EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por SenorRodriguezG em Sab Jun 04 2016, 15:03



NOTAS: Este vídeo está a ser apresentado nos congressos regionais de 2016 e já foi discutido neste tópico ( http://testemunhasdejeova.forumeiros.com.pt/t4500p50-congresso-2016-continue-leal-a-jeova ), mas devido à "importância" do mesmo foi sugerido colocar num tópico separado. O vídeo faz parte de uma série de 3 vídeos e está dobrado em Espanhol com legendas em Português.

1º Vídeo
Inglês: https://youtu.be/tZ8P5xKANvw
Espanhol: https://youtu.be/KtuTE9oUDKI

2º Vídeo
Espanhol: Vídeo acima em destaque neste tópico
Inglês: https://youtu.be/LwcJUZ5-Vb4

3º Vídeo
Inglês: https://youtu.be/HyOTanQ7DSo
Espanhol: https://youtu.be/g5Pq6YBY0lE

SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por TJ esclarecido em Sab Jun 04 2016, 17:48


SenorRodriguezG,

Excelente trabalho!

Este vídeo que legendaste e que já está a ser amplamente discutido não só em fóruns TJ e ex-tJ mas que também já chegou a alguns órgãos da mídia internacional está a ser objeto de tema de debates e conversas. Vai ser de facto um grande tiro no pé da ORGA que desta forma está a sensibilizar ainda mais a opinião das pessoas para a política surreal e absurda de ostracização de pais TJ para com seus filhos afastados da religião.
Chego-me a questionar sobre o que terão na cabeça os fulanos que preparam este "excelente alimento espiritual"!  scratch


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por ellipsis em Sab Jun 04 2016, 18:17

@TJ esclarecido escreveu:
SenorRodriguezG,

Excelente trabalho!

Este vídeo que legendaste e que já está a ser amplamente discutido não só em fóruns TJ e ex-tJ mas que também já chegou a alguns órgãos da mídia internacional está a ser objeto de tema de debates e conversas. Vai ser de facto um grande tiro no pé da ORGA que desta forma está a sensibilizar ainda mais a opinião das pessoas para a política surreal e absurda de ostracização de pais TJ para com seus filhos afastados da religião.
Chego-me a questionar sobre o que terão na cabeça os fulanos que preparam este "excelente alimento espiritual"!  scratch

Nem mais. Um video que poderá custar muito caro a ORGA. Tomara que sim, mesmo muito.
Principalmente, muitos click's




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por JaFuiTJ em Dom Jun 05 2016, 09:04

Esta secção de vídeos que estão aqui a ser mostrados, inclusive já legendados em português (o que é de louvar a quem teve o trabalho meritório e disponibilidade de tempo) e irão passar nos Congressos Regionais 2016 aqui em Portugal acho também que serão um grande tiro do pé da ORG.

A coisas nas "fileiras combatentes" não andam famosas. Muita gente desconte com as inovações, os novos formatos de reuniões, tablets para cima e para baixo, literatura para pregar de casa em casa, zero.

Vídeos e vídeos nas congregações, a torto e a direito, broadcasting mensal também no salão do reino, tudo isto é contraproducente as pessoas em geral andam cansadas, confusas, desanimadas, perplexas. Nunca tudo foi tão duro, automatizado, desprovido de sentimentos um constante apelo ao dinheiro das pessoas.

Por isto tudo, e mais algumas coisas há uma grupo de pessoas que eu chamo de os "Perplexos" que são os que estão de boca aberta e não a conseguem fechar com tanta mudança. Mas estes "Perplexos" também já se começaram a destacar. E são um grupo grande de pessoas, descontentes, que já têm como se costuma dizer um pé dentro e outro fora. Pessoas que já á muito tempo andam desiludidas com a ORG, mas ainda não se assumiram. Pessoas que têm familiares desassociados mas mantêm convivência com eles.

Como reagirão essas pessoas quando virem estes vídeos. (se é que já não os viram)
E pessoas sinceras com filhos não se irão tocar quando virem o vídeo da mãe que não atende o telemóvel á filha?
E discursos e mais discursos a bater nos apóstatas, inactivos e desassociados/dissociados.
Acho que esta série de Congressos 2016 será a GOTA de ÁGUA para muitos.
Lembram-se da expressão peneiração. É simplesmente escandaloso aquilo que se vai ver naqueles ecrãs gigantes. Acho que este congresso pode muito bem servir para muitos fazerem a sua decisão de abandonar a ORG de uma vez por todas.

JaFuiTJ

JaFuiTJ
Membros
Membros

Mensagens : 219
Likes : 64
Data de inscrição : 19/02/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por hocosi em Dom Jun 05 2016, 09:09

@JaFuiTJ escreveu:Esta secção de vídeos que estão aqui a ser mostrados, inclusive já legendados em português (o que é de louvar a quem teve o trabalho meritório e disponibilidade de tempo) e irão passar nos Congressos Regionais 2016 aqui em Portugal acho também que serão um grande tiro do pé da ORG.

A coisas nas "fileiras combatentes" não andam famosas. Muita gente desconte com as inovações, os novos formatos de reuniões, tablets para cima e para baixo, literatura para pregar de casa em casa, zero.

Vídeos e vídeos nas congregações, a torto e a direito, broadcasting mensal também no salão do reino, tudo isto é contraproducente as pessoas em geral andam cansadas, confusas, desanimadas, perplexas. Nunca tudo foi tão duro, automatizado, desprovido de sentimentos um constante apelo ao dinheiro das pessoas.

Por isto tudo, e mais algumas coisas há uma grupo de pessoas que eu chamo de os "Perplexos" que são os que estão de boca aberta e não a conseguem fechar com tanta mudança. Mas estes "Perplexos" também já se começaram a destacar. E são um grupo grande de pessoas, descontentes, que já têm como se costuma dizer um pé dentro e outro fora. Pessoas que já á muito tempo andam desiludidas com a ORG, mas ainda não se assumiram. Pessoas que têm familiares desassociados mas mantêm convivência com eles.

Como reagirão essas pessoas quando virem estes vídeos. (se é que já não os viram)
E pessoas sinceras com filhos não se irão tocar quando virem o vídeo da mãe que não atende o telemóvel á filha?
E discursos e mais discursos a bater nos apóstatas, inactivos e desassociados/dissociados.
Acho que esta série de Congressos 2016 será a GOTA de ÁGUA para muitos.
Lembram-se da expressão peneiração. É simplesmente escandaloso aquilo que se vai ver naqueles ecrãs gigantes. Acho que este congresso pode muito bem servir para muitos fazerem a sua decisão de abandonar a ORG de uma vez por todas.

JaFuiTJ

Sem dúvida vivemos em tempos de mudança!



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2577
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por EdenOne em Dom Jun 05 2016, 11:47

Para quem conhece a fundo a história da Organização, isto parece ser uma reedição do período 1917-1935, aquele que se seguiu á morte de CT Russell. Sob a capa da mesma empresa - a Sociedade Torre de Vigia -  Rutherford descartou a religião antiga (os Estudantes da Bíblia) e construíu uma nova, as Testemunhas de Jeová. O que estamos a observar desde 2002 - o ano em que deixou de haver a figura tutelar do Presidente da Sociedade e o "Corpo Governante" passou a comandar tudo em sentido doutrinal - é a transição e rebranding das Testemunhas de Jeová para uma nova religião sob a égide da JW.ORG. (resta saber se também vai haver mudança de nome ou não. Tenho um palpite que sim, haverá um novo nome e uma mudança radical de paradigma doutrinal....é o culminar do processo de transição).

Neste processo, tal como há 90 anos atrás, muitos ficam pelo caminho, perplexos por não "reconhecer" esta religião. É exactamente o que está a acontecer. E, não tenham dúvida, daqui a alguns anos a JW.ORG vai encontrar nas profecias algum "tipo profético" que "prefigure" os acontecimentos actuais. Esperem só para ver...!

EdenOne


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House

EdenOne
Membros
Membros

Mensagens : 271
Likes : 87
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por SenorRodriguezG em Dom Jun 05 2016, 15:51

Tenho pensado bastante nestes últimos dias sobre o impacte que estes vídeos irão ter nas TJ. Quando falo "nestes vídeos" refiro-me a todos os vídeos que irão ser apresentados no congresso (para quem ainda não teve oportunidade de espreitar há uma outra série muito "interessante" que está a ser vulgarmente conhecida como os "vídeos do bunker" - TJ reunidas numa cave partilham experiências entre si em plena "grande tribulação").

Um dos motivos que me faz duvidar sobre o impacte que esses vídeos irão ter tem a ver por não poder utilizar a minha reação e opinião como base, já que de certa forma pode-se dizer que é tendenciosa, só por ser analisada diferentemente de uma TJ completamente formatada. Nestas "divagações" fiquei a pensar se a mensagem transmitida nestes vídeos está assim tão diferente ou se eles representam um contra-senso ou uma notória mudança com respeito às mensagens e ensinos do passado...

A conclusão a que cheguei é que de certa forma não! As mensagens da organização continuam com a mesma carga de manipulação mental, ilusão, imposição de dogmas com pouca ou nenhuma base bíblica, etc.
Se compararmos com a história da organização, isto não é nada de novo:
- mensagens estapafúrdias como a proibição das vacinas, interpretações bíblicas sobre as pirâmides são factos na história das TJ;
- o tratamento aos desassociados tem sofrido diversos "altos e baixos" nos últimos anos, mas a postura base dessa prática continua a manter-se nos vídeos;
- a ilusão do paraíso na terra e do grupo especial de poucos milhares na terra que será o único ser salvo na "grande tribulação" também não é nada de novo;
- e por fim os exemplos ou demonstrações do que é a vida de uma típica TJ e continuam muito díspares da realidade e a deixar-nos perplexos quando vemos o que a organização acha que são os problemas e desafios de uma TJ e como ela os deve resolver na vida real (quantos de nós já não ficamos estupefatos quando vimos alguns monólogos nas assembleias onde a situação era tão caricata ou bizarra que parecia um sketche - exemplo: jovem que é convidado inocentemente para ir estudar para casa de uma colega e fica logo a pensar que é uma proposta de cariz sexual, por isso após fazer uma oração silenciosa vai "pregar" à colega sobre as virtudes da castidade e que não está interessado em namorar até ter mais idade scratch )

A única diferença é que com a modernização TJ versão 3.0 (JW.org) os meios tecnológicos passaram a ter um papel de relevo e ao invés de assistirmos a monólogos/demonstrações bizarras com casos surreais representados por "irmanzinhos" que têm muito talento para adular os anciãos e muito pouco talento para as artes da representação, assistimos agora a vídeos com uma produção cuidada (frequentemente com música para apelar ao sentimentalismo) e o impacte é outro/muito mais forte.

Outro pormenor que para mim é importante para justificar tudo isto, é que na realidade neste século XXI o que mudou mais foi a sociedade no geral, e os confrontos com uma religião/seita fundamentalista que está a ficar datada como as TJ, irão ser cada vez mais comuns porque como referi, a organização das TJ não mudou assim tanto no seu "core" nestes últimos anos. Embora reconheça que nalguns casos até se tentou "adaptar" a esta nova era onde existe maior informação do público em geral. Dou uns exemplos:
Suavização no seu discurso escrito com respeito à homosexualidade (é discutível este ponto, mas para mim houve algumas melhorias de forma a não entrarem no discurso do politicamente incorreto)
Abandono de algumas interpretações bíblicas mais rebuscadas - refiro-me por exemplo ao abandono das interpretação dos tipos e antitipos que saiu numa sentinela ainda recente.

A JafuiTJ referiu um ponto muito interessante que é esse do grupo dos "perplexos". Também acho que este grupo de TJs (muitas de 2a geração que cresceram neste meio controlado) irão cada vez estranhar mais o modo de vida TJ e toda a sua filosofia, e embora não coloquem em questão diretamente as crenças básicas (se aquilo é a "verdade" ou não), o seu afastamento será devido a uma formatação no seu modo de pensar, fruto da sociedade atual, que os tornará cada vez mais adversos a uma pertença a um culto religioso e a um comportamento controlado e coreografada exigido pelos líderes desse grupo religioso.

Como o EdenOne referiu, quem sabe se nos próximos anos não iremos assistir à repetição da saída de um êxodo em massa de TJ, onde irão apenas ficar um grupo dos mais fanáticos que considerarão tudo como uma interpretação das profecias (uma purga ou limpeza da congregação antes do armagedom) Evil or Very Mad

SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por HALDYS em Dom Jun 05 2016, 20:13

A primeira vez que vi o video, chocou me a dureza dos pais e revoltou-me.Voltei a ver e continuo tão chocada. Até porque a organização no meu entender, manipulou ao usar o caso de uma rapariga que não se importa com o que a atitude dela causa nos pais, quando na realidade muitas TJs, se não a maioria, importa-se com o que os pais sentem.Tanto assim é que muitos vivem uma vida dupla outros sacrificam se ficando na organização e muitos saem mas com muita dor sabendo que os familiares ficarão a sofrer.
Não sei como reagirão as TJs activas quando visualizarem estes videos nos Congressos.Muitas que eram tolerantes vão se tornar mais radicais porque a consciência delas(bem treinada) não lhes permitirá comunicar com uma irmã biológica"porque o escravo foi claro quando diz nem sequer sentar à mesa com tal pessoa"ou sequer atender uma chamada.
Eu gostava que muita gente se indignasse , mas nem todos se chocam com ostracismo tenho um familiar que se está a tornar TJ antes mesmo de ser publicador ja praticamente não falava comigo e disse-me claramente que eu sabia ao que ia que o castigo não era nada por aí além que bastava sentar-me nas filas de trás no salão do reino e depois ser readmitida.Empatia nenhuma!!!

HALDYS
Membros
Membros

Mensagens : 355
Likes : 47
Data de inscrição : 04/09/2014
Idade : 37
Localização : porto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por hocosi em Dom Jun 05 2016, 21:46

Eu sempre tenho criticado a ICAR e o atual Papa. No entanto achei interessante numa reflexão feita pelo Papa na última quarta feira em que ele dá uma lição valiosa aos do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová e aos anciãos numa reflexão sobre a parábola do fariseu e do publicano.

Diz ele:
“Hipócrita e corrupto é aquele que julga e despreza os demais”

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Na quarta-feira passada ouvimos a parábola do juiz e da viúva, sobre a necessidade de orar com perseverança. Hoje, com outra parábola, Jesus quer nos ensinar qual é a atitude certa para rezar e invocar a misericórdia do Pai; como devemos orar; a atitude certa para orar. É a parábola do fariseu e do publicano (cf. Lc 18,9-14).

Os dois protagonistas sobem ao templo para orar, mas eles agem de modos muito diferentes, obtendo resultados opostos.

O fariseu reza “em pé” (v. 11), e usa um monte de palavras. A sua é, sim, uma oração de agradecimento dirigida a Deus, mas na verdade é uma exposição de seus próprios méritos, com um senso de superioridade em relação aos “outros homens”, descritos como “ladrões, injustos, adúlteros”, como, por exemplo, – e aponta aquele que estava lá – “este publicano” (v. 11). Mas aqui está o problema: aquele fariseu reza a Deus, mas na verdade olha para si mesmo. Reza a si próprio! Em vez de ter diante dos olhos o Senhor, tem um espelho. Embora estando no templo, não sente a necessidade de prostrar-se diante da majestade de Deus; está em pé, se sente seguro, como se ele fosse o dono do templo! Ele enumera as boas obras realizadas: é irrepreensível, observante da Lei, além da obrigação, jejua “duas vezes por semana” e paga o “décimo” de tudo o que possui. Em suma, mais do que orar, o fariseu congratula-se com a própria observância dos preceitos. No entanto, a sua atitude e as suas palavras estão longe do modo de agir e de falar de Deus, que ama todos os homens e não despreza os pecadores. Pelo contrário, aquele fariseu despreza os pecadores, até quando assinala o outro que está lá. Em suma, o fariseu, que se sente justo, negligencia o mandamento mais importante: o amor a Deus e ao próximo.

Não basta, portanto, perguntar-nos o quanto oramos, devemos também perguntar-nos como oramos, ou melhor, como é o nosso coração: é importante examiná-lo para avaliar os pensamentos, os sentimentos, e erradicar a arrogância e a hipocrisia. Mas, eu pergunto: é possível orar com hipocrisia? Não. Apenas, devemos orar colocando-nos diante de Deus assim como nós somos. Não como o fariseu que orava com arrogância e hipocrisia. Todos somos vítimas do frenesi do ritmo diário, muitas vezes à mercê dos sentimentos, atordoados, confusos. É necessário aprender a reencontrar o caminho do nosso coração, recuperar o valor da intimidade e do silêncio, porque é lá que Deus nos encontra e nos fala. Somente a partir daí podemos, por sua vez, encontrar os outros e falar com os demais. O fariseu foi ao templo, confiante, mas não se deu conta de ter perdido o caminho do seu coração.

O publicano, pelo contrário, – o outro – se apresenta no templo com ânimo humilde e contrito: “ficou a distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito” (v. 13). A sua oração é muito curta, não é tão longa como a do fariseu: “. Ó Deus, tende piedade de mim pecador”. Nada mais. Bela oração! Na verdade, os cobradores de impostos – disse apenas, “publicanos” – eram consideradas pessoas impuras, submissas aos governantes estrangeiros, o povo não gostava deles, associados aos “pecadores”. A parábola ensina que alguém é justo ou pecador não pela própria associação social, mas pela maneira como se relaciona com Deus e pelo modo de relacionar-se com os irmãos. Os gestos de penitência e as poucas e simples palavras do publicano testemunham a sua consciência sobre a sua mísera condição. A sua oração é essencial. Atua como alguém humilde, confiante somente de ser um pecador necessitado de piedade. Se o fariseu não pedia nada porque já tinha tudo, o publicano pode só mendigar a misericórdia de Deus. E isso é bonito: mendigar a misericórdia de Deus! Apresentando-se “de mãos vazias”, com o coração nu e reconhecendo-se pecador, o publicano mostra a todos nós a condição necessária para receber o perdão do Senhor. No fim, precisamente ele, tão desprezado, se torna um ícone do verdadeiro crente.

Jesus conclui a parábola com uma frase: “Digo-vos, este – ou seja, o publicano – e não o outro, foi para casa justificado, porque todo aquele que se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado” (v 14 ). Destes dois, quem é corrupto? O fariseu. O fariseu é precisamente o ícone do corrupto que finge orar, mas consegue somente exibir-se na frente de um espelho. É um corrupto e finge orar. Assim, na vida quem se acha justo e julga os demais e os despreza, é um corrupto e um hipócrita. A soberba compromete toda boa ação, esvazia a oração, afasta de Deus e dos outros. Se Deus prefere a humildade não é  para degradar-nos: a humildade é, pelo contrário, condição necessária para sermos levantados por Ele, de modo a experimentar a misericórdia que vem para preencher nossos vazios. Se a oração do soberbo não atinge o coração de Deus, a humildade do pobre o escancara. Deus tem um ponto fraco: a fraqueza para os humildes. Diante de um coração humilde, Deus abre totalmente o seu coração. É esta humildade que a Virgem maria expressa no cântico do Magnificat: “Olhou para a humildade da sua serva. […] de geração em geração a sua misericórdia para com os que o temem “(Lc 1, 48.50). Que ela, nossa Mãe, nos ajude a orar com coração humilde. E nós, repitamos três vezes, aquela bela oração: “Oh, Deus, tenha piedade de mim, pecador”.

https://pt.zenit.org/articles/papa-francisco-hipocrita-e-corrupto-e-aquele-que-julga-e-despreza-os-demais/



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2577
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por TJ esclarecido em Dom Jun 05 2016, 23:54

Concordo inteiramente com o caros foristas EdenOne, JaFuiTJ, SenorRodriguezG, e também com o hocosi que diz que “vivemos em tempos de mudança”.

Na minha opinião, a Watchtower procura romper com o passado e lavar-se dos seus “pecados” mas não consegue. Nesse sentido, o esforço (em vão) de se renovar, eliminando o logotipo desgastado da “torre” e substituí-lo pelo “jw.org” não é o suficiente.

Ela continuará sempre a ser assombrada, entre outras coisas, pelas suas profecias falhadas malgré as tentativas de justificar isso com mudanças de entendimento e novas luzes, pelos escândalos de pedofilia que têm vindo a público com a sua política durante décadas de tratar desses crimes internamente e acobertá-los das autoridades. Estes são, na minha opinião, alguns dos tumores malignos que a corroem.

Apesar disso, não creio que assistamos dentro dum curto prazo a um trambolhão total da Watchtower. Estou no entanto convencido que ainda veremos nesta “geração”   Laughing    uma Watchtower muito enfraquecida pela debandada de muita gente e consequente diminuição do número dos seus membros .

Do ponto de vista financeiro e patrimonial, veremos o que acontecerá com a queda de donativos já bem evidente e depois de venderem parte significativa do seu parque imobiliário e pagarem as indemnizações a que for condenada pelos tribunais bem como os acordos particulares com outros abusados para retirarem as queixas.


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo que demonstra a ostracização entre pais e filhos Testemunhas de Jeová (Congresso 2016)

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 17:25


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum