EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

O Bezerro dos Judeus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Bezerro dos Judeus

Mensagem por Altar em Sab Mar 21 2015, 15:32

No decorrer da thread

http://testemunhasdejeova.forumeiros.com.pt/t3855-comemoracao-da-morte-de-jesus-2015#75680

A denominada "Comemoração da Morte de Jesus" ou "Memorial" das TJs, e a Quaresma e Páscoa católica

decidi trazer ao fórum algo de útil para discussão, ou apenas para reflexão, como queiram

-----

No Templo dos judeus, que foi destruído pelos romanos no ano 70 DC, restando nos dias de hoje apenas uma parede ( muro das lamentações ), eram feitos sacrifícios sanguinolentos de animais vivos.

Os sacrifícios tinham simultaneamente uma função expiatória (limpar-se das impurezas, do pecado) e de louvor.

As mulheres judias, quando nascia um filho , sacrificavam dois cordeiros (ou dois passarinhos para quem não tinha dinheiro, como a
Sagrada Família). Um era um sacrifício de acção de graças pelo nascimento da criança. O outro era um sacrifício expiatório, para
anular a promessa inconsciente de nunca mais ter outro filho, feita pela mulher durante as dores do parto.


A Nossa Senhora, para não ser motivo de escândalo, fez o segundo sacrifício também.


22. Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor,
23. conforme o que está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor (Ex 13,2);
24. e para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos.
Lucas 2


De acordo com a lei mosaica, as parturientes, após darem à luz, ficavam impuras, devendo inibir-se de visitar o Templo de Jerusalém até quarenta dias após o parto; nessa data, deviam apresentar-se diante do sumo-sacerdote a fim de apresentar o seu sacrifício (um cordeiro e duas pombas ou duas rolas) e, assim, purificar-se.


reparem bem na palavra chave nisto tudo dos sacrifícios dos animais : PURIFICAÇÃO

lembro também o versículo em que Jesus expulsou os vendilhões do templo :

Jesus entrou no templo e expulsou dali todos aqueles que se entregavam ao comércio. Derrubou as mesas dos cambistas e os bancos dos negociantes de pombas, (São Mateus 21, 12)

Hoje os muçulmanos ocupam o espaço do Monte do Templo, e eles não deixam os judeus sequer rezar nesse sítio, quanto mais em sacrificar animais.

No ano de 68 DC, os monges da seita judaica dos "essénios" (referidos no Evangelho como "aqueles que se dizem Filhos da Luz", título que se davam a si próprios ), temendo pelo futuro da sua comunidade diante da guerra com os romanos, decidiram esconder a sua biblioteca numa caverna. Esta caverna ficava em local de difícil acesso, perto do antigo mosteiro, às margens do Mar Morto.

Os romanos acabaram por lá chegar e mataram todos os monges, em 70 d.C.

A biblioteca deles ficou perdida durante XX séculos. Quem não ouviu falar dos manuscritos do mar morto ?

Encontrou-se uma Bíblia Judaica inteira, e um pedaço do Evangelho segundo São Mateus. O Rolo do Templo era um dos documentos que
compunham a bíblia dos essénios. Ele completa uma lacuna interessantíssima.

Muitas e minuciosas são as descrições de como deve ser feito o sacrifício do Templo na Bíblia, mas praticamente não se fala de como o Templo deve ser. Pelo contrário, em várias passagens tem-se a impressão de que há alusões a um outro texto, onde seria descrito o Templo.

O Rolo do Templo é exactamente isso : um livro, escrito em hebraico bíblico anterior a Cristo, com instruções minuciosas de como deve
ser construído o Templo. Este livro era considerado inspirado e canónico pela seita essénia, que não reconhecia a legitimidade do Templo de Jerusalém por não serem os seus sacerdotes legítimos descendentes de Zadok (apesar de se dizerem saduceus).

Neste livro vê-se um Templo cuja área seria muito maior que a do Templo original, cobrindo a maior parte da actual Cidade Velha de Jerusalém.

Todo o sacrifício de Cristo, desde a sua prisão, flagelação, coroação com espinhos, a caminhada do Calvário e crucifixão, tudo isso ocorreu
dentro do que deveria ser o Templo segundo este livro.

Isto é interessante porque um argumento frequentemente usado por judeus contra a validade do sacrifício de Cristo, é justamente o facto
de ter sido feito fora dos recintos do Segundo Templo.

Estes manuscritos desmentem uma mentira judaica.

Porque é que os Judeus não reiniciaram os sacrifício de animais no Templo em Jerusalém ? por duas razões :

A falta de definição de quem é um cohen (sacerdote) legítimo. Isto já não é um impedimento, porque acaba de ser descoberta uma maneira de determinar geneticamente se a pessoa é ou não de dinastia sacerdotal (saiu um artigo na revista científica inglesa "Nature").

Depois de escolhido o sacerdote, a necessidade de purificação prévia do sacerdote antes de adentrar o recinto do sacrifício é necessária.
Lembrem-se que no tempo de Jesus os sacerdotes só invocavam o tetragrama do Santo Nome de Deus ("Yud-Hei-Vav-Hei") uma vez no ano - no dia de Yom Kippur).

Neste dia entrava no Santo dos Santos do Templo e sussurrava o nome. Isto era visto como algo extremamente perigoso, e na verdade era-o. O Sumo-Sacerdote entrava no Santo dos Santos com uma corda amarrada no pé, para ser puxado para fora em caso de morrer lá dentro, o que certamente ocorreria se ele estivesse impuro. Foi esse aliás o fim de muitos Sumo-Sacerdotes judeus.

Daí a necessidade da purificação, que só pode ser feita com as cinzas de um bezerro vermelho de três anos de idade, sem mancha nem defeitos, e nascido na Terra Santa, o que não ocorria em Israel há quase dois mil anos.

Desde a independência do Estado de Israel, fazendeiros e rabinos têm procurado, por cruzamentos e cuidados, fazer com que nascesse um
bezerro vermelho. Nasceu há dois anos um bezerro vermelho, mas graças ao bom Senhor Deus o bichinho apareceu com três pelos brancos, exactamente o suficiente para invalidá-lo como animal de sacrifício. O perigo de um sacerdote judeu ser purificado e ser feita uma ofensiva para reconquistar o Templo, actualmente em mãos dos muçulmanos, foi adiado.

A seita judaico-cristã, os islâmicos, continuam a oferecer esses sacrifícios dos cordeiros quando vão a Meca em peregrinação

de onde lhes veio esse hábito ?! certamente da religião Judaica




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1714
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bezerro dos Judeus

Mensagem por Altar em Sab Mar 21 2015, 15:54

Bezerro vermelho

2. “Eis a prescrição legal que o Senhor vos dá: dize aos israelitas que te tragam uma vaca vermelha sem defeito, sem mancha e que não tenha ainda levado o jugo.

Números, 19

a importância que os Judeus dão a isto, é apenas um exemplo :

http://noticias.gospelprime.com.br/novilha-vermelha-terceiro-templo/




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1714
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bezerro dos Judeus

Mensagem por Altar em Sab Mar 21 2015, 16:20





Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1714
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bezerro dos Judeus

Mensagem por River raid em Sab Mar 21 2015, 18:54

Aliás, os Rolos do Mar Morto estão expostos no Vaticano para toda a gente ler.

Ao contrário do que as seitas dizem, a Católica não escondeu esses rolos mas sim teve a coragem e dignidade de expô-los ao público.




River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4534
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bezerro dos Judeus

Mensagem por Altar em Dom Mar 22 2015, 17:05

vejam aqui como os muçulmanos fazem sacrifícios de animais pela expiação dos pecados

http://www.news.com.au/world/muslim-pilgrims-begin-hajj-rituals/story-fndir2ev-1226502745349

Se uma pessoa considerar as religiões e seitas como entidades distintas e independentes, e depois estudá-las em termos de origens nos costumes e crenças, chega a interessantes conclusões

As TJs como entidade distinta, não é mesmo nada comparada com a seita judaico-cristã do Islão

eles representam milhões de pessoas

de onde lhes vem aquelas crenças todas ?! de onde ?!

eu conheço muito bem essa religião, por dentro porque discuti com eles, pela literatura deles porque ma enviaram

o sacrifício expiatório, notem só isso....algo que eles herdaram da religião judaica, e o cristianismo também...




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1714
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Bezerro dos Judeus

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 06:01


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum