EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

25 de Abril e a liberdade religiosa.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

25 de Abril e a liberdade religiosa.

Mensagem por hocosi em Dom Abr 24 2016, 22:11

Começa já a ficar distante a revolução ocorrida em 25 de Abril de 1974 em Portugal, mas aqueles que viveram nos anos anteriores poderão lembrar-se de como eram as coisas ao nível da religião.

Dizia Salazar:
«Às almas dilaceradas pela dúvida e o negativismo do século, procurámos restituir o conforto das grandes certezas. Não discutimos Deus e a virtude; não discutimos a Pátria e a sua História; não discutimos a autoridade e o seu prestígio, não discutimos a família e a sua moral, não discutimos a glória do seu trabalho e o seu dever.»

Eu lembro-me bem como nas escolas primária a inculcação ideológica manifestava-se com nitidez no controle dos professores, nos manuais escolares, na imposição do «livro único» e na própria organização física do espaço escolar. Nas paredes da sala de aula, o crucifixo estava ladeado pelas fotografias de Salazar e Américo Tomás. Mais tarde a foto de Salazar foi substituída pela de Marcelo Caetano.

O Cristo lá no crucifixo era símbolo de autoridade.

Pátria era identificada por Salazar e Américo Tomás

Ao nível religioso lembra-me bem que havia outras religiões que existiam antes do 25 de Abril. As Testemunhas de Jeová também. Eu comecei a ir à pregação ainda em 1973. Tinha que andar com a Bíblia e literatura nos bolsos do casaco. Não se andava de pastinha como hoje. De vez em quando alguns publicadores eram caços pela policia e levados para interrogatório.

Mas quanto a mim a grande diferença causada a nível religioso é que as religiões que não a ICAR eram toleradas ao passo que após a revolução passaram a serem legalizadas e reconhecidas como religiões, com direitos e deveres, se bem que mesmo hoje e devido à concordata assinada em 7 de maio de 1940 entre o Estado Português e a Santa Sé, a religião Católica continua a gozar de privilégios que são negados às outras religiões.  

Texto da concordata

Quanto a mim o texto desta concordata é uma vergonha para um Estado que se diz laico. Portugal é mais um vassalo do Vaticano. Uma boa demonstração disso foi a visita do novo presidente da Republica como primeira visita logo após a sua eleição e a forma bajuladora e submissa do seu beija mão como se o Papa fosse um deus.

[img][/img]



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2576
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum