EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por hobbit em Qui Mar 13 2014, 20:49

Quando já estava saindo da Torre, uma das coisas que mais me chamava a atenção era a rapidez com que as publicações se tornavam obsoletas. Até hoje se estudam e se discutem as ideias de Platão, Aristóteles, Agostinho, Tomás de Aquino, sem falar na própria Bíblia. São todas obras que resistem aos séculos e milênios, enquanto que as publicações da Torre não resistem nem a poucas décadas. Por que é assim? Basta ler esse pequeno trecho da Suma Teológica, escrita há quase mil anos, para ver porque as coisas são assim:


O Milenarismo no Suplemento da Suma Teológica
de Santo Tomás de Aquino (III, q. 77)



Artigo 2

Se esse tempo [do segundo Advento] é oculto.

O segundo discute-se assim. ─ Parece que esse tempo não é oculto.

1. ─ Pois, daquilo cujo princípio é determinadamente conhecido podemos também conhecer determinadamente o fim; porque tudo se mede por um certo período, na expressão de Aristóteles. Ora, conhecemos determinadamente o princípio do mundo. Logo, também lhe podemos conhecer determinadamente o fim. Pois, será então o tempo da ressurreição e do juízo. Portanto, esse tempo não será oculto.
2. Demais. ─ A Escritura diz que a mulher, símbolo da Igreja, tem um retiro, que Deus lhe preparou, para nele sustentar-se por mil duzentos e sessenta dias. E Daniel também conta um número determinado de dias, que parece significarem anos, segundo aquele passo: Um dia que eu te dei por cada ano. Logo, pela leitura da Sagrada Escritura podemos saber com precisão o tempo do fim do mundo e da ressurreição.
3. Demais. ─ A duração do Testamento Novo foi prefigurada no Velho. Ora, sabemos com precisão o tempo que durou o Testamento Velho. Logo, com a mesma precisão podemos saber o tempo que há de durar o Novo. Ora, Novo há de durar até o fim do mundo; donde dizer o Evangelho: Estai certos de que eu estou convosco até a consumação do século. Portanto, podemos saber com certeza o tempo do fim do mundo e da ressurreição.

Mas, em contrário. ─ O que os anjos ignoram há de com maioria de razão ser oculto aos homens. Pois, aquilo que os homens podem alcançar com a razão natural muito mais clara e certamente podem saber os anjos com o seu conhecimento natural. Além disso, revelações não se fazem aos homens senão mediante os anjos, como está claro em Dionísio. Ora, os anjos não conhecem o tempo exato do fim do mundo, conforme àquilo do Evangelho: De aquele dia nem de aquela hora ninguém sabe, nem os anjos do céu. Logo, esse tempo será oculto aos homens.
2. Demais. ─ Os Apóstolos conheceram melhor os segredos de Deus, que os homens que lhes sucederam. Pois, como diz o Apóstolo, eles tiveram as primícias do espírito. O que a Glosa explica: Mais cedo no tempo e mais abundantemente que os outros homens. Ora, o Senhor lhes respondeu, quando lhe perguntavam sobre o fim do mundo: Não é da vossa conta saber os tempos nem momentos que o Pai reservou ao seu poder. Logo e com maior razão, tal tempo será oculto aos outros homens.

SOLUÇÃO. ─ Como ensina Agostinho, os últimos tempos do gênero humano, que medeiam entre o advento do Senhor, e o fim do século, é incerta quantas gerações abrangerá; do mesmo modo que a velhice, última idade do homem, não tem tempo determinado, medido segundo os outros períodos da vida, pois pode abranger ela só tanto tempo quanto todas as outras idades juntas. E a razão disso é que o tempo exato das idades futuras não no podemos saber senão pela revelação ou pela razão natural. Ora, o tempo que decorrerá até a ressurreição não pode ser computado pela razão natural. Porque a ressurreição e a cessação do movimento do céu se darão simultaneamente, como dissemos. Ora, do movimento deriva o número de todos os acontecimentos futuros susceptíveis de serem previstos pela razão natural como havendo de suceder-se num tempo determinado. Pelo movimento do céu porém não lhe podemos prever o fim; porque, sendo circular, pode pela sua natureza mesma durar perpetuamente. Por onde, não podemos, pela razão natural, fazer o computo do tempo que decorrerá até a ressurreição. Nem o podemos saber pela revelação; e Deus assim o quis para estarmos sempre prontos e preparados para a vinda de Cristo. Por isso, aos próprios Apóstolos, que lho perguntavam, Cristo lhes respondeu: Não é da vossa conta saber os tempos nem os momentos que o Pai reservou ao seu poder. Ao que diz Agostinho: Essas palavras impõem silêncio aos temerários, que contam como nos dedos os anos que nos separam do fim do mundo. Ora, o que Cristo não quis revelar aos Apóstolos, que lh'o inquiriam, também não revelará aos mais. Por isso todos os que pretenderam fazer o computo desses tempos a experiência até agora os convenceu de falsíloquos. Assim, como o refere Agostinho no mesmo lugar, certos calcularam que poderiam completar-se quatrocentos anos desde a ascensão do Senhor até ao seu último advento; outros quinhentos; outros mil. E é patente o erro de todos. Sê-lo-á também o de todos os que ainda persistem nesse computo.

DONDE A RESPOSTA À PRIMEIRA OBJEÇÃO. ─ Daquilo de que sabemos o fim por um princípio conhecido, também havemos por força de lhe conhecer a medida. Por onde, conhecido o princípio de um fenômeno cuja duração se mede pelo movimento do céu, podemos lhe conhecer o fim, porque o movimento do céu nos é conhecido. Mas a medida da duração do movimento do céu é somente a disposição divina, que nos é oculta. Portanto, por mais que lhe conheçamos o princípio, não lhe podemos saber o fim.
RESPOSTA À SEGUNDA. ─ Os mil duzentos e sessenta dias, mencionados pela Escritura, significam o tempo total da duração da Igreja, sem determinação de nenhum número de anos. E isto porque a predicação de Cristo, sobre a qual, está fundada a Igreja, durou três anos e meio, tempo quase igual ao número de dias dado pelo profeta. Semelhantemente, o número de dias dado por Daniel não se refere a nenhum número determinado de anos que hão de decorrer até o fim do mundo, ou até a pregação do anticristo; mas deve referir-se ao tempo durante o qual pregará o anticristo e que durará a sua perseguição.

RESPOSTA À TERCEIRA. ─ Embora o estado do Novo Testamento fosse prefigurado em geral pelo estado do Velho, não é forçoso porém que todas as particularidades de um e de outro entre si se correspondam. Sobretudo que em Cristo se completaram todas as figuras do Velho Testamento. Por isso Agostinho, respondendo a certos, que queriam deduzir do número das pragas do Egito e das perseguições que a Igreja sofreu e há de sofrer, diz: Quanto a mim, não penso que as pragas sofridas no Egito signifiquem profeticamente as perseguições que deve padecer a Igreja. Sem dúvida os de opinião contrária descobrem, com rebuscadas e engenhosas comparações, correspondências entre os fatos, num e noutro caso. Mas não há aí nenhum espírito profético, senão simples conjecturas da mente humana, umas vezes verdadeiras, falsas outras. ─ E do mesmo modo devemos julgar as predições do Abade Joaquim, que por meio de tais conjecturas fez certas predições, verdadeiras umas e outras falsas.

http://spessantotomas.blogspot.com.br/2014/03/questoes-teologicas-n-xi-12-de-marco-de.html#more

hobbit

Mensagens : 64
Likes : 8
Data de inscrição : 24/08/2012
Idade : 24
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por River raid em Sab Mar 15 2014, 21:09

Porquê?

A resposta é simples:

- a STV é a versão religiosa do fast-food de comida requentada.

Todas as semanas há que bombardear o fiel irmão de modo a controlar sua mente e manter a vítima num inferno espiritual.

Para vender um produto desnecessário há que criar a necessidade de possuir esse produto que pode ser traduzido por:

- obterás o favor de Jeová se fizeres "x ou y" onde "x" pode ser mais horas de pregação ou "y" contribuir monetariamente. Denunciar um irmão/irmã, etc...

Desde que a pessoa proceda nessas directrizes promovidas nas revistas e livros acreditará que está no favor de Deus.

Quem nunca passou por isto que atire a primeira pedra:
Se o fiel sofrer por um adversidade a culpa é de Satanás, se lhe acontecer algo bom é porque "Jeová nunca abandona".

Sinceramente, o diabo deverá levar o prémio das costas mais quentes de todo o universo...

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Sab Mar 15 2014, 21:34

Pois é... em qual destes livros alguns aqui no fórum, aprenderam a "VERDADE"?



IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por River raid em Sab Mar 15 2014, 22:07

No meu caso foi a partir de 1982, mas já estão todos desactualizados...

É como as telenovelas, cada ano é um episódio... as novas luzes são as "novidades". Há que manter os "fieis" entretidos com algum conteúdo senão os congressos nunca teriam novidades.

Nem a revista "Maria", com seu "diário", muda tanto!!

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por TJ Curioso em Sab Mar 15 2014, 22:25

Eu foi o "Poderá Viver para Sempre"... ainda com o ensino da geração de 1914 que não passaria...

Onde já vai...  Evil or Very Mad

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por River raid em Sab Mar 15 2014, 22:32

Apesar de não me ter batizado esse ensinamento de 1914 assombrou-me durante toda minha infância. Eu lia muitas publicações, foi o "boom" dos anos 80, uma década no qual muita gente tinha medo do fim do mundo (guerra nuclear) e aderiu à empresa.

Com 9 anos eu vivia em terror fazendo cálculos sobre quanto faltaria para morrer a última pessoa que tivesse 7 anos em 1914 (a tal idade em que supostamente se tem "consciência").

Conheço o "Viver para sempre" de tras prá frente porque esta empresa sabe mesmo como mexer com a cabeça das pessoas... até as imagens são subliminarmente aprovadas.

Incrivel.

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Sab Mar 15 2014, 23:19

No meu caso foi o "A Verdade que Conduz à Vida Eterna"!
Ainda hoje conservo esse livro devidamente acondicionado, sublinhado, comentado e anotado...  Sad 

Só espero que a vida eterna seja uma realidade, porque de outra forma, sinto ter sido em vão todo este meu esforço...  Morrer a rir 

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por TJ esclarecido em Dom Mar 16 2014, 01:27

Provavelmente para fazer face à crise e porque já não há fios e pulseiras de ouro para vender, alguns decidiram começar a fazer uns "trocos" com os livros da ORG.
Portanto, se alguém estiver interessado em adquirir alguns desses obsoletos e desactualizados livros mais antigos da ORG basta procurar em sites tais como o OLX, CustoJusto e GrandeMercado e encontrará montes deles e a preços da "uva mijona".  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por so em Dom Mar 16 2014, 09:29

No meu caso "A Verdade que Conduz à Vida Eterna"

A olhar assim para trás 40 anos metido nesta m****a.


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.

so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1965
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Dream5 em Dom Mar 16 2014, 09:34

@River raid escreveu:Apesar de não me ter batizado esse ensinamento de 1914 assombrou-me durante toda minha infância. Eu lia muitas publicações, foi o "boom" dos anos 80, uma década no qual muita gente tinha medo do fim do mundo (guerra nuclear) e aderiu à empresa.

Com 9 anos eu vivia em terror fazendo cálculos sobre quanto faltaria para morrer a última pessoa que tivesse 7 anos em 1914 (a tal idade em que supostamente se tem "consciência").

Conheço o "Viver para sempre" de tras prá frente porque esta empresa sabe mesmo como mexer com a cabeça das pessoas... até as imagens são subliminarmente aprovadas.

Incrivel.

River..... faço minhas as tuas palavras e ainda por cima tendo eu uma mãe Apocalitica,que ainda hoje bate o joelho um no outro assim que ouve uma trovoada,nessa altura tinha uma irmã com 1 ano e por causa da geração de 1914 ela fazia as contas e dizia que a minha irmã não chegava a fazer 16 anos neste mundo,,,ora eu andava sempre a fazer contas.




Dream5
Membros
Membros

Mensagens : 1008
Likes : 94
Data de inscrição : 04/12/2012
Idade : 42
Localização : palmela

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por ellipsis em Dom Mar 16 2014, 18:29

Falta aqui um... Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

Pois eu comecei a estudar com o O meu livro de histórias biblicas, só depois comecei a estudar esses todos, depois da Bomba Azul

 Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por mjp em Seg Mar 17 2014, 00:44

@hobbit escreveu:Quando já estava saindo da Torre, uma das coisas que mais me chamava a atenção era a rapidez com que as publicações se tornavam obsoletas. Até hoje se estudam e se discutem as ideias de Platão, Aristóteles, Agostinho, Tomás de Aquino, sem falar na própria Bíblia. São todas obras que resistem aos séculos e milênios, enquanto que as publicações da Torre não resistem nem a poucas décadas. Por que é assim? Basta ler esse pequeno trecho da Suma Teológica, escrita há quase mil anos, para ver porque as coisas são assim:


O Milenarismo no Suplemento da Suma Teológica
de Santo Tomás de Aquino (III, q. 77)



Artigo 2

Se esse tempo [do segundo Advento] é oculto.

O segundo discute-se assim. ─ Parece que esse tempo não é oculto.

1. ─ Pois, daquilo cujo princípio é determinadamente conhecido podemos também conhecer determinadamente o fim; porque tudo se mede por um certo período, na expressão de Aristóteles. Ora, conhecemos determinadamente o princípio do mundo. Logo, também lhe podemos conhecer determinadamente o fim. Pois, será então o tempo da ressurreição e do juízo. Portanto, esse tempo não será oculto.
2. Demais. ─ A Escritura diz que a mulher, símbolo da Igreja, tem um retiro, que Deus lhe preparou, para nele sustentar-se por mil duzentos e sessenta dias. E Daniel também conta um número determinado de dias, que parece significarem anos, segundo aquele passo: Um dia que eu te dei por cada ano. Logo, pela leitura da Sagrada Escritura podemos saber com precisão o tempo do fim do mundo e da ressurreição.
3. Demais. ─ A duração do Testamento Novo foi prefigurada no Velho. Ora, sabemos com precisão o tempo que durou o Testamento Velho. Logo, com a mesma precisão podemos saber o tempo que há de durar o Novo. Ora, Novo há de durar até o fim do mundo; donde dizer o Evangelho: Estai certos de que eu estou convosco até a consumação do século. Portanto, podemos saber com certeza o tempo do fim do mundo e da ressurreição.

Mas, em contrário. ─ O que os anjos ignoram há de com maioria de razão ser oculto aos homens. Pois, aquilo que os homens podem alcançar com a razão natural muito mais clara e certamente podem saber os anjos com o seu conhecimento natural. Além disso, revelações não se fazem aos homens senão mediante os anjos, como está claro em Dionísio. Ora, os anjos não conhecem o tempo exato do fim do mundo, conforme àquilo do Evangelho: De aquele dia nem de aquela hora ninguém sabe, nem os anjos do céu. Logo, esse tempo será oculto aos homens.
2. Demais. ─ Os Apóstolos conheceram melhor os segredos de Deus, que os homens que lhes sucederam. Pois, como diz o Apóstolo, eles tiveram as primícias do espírito. O que a Glosa explica: Mais cedo no tempo e mais abundantemente que os outros homens. Ora, o Senhor lhes respondeu, quando lhe perguntavam sobre o fim do mundo: Não é da vossa conta saber os tempos nem momentos que o Pai reservou ao seu poder. Logo e com maior razão, tal tempo será oculto aos outros homens.

SOLUÇÃO. ─ Como ensina Agostinho, os últimos tempos do gênero humano, que medeiam entre o advento do Senhor, e o fim do século, é incerta quantas gerações abrangerá; do mesmo modo que a velhice, última idade do homem, não tem tempo determinado, medido segundo os outros períodos da vida, pois pode abranger ela só tanto tempo quanto todas as outras idades juntas. E a razão disso é que o tempo exato das idades futuras não no podemos saber senão pela revelação ou pela razão natural. Ora, o tempo que decorrerá até a ressurreição não pode ser computado pela razão natural. Porque a ressurreição e a cessação do movimento do céu se darão simultaneamente, como dissemos. Ora, do movimento deriva o número de todos os acontecimentos futuros susceptíveis de serem previstos pela razão natural como havendo de suceder-se num tempo determinado. Pelo movimento do céu porém não lhe podemos prever o fim; porque, sendo circular, pode pela sua natureza mesma durar perpetuamente. Por onde, não podemos, pela razão natural, fazer o computo do tempo que decorrerá até a ressurreição. Nem o podemos saber pela revelação; e Deus assim o quis para estarmos sempre prontos e preparados para a vinda de Cristo. Por isso, aos próprios Apóstolos, que lho perguntavam, Cristo lhes respondeu: Não é da vossa conta saber os tempos nem os momentos que o Pai reservou ao seu poder. Ao que diz Agostinho: Essas palavras impõem silêncio aos temerários, que contam como nos dedos os anos que nos separam do fim do mundo. Ora, o que Cristo não quis revelar aos Apóstolos, que lh'o inquiriam, também não revelará aos mais. Por isso todos os que pretenderam fazer o computo desses tempos a experiência até agora os convenceu de falsíloquos. Assim, como o refere Agostinho no mesmo lugar, certos calcularam que poderiam completar-se quatrocentos anos desde a ascensão do Senhor até ao seu último advento; outros quinhentos; outros mil. E é patente o erro de todos. Sê-lo-á também o de todos os que ainda persistem nesse computo.

DONDE A RESPOSTA À PRIMEIRA OBJEÇÃO. ─ Daquilo de que sabemos o fim por um princípio conhecido, também havemos por força de lhe conhecer a medida. Por onde, conhecido o princípio de um fenômeno cuja duração se mede pelo movimento do céu, podemos lhe conhecer o fim, porque o movimento do céu nos é conhecido. Mas a medida da duração do movimento do céu é somente a disposição divina, que nos é oculta. Portanto, por mais que lhe conheçamos o princípio, não lhe podemos saber o fim.
RESPOSTA À SEGUNDA. ─ Os mil duzentos e sessenta dias, mencionados pela Escritura, significam o tempo total da duração da Igreja, sem determinação de nenhum número de anos. E isto porque a predicação de Cristo, sobre a qual, está fundada a Igreja, durou três anos e meio, tempo quase igual ao número de dias dado pelo profeta. Semelhantemente, o número de dias dado por Daniel não se refere a nenhum número determinado de anos que hão de decorrer até o fim do mundo, ou até a pregação do anticristo; mas deve referir-se ao tempo durante o qual pregará o anticristo e que durará a sua perseguição.

RESPOSTA À TERCEIRA. ─ Embora o estado do Novo Testamento fosse prefigurado em geral pelo estado do Velho, não é forçoso porém que todas as particularidades de um e de outro entre si se correspondam. Sobretudo que em Cristo se completaram todas as figuras do Velho Testamento. Por isso Agostinho, respondendo a certos, que queriam deduzir do número das pragas do Egito e das perseguições que a Igreja sofreu e há de sofrer, diz: Quanto a mim, não penso que as pragas sofridas no Egito signifiquem profeticamente as perseguições que deve padecer a Igreja. Sem dúvida os de opinião contrária descobrem, com rebuscadas e engenhosas comparações, correspondências entre os fatos, num e noutro caso. Mas não há aí nenhum espírito profético, senão simples conjecturas da mente humana, umas vezes verdadeiras, falsas outras. ─ E do mesmo modo devemos julgar as predições do Abade Joaquim, que por meio de tais conjecturas fez certas predições, verdadeiras umas e outras falsas.

http://spessantotomas.blogspot.com.br/2014/03/questoes-teologicas-n-xi-12-de-marco-de.html#more

Eh pá! Por pouco distraio-me e não é que já estava a iniciar um comentário?...

Pois é, o bom senso dura séculos ou até a própria eternidade, atrever-me-ia a dizer. Já o disparate tem de se ir actualizando, para que não se estranhe o seu progresso...  Morrer a rir

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por mjp em Seg Mar 17 2014, 01:22

@Investigando a Torre escreveu:Pois é... em qual destes livros alguns aqui no fórum, aprenderam a "VERDADE"?



IT

O primeiro que me veio parar às mãos, em 1976, foi o "Verdade Que Conduz à Vida Eterna". Li-o sozinho e gostei. (foi esse o meu grande erro, ter gostado do livro)

O segundo, "Coisas Em Que É Impossível Que Deus Minta", li-o mais tarde, já não me lembro bem quando, mas foram muitos anos depois.

O terceiro, "Poderá Viver Para Sempre No Paraíso Na Terra", já o li muito próximo da asneirada final, mas também o li sozinho, como o segundo, aliás, e embora não tivesse gostado tanto como do Verdade, não o achei totalmente desinteressante.

Quando decidi que ia levar  a asneirada  a sério...  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  já nem me lembro do que tive que estudar acompanhado pelo ancião que me deu o estudo; ou era um também de capa verde ou um lilás, já não me lembro. Mas como eu não estava para ter de ler tudo outra vez, já que na altura eu sabia aquilo tudo de cor e salteado, lá me fizeram o especial favor de "estudar", então, esse tal de capa verde ou lilás... na altura tinham de ser dois livros ou, pelo menos, era o que diziam...

O livro "Conhecimento Que Conduz À Vida Eterna" já saiu comigo dentro da Torre; li, claro, mas aquilo acabava por ser igual aos outros, com mais ou menos assuntos...

Agora que vou assentar de vez numa casa, já disse ao meu filho que vou querer que ele me traga tudo o que é livro meu - os da STV também, pois claro, que remédio! Eu posso lá viver sem o Estudo Perspicaz, os de capa azul claro, o Organizados, aqueles três magnificos volumes de capa verde e sei lá eu já o que mais... -  que ficou em casa dele. Claro que já estou a ver a quantidade de literatura da STV que ainda por lá é capaz de estar (se, entretanto, "alguém" já não os deitou pró lixo...  Morrer a rir ) ... vai ser giro relembrar....  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Pesquisador em Seg Mar 17 2014, 17:07

Lógico que as publicações têm valor. Todos aqui dão muita significação ao que é publicado pelas testemunhas de Jeová. A avidez em saber o que publicam, chegam ao topo de minha admiração. Antes mesmo de serem lançadas em congressos, o fórum todo já está interessado. Divulgam aqui e em parte comentam seu conteúdo, mesmo que não concordem.

A verdade é que todos dão muito valor. Há diversos ensinos bíblicos nelas contidos que alguns foritas ainda aceitam. A explicação do porque Jeová deixou a maldade se arrastar até hoje e, por exemplo, aceita pelo TJ Curioso, - o mentor deste fórum.

Ele ainda crê na vida eterna no paraíso na terra. Estes ensinos podem ainda ser aceitos por outros aqui. Sei que se dá no caso do TJ Curiso, porque o mesmo o declarou em alguma postagem que li por aqui em uma discussão de que não me lembro.

Pesquisador
Membros
Membros

Mensagens : 195
Likes : 1
Data de inscrição : 17/10/2013
Idade : 39
Localização : Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por TJ Curioso em Seg Mar 17 2014, 18:05

@Pesquisador escreveu:Lógico que as publicações têm valor. Todos aqui dão muita significação ao que é publicado pelas testemunhas de Jeová. A avidez em saber o que publicam, chegam ao topo de minha admiração. Antes mesmo de serem lançadas em congressos, o fórum todo já está interessado. Divulgam aqui e em parte comentam seu conteúdo, mesmo que não concordem.

A verdade é que todos dão muito valor. Há diversos ensinos bíblicos nelas contidos que alguns foritas ainda aceitam. A explicação do porque Jeová deixou a maldade se arrastar até hoje e, por exemplo, aceita pelo TJ Curioso, - o mentor deste fórum.

Ele ainda crê na vida eterna no paraíso na terra. Estes ensinos podem ainda ser aceitos por outros aqui. Sei que se dá no caso do TJ Curiso, porque o mesmo o declarou em alguma postagem que li por aqui em uma discussão de que não me lembro.

Pesquisador, em primeiro lugar não sou o mentor do foro, mas um mero colaborador. Com respeito a alguns ensinos da Organização, concordo que alguns ainda estão de acordo com as minhas interpretações também, embora não estejam 100% de acordo com aquilo que acredito.

E mais, tais ensinos não são exclusivos das TJ e já existiam antes delas.

O principal problema com as TJ, é que mesmo os ensinos mais simples e básicos estão repletos de misturas e reinterpretações à maneira da Organização.

Por exemplo, embora acredite que a terra se tornará um paraíso, a Organização ensina que existem duas classes de cristãos, uma classe para cada esperança: celestial e terrestre. Ensina também que apenas aqueles que estiverem dentro da Organização terão a maravilhosa perspetiva de passar com vida para esse paraíso.

Com respeito à questão do porquê de Deus permitir a maldade e iniquidade, as religiões cristãs, na sua maioria, ensinam basicamente o mesmo que as TJ: o pecado original, e a necessidade de redenção através do sacrifício de Cristo para a salvação da humanidade.

Estes ensinos são básicos no cristianismo, embora com variâncias na interpretação.

As TJ são apenas mais uma dessas variâncias.

Com respeito ao valor das publicações, é claro que elas têm algum valor e nem tudo nelas é mau. Para quem não tem qualquer base bíblica ou relação com a espiritualidade, elas podem ajudar a desenvolver isso mesmo.

Mas o pior vem depois. Pois o seu objetivo final, não é conduzir as pessoas a Deus, mas sim àquilo que se entende ser a "Organização terrestre" de Jeová e torná-los "escravos" desta, tendo de trabalhar em prol dela para merecer a salvação.

Assim, as publicações acabam por ser verdadeiras armadilhas que, para além de erros doutrinais graves, acabam por tornar cativos e escravos de homens, pessoas sinceras que desejam servir a Deus.

Na realidade, é o que se passa em outras seitas e cultos que usam "influência social destrutiva" ou "controle mental".

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Seg Mar 17 2014, 18:34

TJ Curioso

Foste tão singelo e simples na abordagem que fizeste no comentário anterior que até uma criança entende, mas para mentes iluminadas como a do Pesquisão isso fica difícil!  tass bem 

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por River raid em Seg Mar 17 2014, 19:05

Realmente a palavra de Deus é simples, infelizmente as empresas religiosas e suas filiais (tipo Salões do Reino) é que complicam...

Pesquisadores e afins:

- vocês não trabalham para Jeová, antes fosse! Vosso trabalho é para uma empresa religiosa norte-americana cuja propaganda tem origem em Rutheford, propaganda essa baseada nas vendas agressivas de porta em porta tão em voga nos anos 40, 50 e 60.

Para quem não sabe, nos Estados Unidos sempre se pediu um donativo por revista. O mínimo "proposto" era de 50 cêntimos.
Deus não necessita de dinheiro!
Enfim, a porcaria é toda a mesma o cheiro é que é diferente...

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Seg Mar 17 2014, 19:17

@River raid escreveu:Para quem não sabe, nos Estados Unidos sempre se pediu um donativo por revista. O mínimo "proposto" era de 50 cêntimos.
Deus não necessita de dinheiro!
Enfim, a porcaria é toda a mesma o cheiro é que é diferente...

Não foi só nos Estados Unidos da América, mas em todo o mundo.
E, não se pedia um donativo, ao contrário, as publicações eram mesmo vendidas de porta a porta, uma vez que todas as publicações tinham o seu preço impresso, inclusive a própria TNM (a bíblia TJ).

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Pesquisador em Seg Mar 17 2014, 19:30

TJ Curioso,

Você não tem clareza em suas declarações. Não importa as duas classes, você concorda com o ensino da vida para sempre na terra como as testemunhas o creem. Quanto a permissão da maldade, você fica devendo as chamadas variantes das demais religiões do chamado cristianismo.  Falar é uma coisa, apresentar comprobatório é outra.

Ainda sobre a restauração do paraíso na terra, as testemunhas de Jeová iniciam sua interpretação em Gênesis 3:15. Qual é o seu entendimento e do fórum sobre esta profecia?

O que é a mulher, a serpente, os descendentes de ambos, a inimizade entre eles e o machucar o calcanhar e esmagar a cabeça?

Esta profecia é que lança base para haver uma só religião verdadeira e a restauração do paraíso. Note que ela tem 6 elementos a serem corretamente entendidos. Qual seu significado e cumprimento na história?

Penso que poucos aqui se atrevem a explicar. Você pode fazê-lo?

Pesquisador
Membros
Membros

Mensagens : 195
Likes : 1
Data de inscrição : 17/10/2013
Idade : 39
Localização : Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Kristy123 em Seg Mar 17 2014, 19:33

ui, temos festa...

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Seg Mar 17 2014, 19:33

@Pesquisador escreveu:Ainda sobre a restauração do paraíso na terra, as testemunhas de Jeová iniciam sua interpretação em Gênesis 3:15. Qual é o seu entendimento e do fórum sobre esta profecia?

Qual é o entendimento do Fórum?

Meu amigo, o fórum não entende nada, pois aqui "somos todos uma cambada de anormais e doentes mentais"...  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

O nosso objectivo aqui não é o mesmo da seita jeovista.

Vá pregar para outra Freguesia!  Evil or Very Mad 

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por ellipsis em Seg Mar 17 2014, 19:40

@Investigando a Torre escreveu:
@Pesquisador escreveu:Ainda sobre a restauração do paraíso na terra, as testemunhas de Jeová iniciam sua interpretação em Gênesis 3:15. Qual é o seu entendimento e do fórum sobre esta profecia?

Qual é o entendimento do Fórum?

Meu amigo, o fórum não entende nada, pois aqui "somos todos uma cambada de anormais e doentes mentais"...  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

O nosso objectivo aqui não é o mesmo da seita jeovista.

Vá pregar para outra Freguesia!  Evil or Very Mad 

IT

 Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

IT ele não sabe o que é freguesia.  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por River raid em Seg Mar 17 2014, 19:53

@Pesquisador escreveu:TJ Curioso,

Você não tem clareza em suas declarações. Não importa as duas classes, você concorda com o ensino da vida para sempre na terra como as testemunhas o creem. Quanto a permissão da maldade, você fica devendo as chamadas variantes das demais religiões do chamado cristianismo.  Falar é uma coisa, apresentar comprobatório é outra.

Ainda sobre a restauração do paraíso na terra, as testemunhas de Jeová iniciam sua interpretação em Gênesis 3:15. Qual é o seu entendimento e do fórum sobre esta profecia?

O que é a mulher, a serpente, os descendentes de ambos, a inimizade entre eles e o machucar o calcanhar e esmagar a cabeça?

Esta profecia é que lança base para haver uma só religião verdadeira e a restauração do paraíso. Note que ela tem 6 elementos a serem corretamente entendidos. Qual seu significado e cumprimento na história?

Penso que poucos aqui se atrevem a explicar. Você pode fazê-lo?

Será que o objectivo de alguns é "vencer" o TJ Curioso pelo cansaço?

Ele já explicou CENTENAS de vezes qual sua posição doutrinal. Até eu me canso com tanto ataque, sinceramente nem sei como ele tem pachorra... eu não teria tanta paciência. Sinceramente, faz-me impressão!

O meu consolo é saber que se alguns o atacam é porque ele (TJC) tem valor, senão nem ligavam nenhuma...

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4535
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Investigando a Torre em Seg Mar 17 2014, 20:04

@ellipsis escreveu:
@Investigando a Torre escreveu:
@Pesquisador escreveu:Ainda sobre a restauração do paraíso na terra, as testemunhas de Jeová iniciam sua interpretação em Gênesis 3:15. Qual é o seu entendimento e do fórum sobre esta profecia?

Qual é o entendimento do Fórum?

Meu amigo, o fórum não entende nada, pois aqui "somos todos uma cambada de anormais e doentes mentais"...  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

O nosso objectivo aqui não é o mesmo da seita jeovista.

Vá pregar para outra Freguesia!  Evil or Very Mad 

IT

 Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

IT ele não sabe o que é freguesia.  Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir 

Sabe!
Esqueceste que ele é um dos iluminados de Deus?
De qualquer das formas, se não quiser perder muito tempo vai AQUI e aprende logo.

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por hobbit em Seg Mar 17 2014, 20:53

@Pesquisador escreveu:Lógico que as publicações têm valor. Todos aqui dão muita significação ao que é publicado pelas testemunhas de Jeová. A avidez em saber o que publicam, chegam ao topo de minha admiração. Antes mesmo de serem lançadas em congressos, o fórum todo já está interessado. Divulgam aqui e em parte comentam seu conteúdo, mesmo que não concordem.

A verdade é que todos dão muito valor. Há diversos ensinos bíblicos nelas contidos que alguns foritas ainda aceitam. A explicação do porque Jeová deixou a maldade se arrastar até hoje e, por exemplo, aceita pelo TJ Curioso, - o mentor deste fórum.

Ele ainda crê na vida eterna no paraíso na terra. Estes ensinos podem ainda ser aceitos por outros aqui. Sei que se dá no caso do TJ Curiso, porque o mesmo o declarou em alguma postagem que li por aqui em uma discussão de que não me lembro.

O que eu queria dizer ao abrir o tópico é que as publicações não têm valor per se, objetivamente. O que não impede que elas tenham valor acidental Como você menciona, o pessoal do fórum acompanha avidamente o lançamento de publicações não porque elas sejam importantes em si, mas por diversas razões: ou porque estão saindo da Torre, ou porque ainda têm conhecidos lá e desejam ajudá-los etc.
Mas do ponto de vista objetivo, podemos perguntar:

Em que as publicações contribuíram para o avanço da Teologia, da Filosofia ou da Exegese Bíblica? Em absolutamente nada. As únicas duas publicações que prometiam algo nesse sentido foram a TNM e o livro Ajuda. Porém, a TNM, apesar de ter certas pessagens interessantes (por exemplo, traduzir charis por "benignidade imerecida", não deixa de ser uma definição interessante de "graça"), é uma péssima tradução (sua leitura é muito "truncada") e está cheia de erros propositais. O segundo livro, o Ajuda (atual Perspicaz) funda-se principalmente nos trabalhos de outros exegetas, como relata o próprio R. Franz, editor e redator do livro, e em nada contribui à exegese bíblica.

O resto das publicações é restolho, que o fogo dos tempos consumirá e cairá no esquecimento.

hobbit

Mensagens : 64
Likes : 8
Data de inscrição : 24/08/2012
Idade : 24
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que as publicações da Torre não têm valor algum

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 17:26


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum