EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

A Estrela de Belém e os Reis Magos - o que diz a orga ?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Estrela de Belém e os Reis Magos - o que diz a orga ?

Mensagem por Kristy123 em Dom Dez 06 2015, 15:45

A Estrela de Belém e os Reis Magos -  o que diz a orga ?


Quem eram os Reis Magos e a Estrela de Belém ??
Vejam aqui :
http://www.rudecruz.com/os-tres-reis-magos-do-oriente-jesus-estudo-biblico.php

Segundo a tradição, os Reis Magos eram três: Gaspar, cujo nome significa “Aquele que vai inspecionar”; Melchior, que quer dizer: “Meu Rei é luz”; e Baltasar, que se traduz por: “Deus manifesta o Rei”.

Os Reis Magos só são mencionados em apenas um dos quatro evangelhos, o de Mateus. Nos 12 versículos em que trata do assunto, Mateus não especifica o número deles. Sabe-se apenas que eram mais de um, porque a citação está no plural – e não há nenhuma menção de que eram reis.

Cerca de 800 anos depois do nascimento de Jesus, eles foram associados a regiões do mundo antigo: Melchior, rei da Pérsia; Gaspar, rei da Índia; e Baltazar, rei da Arábia. Em hebreu, esses nomes significavam “rei da luz” (melichior), “o branco” (gathaspa) e “senhor dos tesouros” (bithisarea).

De qualquer forma, a tradição permaneceu viva e foi apenas no século III que eles receberam o título de reis – provavelmente como uma maneira de confirmar a profecia contida no Salmo 72 10-11 :
“Os reis de Társis e das ilhas lhe trarão presentes, os reis da Arábia e de Sabá oferecer-lhe-ão seus dons.
Todos os reis hão de adorá-lo, hão de servi-lo todas as nações”.

O fato relevante é que a palavra mago deriva do latim magus e do grego mágos e significa sábio e sacerdote da Persia. Os Mágoi, ou Magos, faziam parte de uma casta sacerdotal detentora de todas as ciências, inclusive as ocultas. Dedicavam-se ao estudo da Astrologia e Astronomia. Tratavam-se de sacerdotes da religião zoroástrica e teriam ligação com Balaão, contemporâneo de Moisés (Números 24:17).

Tudo indica que os Magos eram astrólogos, já que seguiam estrelas e faziam cálculos para saber dia e local onde ocorreria o nascimento de Jesus, marcando o advento e o início de uma Nova Era: a Era de Peixes. A Estrela de Belém, tão mencionada nas escrituras, pode ter sido um alinhamento planetário entre Júpiter, Saturno e Marte, representando simbolicamente os três povos conhecidos: o branco (Júpiter) representado por Melchior, o negro (Saturno), representado por Baltazar, e o amarelo, asiático (Marte), Gaspar.

Esse alinhamento deve ter acontecido no signo de Peixes, no mesmo período em que tinha início a Era de Peixes, a era Cristã, marcada pelo nascimento de Jesus e pelo posicionamento do Equinócio a 0º da constelação de Peixes. Esse fenômeno celeste aconteceu por volta do ano 6 a.C., já que se sabe que o nascimento de Jesus pode ter ocorrido de 6 a 7 anos antes do inicio do nosso calendário, que passou por várias reformas e ajustes.

A Astrologia nesse período tinha um papel muito importante no oriente médio, por isso seria natural associar um evento celeste ao nascimento de Jesus, assim como se associou um eclipse à morte de Herodes e um cometa ao assassinato de Júlio César em 44 a.C. Estrelas em movimento ou cadentes pressagiavam a morte de grandes homens ou nascimento de deuses, como Agni, Buda e Cristo.

Foi Johannes Kepler, Astrólogo, astrônomo e matemático que, em 17 de dezembro de 1603, na cidade de Praga, fez as primeiras associações astronômicas à Estrela de Belém. Ele estava observando em seu simples telescópio a conjunção de Júpiter e Saturno na constelação de Peixes. Essa conjunção fazia com que os dois planetas somassem seus brilhos e parecessem com uma nova estrela, muito brilhante. Sendo um homem estudioso e postulante a pastor, Kepler lembrou-se do que havia lido num texto do Rabino Abravanel (1437-1508): os Astrólogos judeus diziam que quando Saturno fizesse conjunção com Júpiter em Peixes o Messias viria. Isto porque sabiam, e os Magos também, que a constelação de Peixes era conhecida como Casa de Israel, era o signo do Messias e sinal do fim dos tempos. Júpiter era a estrela real da casa de Davi e do príncipe do mundo e Saturno, a estrela protetora de Israel, da Palestina no oriente. Assim, eles compreenderam, por meio dos significados astrológicos da constelação e dos planetas envolvidos, que o Senhor do final dos tempos havia nascido.

Essa conjunção durou cinco meses durante o ano 7 a.C. – provável ano efetivo de nascimento de Jesus – de 29 de maio a 08 de junho, de 26 de setembro a 6 de outubro e de 05 a 15 de dezembro e pôde ser vista com grande nitidez e claridade na região do Mediterrâneo. Kepler julgou ter encontrado a Estrela de Belém, mas não levou o assunto adiante…

Foi apenas em 1925 que esse tema voltou a ser estudado. O estudioso alemão Paul Schnabel encontrou registros dessa conjunção em tabuinhas de argila datadas da antiga Babilônia e do período neo-babilônico. Essas pequenas tábuas estão em escrita cuneiforme e são registros astrológicos da antiga Escola de Astrologia de Sippar (Zimbir em sumério, Sippar em assírio-babilônio), atual sítio arqueológico de duas antigas cidades da baixa Mesopotâmia, separadas por apenas sete quilômetros na Babilônia, atual Iraque. Escavações realizadas no final do séc. XIX encontraram ainda os restos de um templo e um zigurate dedicado a Shamash – deus solar, e Ebabbar – o antigo escriba da Escola de Astrologia. Atualmente, essas tabuinhas se encontram no Museu de Berlim, Alemanha.

Chegando ao local onde estava o menino Jesus, meses depois de seu nascimento, os magos abriram seus cofres e entregaram grande quantidade de presentes aos pais, Maria e José. Em seguida, cada um deles entregou uma moeda de ouro como presente para Jesus. O primeiro mago o presenteou com ouro, o segundo com incenso e o terceiro, com mirra, para reafirmar a natureza nobre, a realeza de Jesus. Desde o início dos tempos o ouro é um dos artigos mais valiosos para a humanidade. O incenso aromático era o símbolo da função sacerdotal que Jesus viria a desempenhar e a mirra simbolizava o alívio das dores que Ele sofreria em sua crucificação. No ritual da Antigüidade, ouro era o presente para um rei. Incenso, para um religioso e Mirra, para um profeta. A mirra era usada para embalsamar corpos e, simbolicamente, representava a imortalidade.
Quem hoje visitar a Catedral de Colônia, na Alemanha, será informado de que ali repousam os restos dos 3 Reis Magos. De acordo com uma tradição medieval, os magos teriam se reencontrado quase 50 anos depois do primeiro Natal, em Sewa, uma cidade da Turquia, onde viriam a falecer. Mais tarde, seus corpos teriam sido levados para Milão, na Itália, onde permaneceram até o século 12, quando o imperador germânico Frederico dominou a cidade e trasladou as urnas mortuárias para Colônia.
De qualquer modo os Reis buscavam nas estrelas um caminho para o novo tempo, uma nova era de esperança e fé.
https://danirossi.wordpress.com/astrologia/os-tres-reis-magos/
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E qual é a posição da organização das TJ sobre este tema ?? :

As Testemunhas de Jeová afirmam que a estrela foi colocada no céu por Satanás o Diabo, para alertar o rei Herodes do nascimento de Cristo para que ele pudesse tentar destruí-Lo.
“Quem você acha que proveu a estrela que se movia no céu para guiar os astrólogos? Lembre-se de que a estrela não os
guiou diretamente para Jesus, em Belém. Antes, foram conduzidos a Jerusalém, onde entraram em contato com o Rei Herodes,
que queria matar Jesus. E ele teria feito isso se Deus não interviesse e advertisse os astrólogos para não contá-lo a Herodes.
Era o inimigo de Deus, Satanás, o Diabo, que queria que Jesus fosse morto e que usou a estrela para tentar realizar seu propósito.”  
— A Sentinela, 1 de Julho de 1985, pág. 17


Vejam também:
Esses fatos dão evidência de que a origem daquela estrela era maligna, muito provavelmente Satanás, o Diabo.
A Bíblia diz que ele usa “sinais e portentos mentirosos”. (2 Tessalonicenses 2:9) Assim, os cristãos verdadeiros não deveriam ficar surpresos por Satanás ter feito com que apenas os astrólogos conseguissem ver aquele objeto parecido a uma estrela e por ele ter manobrado a “estrela” para guiar os astrólogos até o Filho de Deus, a quem ele queria destruir. É claro que ninguém pode manobrar as coisas melhor do que Jeová Deus. Então, não é de surpreender que a tentativa do Diabo de causar a morte prematura de Jesus tenha sido frustrada.

http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102009446

Então, quem enviou a “estrela”, ou aquele objeto parecido com uma estrela? Quem estava mais interessado em ver o menino Jesus morto, impedindo que ele crescesse e cumprisse sua missão na Terra? Quem procura desencaminhar as pessoas e promove a mentira, a violência e a matança? O próprio Jesus identificou o “mentiroso e o pai da mentira”, aquele que “foi um homicida quando começou”:
Satanás, o Diabo. — João 8:44.

http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2012251

Quem você acha que fez aquela nova estrela brilhar? Lembre-se de que os homens só foram a Jerusalém depois de ver a estrela.
Satanás, o Diabo, quis matar o Filho de Deus e sabia que o Rei Herodes, de Jerusalém, ia tentar matá-lo.
Assim, deve ter sido Satanás quem fez a estrela brilhar.
http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1101978143

Perante esta afirmação, perguntamos: “Onde se diz na Bíblia que a estrela guiou os Reis Magos a Herodes?
Se você estivesse esperando o nascimento de um rei, não procuraria o rei num palácio da cidade que governava?”
Em nenhum lugar a Bíblia diz que a estrela levou os Magos a Herodes.
Em vez disso, afirma Mateus 2:9-11 que a estrela os guiou à criança em Belém:

“Depois de ouvirem o rei, partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente os precedia, até que, chegando, parou sobre onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.”

Se a estrela foi realmente enviada por Satanás, porque Satanás não enviou a estrela para orientar Herodes,
em vez de aos Reis Magos que obedeceram a Jeová por não dizer a Herodes onde encontrar a criança (Mateus 2:12)?

Se os Reis Magos foram enviados por Satanás, porque Jeová profetizou que Jesus iria ser enviado para o Egito (Mateus 2:15) e, em seguida, os Magos iriam oferecer presentes caros (Mateus 2:11-12) para ajudar Maria e José a financiar a sua viagem com Jesus de e para o Egito? Não é a evidência clara que, em vez da Estrela de Natal ser de Satanás,
foi a Estrela de Jeová que foi enviada para prover financeiramente para o cumprimento das antigas profecias messiânicas?

http://www.4jehovah.org/pt-pt/o-natal-e-pagao-ou-cristao/


Por que a Bíblia não desabonou os reis magos, por seguirem a estrela, já que ela condena a astrologia? Mateus 2:2
PROBLEMA: A Bíblia condena o uso da astrologia (veja Lv 19:26; Dt 18:10; Is 8:19), contudo Deus abençoou aqueles homens sábios (os magos) por terem usado uma estrela como indicação do nascimento de Cristo.
SOLUÇÃO: Em primeiro lugar, temos de nos perguntar o que é a astrologia. Astrologia é a crença de que o estudo da disposição e do movimento das estrelas pode capacitar alguém a prever acontecimentos - sejam eles bons ou maus.
Em segundo lugar, essa estrela apareceu no relato bíblico para anunciar o nascimento de Cristo, não para prever este acontecimento. Deus deu a estrela aos magos para proclamar-lhes que já era nascida a criança. Sabemos que o menino já tinha nascido, porque em Mateus 2:16 Herodes ordenou matar em Belém e arredores todos os meninos até dois anos, de acordo com "o tempo do qual com precisão se informara dos magos".
Em terceiro lugar, há outros casos na Bíblia nos quais estrelas e planetas são usados por Deus na revelação de sua vontade. O Salmo 19:1-6 afirma que os céus proclamam a glória de Deus e Rm 1:18-20 nos ensina que a criação revela a existência de Deus. Cristo refere-se ao que acontecerá com o sol, com a lua e com as estrelas na sua segunda vinda (Mt 24:29-30), como o fez o profeta Joel (2:31-32). A estrela que guiou os magos não foi usada para prever, mas para proclamar o nascimento de Cristo.
http://desafioscristao.blogspot.pt/2011/09/por-que-biblia-nao-desabonou-os-reis.html

Agora gostava que alguém me convencesse do contrário,
de que os ensinamentos da orga impedem e ofuscam a alegria da chegada do prometido e anunciado Messias --> Jesus e o mencionado júbilo e anúncios dos Anjos a anunciar o nascimento de Jesus Cristo, e o propósito de cumprimento das profecias do VT, para Salvamento da humanidade, em que "todos os reis hão de ADORÁ-LO e PROSTRAR-SE a JESUS !!!!! (vejam Mateus 2 1-23)
e o que a orga ensina, não tem o favor de DEUS e são de Satanás que não pretendeu a realização da chegada do SALVADOR e exerce a sua influência nesta seita que tem um sinal evidente da presença do ANTICRISTO !?!

Kristy

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Estrela de Belém e os Reis Magos - o que diz a orga ?

Mensagem por River raid em Dom Dez 06 2015, 20:35

realmente, dá que pensar...

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4531
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum