EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Cristo e a Psicologia do Bem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por TJ Curioso em Ter Set 09 2014, 13:25

Cristo e a Psicologia do Bem



Ser cristão parece ser algo muito difícil e desafiador, principalmente quando se vê o cristianismo como um conjunto de regras morais que devem ser seguidas cegamente

Em 2008, enquanto apresentava um trabalho no Congresso Internacional de Psicologia em Berlim, tive a oportunidade de ouvir uma das conferências mais cobiçadas do congresso, a chamada Psicologia do Mal, apresentada por Phillip Zimbardo, Nobel em Psicologia. Ele explicava que quando o ser humano perde sua identidade em meio a um grupo homogêneo, como o exército, por exemplo, ele é capaz de cometer atrocidades que individualmente não cometeria, entre elas a tortura.

Se há uma psicologia do mal, certamente deverá haver uma psicologia do bem, pensava naquela ocasião. Se, por um lado, o ser humano é capaz de cometer atrocidades quando perde sua identidade individual, seria ele capaz de realizar maravilhas quando tem sua própria identidade pessoal potencializada? Que reflexão podemos fazer a respeito de Cristo e do cristianismo?

Embora o cristianismo seja, a priori, um perfeito exemplo de Cristo, muitos homens e mulheres já cometeram atrocidades em nome d’Ele. A história nos oferece exemplos de abusos e violações da dignidade humana em nome de Deus e da Igreja. Por certo, a chamada Psicologia do Mal também se aplica aos que se dizem crentes, pois a grande armadilha de qualquer religião é a tentação de se abrir mão da própria responsabilidade. Uma vez parte de um grupo e temente a um deus, qualquer indivíduo pode atirar pedras em uma prostituta ao ponto de assassiná-la, crendo defender as leis divinas. Mas seria isto cristão?

O que há de cristão entre os cristãos? Quando se vai a uma missa aos domingos por que todos vão, ou quando se entra na fila da comunhão porque todos entram, isto seria cristão? Há muitas formas de se dizer seguidor da lei e muitas destas formas são regadas pela irresponsabilidade. Afinal, o que é ser responsável?

Seria responsável negligenciar a lei para curar um enfermo? Seria responsável abrir mão da tradição para salvar uma mulher da morte? Seria responsável dar a chance a um criminoso para trabalhar na sua empresa? Seria responsável que um adolescente abandonasse seus pais para buscar o crescimento espiritual em um templo? Seria responsável ensinar as pessoas a buscarem a verdade em um sistema social que prega a mentira? Seria responsável derrubar as mesas dos comerciantes dentro de um templo? Seria responsável oferecer sua própria vida para salvar a vida dos seus amigos?

Se sua resposta para estas perguntas é positiva, possivelmente você conhece Cristo, do contrário sua visão fundamenta a afirmação de Nietzsche que disse: “o último cristão morreu na cruz” e a alegação de Gandhi quando confessa: “amo o cristianismo, mas odeio os cristãos, pois não vivem segundo os ensinamentos de Cristo”. O exemplo de Cristo, embora pareça transcender o âmbito do possível, ressoa de forma extremamente positiva na capacidade que apenas o ser humano tem entre os seres vivos, o poder de amar! A lei que é inaugurada pelo Homem da cruz é a lei do amor e, como dizia Epicuro, 300 anos antes de Cristo, o amor é superior à lei, superior ao direito. Uma pessoa só é capaz de realizar grandes coisas quando assume sua identidade, única e irrepetível, quando não abre mão de seus princípios e valores, quando é capaz de nadar contra a correnteza e questionar as vozes tantas vezes incoerentes das multidões.

Ser cristão parece ser algo muito difícil e desafiador, principalmente quando se vê o cristianismo como um conjunto de regras morais que devem ser seguidas cegamente. Muito possivelmente, quando a maior de todas as leis é assimilada, todo o resto seja uma consequência natural, afinal de contas, o que o ser humano não é capaz de fazer por amor?

Fonte: http://www.aleteia.org/pt/sociedade/artigo/cristo-e-a-psicologia-do-bem-5824920621678592

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por EstudanteCurioso em Ter Set 09 2014, 23:19

"Se, por um lado, o ser humano é capaz de cometer atrocidades quando perde sua identidade individual, seria ele capaz de realizar maravilhas quando tem sua própria identidade pessoal potencializada?"

Não me quero gabar de nada mas por acaso ja tinha pessoalmente chegado a esta conclusão as pessoas mais felizes e bondosas  que eu conheço são as  que não seguem modas, as que se estão nas tintas para o que os outros dizem e pensam, e não só são as mais felizes como as mais dispostas a ajudar o próximo.....

EstudanteCurioso
Membros
Membros

Mensagens : 169
Likes : 22
Data de inscrição : 03/11/2011
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por gregdagangue em Sab Set 13 2014, 04:26

Que contraste com a psicologia "cristã "da STV,onde o amor que é ensinado, "destila" de uma cartilha elaborada por mentes humanas sedentas de poder e controle mental sobre os outros, daí , por mais que digam que sua religião é a verdadeira, por isto ou aquilo, mas ainda assim, "os frutos podres" desta fé, tem seu cheiro exalado. Donativos Sad Desconfiado

gregdagangue
Membros
Membros

Mensagens : 1429
Likes : 59
Data de inscrição : 01/06/2014
Idade : 61
Localização : boa vista/roraima

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por Altar em Seg Set 22 2014, 14:35

um bom livro para ler sobre o cristianismo, um best seller

http://www.amazon.com/Mere-Christianity-C-S-Lewis/dp/0060652926

eu tenho-o, mas não sei onde a minha mulher o guardou...anda sempre em arrumações... No No No

já leste, TJC ?!





Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por TJ Curioso em Seg Set 22 2014, 14:40

@Altar escreveu:um bom livro para ler sobre o cristianismo, um best seller

http://www.amazon.com/Mere-Christianity-C-S-Lewis/dp/0060652926

eu tenho-o, mas não sei onde a minha mulher o guardou...anda sempre em arrumações... No  No  No

já leste, TJC ?!

Não, nunca.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por Altar em Seg Set 22 2014, 20:58

@TJ Curioso escreveu:
@Altar escreveu:um bom livro para ler sobre o cristianismo, um best seller

http://www.amazon.com/Mere-Christianity-C-S-Lewis/dp/0060652926

eu tenho-o, mas não sei onde a minha mulher o guardou...anda sempre em arrumações... No  No  No

já leste, TJC ?!

Não, nunca.

já encontrei bounce bounce

é mesmo um best seller sobre o cristianismo, tanto que os meus amigos muçulmanos me mandaram um livro para o refutar Morrer a rir Morrer a rir

vê lá a tua disponibilidade Razz




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por TJ Curioso em Seg Set 22 2014, 21:10

@Altar escreveu:
@TJ Curioso escreveu:
@Altar escreveu:um bom livro para ler sobre o cristianismo, um best seller

http://www.amazon.com/Mere-Christianity-C-S-Lewis/dp/0060652926

eu tenho-o, mas não sei onde a minha mulher o guardou...anda sempre em arrumações... No  No  No

já leste, TJC ?!

Não, nunca.

já encontrei bounce bounce

é mesmo um best seller sobre o cristianismo, tanto que os meus amigos muçulmanos me mandaram um livro para o refutar Morrer a rir Morrer a rir

vê lá a tua disponibilidade Razz

Assim que puder aviso. Desde já agradeço!  Smile

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por ellipsis em Ter Set 23 2014, 18:15

Se há uma psicologia do mal, certamente deverá haver uma psicologia do bem, pensava naquela ocasião. Se, por um lado, o ser humano é capaz de cometer atrocidades quando perde sua identidade individual, seria ele capaz de realizar maravilhas quando tem sua própria identidade pessoal potencializada?

Esta reflexão pode ser muito bem usada em qualquer outra forma de religião. Como também pode ser pensada sem exercer nenhum tipo de religião.

Não querendo puxar para a minha sardinha, mas puxando. Acho que este tipo de pensamento... "seria ele capaz de realizar maravilhas quando tem sua própria identidade pessoal potencializada?" Será mais fácil de ser concretizado numa pessoa que não exerça uma religião.




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por TJ esclarecido em Ter Set 23 2014, 22:40


"Pay it Forward", um filme com alguns anos muito interessante:




Eugene Simonet (Kevin Spacey), um professor de Estudos Sociais, faz um desafio aos seus alunos numa das suas aulas: que eles criem algo que possa mudar o mundo.
Trevor McKinney (Haley Joel Osment), um de seus alunos e incentivado pelo desafio do professor, cria um novo jogo, chamado "pay it forward", em que a cada favor que recebe você retribui a três outras pessoas. Surpreendentemente, a idéia funciona, ajudando o próprio Eugene a se desvencilhar de segredos do passado e também a mãe de Trevor, Arlene (Helen Hunt), a encontrar um novo sentido em sua vida.


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristo e a Psicologia do Bem

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 19:23


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum