EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Kristy123 em Dom Jun 07 2015, 18:19

Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

"Jesus Cristo é o melhor exemplo de franqueza no falar. [...] Nem a zombaria nem a franca oposição conseguiam fazê-lo calar-se. Em vez disso, ele expunha com coragem os líderes da religião falsa de seus dias. (Mateus 23:13-36) Mesmo quando foi preso e julgado, Jesus falou destemidamente." — João 18:6, 19, 20, 37.
w06 15/5 pp. 13-16


Não apenas Jesus Cristo, mas muitos servos de Deus no passado têm sido louvados por sua intrépida coragem ao declararem mensagens fortes contra os sistemas religiosos dos seus dias. São muitos os artigos da Organização das Testemunhas de Jeová que mencionam tais exemplos, até mesmo traçando paralelos com as Testemunhas de Jeová hodiernas que, apesar de oposição e zombaria, têm continuado a desempenhar a missão de pregar as chamadas "boas novas do reino". (w04 1/11 pp. 13-18; w12 15/2 pp. 8-9; w06 1/10 pp. 16-20; bm seção 14 p. 17)

É interessante que apesar de todo este louvor ser apregoado nas publicações, vez após vez, até mesmo mencionando especificamente os episódios bíblicos em que homens de fé no passado expuseram de forma crítica e muitas vezes dura a "Organização de Jeová" dos seus dias, a Organização das Testemunhas de Jeová atualmente tem uma postura totalmente diferente quando é ela o objeto de tal crítica e exposição. Quando um membro crítica ou expõe aquilo que considera estar errado, tal como a política organizacional com respeito ao abuso de crianças ou com respeito à incoerente doutrina do sangue que afirma uma coisa e na prática faz outra, ele é tratado de forma dura e exemplar. (ws14 15/7 pp. 3-8.)

Tal pessoa é encarada como um perigo espiritual para a congregação e uma influência negativa e perigosa pela Organização que tem orientações bem disciplinadoras para tais. Estas pessoas que no seu zelo pela verdade apontam o dedo de forma corajosa a coisas sérias e graves que se passam no "sistema religioso de seus dias", são encaradas como apóstatas e merecedores da morte eterna, assim como Jesus foi encarado pelos líderes religiosos dos seus dias e assim como os profetas do passado foram encarados como perigosos pelo sistema político e religioso judaico vingente na altura. (w11 15/11 pp. 24-28)

Vários destes foram perseguidos e mortos exatamente por terem coragem de falarem ao povo aquilo que seus governantes e líderes religiosos não gostavam de ouvir. Sabemos que apesar disso, eles tinham a aprovação divina e gozavam do favor de Deus. (Hebreus 11:35-38)

Por isso levanta-se hoje a pergunta:  "Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?"

Infelizmente, do ponto de vista estritamente humano, é considerado "apostasia" exatamente porque aqueles que se colocam como intermediários entre Deus e os homens, consideram-se como deuses: acima do bem e do mal e livres de acusação daqueles que consideram como inferiores a eles.

Assim como no passado Deus invocou homens simples, do povo, para se levantarem e exporem os erros religiosos de seus dias, é natural que Deus hoje em dia coloque no coração de muitos sinceros o desejo de exporem com coragem os erros, mentiras e hipocrisias religiosos presentes na Organização. (Jeremias 1:4-8.)

Tais homens e mulheres deviam ser escutados e analisadas as suas preocupações, mas ao invés disso é realizado sistematicamente um "assassinato de carácter", de forma a que tudo o que seja dito por eles perca valor. Afinal são "apóstatas" e pessoas "mentalmente doentes". (w11 15/7 pp. 15-19)

Ao fazer isso, a Organização segue os passos daqueles que no passado mataram os profetas e o próprio Filho de Deus, exatamente para proteger o seu status quo e o poder que lhe tinha sido conferido pelo sistema religioso em que viviam. O mais importante era a sobrevivência deste. A vida dos homens a quem perseguiam e matavam era de pouco valor.

Parte-se do princípio, tendo como base exclusivamente as Escrituras Sagradas que alguém que sabe que algo está errado, tem o dever moral de expôr tal erro. Ficar calado é compactuar com o erro. (Levítico 5:1)

É verdade que nem todas as acusações podem ser justas ou estarem certas. Mas exige-se que elas sejam analisadas e ponderadas e não se faça à partida um juízo de valor da pessoa que apresenta as acusações.

O que acontece entre as Testemunhas de Jeová é bem característico neste caso. Quando alguém aponta o dedo à Organização, seja porque ela esteve envolvida com a ONU, devido ao encobrimento de abusos sexuais de menores, porque foi hipócrita na forma de lidar com a situação no Malaui e no México, ou devido à questão das profundas incoerências do uso do sangue ao mesmo tempo que apregoa e reforça a idéia que as Testemunhas se abstêm de sangue ou mesmo por claras distorções de ensinos bíblicos tais como negar que Jesus é o Mediador de todos os humanos e não apenas de algum grupo selecto, etc., tal pessoa é perseguida e encarada imediatamente como uma erva daninha a ser arrancada da Organização.

Vez após vez, este tem sido o caso de muitas pessoas, homens e mulheres que tiveram coragem de expôr estes e outros erros e foram tratados de forma cruel e mortos socialmente através do ostracismo. Assim como profetas do passado, tais pessoas foram banidas do convívio dos seus pares e mentiras e distorções foram levantadas contra elas, muitas vezes insinuando que tais pessoas são pecadores impenintentes, fornicadores, homossexuais, etc.

Tudo isto é feito com o único objetivo de desviar as atenções da Organização e dos seus erros, fazendo crer que ela está impoluta e que tudo não passam de calúnias, independentemente das provas que existam contra ela. Acaba-se assim por “matar o mensageiro”, não dando qualquer valor às acusações desde o começo, partindo do pressuposto que só pode ser tudo uma mentira satânica.

Na realidade, a mentira satânica é aquela praticada pela Organização, que mesmo sabendo que muitas acusações são verdadeiras, prefere instilar o ódio e o desprezo para com aqueles que têm a coragem de defender o que sabem ser verdade. Trata-se de uma cópia do comportamento do sistema religioso nos dias de Israel no tempo dos profetas e uma cópia do sistema religioso judaico dos dias de Jesus.

Mas a verdade virá sempre ao de cima, mais cedo ou mais tarde. Não importa o esforço em tentar contê-la ou tentar abafá-la. Homens e mulheres de coragem sempre estarão dispostos a sacrificar os seus interesses pessoais em prol do que consideram justo e verdadeiro, mesmo que isso lhes saia caro a nível pessoal.

É sobre estes que a aprovação divina recairá e não sobre aqueles que a todo o custo tentam esconder a verdade.

É realmente um dever moral expôr a mentira e hipocrisia que existe na Torre de Vigia!

Mais que isso... existe um precedente bíblico para tal!

Fonte: http://questaodosangue.blogspot.pt/?view=classic

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Joseph Brazilian Seiss em Seg Jun 08 2015, 16:38

Puxa!!!

Isto não é um tópico, mas sim um discurso, fiquei a imaginar vc  Kristy123, de pé, com o punho em rice e voz firme, proferindo tais palavras diante de um platéia atônita, por escutar algo que não lhes faz cócegas nos ouvidos, mas sim que penetra até a divisão da alma (2 Tim. 4:3,4 - Hebreus 4:12).

Não tenho nada a acrescentar, a não ser que, SIM, devemos expôr seus erros, como dever moral , e não mos refrear de falar coisa alguma daquilo que vimos e ouvimos!

Joseph Brazilian Seiss
Membros
Membros

Mensagens : 15
Likes : 2
Data de inscrição : 29/04/2015
Idade : 48
Localização : Santa Catarina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Kristy123 em Seg Jun 08 2015, 19:36

Olá Joseph Brazilian Seiss,

Eu também gostei deste texto e achei interessante de o partilhar aqui convosco.
Ele não é autoria minha! Mas foi retirado de um Blog/Site, conteúdo este que foi escrito por uma pessoa bem conhecida pela maior parte dos Foristas deste Forum.

E eu acho que devemos sim, fazer circular, divulgar e publicar cada vez mais todas as informações válidas, por diversos meios informáticos ou por outras formas, que estão ao nosso alcançe, porque eu concordo que é um dever moral em expôr os erros da organização das TJ.
   
Agora também fiquei a imaginar, eu a decorar este texto e a fazer uma palestra num palco de um
"Salão do Reino perto de Si".

Eventualmente seria a primeira apóstata anciã feminina a dar uma palestra e queres ver, que até faziam fila e o Salão ficava superlotado! Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por hocosi em Seg Jun 08 2015, 21:05

Existem maios de 10 mil religiões no mundo. Isto sem falar em seitas e seitinhas. Qual delas é a verdadeira? Uma? Dez? Cem?

Porque é para nós um dever moral expor as Testemunhas de Jeová e não as outras, algumas delas bem piores, mais ridículas e mais escravizadoras?

Porque não o fanatismo no islamismo? Porque não a hipocrisia da Igreja Católica? Porque não a parafernália de deuses do Hinduísmo?

Dado que este fórum foi criado para Testemunhas e Ex testemunhas de Jeová, creio que o ponto que nos une é isso mesmo. Por isso continuaremos atentos às andanças do CG e seus lacaios e a expor suas tropelias.

Ok. Jesus terá sido um exemplo de intrepidez a expor os erros dos sistemas religiosos dos seu dias. Mas ele apontou um caminho alternativo que entretanto foi completamente adulterado. Qual é o caminho alternativo que propomos?

Devo dizer por isso que para mim é um dever moral expor todas as religiões como manipuladoras do ser humano.

Um homem que está livre da religião tem uma oportunidade melhor de viver uma vida mais normal e completa.

Sigmund Freud



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2576
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Investigando a Torre em Seg Jun 08 2015, 21:28

@Kristy123 escreveu:Eu também gostei deste texto e achei interessante de o partilhar aqui convosco.
Ele não é autoria minha! Mas foi retirado de um Blog/Site, conteúdo este que foi escrito por uma pessoa bem conhecida pela maior parte dos Foristas deste Forum.

Estava na hora desse antigo forista mudar o nome do seu Blog/Site, uma vez que ele neste momento vai muito para além do objectivo para o qual foi criado... fala quem sabe! tass bem

Não gosto da colagem, embora subscreva o conteúdo do artigo.   Silêncio

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Kristy123 em Sab Jun 13 2015, 21:14

@hocosi escreveu:Existem maios de 10 mil religiões no mundo. Isto sem falar em seitas e seitinhas. Qual delas é a verdadeira? Uma? Dez? Cem?

Porque é para nós um dever moral expor as Testemunhas de Jeová e não as outras, algumas delas bem piores, mais ridículas e mais escravizadoras?

Porque não o fanatismo no islamismo? Porque não a hipocrisia da Igreja Católica? Porque não a parafernália de deuses do Hinduísmo?

Dado que este fórum foi criado para Testemunhas e Ex testemunhas de Jeová, creio que o ponto que nos une é isso mesmo. Por isso continuaremos atentos às andanças do CG e seus lacaios e a expor suas tropelias.

Ok. Jesus terá sido um exemplo de intrepidez a expor os erros dos sistemas religiosos dos seu dias. Mas ele apontou um caminho alternativo que entretanto foi completamente adulterado. Qual é o caminho alternativo que propomos?

Devo dizer por isso que para mim é um dever moral expor todas as religiões como manipuladoras do ser humano.

Um homem que está livre da religião tem uma oportunidade melhor de viver uma vida mais normal e completa.

Sigmund Freud


Olá Hocosi,

Também partilho contigo a mesma opinião de que nenhuma religião no mundo é 100% verdadeira.

Todas as religiões ou outras filosofias ou crenças, podem ter sempre algo de bom e algo de mau, algo de correcto e de incorrecto, algo de certo e de errado. Eu pessoalmente gosto de saber pelo menos um pouco de todas elas, porque me  podem apresentar outros pontos de vista, que eu julgava inexistentes ou não relevantes, pelo que gosto de saber e pensar um pouco sobre todas essas “teorias” e com isso consigo abrir mais os meus horizontes, retendo algumas teorias e pensamentos, mas sem me comprometer efectivamente com nenhuma delas.  

Principalmente para quem já foi uma testemunha de Jeová, que ainda o é ou para aquele que conhece minimamente ou ainda venha a querer pertencer de uma forma voluntária, a esta seita, é sim um dever moral existir a possibilidade de se poder expôr todos os ensinamentos errôneos dessa Organigação e fazermos circular toda as informações disponíveis e haver a troca de experiências e  informação a nível mundial, para que se perceba que de facto esta seita “não brinca em serviço” e é muito mais perigosa e nefasta, do que os dois  “gatos pingados” que aparecem à tua porta de uma forma inocente e simpática, e que afinal não são os principais culpados destas situações, mas de certa forma, serão umas vitimas de elas próprias e presas nas mãos desta organização !

E quanto mais experiência ou envolvimento uma TJ teve, que agora já não o é, mais importante se torna esse
“dever moral” ! Mas essa vontade de expôr a Organização também não é para todos!

Por isso, dou muito valor áquelas pessoas, que outrora fizeram parte activa desta organização e que agora têm a coragem,
o bom senso e a consciência de quererem partilhar as suas experiências e de estarem dispostas a divulgar o que se passa dentro da organização e que sabem perfeitamente, por experiência própria, como a Organização funciona, para que todos consigam entender melhor, a forma como esta organização lida com os seus seguidores e as consequências psicológicas a que podem ficar submetidas.

Nada invalida que se fale também de outras religiões, para se conseguir estabelecer pontos paralelos ou em comuns ou opostos ou completamente diferentes, etc.  

Hocosi: Fiquei agradavelmente surpreendida com a tua frase:  Very Happy
"Ok. Jesus terá sido um exemplo de intrepidez a expor os erros dos sistemas religiosos dos seu dias. Mas ele apontou um caminho alternativo que entretanto foi completamente adulterado. Qual é o caminho alternativo que propomos?"

Eu gostava muito saber de ti, qual é esse caminho alternativo de que Jesus falava?


Quem mais me poderá diz, qual é esse caminho alternativo que Jesus apontou e que entretanto foi completamente adulterado?

Kristy123

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Investigando a Torre em Sab Jun 13 2015, 22:31

@Kristy123 escreveu:Eu pessoalmente gosto de saber pelo menos um pouco de todas elas, porque me  podem apresentar outros pontos de vista, que eu julgava inexistentes ou não relevantes, pelo que gosto de saber e pensar um pouco sobre todas essas “teorias” e com isso consigo abrir mais os meus horizontes, retendo algumas teorias e pensamentos, mas sem me comprometer efectivamente com nenhuma delas.

Hocosi: Fiquei agradavelmente surpreendida com a tua frase:  Very Happy
"Ok. Jesus terá sido um exemplo de intrepidez a expor os erros dos sistemas religiosos dos seu dias. Mas ele apontou um caminho alternativo que entretanto foi completamente adulterado. Qual é o caminho alternativo que propomos?"

Eu gostava muito saber de ti, qual é esse caminho alternativo de que Jesus falava?

A Kristy123 tocou em dois aspectos importantes, plasmados acima, aos quais dou relevância e por isso mesmo decidi dar a minha opinião, se bem que em relação ao segundo aspecto o assunto daria 'pano para mangas' somo sói dizer-se.

Em relação ao primeiro aspecto, o enquadramento histórico de qualquer movimento político, religioso ou social, deverá ter por base o conhecimento mais alargado do contexto em que o mesmo se insere, pelo que nunca devemos descurar este aspecto.

Por isso mesmo, é importante situar o aparecimento do movimento das TJ dentro do seu contexto histórico, entender o porquê, objectivos a que se propunha, objectivos alcançados no curto e médio prazo e o seu desenvolvimento de acordo com a evolução histórica da sociedade em que se inseria, bem como numa perspectiva mais alargada da sua influência se entretanto não definhou, o que até ao momento é o caso.

Gosto imenso de estudar estes fenómenos, não com qualquer objectivo etéreo de salvação do que quer que seja, situação que entretanto soube ultrapassar com análise profunda das diferentes correntes de pensamento, mas para entender o mundo em que vivo e sua correlação de forças da forma mais abrangente possível.

Em relação ao segundo aspecto, sem que o mesmo esteja dissociado daquilo que escrevei acima, entendo que o aparecimento do "Jesus" bíblico no panorama político e religioso da época, terá de ser analisado exactamente nessa perspectiva.

Jesus tinha um objectivo determinado em função da tal correlação de forças existente no seu tempo. Conseguiu reunir um conjunto de pessoas à sua volta que de certa forma acarinhavam esse ideal e viveu o seu tempo com um conjunto de problemas e situações próprias da época.

De certa forma, revolucionou a forma de ver e entender a sociedade dos seus dias e deixou um legado para o futuro, que entretanto veio a ser aproveitado das mais diferentes formas, quer por movimentos políticos, quer religiosos.

Foi sem dúvida uma personagem marcante que somente chega aos nossos dias por mero oportunismo religioso, tendo em conta a forma como as coisas evoluíram. De facto, Jesus apontou um caminho entretanto adulterado, porque esse caminho fazia todo o sentido nessa altura, mas hoje essa visão da sociedade já não se enquadra na visão determinista de Jesus.

Livre de paixões e de espírito aberto, é importante conhecer Jesus, o Cristo histórico, para entender o caminho por ele apontado e ao mesmo tempo perceber se esse caminho faz algum sentido hoje em dia.
Mas isto já seria objecto de discussão em outro tópico.  tass bem

IT


Última edição por Investigando a Torre em Sab Jun 13 2015, 22:36, editado 1 vez(es)


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por River raid em Sab Jun 13 2015, 22:36

A música preferida do Corpo Governante, legendado em pt... para ouvir até ao fim!



River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4532
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por River raid em Sab Jun 13 2015, 22:48

@Investigando a Torre escreveu:
@Kristy123 escreveu:Eu também gostei deste texto e achei interessante de o partilhar aqui convosco.
Ele não é autoria minha! Mas foi retirado de um Blog/Site, conteúdo este que foi escrito por uma pessoa bem conhecida pela maior parte dos Foristas deste Forum.

Estava na hora desse antigo forista mudar o nome do seu Blog/Site, uma vez que ele neste momento vai muito para além do objectivo para o qual foi criado... fala quem sabe! tass bem

Não gosto da colagem, embora subscreva o conteúdo do artigo.   Silêncio

IT

Acho que o dito anda pelo forum brasileiro, com a mesma postura do tipo " o assunto já foi discutido em "x" (principalmente em tópicos por ele criados) ", mas os brasucas deram (e dão) o devido troco...
____________

A temática Jeovista não é tão grande assim, é normal que tópicos se repitam. Aliás, é contra procedente criticar foristas que abram tópicos com assuntos repetidos. Mais vale repetir do que ficar calado!




River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4532
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Investigando a Torre em Dom Jun 14 2015, 09:01

Existem pessoas que por vezes sem dizer nada de novo, gostam muito de dizer coisas! What a Face

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 14 2015, 12:25

@Kristy123 escreveu:


Olá Hocosi,

Hocosi: Fiquei agradavelmente surpreendida com a tua frase:  Very Happy
"Ok. Jesus terá sido um exemplo de intrepidez a expor os erros dos sistemas religiosos dos seu dias. Mas ele apontou um caminho alternativo que entretanto foi completamente adulterado. Qual é o caminho alternativo que propomos?"

Eu gostava muito saber de ti, qual é esse caminho alternativo de que Jesus falava?


Quem mais me poderá diz, qual é esse caminho alternativo que Jesus apontou e que entretanto foi completamente adulterado?

Kristy123

Kristy pf dá-me um pouco de tempo para te responder.



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2576
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 14 2015, 12:45

Entretanto espero que gostes desta musica.




"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2576
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por ellipsis em Dom Jun 14 2015, 13:12

@Kristy123 escreveu:

Eu gostava muito saber de ti, qual é esse caminho alternativo de que Jesus falava?

Kristy123

Jesus disse: Eu sou o Caminho...




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 275
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Kristy123 em Dom Jun 14 2015, 15:55

Hocosi,
Claro, que te dou todo o tempo do mundo Morrer a rir Morrer a rir


Ellipsis,
Obrigada, pela resposta, mas que me soube a pouco Morrer a rir Morrer a rir

-----------------
Porquê não duvidar da existência de Jesus?
Eu também poderia dizer que não acredito que Napoleão tenha existido, porque também nunca o vi.
Pessoas revolucionárias e que se destacaram em divulgar as suas "filosofias" existiram muitas...

Qualquer pessoa poderia dizer algo do género: "eu sou o caminho"
Talvez a Madre Teresa, o Buda, o Gandhi, etc. etc. poderiam ter dito isso...

De todas as pessoas que se destacaram, ao longo da história, em quê Jesus foi diferente?
Em quê Jesus humano, é diferente de todos os outros?

O que Jesus pede de nós?
O caminho para quê e para onde?


Kristy












Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expôr os erros da Torre de Vigia é apostasia ou um dever moral?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 19:48


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum