Avisar todos os assistentes sociais e membros da equipe do hospital de que desejam ser avisados de qualquer ação judicial para que possam ter a oportunidade de ser ouvidos.
3. Informar o juiz que não estão recusando tratamento médico, mas que desejam que se usem opções de tratamento que não envolvam transfusões de sangue.

4. Pedir ao juiz que escute a opinião de outros médicos a respeito de tratamentos disponíveis sem transfusões de sangue.
5. Se o caso envolver um adolescente maduro, pedir que o hospital avalie sua capacidade de tomar decisões e pedir que o juiz escute o adolescente.

hibridizado

Mensagens : 359
Likes : 16
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 61
Localização : Pasárgada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por TJ Curioso em Dom Maio 27 2012, 19:11


TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por ellipsis em Dom Maio 27 2012, 19:21

Obrigado TJ Curioso
excelente tu colocares aqui os originais.

Obrigado




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 275
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por pascoalnaib em Ter Maio 29 2012, 00:21

É muito interessante ver os métodos de doutrinação que a Torre de Vigia inculca nos seus adeptos. Uma pena se uma criança morrer desses conselhos. Crying or Very sad

pascoalnaib

Mensagens : 1061
Likes : 38
Data de inscrição : 23/10/2011
Idade : 42
Localização : Fortaleza-CE

Ver perfil do usuário http://extestemunhasdejeova.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por hibridizado em Ter Maio 29 2012, 13:03

@pascoalnaib escreveu:É muito interessante ver os métodos de doutrinação que a Torre de Vigia inculca nos seus adeptos. Uma pena se uma criança morrer desses conselhos. Crying or Very sad
No Brasil a coisa vai ficar ainda pior, será considerado crime um médico se contrapor a vontade expressa de um paciente sobre um determinado tratamento.

hibridizado

Mensagens : 359
Likes : 16
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 61
Localização : Pasárgada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por pascoalnaib em Ter Maio 29 2012, 17:22

@hibridizado escreveu:
@pascoalnaib escreveu:É muito interessante ver os métodos de doutrinação que a Torre de Vigia inculca nos seus adeptos. Uma pena se uma criança morrer desses conselhos. Crying or Very sad
No Brasil a coisa vai ficar ainda pior, será considerado crime um médico se contrapor a vontade expressa de um paciente sobre um determinado tratamento.
Bem, realmente uma pessoa adulta deveria estar a par e ter o direito de escolher receber o sangue ou não, porém é muito contraditório a Torre de Vigia exigir esse direito e não dar o mesmo direito se uma TJ quisesse receber a transfusão, pois nesse caso a pessoa é expulsa (desassociada). Com certeza a justiça não sabe desse detalhe!

pascoalnaib

Mensagens : 1061
Likes : 38
Data de inscrição : 23/10/2011
Idade : 42
Localização : Fortaleza-CE

Ver perfil do usuário http://extestemunhasdejeova.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por hibridizado em Qua Maio 30 2012, 01:00

@pascoalnaib escreveu:
@hibridizado escreveu:
@pascoalnaib escreveu:É muito interessante ver os métodos de doutrinação que a Torre de Vigia inculca nos seus adeptos. Uma pena se uma criança morrer desses conselhos. Crying or Very sad
No Brasil a coisa vai ficar ainda pior, será considerado crime um médico se contrapor a vontade expressa de um paciente sobre um determinado tratamento.
Bem, realmente uma pessoa adulta deveria estar a par e ter o direito de escolher receber o sangue ou não, porém é muito contraditório a Torre de Vigia exigir esse direito e não dar o mesmo direito se uma TJ quisesse receber a transfusão, pois nesse caso a pessoa é expulsa (desassociada). Com certeza a justiça não sabe desse detalhe!
Além de que é muita hipocrisia a torre entender que a fera de sete cabeças e dez chifres ser o sistema político do mundo e mesmo assim fazer lobby político para aprovar uma lei dessas!!!!!!!! Terrível!!!#

hibridizado

Mensagens : 359
Likes : 16
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 61
Localização : Pasárgada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por pascoalnaib em Qua Maio 30 2012, 11:04

hibridizado cita:
Além de que é muita hipocrisia a torre entender que a fera de sete cabeças e dez chifres ser o sistema político do mundo e mesmo assim fazer lobby político para aprovar uma lei dessas!!!!!!!! Terrível!!!#
Pois é, mais uma incoerência da Torre de Vigia. Ela como empresa pode se beneficiar de tudo que A FERA oferece, mas impede seus adeptos de usarem tais meios em benefício próprio.

pascoalnaib

Mensagens : 1061
Likes : 38
Data de inscrição : 23/10/2011
Idade : 42
Localização : Fortaleza-CE

Ver perfil do usuário http://extestemunhasdejeova.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confidencial - Como os pais podem proteger seus filhos de transfusões de sangue

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 18:35


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum