EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por TJ Curioso em Qui Set 04 2014, 11:00

Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Uma família de Testemunhas de Jeová impediu que uma mulher de 37 anos recebesse transfusão de sangue e a retirou da Santa Casa de Rio Preto. A paciente, que veio de Recife, estava com um mioma, que provoca sangramento no útero, e grau de anemia acentuado. De acordo com o médico cirurgião geral do hospital, que atendeu a paciente e pediu para o nome não ser divulgado, a mulher passou por consulta, na clínica dele. “Eu não sei por que me procurou. A família disse que era do Recife e que os médicos não queriam operar a paciente lá. Olhei os exames e vi que o caso era grave.”

O médico aconselhou que a mulher fosse internada e operada, com urgência. “Enquanto ela estava sendo preparada para o procedimento, no centro cirúrgico, chegou o resultado do exame de sangue. Além do mioma, ela estava com uma anemia acentuada e precisava de transfusão de sangue”, conta o cirurgião geral.

A família foi comunicada pelo médico da necessidade da transfusão. Durante meia hora, eles discutiram sobre a necessidade do procedimento. “Eles disseram que não autorizariam a transfusão. Eu tentei convencer que o quadro clínico dela era grave e precisaria de sangue. Escutei de um dos parentes que ‘se for para morrer, é melhor que ela morra em casa, em nome de Jeová, mas não será feita a transfusão’.”

Diante da recusa do procedimento, a família foi obrigada a assinar um termo de responsabilidade. “Não deu tempo de transferir a paciente para outro hospital. Eles simplesmente pegaram a paciente e foram embora. Eu não podia fazer o procedimento sem a autorização da família, diante do fanatismo religioso da parte”, disse o médico. Segundo o provedor da Santa Casa, Nadim Cury, o atendimento da paciente foi realizado no sistema particular. “Todo o dinheiro que foi pago pela internação e procedimento foi devolvido para a família. Essa situação é muito rara de acontecer. Não podíamos fazer nada diante do posicionamento deles”. O diretor não informou o valor pago.

O cirurgião geral do hospital registrou um boletim de ocorrência de “preservação de direito” acusando a família de omissão de socorro. “Eu trabalho para salvar vidas e elas têm que estar acima de qualquer religião. Não podia fazer nenhum procedimento forçado, mas alertei que o caso era grave e que a paciente corria risco de morte. Não faço ideia de onde ela esteja e nem se está viva. Espero que sim.”


Família

O Diário entrou em contato com um homem, que se apresentou como “irmão na fé” dos parentes da paciente. Identificado apenas como “Cavalcante”, ele era o único contato que constava no boletim de ocorrência registrado pelo médico na polícia. O homem, porém, não quis falar sobre o assunto. Disse, somente, que a família está emprenhada no atendimento da mulher e que um novo médico já foi encontrado. Ele não disse em que hospital ela está internada.


Pacientes escolhem ‘morrer aos poucos’

O hepatologista Renato Silva, ouvido pelo Diário na condição de consultor, afirma que o médio da Santa Casa agiu de forma correta. “O profissional tem que sempre respeitar a autonomia do paciente e da família. Até porque, uma transfusão escondida poderia resultar em um transtorno para o paciente. Ainda mais quando se trata de um paciente Testemunha de Jeová, em que a religião não aceita esse tipo de procedimento.”

Silva destaca que é muito comum pacientes Testemunhas de Jeová optarem pela recusa do tratamento. “No Hospital de Base, já acompanhei diversos pacientes que escolheram morrer aos poucos ao invés de uma transfusão ou transplante. Essa decisão é uma autonomia do doente. O médico só tem o dever de aconselhar o melhor, mas não forçar a nada.”

O hepatologista explica que “é de direito do médico se recusar a fazer a cirurgia sem a transfusão. O profissional sabe qual a necessidade do paciente e se submeter a fazer uma cirurgia sem a transfusão seria um risco. Assim como o paciente pode escolher, o médico tem o mesmo direito. Agora, a família precisa encontrar o profissional que aceite fazer o procedimento sem utilizar o sangue.”


Médicos sim, sangue não

Para as Testemunhas de Jeová, a recusa à transfusão de sangue é mais uma questão religiosa do que médica. Tanto o Velho como o Novo Testamento da Bíblia prega, segundo eles, que se abstenham de sangue, segundo o site oficial da religião (http://www.jw.org/pt/). Além disso, eles entendem que para Deus o sangue representa a vida. Eles evitam tomar sangue, por qualquer via, não só em obediência a Deus, mas também por respeito a Ele como Doador da vida.

Diante desta linha de pensamento, as Testemunhas de Jeová optam por técnicas médicas que realizam tratamentos e cirurgias sem transfusão de sangue. Eles acreditam que os métodos desenvolvidos para atendê-los também estão sendo utilizados para beneficiar outros pacientes.

De acordo com o site da religião, diversos médicos em todo o mundo usam técnicas de conservação de sangue para realizar cirurgias complexas sem transfusão. “Essas opções terapêuticas são usadas até mesmo em pacientes que não são Testemunhas de Jeová e optam por evitar riscos decorrentes de transfusões, como doenças transmitidas pelo sangue, reações do sistema imunológico e erro humano.” Em algumas cidades, Testemunhas de Jeová formam uma Comissão de Ligações com Hospitais, para discutir os métodos utilizados durante os tratamentos.

Fonte: http://www.diarioweb.com.br/novoportal/Noticias/Saude/205789,,Paciente+foge+da+Santa+Casa+para+evitar+transfusao+de+sangue.aspx

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por Investigando a Torre em Qui Set 04 2014, 11:15

Esta notícia só deve ter servido para encher pneus jornalísticos,  pois todos nós sabemos que a Watchtower e seu Corpo Desgovernado nada tem que ver com decisões de âmbito pessoal relacionadas com a saúde dos seus seguidores e dos actos médicos por si escolhidos. São tudo questões de consciência,  pelo que estas notícias só podem ser instigadas por uma classe de apóstatas à Organização terrestre de Jeová.   Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

IT


Última edição por Investigando a Torre em Sex Set 05 2014, 00:41, editado 1 vez(es)


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por Kristy123 em Qui Set 04 2014, 11:27

IT,

Baralha aí mais um bocadinho os neurónios do pessoal.... baralha.... Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por Investigando a Torre em Qui Set 04 2014, 11:31

@Kristy123 escreveu:IT,

Baralha aí mais um bocadinho os neurónios do pessoal.... baralha.... Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

De forma nenhuma!
Tomei consciência recentemente, que aqueles que venderam todos os seus bens porque o FIM vinha em 1975, bem como outras datas, fizeram-no livre de qualquer pressão exercida pela ORGA. confused

Estes apóstatas cada vez estão a ficar mais desmiolados.  Morrer a rir

IT


Última edição por Investigando a Torre em Sex Set 05 2014, 00:40, editado 1 vez(es)


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por Perepetchenov em Sex Set 05 2014, 00:38

Por acaso não me admirava nada que daqui a uns anos o CG mudasse (outra vez) a sua interpretação a respeito do sangue e desse esse argumento. É que nada mesmo...

Perepetchenov
Membros
Membros

Mensagens : 57
Likes : 12
Data de inscrição : 13/08/2014
Idade : 21
Localização : Camarate

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por TJ Curioso em Qua Out 08 2014, 15:58

Novidades sobre este caso.


Paciente que 'fugiu' de transfusão é operada

Elisandra Luíza da Silva Nascimento, paciente que "fugiu" da Santa Casa de Rio Preto ao saber que precisaria de transfusão de sangue, no dia 3 de setembro, por sua religião não permitir, conseguiu atendimento médico em Catanduva. Segundo conta Jessé Bento da Silva, marido de Elisandra, de 37 anos, tudo começou quando ela, que é Testemunha de Jeová, descobriu um mioma, que provocou sangramento no útero. A família, que mora em Recife, pesquisou locais onde cirurgias sem transfusão de sangue fossem realizadas e foi orientada a ir para Rio Preto. 

Na Santa Casa, Elisandra foi informada de que o sangramento havia causado anemia e precisaria de transfusão. Depois de discutir o assunto, a família decidiu retirar a paciente da Santa Casa e levá-la para o Hospital Padre Albino. "Nossa religião não permite transfusões, porque seguimos aquilo que está na Bíblia. Fomos primeiro até Rio Preto, porque acreditamos que lá encontraríamos métodos alternativos. Como isso não aconteceu, viemos para Catanduva e conseguimos um tratamento que respeitasse nossas convicções", afirmou Jessé. Elisandra foi operada no último dia 25 e, antes, passou três semanas internada. 

"Ela enfrentou um tratamento alternativo em total repouso, com ferro e outras vitaminas para que a hemorragia e a anemia fossem controladas. Esse período foi fundamental para que a saúde dela pudesse ser restabelecida. Depois, quando estava mais forte, minha esposa passou pela cirurgia, sem nenhum tipo de transfusão". 

A cirurgia foi um sucesso e na tarde de ontem a família já estava com as passagens compradas para Recife. "Tudo correu bem e minha esposa nem precisa mais de remédios. Algumas pessoas não entendem nossa religião, criticam nosso posicionamento, mas nós somos cidadãos e temos o direito de escolha. Aceitamos qualquer tipo de tratamento, desde que transfusões não sejam necessárias. Essa é nossa crença, é a religião em que acreditamos, então merecemos respeito". 

De acordo com o responsável pelo tratamento, o oncologista Ayder Vivi, quando Elisandra chegou a Catanduva, o caso era sério, mas não urgente. "Tivemos tempo de tratar a paciente sem que transfusões fossem necessárias. Ela ficou de repouso absoluto, recebeu injeções de ferro e passou por mudanças na dieta. Também utilizamos eritropoetina, medicamento que combate a anemia. Por ser uma paciente jovem e forte, esperamos até que os parâmetros hematológicos estivessem restabelecidos. Ela respondeu bem ao tratamento e a cirurgia foi realizada com sucesso". 

Para o médico, é importante respeitar a opinião dos pacientes, apesar das consequências. "Sou temente a Deus e acho que todas as pessoas têm o direito de escolha. Essa aceitação é o princípio do respeito, ideal para que possamos viver em sociedade. Respeito às convicções das Testemunhas de Jeová, assim como aceito os espíritas, católicos, representantes da Umbanda, enfim, todos". Para as Testemunhas de Jeová, o Velho e o Novo Testamento da Bíblia condenam transfusões de sangue. Além disso, eles entendem que para Deus o sangue representa a vida, então evitam tomar sangue, por qualquer via, não só em obediência a Deus, mas também por respeito a Ele como Doador da vida. 

Segundo o site da religião, diversos médicos em todo o mundo usam técnicas para realizar cirurgias complexas sem transfusão. "Essas opções terapêuticas são usadas até mesmo em pacientes que não são Testemunhas de Jeová e optam por evitar riscos decorrentes de transfusões, como doenças transmitidas pelo sangue, reações do sistema imunológico e erro humano". 


Fonte: http://www.diarioweb.com.br/novoportal/Noticias/Saude/212377%2c%2cPaciente+que+fugiu+de+transfusao+e+operada.aspx

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paciente 'foge' da Santa Casa para evitar transfusão de sangue

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 18:29


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum