EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

"Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por Sensivel em Sex Abr 08 2016, 16:40

As TJ são conhecidas mundialmente pela sua boa conduta, nas reuniões ouvimos muitas vezes a importância de pagarmos os nossos impostos. E a fuga a tais, revela desonestidade, que é um pecado grave aos olhos de Jeová.

A congregação onde pertenço é muito elogiada pelo número de jovens que conseguem conciliar a sua vida profissional com o serviço de pioneiro regular. A maioria tem o seu part-time e para reforçar os seus rendimentos, dedicam-se ao chamado (biscate) trabalho extra laboral e não oficial.

As mulheres costumam arranjar unhas, vender produtos de beleza, fazer penteados, cortar cabelos e limpezas. Os homens por sua vez, tiram fotos, fazem filmes, tocam em casamentos e até dão aulas de fitness a idosos.

A maioria dos seus clientes para não dizer todos, são TJ, os irmãos ficam contentes de recorrer aos jovens para a prestação deste tipo de serviços, porque conseguem preços mais acessíveis, e estão a ajuda-los no seu serviço a Jeová.

Curioso, é que na hora do preenchimento do IRS esses rendimentos extras ficam de fora.
Não estou a falar de estudantes da bíblia ou irmãos sem responsabilidades, mas de anciãos, servos ministeriais e publicadores regulares. Isto sempre me fez muita confusão.

Isto acontece nas vossas congregações?
avatar
Sensivel

Mensagens : 29
Likes : 8
Data de inscrição : 28/03/2016
Idade : 32
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por EdenOne em Sex Abr 08 2016, 17:47

Acontece sim. Montes de TJ's, inclusive muitos anciãos, fazem trabalhos sem factura e todos fecham os olhos. E depois vão para a tribuna dizer que temos de ser honestos e "dar a César o que é de César", o que inclui pagar fielmente os impostos. Pois sim, abelha, pois sim .... bem prega Frei Tomás; faz como ele diz, mas não faças como ele faz.

Tive uma TJ a fazer um trabalho de construção em minha casa, bastantes milhares de euros. Deu-me um orçamento com taxa de IVA reduzida (5% na época) porque se tratava de uma remodelação, para ganhar a obra. (Achei um tanto estranho, mas a responsabilidade era dele...) Com base nesse orçamento pedi um empréstimo. A meio da obra veio com uma conversa, que tinha afinal de cobrar IVA a 21% porque blah blah blah....; Percebi que ele tinha feito o orçamento mal feito e queria sacar-me mais dinheiro. Mas era impossível, não podia ir pedir mais dinheiro, e um acordo era um acordo. Bom, resultado: a obra arrastou-se meses para lá do previsto (e nós a morarmos em casa alheia) ... aldrabou a torto e direito nos materiais que tínhamos acordado ...montes de coisas ficaram mal feitas. E no fim, não me passou uma factura!! Quis fazer queixa dele ás autoridades, mas os anciãos da congregação disseram que eu não podia levar outro irmão a tribunal.... e fiquei a arder.

EdenOne


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House
avatar
EdenOne
Moderador
Moderador

Mensagens : 459
Likes : 116
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 46
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por SenorRodriguezG em Sex Abr 08 2016, 18:27

Uma coisa que todos sabemos é que embora as TJ se orgulhem de dizer que são um grupo unido e igual no mundo inteiro (o que uns fazem na Europa também o fazem na África) na realidade as coisas são um pouco diferentes e há uma certa heterogeneidade a nível de valores, personalidade, fanatismo, etc. - como seria de esperar em qualquer grupo diversificado.

Sinceramente, isso sempre me fez alguma confusão, mas nunca deixei que esse pormenor fosse relevante na minha análise às TJ. Generalizando, acho que as TJ são ainda uma excepção na sociedade atual e afirmo que se tivesse de confiar num desconhecido para algo que envolvesse alguma honestidade (exemplo: empregada doméstica) mais rapidamente confiava numa TJ qualquer do que noutra pessoa também desconhecida.
Encarem isto não de um ponto de vista tendencioso, mas de um "ponto de vista mais estatístico".

Conheço bastantes TJ que são extremamente honestas nas suas vidas e os únicos "crimes" que cometem devem ser ir a 140 km/h nas autoestradas. Também conheço outras, que revelam uma autêntica hipocrisia moral e que ocupam alguns cargos importantes dentro da seita.
Exemplos: alguns Servos ministeriais fazem serviços como técnicos de informática com software pirata e ainda têm o descaramento de partilhar que desativam as atualizações nos computadores dos clientes para a Microsoft não detetar se o Windows instalado é ilegal ou não. Aliás, até há software pirata em vários computadores dos salões do reino.
Ao contrário da pirataria de música e vídeos que acaba por ser algo mais subjetivo para a população (regra geral a sociedade nem se apercebe que está a cometer um delito grave), esses técnicos sabem que estão a lucrar ilegalmente com os seus serviços e a competir desonestamente com outras lojas que são obrigadas a fornecer software legal (e cobrar mais aos clientes).
avatar
SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 463
Likes : 90
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 27
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por Sr. José em Sex Abr 08 2016, 18:49

@SenorRodriguezG escreveu:Aliás, até há software pirata em vários computadores dos salões do reino.

Seria engraçado alguém fazer uma denuncia anónima dessa situação junto da asae ou da assoft.

Sr. José
Membros
Membros

Mensagens : 55
Likes : 6
Data de inscrição : 26/10/2015
Idade : 43
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por JaFuiTJ em Sex Abr 08 2016, 19:49

No meu trabalho secular muito vezes tenho de contratar  serralheiros, carpinteiros, pintores, empregadas de limpeza, jardineiro, etc ... alguns deles para fazerem trabalho esporádico de manutenção na casa dos meus patrões.
Uns são TJ, outros são do "mundo". Em relação aos que fazem trabalho esporádico. Pergunto-me: "Com quem tens mais problemas? Quem evita passar factura? Pois é são sempre os mesmos, as TJ.
Dizem: "mas olha que vais ter que pagar o IVA!"
Mas que raio, então eu não sei isso! Se estou a pedir factura é porque quero factura!!!  scratch
Olha a hipocrisia irem para a tribuna pregar para pagar os impostos e eles fogem deles como o Diabo foge da Cruz!
A última factura que eles (nossos queridos irmãos pintores) não quiseram passar foi uma de 18.000,00€. Donativos

Á pois é!!
É necessário acrescentar que a casa também é bastante grande!!

JaFuiTj
avatar
JaFuiTJ
Membros
Membros

Mensagens : 233
Likes : 72
Data de inscrição : 19/02/2016
Idade : 46
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por Setubalense em Sex Abr 08 2016, 20:03

Tal e qual.

Seguem o mau exemplo do CG que é a casa-mãe, que fogem com o rabo à seringa dos impostos. Que fiéis seguidores!!!


"A estupidez humana é a única coisa que dá uma ideia do infinito"
Ernest Renan
avatar
Setubalense
Membros
Membros

Mensagens : 681
Likes : 49
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 53
Localização : Setubal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por Sensivel em Dom Abr 10 2016, 12:14

@EdenOne escreveu:Quis fazer queixa dele ás autoridades, mas os anciãos da congregação disseram que eu não podia levar outro irmão a tribunal.... e fiquei a arder.

EdenOne

Também já passei por uma situação similar, pediram-me para não ir para não recorrer á justiça, porque isso seria um vitupério para o nome de Jeová e só ia mostrar que éramos iguais aos mundanos. Silêncio
avatar
Sensivel

Mensagens : 29
Likes : 8
Data de inscrição : 28/03/2016
Idade : 32
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por TJ esclarecido em Dom Abr 10 2016, 14:50

@Sensivel escreveu:
@EdenOne escreveu:Quis fazer queixa dele ás autoridades, mas os anciãos da congregação disseram que eu não podia levar outro irmão a tribunal.... e fiquei a arder.

EdenOne

Também já passei por uma situação similar, pediram-me para não ir para não recorrer á justiça, porque isso seria um vitupério para o nome de Jeová e só ia mostrar que éramos iguais aos mundanos. Silêncio

Há uns 30 anos, o meu pai, que era ancião, teve um litígio com outro irmão também ancião devido a negócios.

O meu pai dispunha de todas as evidências de que o outro estava a ser desonesto com ele.
O outro vivia noutra cidade e pertencia a outra congregação. O meu pai fez todas as tentativas para resolver o problema envolvendo
as congregações mas não conseguiu porque o outro contava a versão dele e os outros anciãos protegiam-no.

Perante isto, o meu pai entregou o assunto a um advogado e claro, foi alvo de muitas críticas e de tentativas de o removerem da designação mas também não conseguiram.

Ficou provado que o outro tinha desviado uns milhares de contos e o tribunal deu razão ao meu pai.
Imediatamente a seguir, a congregação do outro descobriu que ele tinha uma amante muito mais nova do que ele e que o dinheiro que ele
desviava não chegava para os luxos dela.

Conclusão: Contra tudo e contra todos, o meu pai levou mesmo um irmão a tribunal.


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso
avatar
TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1891
Likes : 161
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum