EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por Eber Oliveira em Dom Abr 27 2014, 23:54

Link para o texto a ser considerado: http://www.jw.org/pt/publicacoes/biblia/nwt/livros/N%C3%BAmeros/31/

(Números 31:17, 18)

E agora, matai a todo o macho dentre os pequeninos e matai a toda a mulher que tiver tido relações com um homem por se deitar com um macho. 18 E preservai vivas para vós a todas as pequeninas dentre as mulheres, que não tiverem conhecido o ato de se deitar com um macho.

Jeová orienta seu povo a matar as coroas flácidas que já transaram, mas preservar as novinhas que ainda não foram defloradas. Por que Jeová não é bobo e não gosta de velhas muxibentas.

Veja que, mesmo que fosse jovenzinha, mas já tivesse feito sexo, a moça seria rejeitada. Morte para a coitada.

Séculos depois, Jeová muda de ideia. Manda Jesus e diz que perdoaria até prostitutas, quanto mais mulheres de homens estrangeiros!

Jeová dá outra guinada. Ao invés de ordenar a morte das mulheres de homens estrangeiros, envia Paulo para permitir que os estrangeiros fossem convertidos, sem matá-los.

Por quê então Jeová mandou matar as pobres mulheres que não sabiam sequer porque estavam sendo assassinadas???

Como disse em outro post, Jeová já mudou de ideia várias vezes. Essa é só mais uma.

Obs: Por quê 'matar a todo o macho dentre os pequeninos'? Se fosse Jesus, teria perdoado os coitadinhos, os pais, as mães, a família inteira, caso eles quisessem... Vai entender o humor de Jeová...

Resposta a um forista novato:

RamonTejoteano escreveu:Ao ler o relato em Números 31 vi que as pequeninas dentre as mulheres que não tiveram relação sexual com um homem foram preservadas.
até o número delas no capítulo tem.

As mulheres adultas sabiam sim pelo que estavam morrendo. Versículo 16.

Na minha opinião se Jeová fosse um deus que mudasse de ideia sem motivo nenhum, essa seria uma oportunidade dele também ter preservado aquelas mulheres midianitas pra evitar críticas a respeito do modo como ele julga os humanos individualmente e nações.

Vejamos...

Abaixo, cito algumas verdades absolutas para as TJs e para você, que é um tejotano cristão de primeira linha:

1 - Jeová é perfeito.

*** Rbi8 Isaías ***
Isaías.” Hebr.: Yesha•‛eyá•hu, significando “Salvação de Jeová”; LXXBagster(gr.): He•sa•í•as; lat.: I•sa•í•ae (de I•sa•í•as).
Significando “Forte”. Hebr.: ’A•móhts.
Significando “Minha Força É Jeová”. Hebr.: ‛Uz•zi•yá•hu.
Significando “Jeová É Perfeito”; ou: “Que Jeová Complete.” Hebr.: Yoh•thám.

*** it-1 p. 676 Declarar justo ***
Em primeiro lugar, porque Jeová é perfeito e santo (Is 6:3); assim, em harmonia com a sua santidade, aqueles a quem ele aceita como seus filhos precisam ser perfeitos. (De 32:4, 5) Jesus Cristo, o principal Filho de Deus, mostrou ser perfeito, “leal, cândido, imaculado, separado dos pecadores”.

*** w04 1/1 p. 29 Destaques do livro de Gênesis — I ***
Jeová é perfeito e por isso não errou em criar o homem. No entanto, mudou de atitude mental(????????) para com a perversa geração pré-diluviana.

*** w03 1/9 p. 12 par. 21 Tenha confiança em Jeová ***
Nosso Pai, Jeová, é perfeito. Não devemos confiar nele de modo pleno, especialmente quando confrontados com situações provadoras? — Isaías 30:21.

2 - Jeová não muda, ou seja, não muda de ideia.

(Malaquias 3:6) . . .“Pois eu sou Jeová; não mudei.. . .

(Isaías 43:10) “Vós sois as minhas testemunhas”, é a pronunciação de Jeová, “sim, meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim, e para que entendais que eu sou o Mesmo. Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim continuou a não haver nenhum.

(Isaías 46:4) Mesmo até a velhice [da pessoa], eu sou o Mesmo; e até as cãs [da pessoa], eu mesmo continuarei a sustentar. Eu mesmo hei de agir, para que eu mesmo carregue e para que eu mesmo sustente e ponha a salvo.

(Tiago 1:17) Toda boa dádiva e todo presente perfeito vem de cima, pois desce do Pai das luzes [celestiais], com quem não há variação da virada da sombra.

(Isaías 41:4) . . .“Eu, Jeová, o Primeiro; e sou o mesmo com os últimos.”

*** w04 1/1 p. 29 Destaques do livro de Gênesis — I ***
Jeová é perfeito e por isso não errou em criar o homem. No entanto, mudou de atitude mental(????????) para com a perversa geração pré-diluviana. (Será que cabiam mesmo todos os animais em uma barquinha pequena e com uma única janela?? Os leões comeram quem? Quem fez a manutenção da arca? Onde foi e como foi estocada comida para tantos animais?? Perguntas, perguntas....)

*** it-2 p. 506 Jeová ***
Conforme Jeová disse ao povo de Israel: “Eu sou Jeová; não mudei.” (Mal 3:6) Isto aconteceu cerca de 3.500 anos depois de Deus ter criado a humanidade, e uns 1.500 anos desde que Deus celebrara o pacto abraâmico. (Destruam todos os fósseis da Terra!!!)

3 - Sendo perfeito, Jeová não erra.

Questão de lógica. Não vou postar nada.

4 - Jeová é machista. Sempre foi. As mulheres são infelizes ferramentas para fabricar mais homens.

Clique e analise:

Como a bíblia retrata as mulheres?

Machismo da Bíblia e Corão manda a mulher se calar

Versículos mais machistas da bíblia

(1 Coríntios 14:33-35) . . .Como em todas as congregações dos santos, 34 fiquem caladas as mulheres nas congregações, pois não se lhes permite falar, mas estejam em sujeição, assim como diz até mesmo a Lei. 35 Se, então, quiserem aprender algo, interroguem a seus próprios maridos em casa, pois é ignominioso para uma mulher falar na congregação.

(1 Timóteo 2:11) A mulher aprenda em silêncio com plena submissão.

(1 Timóteo 2:12) Não permito que a mulher ensine ou exerça autoridade sobre o homem, mas que esteja em silêncio.

(Efésios 5:24) 24 De fato, assim como a congregação está sujeita ao Cristo, também as esposas estejam [sujeitas] aos seus maridos, em tudo.

(1 Coríntios 11:6) 6 Porque, se a mulher não se cobrir, seja também tosquiada; mas, se é ignominioso para a mulher ser tosquiada ou rapada, que se cubra.

Caramba, esse Paulo devia ter algum problema com mulheres... Nem Jesus foi tão machista...

5 - Jeová toleraria a escravidão até os dias de hoje. Infelizmente, os servos de Satanás estão impedindo os verdadeiros cristãos, como o RamonTejotano, de possuírem seus legítimos escravos. Paulo deu toda a base bíblica para que a escravidão continuasse, mesmo depois de Jesus tentar lavar com quiboa toda a lei Abraâmica:

Antes de Jesus tentar concertar a m***a que Jeová tinha feito, eram essas as regras:

A passagem a seguir mostra que os escravos são claramente propriedades a serem compradas e vendidas como gado:

(Levítico 25:39-46) . . .“‘E caso teu irmão fique pobre ao teu lado e tenha de vender-se a ti, não o deves usar como trabalhador em serviço de escravo. 40 Deve vir a estar contigo como trabalhador contratado, como colono. Deve servir contigo até o ano do jubileu. 41 E ele tem de sair de ti [livre], ele e seus filhos com ele, e tem de retornar à sua família e deve retornar à propriedade dos seus antepassados. 42 Pois, são os meus escravos que fiz sair da terra do Egito. Não se devem vender assim como se vende um escravo. 43 Não deves espezinhá-lo com tirania e tens de ter temor de teu Deus. 44 Quanto a teu escravo ou tua escrava que se tornam teus dentre as nações que há em volta de vós, delas podeis comprar um escravo ou uma escrava. 45 E também dos filhos dos colonos que residem convosco como forasteiros podeis comprar deles e das suas famílias que estão convosco, que lhes nasceram na vossa terra; e eles têm de tornar-se vossa propriedade. 46 E tendes de transmiti-los como herança aos vossos filhos depois de vós, para [os] herdarem como propriedade por tempo indefinido. Podeis usá-los como trabalhadores, mas vossos irmãos, os filhos de Israel, não deves espezinhar, um ao outro, com tirania. (Jeová deixa claro que não quer saber de estrangeiros, não importa se eles se arrependem ou não.)

Esta passagem a seguir descreve como os escravos hebreus deviam ser tratados:

(Êxodo 21:1-6) . . .“E estas são as decisões judiciais que lhes deves apresentar: 2 “Caso compres um escravo hebreu, será escravo por seis anos, mas no sétimo sairá como alguém liberto sem custo. 3 Se chegar sozinho, sozinho sairá. Se for dono duma esposa, então a sua esposa terá de sair com ele. 4 Se o seu amo lhe der uma esposa e ela deveras lhe der à luz filhos ou filhas, a esposa e seus filhos se tornarão de seu amo e ele sairá sozinho. 5 Mas, se o escravo disser com insistência: ‘Eu amo realmente meu amo, minha esposa e meus filhos; não quero sair como alguém liberto’, 6 então seu amo terá de levá-lo perto do [verdadeiro] Deus e terá de encostá-lo à porta ou à ombreira; e seu amo terá de furar-lhe a orelha com uma sovela, e ele terá de ser seu escravo por tempo indefinido.

A passagem a seguir descreve a prática repugnante da escravidão sexual. Como alguém poderia pensar que é moral e legal vender a sua própria filha como escrava sexual?

(Êxodo 21:7-11) . . .“E caso um homem venda sua filha como escrava, ela não sairá como saem os escravos masculinos. 8 Se ela desagrada aos olhos de seu amo, de modo que não a designe por concubina, porém, faz que seja remida, ele não tem direito de vendê-la a um povo estrangeiro por agir traiçoeiramente com ela. 9 E se a designar a seu filho, deve fazer-lhe segundo a prerrogativa legítima das filhas. 10 Se tomar para si outra esposa, não se lhe deve reduzir seu sustento, seu vestuário e seu direito conjugal. 11 Se não lhe render estas três coisas, então ela terá de sair de graça, sem dinheiro.

Então esses são os valores familiares da Bíblia! Um homem pode comprar quantos escravos sexuais quiser, desde que ele os alimente, vista-os, e transem com eles!

Mas, o que a Bíblia diz sobre espancar os escravos? Ele diz que você pode bater nos escravos de ambos os sexos com uma vara com tanta força que, desde que eles não morram de imediato, você estará livre de qualquer acusação de atitude errada:


(Êxodo 21:20, 21) . . .“E caso um homem golpeie seu escravo ou sua escrava com um pau e o tal realmente morra sob a sua mão, sem falta deve ser vingado. 21 No entanto, se demorar um dia ou dois, não deve ser vingado, porque ele é seu dinheiro. . .

E então, como que por mágica, Jesus aparece. O enviado de Jeová! Você poderia pensar que Jesus e o Novo Testamento teriam uma visão diferente da escravidão. Infelizmente não.  A escravidão ainda é aprovada no Novo Testamento, como as seguintes passagens mostram:

(Efésios 6:5-9) . . .Vós, escravos, sede obedientes aos que são os [vossos] amos em sentido carnal (ou seja, tinham posse do corpo dos escravos, podendo usar como quiser), com temor e tremor, na sinceridade dos vossos corações, como ao Cristo, 6 não apenas ostensivamente, como os que agradam a homens, mas como escravos de Cristo, fazendo de toda a alma a vontade de Deus. 7 Sede escravos com boas inclinações, como a Jeová e não a homens, 8 pois sabeis que cada um, qualquer que seja o bem que fizer, receberá isso de volta de Jeová, quer seja escravo, quer homem livre. 9 Também vós, amos, persisti em fazer as mesmas coisas para com eles, deixando as ameaças, pois sabeis que o Amo, tanto deles como vosso, está nos céus, e com ele não há parcialidade.(?????? yeah yeah!! pegadinha do malandro!!)

(1 Pedro 2:18-20) . . .Os servos domésticos estejam sujeitos aos [seus] donos com todo o temor [devido], não somente aos bons e razoáveis, mas também aos difíceis de agradar. 19 Porque, se alguém, por causa da consciência para com Deus, agüenta coisas penosas e sofre injustamente, isto é algo agradável. 20 Pois, que mérito há nisso se, quando estais pecando e estais sendo esbofeteados, perseverais? Mas, se perseverais quando estais fazendo o bem e sofreis, isto é algo agradável a Deus.

(Colossenses 3:22) Vós, escravos, em tudo sede obedientes aos que são os [vossos] amos em sentido carnal (novamente, a posse do corpo), não com atos apenas ostensivos, como para agradar a homens, mas com sinceridade de coração, com temor de Jeová.

(Tito 2:9, 10) . . .Os escravos estejam sujeitos aos seus donos em todas as coisas e lhes agradem bem, não contradizendo, 10 não praticando furto, mas exibindo plenamente uma boa fidelidade, para que adornem o ensino de nosso Salvador, Deus, em todas as coisas. . . (Amém!!!)

Sabendo disso, análise as assertivas a seguir:

1ª Pergunta - Você concorda com esse julgamento da parte de Jeová?

Certamente, muitos de nós brasileiros teríamos que receber esse mesmo julgamento, pois não seríamos israelitas e não teríamos a chance de nos arrepender. Você teria morrido e eu também.

Agora, gostaria de saber se você concorda com essa separação sábia da parte de Jeová:

1 - matai a todo o macho dentre os pequeninos
2 - matai a toda a mulher que tiver tido relações com um homem
3 - preservai vivas para vós a todas as pequeninas (virgens, claro)

2ª Pergunta - Qual a lógica dessa ordem? Você concorda com Jeová ou prefere não questionar as ordens do deus supremo, onisciente, onipotente, onipresente, perfeito, que tudo sabe e controla até o futuro?

Hipótese: Será que não devemos começar a questionar a Bíblia como um livro que contém todas as verdades? Por quê tantas incoerências? Será que não estamos lidando com uma coleção de livros escritos independentemente por pessoas como eu e você, que não têm nada de sagrado?

Reflitamos...

Obs: Caro RamonTejotano e cristão, sinta-se à vontade para se posicionar com respeitos a todos os assuntos citados aqui. Não precisamos nos limitar a discutir somente a preservação de ‘pequeninas virgens’.

(João 14:26) 26 Mas o ajudador, o espírito santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar todas as coisas que eu vos disse.

(1 Pedro 3:15) . . .Mas, santificai o Cristo como Senhor nos vossos corações, sempre prontos para fazer uma defesa perante todo aquele que reclamar de vós uma razão para a esperança [que há] em vós, fazendo-o, porém, com temperamento brando e profundo respeito.

(Lucas 12:11, 12) . . .não fiqueis ansiosos quanto a como ou o que haveis de falar em defesa, ou o que haveis de dizer; 12 pois o espírito santo vos ensinará naquela mesma hora as coisas que deveis dizer.”

Faça uma oração antes de responder aos questionamentos acima. Não nos deixe disputar a palavra de Jeová, Ramon. Ele está do seu lado:

[size=150](Lucas 21:14, 15) . . .Portanto, assentai nos vossos corações não ensaiar de antemão como fazer a vossa defesa, 15 porque eu vos darei uma boca e sabedoria, à qual todos os vossos opositores juntos não poderão resistir, nem [a] disputar. [/size]

Continuação:

RamonTejoteano escreveu:
"1ª Pergunta - Você concorda com esse julgamento da parte de Jeová?"

concordo. Pois ele sempre será mais sábio e Justo que meros humanos.

Minha pergunta não ficou clara, preciso corrigí-la. Quando perguntei se você concorda, não me referia a um julgamento qualquer. Então, quero reformular o que eu disse.

Você concorda com as instruções de Jeová sobre os itens abaixo? Você concordaria em viver em um mundo que fosse regido por essas regras?

Regras:

1 - Destruir estrangeiros infiéis sem permitir o que os mesmos se arrependam.
2 - Matar todos os machos, para que não haja competição com os machos israelitas. Matar as mulheres que já fizeram sexo, mesmo as mais jovens. Preservar apenas as menores de idade (pequeninas) para uso posterior. (Por que não matar todos os infiéis , inclusive as 'pequeninas' virgens?)
3 - Regular e restabelecer todo o processo de escravidão, seguindo as orientações de Moisés e de Paulo.
4 - Retirar todas as mulheres de posições próprias para os varões e restabelecer as regras bíblicas para as mulheres,conforme orientações de Paulo. Proibir mulheres de expressarem qualquer coisa dentro dos Salões do Reino, conforme orientado. O modelo já está estabelecido pelos muçulmanos, em nossa época.
5 - Exterminar povos estrangeiros (crianças, bebês, idosos, etc) mesmo que esses países estrangeiros não queiram entrar em guerra e não tenham nos atacado em momento algum. Só pra garantir (assegurar a linhagem do nosso herói nacional, Jesus Cristo).
6 - Aprovar as 'guerras santas', que serão iniciadas por Jeová. Os países alvo serão sempre os que estão ao redor de Israel. Não se atacam outros países, como EUA, China, Japão e a Europa inteira.

Ramon, já estabelecemos que todas essas regras são bíblicas. Os textos já foram citados. Pergunta-se:

1 - Você gostaria de viver e aprovaria um mundo regido por essas regras?
2 - Caso um filha sua (ou sua mãe) fosse feita escrava sexual, você aprovaria?
3 - Se sua família fosse exterminada por um povo estrangeiro, você se tornaria um adorador do deus daquele povo?
4 - Sendo brasileiro, você aceitaria ser feito escravo por um povo estrangeiro e serviria o deus daquele povo?

Todas as regras para as condições acima foram postadas. Os que quiserem, podem voltar e consultar novamente os textos.

Gostaria que você se posicionasse sobre a primeira pergunta, caso você não queira responder às outras.

Sugestão de leituras:

Cântico dos cânticos: parte do cânon sob censura

Igreja Bola de Neve: mais uma novidade no mercado neopentecostal

Sedução e Conversão Religiosa num Contexto de Globalização

ANATOMIA DO PODER RELIGIOSO  um estudo do campo protestante brasileiro

A Religião como Instrumento de Dominação

Link para o post original: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as novinhas.

Árvore evolutiva das religiões. Como e quando foram inventadas:

Filosofo escreveu:


Última edição por Eber Oliveira em Seg Abr 28 2014, 00:02, editado 1 vez(es)


Religião e disputa por fiéis/território:


Eber Oliveira
Membros
Membros

Mensagens : 30
Likes : 1
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 31
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por TJ Curioso em Seg Abr 28 2014, 00:04


TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por Eber Oliveira em Seg Abr 28 2014, 00:06

Obrigado pela sugestão. Assim que puder, vou analisá-lo atentamente.


Religião e disputa por fiéis/território:


Eber Oliveira
Membros
Membros

Mensagens : 30
Likes : 1
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 31
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por Eber Oliveira em Seg Abr 28 2014, 04:16


Já me inteirei sobre o teor do livro. Cheguei a assistir uma palestra do autor no youtube e achei seus argumentos interessantes. Obviamente, já aprendemos com a Torre de Vigia que não devemos investigar apenas um lado dos fatos. Assim, encontrei um texto que analisa criticamente o livro de Paul Copan. Trata-se de uma leitura complementar:

Link para o texto: A Critical Review of Paul Copan’s “Is God a Moral Monster?”

Disponibilizo aqui o prefácio do livro, cujo autor permitiu sua livre distribuição, para a apreciação dos foristas:

Preface

I am a Christian. Sure, not by fundamentalists’ standards, but I’m a Christian nonetheless. I say this at the outset because I don’t want my intentions to be misunderstood. In critiquing Paul Co- pan’s apologetic defenses of our frequently morally problematic Bible, my aim is not to turn anybody away from the Christian faith. In fact, I am critical of apologetic attempts to sweep the Bi- ble’s horror texts under the rug precisely because I believe such efforts are damaging to the church and to Christian theology, not to mention to our moral sensibilities.

Books like Copan’s in my opinion will only take Christianity ten steps backwards. Contemporary popular apologists tend to look for any way to salvage the text, no matter how unlikely or untenable the argument. They’ll use scholarly sources selectively, or pounce on one scholar’s argument and run away with it, with- out any concern for the fact the vast majority of scholars haven’t been persuaded by it. They don’t often make arguments for what’s plausible, preferring to argue for what’s “possible,” if it serves their immediate purposes. They trade in eisegesis, wild speculation, and fanciful interpretations, reading into the text what isn’t there, indeed, what’s often contradicted by the very passages they cite.

But despite their very good intentions, they seem oblivious to the real harm they’re doing. Not only are they giving permission for Christians to be dishonest with the material, they’re reinforc- ing delusions that disconnect well-meaning Christians from reali- ty, blinding them to the destructive effects many of these horror texts continue to have upon Christian communities and in broad- er society.
This is a serious pastoral issue. A friend of mine who is a pas- tor, after reading the following review of Copan’s book, lamented its damaging effects on the Christian community. Saddened by Copan’s treatment of the source material, this pastor wrote to me:

This continues to be one of my greatest pastoral challenges—books like this that turn into five mi- nute interviews that give people crap answers toget us settled back into the Matrix and ignore the stuff of life. Ultimately I'll be conversing with peo- ple who will have read Copan, understand from his text even less than he seems to on this subject and feel thoroughly confident in the mind numbing conclusions they adhere to.
What he speaks to is a pervasive reality. There is a real danger here in the perpetuation of an insular Christian culture. But those struggling on the margins of faith are not so easily convinced by these sorts of arguments—these arguments tend to preach only to the converted.

Yet those Christians who are genuinely struggling with these horror texts, those who are tormented by them, on the verge of having a crisis of faith—they find no comfort in the easy answers offered. Rather, they are often repulsed by them, and often come to think that the only alternative to an intellectually dishonest and morally compromised faith is no faith at all. I see this tragic reality every day. And this is why I’m so critical of apologists like Paul Copan—not just because their arguments are frequently very un- tenable, but because their work can have damaging effects on real people. I contend that we cannot move forward until we find the courage to confront our problematic texts, the courage to be bru- tally honest. Only in the pursuit of the truth of the matter will we be able to find God. But when our agenda is rather to defend our institutions, all we will find is the gods of our own fashioning.

My heart, therefore, is not to attack apologists like Copan, but to call them to make better arguments for the sake of the church, and for the sake of those who are struggling at the margins of faith. Don’t misunderstand me. I do not think that Paul Copan is a mali- cious person. I do not think he is being intentionally dishonest with the material. No doubt Copan is a very intelligent person, but his commitment the doctrine of inerrancy sometimes prevents him, in my opinion, from making the best arguments. Likewise, I know he is a kind and good person, with fairly decent morals and ethics. But it is his arguments that are at issue here. And it’s his apologetics, not his personal morality, that affect so many.

This book review seeks to confront Copan’s readings of thetext, while at the same time confronting the text where it needs to be confronted. This is a necessary step, before we can begin to move forward constructively, as a people who hope in God. I wrote this review, not because I had nothing better to do. I wrote it because it’s necessary. I wrote it because I expect better from Copan, because I want him to be a positive force, not an agent of regression. I wrote this book because I want to challenge Chris- tians not to accept the easy answers uncritically, not to rest easy in the delusion that everything is as it should be with our institu- tions and our texts. We have to struggle if we want to find God. And we have to learn to identify and resist any and all attempts to lull us into docility. Jacob did not defend God; Jacob wrestled against God. And he came out wounded, not whole. And that is what it means to be Israel.

Eber Oliveira
Membros
Membros

Mensagens : 30
Likes : 1
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 31
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por TJ Curioso em Seg Abr 28 2014, 08:13

Obrigado Eber pela partilha. Irei ler no futuro, assim que puder. De qualquer modo, aconselho-te a ler o livro e então comparar o argumento de ambos, tirando as tuas próprias conclusões.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por River raid em Ter Abr 29 2014, 11:58

Recordo que na época descrita em Números a guerra tinha outras características.

Por exemplo, os sobreviventes das guerras poderiam tentar vingar a morte de familiares e congéneres de batalha e talvez seja esse o motivo por detrás dessas matanças. Se calhar, se estivéssemos lá faríamos o mesmo... imagine-se viver o resto da vida olhando por cima do ombro!

Também está presente a questão religiosa e cultural. Os israelitas pretendiam acabar de vez com a religião desses povos de modo a estabelecerem-se para sempre. Mesmo assim, a religião judaica foi muitas vezes "contaminada".
O modo mais eficaz de fazer essa "limpeza" é eliminando aqueles que se recordam dos ritos e ensinamentos. Cruel? Sim. Eficiente? Concerteza.



River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4529
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientação: Matar mulheres 'usadas'. Preservar as 'pequeninas'.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 02:25


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum