EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Kristy123 em Qua Jan 06 2016, 08:41

JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Fala essencialmente da construção da nova sede e o Lett está lindo  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

http://tv.jw.org

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Investigando a Torre em Qua Jan 06 2016, 12:45

@Kristy123 escreveu:JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Fala essencialmente da construção da nova sede e o Lett está lindo  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

http://tv.jw.org

O palhaço de serviço da ORGA! bounce

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por ellipsis em Qua Jan 06 2016, 15:40

@Investigando a Torre escreveu:
@Kristy123 escreveu:JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Fala essencialmente da construção da nova sede e o Lett está lindo  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

http://tv.jw.org

O palhaço de serviço da ORGA! bounce

IT

Só lhe falta o nariz vermelho... Morrer a rir jocolor jocolor jocolor




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Kristy123 em Qua Jan 06 2016, 17:56

Eu tenho sempre que rir, quando vejo o Lett a falar!

Por isso, só consegui ver mesmo o início deste video... Morrer a rir

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por River raid em Qua Jan 06 2016, 19:35

Reparem bem no que este indivíduo diz no minuto 10:01 onde dá um exemplo duma criança "exemplar" de 13 anos que doou dinheiro, ou seja, um apelo às crianças juntarem dinheiro para doar à "obra"...

A partir daí é sempre a cravar.

Sinceramente, o descaramento destas pessoas do CG (e quem está por detrás) não têm limites.

A maior parte do discurso é centrado num único tema: dinheiro.

Por outro lado, chegam ao ponto de fazer comparações absurdas entre a Nova Sede e o Templo de Jeová.

Outra:
"Os israelitas SÓ TINHAM um (1) projecto a fazer" mas nós "temos centenas de construções em andamento".

Para qualquer pessoa que perceba de construção, fazer um Templo (como o de David ou Herodes) naquele tempo é muito diferente dos dias de hoje (há maquinas, materiais e mão de obra especializada).





River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Investigando a Torre em Qua Jan 06 2016, 19:47

@River raid escreveu:A maior parte do discurso é centrado num único tema: dinheiro.

Não sei se estarão recordados, mas aquando do meu testemunho na Grande Reportagem TVI "Na Sombra do Pecado", eu fui um dos mais criticados por ter dito duas coisas que para as TJ não passavam de mentiras forjadas.

1º) O facto de que estaria a ser fabricada uma nova data para o fim do mundo, como sendo 2034. Sobre este assunto, penso que já fui suficientemente esclarecedor em outro tópico, aberto aqui para esse efeito.

2º) Que não passava uma reunião em que não se fizesse apelo à dádiva. O dinheiro para esta gente é fundamental, de modo que o apelo era constante. Penso que, nem sequer é necessário pesquisar muito para nos darmos conta deste facto. Silêncio


Última edição por Investigando a Torre em Qua Jan 06 2016, 20:06, editado 2 vez(es)


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por River raid em Qua Jan 06 2016, 19:56

Lá pró meio da peça, está uma familia dizendo que precisa de vender uma vaca para suportar as despesas... penso que a vaca é do filho que, generosamente, quer vender o animal para doar ao "reino".

O apelo ao dinheiro é constante, abusivo. Antigamente não era assim, cada um dava o que podia ou queria.

Neste momento eles não pedem, EXIGEM.

Há que saber ler nas entrelinhas e a chantagem psicológica está lá.





River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Kristy123 em Qua Jan 06 2016, 20:04

IT,

Eu estou perfeitamente recordada e confirmo que infelizmente foste criticado, por aquilo que disseste na altura do teu testemunho na Grande Reportagem TVI "Na Sombra do Pecado", sobre a nova data do fim do mundo e sobre os constantes pedidos de donativos.

Está correcto e é afirmativo e fizeste muito bem em teres falado disso e é por isso que da minha parte
tens toda a minha consideração e apoio por aquilo que disseste na reportagem.

Agora também já estás no Youtube. Morrer a rir É para ninguém se esquecer, o que foi dito! tass bem

Kristy123






Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por SenorRodriguezG em Dom Jan 17 2016, 04:09

Neste "maravilhoso episódio" realmente o aspeto financieiro é bem destacado desde o elogio aos generosos donativos em resposta ao pedido extraordinário e que fizeram com que as contribuições aumentam-se 15% nos dois meses seguintes como os vários segmentos já aqui comentados e muito bem pelo River Raid.

Eu tanto compreendo a frustração do IT como as críticas que lhe foram apresentadas. Já tive a oportunidade de "defender" as declarações dele sobre o ano de 2034, mas agora faço uma "defesa" das vozes mais críticas.
Digo que compreendo o ponto de vista deles porque se tivesse de arranjar dois argumentos para "desmascarar" a watchtower, esses dois não seriam os que escolheria caso quisesse tentar "despertar" uma TJ.
O 2034 é algo que a generalidade das TJ desconhece e o caso dos apelos CONSTANTES de contribuições é algo muito subjetivo. Eu se estiver a falar pela generalidade das TJ digo que não considero que hajam apelos constantes às contribuições nas reuniões/publicações e que assim como eu não o vejo, a maioria das TJ não o vê e vai achar isso uma crítica um pouco infundada. Como disse é tudo muito subjetivo e para uns o facto de todos os anos existir pelo menos um artigo nas revistas a explicar a forma de contribuir já é um apelo "constante" às contribuições. Na minha opinião, o jw broadcast com este episódio mensal já começa a tornar um pouco "constante" este apelo às contribuições...

Posso agora falar pela minha experiência pessoal: durante anos vi a minha família a trazer "estudantes" à reunião e nunca os vi induzidos a contribuírem ou a ficarem incomodados por o não fazerem.
Há anos que não contribuo para as TJ (mesmo quando estava aparentemente mais ativo) e sei que não sou o único. Quem quiser pode andar anos nas reuniões sem deixar lá parte do seu ordenado que não vai ser chamado à atenção (não é como as outras religiões que têm regras específicas como o dízimo ou que fazem as coletas públicas que envergonham os mais "forretas").
Reparo que o apelo às contribuições tem sido mais forte nos congressos e assembleias.
Era muito raro abordarem numa reunião o aspeto das contribuições (exceptuando se houvesse a necessidade de uma obra em especial ou se as contas estivessem muito em baixo), e quando o era feito era muito "soft"
O facto de deixarem de ler os relatórios financeiros nas reuniões ainda contribui mais para as contribuições terem menos destaque (pelo menos o assunto "dinheiro" é menos falado).

Por isso, na minha opinião, embora o argumento do IT seja válido e VERDADEIRO, acho que não é o melhor exemplo para usar com uma TJ, porque simplesmente ela não vai achar muita lógica na declaração já que é algo que não vivência (Isso é compreensível por estares afastado das reuniões das TJ há muitos anos).
Talvez seja um argumento melhor para usar com alguém da IURD, no caso de uma TJ, há argumentos que ela vai reconhecer/vai identificar se mais rapidamente do que a questão de haver uma grande esquema financeiro.


SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Serpico em Seg Jan 18 2016, 13:02

Embora eu reconheça que possa existir interesse financeiro por trás das contribuições confesso que seja difícil comprovar isso, ou pelo menos passar essa ideia para outras testemunhas. Se não notem:

1) Esse mesmo motivo é usado como justificação para identificar que a organização é a única religião verdadeira. O fato de não se exigirem dízimos ou donativos obrigatórios é uma das diretrizes mais antigas e vem desde o tempo de Charles Taze Russel.

2) As contribuições são de pequeno valor. Como já referido acima pode-se passar anos sem contribuir. E mesmo as que contribuem, não fazem em valores avultados. E para comprovar isso é só dividir o valor mensal das contribuições pelos publicadores e vamos ver que a média é 5a10eur por publicador...isto numa congregação que se diga que contribui bem. E muito desses donativos vão para luz agua e rendas.

3) As testemunhas de Jeová na sua generalidade são pobres. Tipo nunca pensaram " se a organização quer dinheiro porque não deixa irem estudar e arranjar bons empregos?" Se ganhassem mais inevitavelmente contribuíam mais.

4) Se  a organização quisesse dinheiro a descarada bastava começar a desenvolver instituições como escolas, colónias de férias, hospitais, centro de reabilitações, lares etc... Aí poderiam sugerir donativos por os respetivos serviços.

5) Nunca vamos ver alguém da dianteira a esbanjar dinheiro. Tipo mesmo o corpo governante vive num betel. Eles estão sempre sobre o olhar de alguém. É pouco possível acreditar que eles estão a contar o dinheiro no cofre e a gastá-lo em cocaína e prostitutas.

Concluindo o principal ativo das testemunhas de jeová começa pelo pessoal e não pelos meios financeiros. Mão de obra gratuita para comercializar construir e produzir publicações. Isso é a única coisa que é evidente.

Mesmo os que foram agora corridos dos seus serviços "voluntários" de betelitas ou pioneiro especiais, de certeza que ficaram enfunados e a pensarem "usaram me e agora dao me um pontapé no rabo".

A missão da organização é evangelizar até criar o numero suficiente de pessoas para formar uma congregação. Após terem uma congregação a fonte de rendimento é certa.

Têm um imóvel que custou zero, os seus custos fixos também são suportados pelos irmãos, e a congregação passa a produzir muito ou pouco através de donativos para a "obra mundial" e fundos para construção mundial. Imaginem uma cadeia de fast food. Funciona parecido.

Agora pensem quantos imóveis a organização tem em carteira.

Serpico

Mensagens : 27
Likes : 9
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 27
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por SenorRodriguezG em Seg Jan 18 2016, 21:44

Bom post serpico!
Concordo com o que disseste embora saiba que há membros aqui do fórum que têm uma opinião muito contrária e se calhar até se vão "insurgir" contra o ponto 5. No entanto, falaste na generalidade e retirando algumas excepções é isso que se passa dentro da organização.

Só existe um pormenor que é relevante para esta discussão que é o facto da organização estar a mudar bastante. Estas mudanças profundas na "corporação" podem fazer com que o "esquema financeiro" tome outras proporções e comece a ficar notório... o jw broadcast está a servir de pequena premissa para vermos muitas mudanças no futuro com respeito ao tema contribuições.

SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Investigando a Torre em Qua Jan 20 2016, 17:25

Serpico
SenorRodriguezG


Estamos a falar da mesma organização que pede a crianças que não comprem gelados para colocar o dinheiro na "caixa das esmolas"... verdade?  tass bem

É que de repente fiquei com a sensação de que estavam a falar de outros, que certamente são muito criticados pelos iluminados do Corpo Desgovernado TJ, por fazerem algo semelhante!  Evil or Very Mad

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Serpico em Qua Jan 20 2016, 18:12

Não estou a negar que não haja apelos à contribuição, antes pelo contrário têm vindo a aumentar, e pequenos detalhes têm vindo a fazer certos irmãos questionar, como a colocação de TPA´s/multibanco e darem anúncios nos congressos para não se enganarem na entidade a preencher o cheque...mas ninguém pode afirmar que já foi coagido a contribuir.

Simplesmente quero dizer que nesse aspeto estão bem camuflados.

Por exemplo funerais ou casamentos são serviços que noutras religiões teriam de ser pagos.

Agora se deixarem de pregar aí sim já vão ser chamados a atenção. Mas nunca na vida vão ter uma visita de pastoreio a perguntar quanto deixaram na caixa de contribuição.

Relatando um caso numa congregação acerca das necessidades locais sobre o tema contribuições: basicamente o coordenador disse que estavam a contribuir demais para a obra mundial e deviam em vez contribuir para o salão. Isto para dizer que se mesmo os anciãos tivessem pressão de mandar dinheiro para a filial nunca na vida iam pedir isso.

É fácil afirmar "ah eles só querem é dinheiro". Mas comprovar isso é difícil.

Em termos de dinheiro e como é canalizado no que diz respeito à organização ainda falta muito a descobrir a esse respeito.

E se houvesse uma classe "clerical" que tivesse beneficiado em termos financeiros, certamente Raymond Franz teria destacado isso nos seus livros.


Serpico

Mensagens : 27
Likes : 9
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 27
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por TJ esclarecido em Qua Jan 20 2016, 22:27

@Serpico escreveu:
Não estou a negar que não haja apelos à contribuição, antes pelo contrário têm vindo a aumentar, e pequenos detalhes têm vindo a fazer certos irmãos questionar, como a colocação de TPA´s/multibanco e darem anúncios nos congressos para não se enganarem na entidade a preencher o cheque...mas ninguém pode afirmar que já foi coagido a contribuir.
(…)
É fácil afirmar "ah eles só querem é dinheiro". Mas comprovar isso é difícil.

Serpico,

Presumo que como TJ no activo que és, conforme referes na tua apresentação, és regular na assistência às reuniões e, para além das contribuições necessárias para a manutenção e despesas da própria congregação, ouves anúncios e a leitura de cartas a solicitar contribuições para:
 
-> A Obra Mundial Mat. 24:14
-> A Construção de Salões do Reino
-> O Arranjo de Assistência aos Salões do Reino
-> Pagar viagens aos Missionários para poderem assistir a um congresso na sua terra
-> Pagar despesas dos pré-congressos, congressos e assembleias
-> Pagar os rentings das viaturas dos superintendentes do circuito

Para algumas destas coisas até se distribuem papelinhos pelos publicadores solicitando que preencham com o valor do que cada um pode contribuír mensalmente e depois recolhem os papéis para o corpo de anciãos fazer o somatório e determinar quanto é que a congregação enviará mensalmente à Filial. Quando o dinheiro começa a não aparecer nas caixas, fazem-se mais anúncios nas necessidades locais para relembrar os irmãos dos compromissos assumidos.
Não achas que isto é coação?

Os recentes elogios aos irmãos seguidos de apelos aos donativos no jw tv broadcasting bem como os artigos na Sentinela uma vez por ano sugerindo (de forma camuflada como dizes) donativos na forma de testamentos à Organização, de seguros de vida, de depósitos bancários, doações de imóveis etc.
Isto não é uma forte evidência de que a Organização está mais do que nunca focada no dinheiro?

@Serpico escreveu:
Relatando um caso numa congregação acerca das necessidades locais sobre o tema contribuições: basicamente o coordenador disse que estavam a contribuir demais para a obra mundial e deviam em vez contribuir para o salão. Isto para dizer que se mesmo os anciãos tivessem pressão de mandar dinheiro para a filial nunca na vida iam pedir isso.

Depreendo desse anúncio que as contribuições para as despesas da congregação deveriam estar a ser insuficientes e o corpo de anciãos viu-se na obrigação de abordar o assunto, no entanto os compromissos mensais com a filial deveriam estar a ser honrados senão ver-se-iam obrigados também a falar nisso.

De qualquer forma, a orientação vai no sentido de as congregações não terem reservas de dinheiro, e aqui, os superintendentes do circuito têm indicações bem claras.

Se, ao fazerem a verificação das contas nas visitas à congregação, detectarem dinheiro parado para além do fundo de maneio normal para as despesas correntes, ele sugerirá que deverão transferi-lo para a Filial que o guardará melhor e quando tiverem necessidade, poderão pedi-lo.
Como se pode ver, neste momento, a grande preocupação da Organização é o dinheiro.


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Investigando a Torre em Qua Jan 20 2016, 23:05

Xiiiiiiiiii.....  Silêncio
Implemente-se o dízimo JÁ e não chateiem mais! Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir



Seven Jota - Dame Tu Dinero! Que buenos muchachos son eses chicos del Cuerpo Desgobernado TJ!  Arrow

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por SenorRodriguezG em Qui Jan 21 2016, 16:41

Novamente, concordo plenamente contigo serpico  tass bem  tass bem

Tens uma opinião moderada e isenta sem te deixares influenciar por uma amargura contra a Organização que faça com que deixes de ser imparcial nas tuas críticas.
Uma coisa é falarmos da história das TJ na generalidade e outra coisa é focarmos a nossa atenção nos últimos anos/meses. Se quisermos arranjar bons argumentos para combater a organização devemos usar como base a história da organização que é algo mais reconhecido pelos seus membros.

Qualquer corporação/empresa/organização não se pode dissociar completamente do aspeto financeiro.
Independentemente se o seu objetivo é mais nobre ou puramente comercial, é necessário existirem fontes de rendimento. No caso, das organizações com fins não comerciais/caridades dificilmente encontras uma que não apele às contribuições. É neste pormenor que entra o carácter subjetivo da questão...
Quando uma das muitas famosas Sociedades Desportivas Recreativas e Culturais que existem pelo nosso país em cada pequena freguesia precisa de dinheiro para reparar o seu campo desportivo que está degradado, lá tem de fazer um apelo geral aos donativos da população (ou de porta a porta a todos independentemente de serem sócios ou não, ou através de uma festarola).
Quanto uma ONG precisa de fundos para uma obra humanitária, muitas não se retraem de usar imagens mais sensibilizantes de crianças doentes numa ação de marketing para apelar aos donativos. Nas típicas galas de angariações de fundos, o apelo aos possíveis patronos não costuma ser algo camuflado, mas fazem-se apelos diretos à contribuição.

Quero demonstrar com isto que independentemente se o objetivo final é algo nobre ou um "esquema financeiro", têm de existir pedidos diretos/apelos aos "contribuintes". Por isso, mesmo que a organização fosse algo mais "puro" cujo dinheiro servisse apenas para imprimir bíblias e pagar a luz dos espaços ou servir para promover ações de caridade no verdadeiro sentido da palavra teriam de existir caixas de contribuições e apelos para os membros contribuírem.
O Serpico utilizou dois argumentos importantes:
1- O R. Franz não mencionou muito o aspeto financeiro (apenas abordou que tinha uma vida confortável e podia viajar sem problemas para qualquer parte do mundo). Para mim isto serve de confirmação que se há alguém a "encher os bolsos" com a organização encontra-se na sombra do corpo governante (tenho quase a certeza que isto é verdade - só não digo a certeza porque não tenho provas). Aliás um dos assuntos do jwpodcast.org era sobre se os membros do corpo governante acreditavam na sua mensagem ou se aproveitavam-se do cargo que possuíam para obter vantagens pessoais. Para mim, o facto de acreditar que muitos que ocupam esse cargo, acreditam que são "a voz de Deus na terra", faz com que as decisões com respeito ao dinheiro nos últimos anos tenham sido muito "soft" - só com a recente crise e com a pressão dos "acionistas" é que as coisas tenham mudado no sentido de uma abordagem mais agressiva.
2- Os números acabam por provar algo que está à vista das TJ: se tudo é um esquema financeiro, é um esquema bem fraco comparado com qualquer uma das muitas outras religiões que têm o dizimo instituído ou o dinheiro é ainda mais tema principal (tenho familiares da IURD e conheço de certa forma a abordadem deles às contribuições). Podem argumentar que o facto de não existir uma contribuição mínima instituída faz com que na prática acabem por contribuir mais, mas uma análise honesta aos números revela que uma opção pela política do dizimo era muito mais vantajosa caso o objetivo fosse obter o máximo dinheiro.
EXEMPLO:
Congregação que conheci com 52 publicadores no interior do país. Considerando que nesta congregação envelhecida todos os publicadores (não estou a incluir estudantes) adultos contribuíam (cerca de 45) e que o rendimento individual era o valor da pensão mínima em 2015 (201,53 €), o valor das contribuições com a regra do dízimo implementado era de 906 € mensais. Posso adiantar que valor total das diversas contribuições para as inúmeras caixinhas rondava os 230 € (média de 5,1€ por publicador e notem que estou a falar de quase todas as contribuições que o TJ esclarecido listou) scratch  scratch


NOTAS FINAIS:
1- O facto de o Serpico ser ou não ser uma TJ "ativa" não coloca em causa a sua opinião. Quantos estão ainda lá dentro e que se encontram totalmente "despertos"! Caso esteja "ativo", tem uma visão privilegiada sobre o mundo real das TJ e pode reportar melhor do que ninguém o ambiente que se vive dentro das congregações
2- Tenho consciência que parte das contribuições das TJ são mal aplicadas e que há um esquema financeiro associado. Não sou defensor de teorias da conspiração, nem tenho acesso a factos, mas parece-me lógico haver várias pessoas a lucrar com este grupo religioso. A nível local sei de casos onde o dinheiro foi mal aplicado e noutros em que não houve nenhuma honestidade financeira (exemplo: local do congresso cedido gratuitamente e nenhuma informação aos publicadores sobre esse facto de forma a ajustarem a contribuição para as despesas).
3- A aparente transparência financeira da organização é muito limitada. Argumenta-se que as contas nas congregações estão públicas mas é o máximo acesso que um comum publicador consegue ter aos valores que circulam (exemplo: nas assembleias não há relatórios públicos).
4- Como já mencionei, a organização está a alterar e o "tema dinheiro" está a deixar de ser tanto tabu. No entanto, na minha opinião ainda não é o melhor argumento para desmascarar a torre. Tenho a esperança que com tantos "leaks" pode ser que no futuro alguém consiga ter acesso a provas que mostrem o esquema financeiro - isto associado aos recentes pedidos mais diretos dinheiro, vai fazer com que muitos "acordem".

SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Kristy123 em Qui Jan 21 2016, 18:13

Olá SenorRodriguezG,

Aprecio muito a tua forma objectiva de expôr a questão. tass bem tass bem

Mas pode haver só um pequeno senão.... com tudo isto, ainda podes vir a ser convidado para implementares e
vires a introduzir o Dízimo na organização das Testemunhas de Jeová. Morrer a rir Morrer a rir

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por SenorRodriguezG em Qui Jan 21 2016, 19:13

lol!
Ahah quem sabe se não vai ser a "nova luz espiritual" deste ano...

Agora falando mais a sério, não me admiraria caso a coisa continuasse a ficar mais "preta" a nível de contribuições, que o dízimo fosse trazido à baila. Não de uma forma direta, mas como sempre de uma forma subliminar (assim como o dinheiro dos gelados dos putos) de forma aos "crentes" pensarem o porquê de na nação de Israel fter sido fixado um valor específico (10%). Já estou a imaginar um artigo a explicar a aplicação que esse valor "sagrado" devia servir de base para o cristão ponderar o que dá "a favor do reino" e por isso ajustar as suas contribuições mensais (se tem menos fé que um Israelita ou se mostra com as suas contribuições a importância que o reino tem na sua vida)...

SenorRodriguezG
Membros
Membros

Mensagens : 439
Likes : 84
Data de inscrição : 16/04/2015
Idade : 26
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: JW Broadcasting​—Janeiro 2016

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 08:02


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum