EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por TJ Curioso em Ter Jan 13 2015, 17:12

Vejam esta gravação e percebam a mentalidade que existe a este respeito.


TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por River raid em Seg Maio 04 2015, 21:34

Entregar o relatório nem sempre é um exercício de exactidão.

As pessoa entregam o relatório, porém é comum ouvir frases do tipo:
- "fora as horas que preguei sozinha para Jeová".

A maior parte das TJ´s não presta atenção na seguinte regra:

"o tempo de pregação somente conta a partir do primeiro testemunho". (Livro "Organizados")

Bem que podem sair de casa às 8 da manhã, tomar o pequeno almoço e andar a passear a pasta que , segundo a Torre, esse tempo inicial não conta para nada.




River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por TJ esclarecido em Seg Maio 04 2015, 22:14

@River raid escreveu:Entregar o relatório nem sempre é um exercício de exactidão.
           (...)
A maior parte das TJ´s não presta atenção na seguinte regra:

"o tempo de pregação somente conta a partir do primeiro testemunho". (Livro "Organizados")

Bem que podem sair de casa às 8 da manhã, tomar o pequeno almoço e andar a passear a pasta que , segundo a Torre, esse tempo inicial não conta para nada.

Assim era, mas entretanto a ORGA tem flexibilizado essa regra através de cartas e indicações dos superintendentes viajantes.
Se assim não fosse, como haveria tanta gente disponível para "trabalhar" como pioneiros regulares?

Por exemplo, o serviço de pregação que seja interrompido para um lanche, é dito que é deixado à consciência de cada um descontar ou não o tempo desse intervalo.

À conta disto, andam nas cidades deste país diariamente centenas de publicadores aos pares a deambular pelas ruas e a conversar sentados nos bancos de jardim, não falando com ninguém e no final do dia é só contabilizar as horas.
Não tenho dúvidas de que o números na maioria dos relatórios de serviço de campo são uma fraude.



"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por gregdagangue em Seg Maio 04 2015, 23:41

Estou simplesmente  comovido com a tal 'flexibilidade'  dos hermanos do corpo desgovernante, certamente por causa de sua 'razoável'atitude muitos que adoram 'enrolar' no serviço de campo, devem estar "maravilhados" pela bondade  do escravo 'fiel e prudente'. Vénia Of.Flores

gregdagangue
Membros
Membros

Mensagens : 1429
Likes : 59
Data de inscrição : 01/06/2014
Idade : 61
Localização : boa vista/roraima

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por antonio1965 em Ter Maio 05 2015, 08:03

@TJ esclarecido escreveu:
@River raid escreveu:Entregar o relatório nem sempre é um exercício de exactidão.
           (...)
A maior parte das TJ´s não presta atenção na seguinte regra:

"o tempo de pregação somente conta a partir do primeiro testemunho". (Livro "Organizados")

Bem que podem sair de casa às 8 da manhã, tomar o pequeno almoço e andar a passear a pasta que , segundo a Torre, esse tempo inicial não conta para nada.

Assim era, mas entretanto a ORGA tem flexibilizado essa regra através de cartas e indicações dos superintendentes viajantes.
Se assim não fosse, como haveria tanta gente disponível para "trabalhar" como pioneiros regulares?

Por exemplo, o serviço de pregação que seja interrompido para um lanche, é dito que é deixado à consciência de cada um descontar ou não o tempo desse intervalo.

À conta disto, andam nas cidades deste país diariamente centenas de publicadores aos pares a deambular pelas ruas e a conversar sentados nos bancos de jardim, não falando com ninguém e no final do dia é só contabilizar as horas.
Não tenho dúvidas de que o números na maioria dos relatórios de serviço de campo são uma fraude.


E desta forma com um só tiro se matam dois coelhos. Por um lado as TJ apresentam mais horas de serviço pregando menos (o que deixa a grande maioria super satisfeita) e por outro a Orga apresenta um número cada vez maior de horas dando a ideia de que esta obra está a ser intensificada à medida que o fim se aproxima (levando as pobres TJ a serem mais ativas).




antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 51
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por River raid em Ter Maio 05 2015, 13:22

@TJ esclarecido escreveu:
@River raid escreveu:Entregar o relatório nem sempre é um exercício de exactidão.
           (...)
A maior parte das TJ´s não presta atenção na seguinte regra:

"o tempo de pregação somente conta a partir do primeiro testemunho". (Livro "Organizados")

Bem que podem sair de casa às 8 da manhã, tomar o pequeno almoço e andar a passear a pasta que , segundo a Torre, esse tempo inicial não conta para nada.

Assim era, mas entretanto a ORGA tem flexibilizado essa regra através de cartas e indicações dos superintendentes viajantes.
Se assim não fosse, como haveria tanta gente disponível para "trabalhar" como pioneiros regulares?

Por exemplo, o serviço de pregação que seja interrompido para um lanche, é dito que é deixado à consciência de cada um descontar ou não o tempo desse intervalo.

À conta disto, andam nas cidades deste país diariamente centenas de publicadores aos pares a deambular pelas ruas e a conversar sentados nos bancos de jardim, não falando com ninguém e no final do dia é só contabilizar as horas.
Não tenho dúvidas de que o números na maioria dos relatórios de serviço de campo são uma fraude.


Longe vão os tempos em que meu intrutor (um grande homem, não tenho razão de queixa) uma vez me disse:

- "sabes como se avalia a vontade de trabalhar para Jeová, seja ancião ou publicador? QUANDO BATE ÀS PORTAS..."

Foi numa altura em que os anciãos de várias congregações duma certa zona do país faziam de tudo para não andar a tocar às campainhas, nem sequer um WC limpavam.



River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por gregdagangue em Ter Maio 05 2015, 21:42

CÁ   para  nós, se tem uma atividade mais chata do que ir de "casa em casa"(katoikous) eu estou por ver. É preciso muito condicionamento mental para fazer esta 'todo importante obra distributiva' que o ex- escravo fiel (porque agora é prudente,rs,rs)  requer de seus vassalos de bolsa e sapatinho engraxado. Tem que ter muita lata.

gregdagangue
Membros
Membros

Mensagens : 1429
Likes : 59
Data de inscrição : 01/06/2014
Idade : 61
Localização : boa vista/roraima

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por gregdagangue em Seg Maio 11 2015, 17:07

No tempo de minha estadia no curral, qual parte da 'grei' quando a ovelha deixava de entregar o relatório, de imediato era cobrado o malfadado registro, se não tivesse, já levaria uma 'amorosa  regulada' para não ficar irregular ou pior, inativa o que poderia custar o rótulo garrafal de irmão ou irmã 'fraco na fé', que deverá  "usufruir  o companheirismo" limitado dos mais 'fortes na fé". Detalhe: o tal 'amoroso companheirismo' só deverá ser  usufruído pelo infeliz irmão fraco, quando este estiver participando com o resto da patota na 'ralação de casa em casa' . ...É ruim hein? Vénia Desconfiado

gregdagangue
Membros
Membros

Mensagens : 1429
Likes : 59
Data de inscrição : 01/06/2014
Idade : 61
Localização : boa vista/roraima

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma TJ deixar de entregar o relatório por motivos de consciência?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 18:34


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum