EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

O que REALMENTE tramou as Testemunhas de Jeová na Rússia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O que REALMENTE tramou as Testemunhas de Jeová na Rússia

Mensagem por EdenOne em Seg Abr 24 2017, 18:06

Em entrevista á SIC a propósito da proibição das Testemunhas de Jeová na Rússia, o representante de Betel em Portugal, o "irmão" Pedro Candeias, respondeu á jornalista com a lengalenga do costume:



"PAGAMOS OS NOSSOS IMPOSTOS, SOMOS FIÉIS CUMPRIDORES DAS NOSSAS OBRIGAÇÕES FISCAIS" - Pedro Candeias

A sério??

Deixe que lhe recorde a pergunta que foi feita a Jesus, em Marcos 12:13-17. Ali, Jesus foi questionado sobre o pagamento de impostos a Roma. "Devemos pagar, ou não devemos pagar?", foi a pergunta. Naturalmente que a pergunta procurava armadilhar Jesus. Os judeus contestavam a justeza dos impostos pagos a uma autoridade opressiva, e Jesus sabia disso. Mas, ao invés de tecer considerações sobre a justeza dos impostos, ou fazer distinção entre impostos justos ou injustos, Jesus simplesmente disse: "Pagai a César as coisas de César". Ou seja: Paguem os impostos que vos forem exigidos pela autoridade, independentemente se são justos ou proporcionais ou seja para que fim se destinem.

Em Romanos 13:1-7, Paulo abordou essa questão, concluindo: "Rendei a todos o que lhes é devido, a quem exigir imposto, o imposto.” - mesmo que grande parte desse imposto pago a Roma se destinasse para fins militares, que os primitivos cristãos objectavam.

No artigo de A Sentinela "Você deve pagar impostos?" (w11 1/9 pp. 21-23) o autor critica Ghandi e o filósofo Thoreau que se negaram a pagar impostos por objectarem o propósito que seria dado a esse dinheiro. O artigo é peremptório: "A consciência do cristão na verdade exige que ele pague impostos, mesmo que esses sejam usados para financiar atividades que ele pessoalmente é contra."

Isto é a teoria. E na prática?

Na prática, a filial da Rússia deu as seguintes instruções ás congregações:

a) Em carta datada de 20 de Fevereiro de 2017 e dirigida exclusivamente aos corpos de anciãos, que abaixo se reproduz, as congregações foram instruídas a RETEREM as contribuições e não as enviarem a Betel até novas instruções, por causa de inspeções-surpresa feitas á filial pelas autoridades e o perigo dessas contribuições serem confiscadas.



b) Em mensagem via electrónica dirigidas aos coordenadores dos centros regionais administrativos das testemunhas de Jeová na Rússia, marcadas como "CONFIDENCIAL" e com instruções explícitas para "NÃO IMPRIMIR / NÃO GUARDAR", a filial deu instruções precisas para que todos os bens imóveis usados pelas Testemunhas de Jeová na Rússia sejam transferidos para a titularidade de entidades exteriores á Russia, como por exemplo filiais da Watchtower no estrangeiro; depois essas entidades celebram um contrato de cedência graciosa de uso a um membro da congregação, desejavelmente um ancião; depois a congregação aprova uma resolução recomendando usar a propriedade administrada por esse irmão como local de adoração da comunidade.

Através deste expediente secreto, a organização procurou esconder os seus bens do Estado Russo, a fim de fugir ao pagamento de impostos, taxas ou o confisco de tais bens. No entanto, as comunicações foram interceptadas, o esquema foi descoberto e revelado em tribunal. 

Esta acção "preventiva", de transferência não autorizada de bens e capitais para entidades estrangeiras sem o devido reporte ás autoridades, quando não havia nenhuma ordem de confisco (apenas a suspeita que tal podia acontecer), configura no ordenamento jurídico Russo um crime de BRANQUEAMENTO DE CAPITAIS. Um crime, que, como é sabido, é comum entre ORGANIZAÇÕES EXTREMISTAS. 

É certo que um imposto ou confisco de bens e capitais das testemunhas de Jeová na Rússia pode ser argumentado como um exagero, ou uma injustiça. Mas, a verdade é que Jesus deu ordem para que se pagassem esse imposto devido, fosse ele justo ou injusto! Assim, é demonstrávelmente FALSA a afirmação do "irmão" Pedro Candeias segundo a qual as Testemunhas de Jeová pagam fielmente os seus impostos. Mentira: Quando sentem que o seu dinheirinho está ameaçado, a liderança das Testemunhas de Jeová não tem pejo em fugir aos impostos, afrontar e desafiar as autoridades legalmente instituídas; e depois, quando a coisa lhes corre mal, fazer com que os coitados dos irmãos paguem a fava com multas e penas de cadeia.

HIPÓCRITAS CRIMINOSOS


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House
avatar
EdenOne
Moderador
Moderador

Mensagens : 448
Likes : 114
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que REALMENTE tramou as Testemunhas de Jeová na Rússia

Mensagem por TJ esclarecido em Seg Abr 24 2017, 21:13

EdenOne,

Excelente post e muito bem documentado!  aplausos
Aqueles que tiveram responsabilidades na estrutura da Organização e conhecem os seus meandros sabem muito bem que tudo é permitido para salvaguardar "os bens de Cristo na Terra".


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso
avatar
TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1886
Likes : 161
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que REALMENTE tramou as Testemunhas de Jeová na Rússia

Mensagem por EdenOne em Ter Abr 25 2017, 00:08

Na comunicação enviada da sede com instruções sobre como transferir a propriedade dos Salões do Reino para entidades terceiras para que as autoridades não as possam confiscar (como se isso impedisse as autoridades de confiscarem um local suspeito de albergar actividade considerada "extremista" ... ) existe um parágrafo relativo ao irmão escolhido para ser o usufrutuário do imóvel, que revela bem o carácter da Organização:

"O irmão designado [note-se: designado, mas não voluntário] para ser o usufrutuário da propriedade, deve possuír as necessárias qualificações espirituais, e humildemente apoiar as decisões dos corpos de anciãos [por outras palavras, obedecer e calar] e estar disposto a cooperar com eles. Se necessário, o irmão tem de estar pronto para fornecer documentação de importância primordial. [Tipo, dar os seus dados pessoais, e ai dele se pensar em abarbatar-se com a propriedade da Sociedade] O irmão designado como usufrutuário deve estar preparado para, se necessário, corajosamente defender os legítimos interesses da congregação, e não ter medo de enfrentar oficiais governamentais (polícia, procuradores, autoridades regulatórias)." [Ou seja, quando as coisas derem para o torto, o irmão designado deve dar o corpo ás balas e assumir sozinho a culpa pelo crime de dar guarida a actividades consideradas criminosas e extremistas, porque nós vamos pôr-nos ao fresco. Note que a instrução não é a de corajosamente defender as vidas dos membros da congregação, mas sim defender os interesses - a propriedade, os bens, o dinheiro - da organização].

Mais um pormenor que mostra que a verdadeira preocupação da Organização é com os seus bens - os irmãos são gente descartável pronta a ser atirada para debaixo do autocarro como bodes expiatórios e mártires a favor da sua fé. E depois a organização virá a público dizer "coitados dos nossos queridos irmãos, que estão a ser tão maltratados pelos vilões dos Russos. Eles são mártires, exemplos de fé! Oremos por eles!"

HIPÓCRITAS!

Eden


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House
avatar
EdenOne
Moderador
Moderador

Mensagens : 448
Likes : 114
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que REALMENTE tramou as Testemunhas de Jeová na Rússia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum