EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Um prazo quase impossível

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um prazo quase impossível

Mensagem por TJ Curioso em Dom Mar 16 2014, 15:03



Um prazo quase impossível

Na sexta-feira, 5 de julho de 2013, a família de Betel dos Estados Unidos ficou empolgada quando ouviu o seguinte anúncio feito pelo irmão Anthony Morris, do Corpo Governante: “Foi feito um acordo para vender um conjunto de seis prédios: cinco do número 117 da Rua Adams e o prédio 90 da Rua Sands, em Brooklyn. * O contrato de venda dos prédios da Rua Adams exige que os desocupemos até a metade de agosto deste ano.”

Ficou evidente que se tratava de um enorme empreendimento. Só para ter uma ideia, o espaço útil dos andares nos cinco prédios é equivalente ao de 11 campos de futebol! E os prédios teriam de ser desocupados em apenas 60 dias!

Por várias décadas, esses prédios armazenaram impressoras rotativas e máquinas de encadernação. Mas, em 2004, tudo foi transferido para um novo local em Wallkill, Nova York.

Nesse meio tempo, os prédios foram usados para armazenar materiais de construção, móveis de escritório, e ferramentas e máquinas usadas em projetos de construção nos Estados Unidos e em outros países.

Foi necessário um bom planejamento para desocupar os prédios dentro do prazo. Primeiro, foi feito um levantamento de tudo o que havia nos edifícios para determinar que coisas seriam vendidas, descartadas ou guardadas para uso posterior. A seguir, foi feito um planejamento para que a mudança acontecesse de forma segura e eficiente.

Os membros da familia de Betel trabalharam duro para apoiar o projeto. Além deles, 41 voluntários de diferentes partes dos Estados Unidos — na maioria jovens solteiros — foram convidados para ajudar na mudança. Esses irmãos aceitaram o convite para passar de seis a dez semanas em Betel. Para isso, eles tiveram que deixar família, amigos e trabalho. O que eles acharam desse convite?

Jordan, que tem 21 anos e é do estado de Washington, disse: “Só me arrependo de não ter enviado a minha petição antes”.

Um irmão de 20 anos chamado Steven é do estado do Texas. Ele disse: “Eu me sinto parte de uma família feliz e trabalhadora, com parentes no mundo inteiro”.

Justin, de 23 anos, escreveu: “Eu me sinto muito à vontade aqui em Betel. Toda a sabedoria espiritual, o amor e a fraternidade que se encontram neste lugar são incríveis!”

Um irmão de Porto Rico chamado Adler, de 20 anos, comentou: “Embora tenha sido um desafio acordar cedo todo dia, valeu a pena porque eu fiz verdadeiras amizades que vão durar para sempre”.

William, de 21 anos, falou: “Desde que eu era criança, eu sempre sonhei em vir para Betel. No começo, eu pensei que ia me sentir perdido ou sozinho, mas eu estava totalmente errado. Servir em Betel tem sido a melhor experiência da minha vida! Não consigo imaginar nada melhor.”

Será que essa equipe animada conseguiu terminar a mudança dentro do prazo de 60 dias? Conseguiu — em 55 dias.

*O sexto prédio será desocupado em 2017.

Fonte: http://www.jw.org/pt/testemunhas-de-jeova/atividades/betel/prazo-para-desocupar-predios/


Última edição por TJ Curioso em Seg Mar 17 2014, 08:54, editado 1 vez(es)

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por River raid em Dom Mar 16 2014, 20:29

Pensam que servem a Deus em carregar móveis e pertences da Organização???

Então e a ordem para pregar? Penso que "pregar" é uma ordem superior a carregar móveis!

Onde está o respeito pelas leis do país (as Leis de César)?
Observem:
- A legislação americana (e portuguesa) proíbe claramente deslocações de mobiliário (em grande quantidade e envergadura) que não seja executada por entidades autorizadas.

Porquê a ORG não aluga uma das inúmeras empresas de aluguer e transporte de mobiliário que existem em Nova York, devidamente licenciadas com todas as normas de Segurança e Higiene no trabalho? Onde reside a lei de César?

O mesmo se aplica na construção de salões de assembleias... o seguro de trabalho é obrigatório e é a entidade religiosa que tem de o pagar... mas não pagam!

Que eu saiba, cá em Portugal, os voluntários que trabalham em salões não possuem seguro de acidentes de trabalho nem de responsabilidade civil.






Última edição por River raid em Dom Mar 16 2014, 20:40, editado 1 vez(es)

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por estudante eterno em Dom Mar 16 2014, 23:45

@River raid escreveu:Pensam que servem a Deus em carregar móveis e pertences da Organização???

Então e a ordem para pregar? Penso que "pregar" é uma ordem superior a carregar móveis!

Onde está o respeito pelas leis do país (as Leis de César)?
Observem:
- A legislação americana (e portuguesa) proíbe  claramente deslocações de mobiliário (em grande quantidade e envergadura)  que não seja executada por entidades autorizadas.

Porquê a ORG não aluga uma das inúmeras empresas de aluguer e transporte de mobiliário que existem em Nova York, devidamente licenciadas com todas as normas de Segurança e Higiene no trabalho? Onde reside a lei de César?

O mesmo se aplica na construção de salões de assembleias... o seguro de  trabalho é obrigatório e é a entidade religiosa que tem de o pagar... mas não pagam!

Que eu saiba, cá em Portugal,  os voluntários que trabalham em salões não possuem seguro de acidentes de trabalho  nem de responsabilidade civil.






Qual é a lei mesmo? Podes me mostrar onde isso está escrito, com provas por favor?

Abraço

estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por mjp em Seg Mar 17 2014, 00:25

@estudante eterno escreveu:
@River raid escreveu:Pensam que servem a Deus em carregar móveis e pertences da Organização???

Então e a ordem para pregar? Penso que "pregar" é uma ordem superior a carregar móveis!

Onde está o respeito pelas leis do país (as Leis de César)?
Observem:
- A legislação americana (e portuguesa) proíbe  claramente deslocações de mobiliário (em grande quantidade e envergadura)  que não seja executada por entidades autorizadas.

Porquê a ORG não aluga uma das inúmeras empresas de aluguer e transporte de mobiliário que existem em Nova York, devidamente licenciadas com todas as normas de Segurança e Higiene no trabalho? Onde reside a lei de César?

O mesmo se aplica na construção de salões de assembleias... o seguro de  trabalho é obrigatório e é a entidade religiosa que tem de o pagar... mas não pagam!

Que eu saiba, cá em Portugal,  os voluntários que trabalham em salões não possuem seguro de acidentes de trabalho  nem de responsabilidade civil.






Qual é a lei mesmo? Podes me mostrar onde isso está escrito, com provas por favor?



Abraço

Espero que ajude um bocadinho:

Quais os Direitos do Voluntário?

A lei portuguesa enumera claramente os direitos e os deveres associados à figura do voluntário, a saber:

Ter acesso a programas de formação inicial e contínua, tendo em vista o aperfeiçoamento do seu trabalho voluntário;
Dispor de um cartão de identificação de Voluntário;
Enquadrar-se no regime do seguro social voluntário, caso não esteja abrangido por um regime obrigatório de segurança social;
Exercer o trabalho voluntário em condições de higiene e segurança;
Faltar justificadamente, se empregado, quando convocado pela entidade promotora, em caso de missões urgentes, situações de emergência, calamidade pública ou equiparadas;
Receber as indemnizações, subsídios e pensões, bem como outras regalias previstas na lei, em caso de acidente ou doença contraída no exercício do trabalho voluntário;
Estabelecer com a entidade promotora um programa de voluntariado que regule as suas relações mútuas e o conteúdo, natureza e duração do trabalho voluntário que vai realizar;
Ser ouvido na preparação das decisões da entidade promotora que afectem o desenvolvimento do seu trabalho voluntário;
Beneficiar de um regime especial de utilização de transportes públicos;
Ser reembolsado das importâncias despendidas no exercício de uma actividade programada pela entidade promotora, desde que inadiáveis e devidamente justificadas, dentro dos limites estabelecidos;
As faltas justificadas contam como tempo de serviço efectivo e não podem implicar perda de direitos e regalias;
A qualidade de voluntário é compatível com a de associado, de membro dos corpos sociais e de beneficiário da entidade promotora onde exerce voluntariado.

http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/pt/Dossiers/DOS_voluntariado++tempo+livre+ao+servico+dos+outros.htm?passo=4

DIREITOS DOS VOLUNTÁRIOS:

. Desenvolver um trabalho de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações;
. Ter acesso a programas de formação inicial e contínua;
. Receber apoio no desempenho do seu trabalho com acompanhamento e avaliação técnica;
. Ter ambiente de trabalho favorável e em condições de higiene e segurança;
. Participação das decisões que dizem respeito ao seu trabalho;
. Ser reconhecido pelo trabalho que desenvolve com acreditação e certificação.
. Acordar com a organização promotora um programa de voluntariado, que regule os termos e condições do trabalho que vai realizar.

http://www.voluntariado.pt/left.asp?04.03

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por estudante eterno em Seg Mar 17 2014, 07:29

Ok, e na prática, quem aplica isso tudo? Praticamente ninguém... Ah sim! Os voluntários que ajudaram a mudar toda a mobília da casa do padre da minha freguesia tiveram um desses seguros... Espera lá!!! Espera lá!!! Espera lá!!! Não tiveram nada, o pobre do homem esteve 6 horas nas urgências porque fraturou um pé e qual seguro qual quê! Teve de pagar tudo à conta dele, que o padre nem quis saber de nada!  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Parece que Deus estava de férias nesse dia!! Obrigado pela informação mjp

estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por mjp em Seg Mar 17 2014, 07:40

@estudante eterno escreveu:Ok, e na prática, quem aplica isso tudo? Praticamente ninguém... Ah sim! Os voluntários que ajudaram a mudar toda a mobília da casa do padre da minha freguesia tiveram um desses seguros... Espera lá!!! Espera lá!!! Espera lá!!! Não tiveram nada, o pobre do homem esteve 6 horas nas urgências porque fraturou um pé e qual seguro qual quê! Teve de pagar tudo à conta dele, que o padre nem quis saber de nada!  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Parece que Deus estava de férias nesse dia!! Obrigado pela informação mjp


Meu caro estudante eterno, não compare uma ajuda ao vizinho ou amigo (seja lá ele quem for) para mudar a disposição dos móveis da sala, ou para carregar uma camioneta com os seus pertences e levá-los para outro lado, com pessoas que trabalham voluntariariamente em obras de construção civil. Tal comparação será um pouco exagerada, não lhe parece?

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por estudante eterno em Seg Mar 17 2014, 07:42

Nesse aspecto, concordo inteiramente consigo. Agora, estas medidas não são, de todo, aplicadas na maioria dos casos de voluntariado.

estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por mjp em Seg Mar 17 2014, 07:48

@estudante eterno escreveu:Nesse aspecto, concordo inteiramente consigo. Agora, estas medidas não são, de todo, aplicadas na maioria dos casos de voluntariado.

Em instituições tutelados pelo estado são. Nas instituições de caracter privado, como a Santa Casa da Misericórdia, que conheço melhor, também; mas noutras não posso garantir.

Sabemos que em Portugal, quem não se exime a tantas responsabilidades quanto possível, é considerado estúpido!

Mas a STV não devia dar o exemplo? Cumprir com as regras de "César" conforme determina a Bíblia? Depois queixam-se que os que de lá saem venham dizer que a STV é uma igual às outras... e que não tem autoridade moral para atirar pedras às outras...

E, já agora, conheci uma IPSS, em Sintra, em que todos os voluntários estavam ao abrigo destas normas: alimentação, subsídio de transporte e seguro de acidentes pessoais...

Se é assim em todas? Pois não sei... mas em Faro também, nas que conheço.

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por Kimba em Seg Mar 17 2014, 11:05

Nestes casos não há nada a dizer, enquanto houver "ovelhas" desejosas de ser tosquiadas o CG terá sempre a mão de obra grátis que quiser e os envolvidos ainda vão agradecer por os deixarem trabalhar na "obra de Deus".
Nada que já não tenha sido já inventado, no "Tom Sawyer" o espertalhão do puto conseguiu por os amigos a pintar a vedação por ele e ainda lhe pagavam pelo "privilégio".
Aproveitar-se da fé e boa vontade dos fieis não é exclusivo dos paranoicos de Brooklin e até nisso se vê que de diferentes do "mundo eles não têm nada, ao contrário do que apregoam.


"Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar." - Isabel Allende

Kimba
Membros
Membros

Mensagens : 703
Likes : 89
Data de inscrição : 30/08/2012
Idade : 42
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por so em Seg Mar 17 2014, 15:04

@estudante eterno escreveu:Nesse aspecto, concordo inteiramente consigo. Agora, estas medidas não são, de todo, aplicadas na maioria dos casos de voluntariado.

Mas aqui não se trata da maioria dos casos mas sim da ORG que passa a vida a dizer que se as leis de césar não forem contra Deus tem que ser cumpridas.
E ela a ORG não cumpre?


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.

so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1965
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um prazo quase impossível

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 02:10


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum