EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

A STV, o serviço militar e a ONU.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por mjp em Sab Mar 08 2014, 22:31

Milhões de cristãos, por causa de sua consciência, se recusam a pegar em armas, e muitas nações respeitam essa decisão. O Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas decidiu que os cidadãos turcos também merecem ter essa liberdade.


Em sua decisão adotada em 29 de março de 2012, o Comitê decidiu a favor de dois cidadãos turcos, Cenk Atasoy e Arda Sarkut. Os dois são Testemunhas de Jeová e se recusaram a prestar serviço militar por causa de suas crenças religiosas.

(...)

A objeção ao serviço militar por motivo de consciência existe desde o início do cristianismo. Ernest William Barnes escreveu no livro The Rise of Christianity (A Ascensão do Cristianismo): “Uma cuidadosa análise de toda a informação disponível [mostra] que, até o tempo de Marco Aurélio [imperador romano de 161 a 180 EC], nenhum cristão se tornou soldado; e nenhum soldado, depois de se tornar cristão, permaneceu no serviço militar.”

http://www.jw.org/pt/noticias/casos-juridicos/por-regiao/turquia/respeitar-objecao-de-consciencia/#insight[search_id]=3cd8ce6d-6dba-4c8e-9e7a-02ab1a4b7738&insight[search_result_index]=1

Resposta a esta ideia emanada através do site oficial Testemunhas de Jeová

1. O pensamento cristão antigo

1.1. A fonte primária da qual se inspirava o pensamento dos antigos cristãos a respeito de serviço militar, era naturalmente a Sagrada Escritura.
(...)

(...) verifica-se que o uso da metáfora da milícia na Sagrada Escritura sugere que esta profissão não é por si má. Tal afirmação é corroborada pelo fato de que o Precursor de Jesus, ao pregar penitência e vida nova a milicianos, de modo nenhum lhes mandou abandonar a sua carreira ; apenas lhes recomendou que se mostrassem leais em tudo e contentes com o seu soldo (cf. Lc 3,14). Ademais observa-se que Jesus não hesitou em elogiar um centurião (oficial do exército) por sua fé (cf. Lc 8,1-10; Mt 8,5-13) e que, dentre os pagãos antigos, o primeiro a receber o batismo cristão foi o centurião Cornélio (cf. At 10,1-48).
FONTE CONSULTADA
http://www.pr.gonet.biz/index-read.php?num=2696

Primeira questão que levanto:
Se por um lado se pode afirmar, em boa verdade que, de forma directa, a Bíblia em lado algum proíbe expressamente o serviço militar aos cristão, será que acaba por o fazer de forma ímplicita noutros textos do NT, retirados quer dos evangelhos quer das cartas apostólicas, e que isso vem reforçado com o argumento histórico, conforme retirado do texto do site oficial Testemunhas de Jeová:

“Uma cuidadosa análise de toda a informação disponível [mostra] que, até o tempo de Marco Aurélio [imperador romano de 161 a 180 EC] (ou seja de meados até finais do séc II - meu acréscimo) , nenhum cristão se tornou soldado; e nenhum soldado, depois de se tornar cristão, permaneceu no serviço militar." ?


Consideremos esta narrativas histórica:

Em princípios do séc. III (duzentos e poucos - meu acréscimo) na África proconsular (setentrional), os oficiais do exército romano houveram por bem distribuir donativos aos seus milicianos em nome dos novos Imperadores Caracala e Geta. Cada soldado, obedecendo ao cerimonial de praxe, devia ir buscar a sua parte, ostentando uma coroa de louros sobre a cabeça. Um deles, porém, resolveu apresentar-se com a fronte desnuda e a coroa na mão; diante dos protestos e escárnios dos colegas, o oficial que presidia à cerimônia, lhe perguntou porque destoava do ritual adotado: «Porque sou cristão», respondeu então o miliciano. Ora, ao ouvir esta profissão de fé, a soldadesca não se conteve e pediu a punição do réu. O presidente então mandou o insubordinado despojar-se de suas insígnias militares e entregou-o ao respectivo tribunal (Tertuliano, no opúsculo «De corona militis»).


Segunda questão que levanto:
Ter-se-á o primitivo cristianismo corrompido em cerca de 50 anos, neste aspecto do serviço militar? pergunto eu, a ponto da consciência deste cristão não lhe permitir usar uma coroa de louros, mas permitir-lhe prestar serviço militar, como de seguida se explica?

O motivo pelo qual o soldado cristão recusara colocar a coroa de louros sobre a sua cabeça era a índole pagã que tal ornamento tinha no Império Romano antigo: a coroa vinha a ser distintivo dos deuses e dos que sacrificavam aos deuses nos banquetes solenes; por isto os cristãos costumavam rejeitar o seu uso. — Não sendo, porém, a coroa uma insígnia religiosa propriamente dita, as autoridades da Igreja permitiam aos soldados cristãos que a ostentassem na cabeça todas as vezes que as formalidades do cerimonial militar o exigissem. Apesar disso, o soldado a que se refere Tertuliano, julgou que no seu caso a obediência à praxe poderia ser tida como profissão de paganismo; daí a recusa...


Outro caso histórico muito interessante, este no ano de 260.

Certos usos vigentes no exército tinham por si mesmos caráter de profissão religiosa pagã. Tais ficavam naturalmente vedados aos discípulos de Cristo, o que não podia deixar de acarretar um dilema de vida ou morte para o soldado cristão.

Era o que se dava, por exemplo, todas as vezes que as autoridades militares exigiam que os súditos sacrificassem aos deuses.
Sabe-se que o soldado Marino estava para ser promovido a centurião, quando um colega, desejoso de lhe tomar a dianteira, o denunciou às autoridades como cristão; estas então lhe impuseram como condição de promoção a oferta de um sacrifício pagão. Consequentemente o bispo de Cesaréia propôs a Marino, diante do altar sagrado, a opção: ou o Evangelho ou a Espada. Marino veio a morrer em Cesaréia da Palestina no ano de 260 (cf. Eusébio, Hist. ecles. VII XV).

FONTE CONSULTADA
http://www.pr.gonet.biz/index-read.php?num=2696


Bem, posto isto, deixo à vossa consideração esta terceira questão: sendo a ONU, de acordo com a literatura emanada da STV, a imagem da fera, descrita no livro do Apocalipse e, sendo a fera, também de acordo com as interpretações da STV, o mundo político que se opõe às Testemunhas de Jeová e ao Reino de Deus, a quem está a ONU a prestar um excelente serviço?



Pretendo deixar claro que sou completamente a favor do direito à objecção de consciência que cada cidadão deve ter, para invocar a sua recusa a prestar serviço militar, seja por recusa de consciência religiosa ou por outro qualquer argumento de índole filosófico. Mas esse, é outro assunto. Não misturemos e confundamos o direito à liberdade individual de consciência, com uma doutrina impositiva de uma qualquer religião.

Para reflectir:
O que eu gostava de perceber, é como e quem e o quê,  garantiria às TJ o seu direito à liberdade de propagar as suas ideologias bíblicas quando é perseguida por regimes totalitários, e o mesmo em relação à defesa do mundo "livre" no qual tem a sua sede mundial e todos os seus direitos garantidos, se o mundo "livre" de algum modo não tivesse defesas militares...


Peço imensa desculpa a todos os foristas pela fonte da minha referência histórica, mas não encontrei nada que fosse assim tão directo a este assunto em sites de outras origens, embora sejam muitas, também, as igrejas protestantes que não levantam este problema aos seus fiéis.

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por TJ Curioso em Dom Mar 09 2014, 00:22

Sobre este ponto volto a relembrar este artigo:

O Amor Cristão Pelos Irmãos Requer Abstinência Da Guerra?
http://4jehovah.org/pt-pt/dialogo-2-o-amor-cristao-pelos-irmaos-requer-abstinencia-da-guerra/

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por mjp em Dom Mar 09 2014, 13:32

@TJ Curioso escreveu:Sobre este ponto volto a relembrar este artigo:

O Amor Cristão Pelos Irmãos Requer Abstinência Da Guerra?
http://4jehovah.org/pt-pt/dialogo-2-o-amor-cristao-pelos-irmaos-requer-abstinencia-da-guerra/


Está muito bem desenvolvido... mas assim fazes a "papinha" toda aos nossos amigos TJ, que dizem que nós só formamos opinões em cima de outras opiniões...  Wink 

Deixa-os lá pensarem sozinhos... ou será que Deus deu-lhes um cérebro só para pensarem e opinarem em cima das opiniões da STV?...

Será que estes nossos amigos TJ que nos visitam não serão capazes de um raciocínio livre de opiniões formuladas em cima de outras opiniões?

É que isso seria muito grave... significaria que eles seriam incapazes de pensar... e eu não quero acreditar nisso! Pelo menos, até melhor prova!...  Wink

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por River raid em Qua Mar 12 2014, 17:23

Acho este tipo de proibições relativas à Defesa de um país uma afronta e falta de respeito, principalmente perante todos os milhões de falecidos e vítimas - diretas ou indiretas - que lutaram em guerras em nome da liberdade, seja ela religiosa ou politica.

Hoje em dia as TJ´s podem pregar há vontadinha em muitos países graças ao sangue derramado de milhões de pessoas. Desse modo podem contribuir para expandir os impérios religiosos e beneficiar meia dúzia de gananciosos.

A Educação já substitui a falsa moral promovida pelas religiões pan-americanas. É por isso que os líderes religiosos TJ´s não gostam que seus membros frequentem universidades.

A maior das TJ´s batizadas já eram "boas pessoas" antes do batismo.
Aliás, é bem provável que se tenham tornado PIORES pós-batismo nomeadamente na relação com os outros no trabalho e vida social tornada restritiva por imposição de seus novos pares. Uma TJ "normal" é a polícia de outra "TJ".

Penso que qualquer TJ batizada (em adulto, não nascido na "verdade"), com familia, deve reflectir se sua vida melhorou ou piorou ou se os entes queridos (não TJ´s) somente estarão a ser tolerantes com a "irmã" demonstrando um respeito que nunca existiria dentro duma família unicamente TJ.

Numa familia onde só um membro é TJ tal orientação religiosa é normalmente respeitada. O problema está no caso inverso...

Conclusão: existe um respeito por parte da Sociedade em relação às TJ´s que não é recíproco. Este facto não é só actual como peca por defeito por reconhecimento e gratidão a quem permitiu, por vezes lutando até à morte, para que hoje possam bater ás portas com seus sorrisos amarelos e fluoxetina nos bolsos.


River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4529
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por estudante eterno em Sab Mar 15 2014, 13:18

@River raid escreveu:Acho este tipo de proibições relativas à Defesa de um país uma afronta e falta de respeito, principalmente perante todos os milhões de falecidos e vítimas - diretas ou indiretas -  que lutaram em guerras em nome da liberdade, seja ela religiosa ou politica.

Hoje em dia as TJ´s podem pregar há vontadinha em muitos países graças ao sangue derramado de milhões de pessoas. Desse modo podem contribuir para expandir os impérios religiosos e beneficiar meia dúzia de gananciosos.

A Educação já substitui a falsa moral promovida pelas religiões pan-americanas. É por isso que os líderes religiosos TJ´s não gostam que seus membros frequentem universidades.

A maior das TJ´s batizadas já eram "boas pessoas" antes do batismo.
Aliás, é bem provável que se tenham tornado PIORES pós-batismo nomeadamente na relação com os outros no trabalho e vida social tornada  restritiva por imposição de seus novos pares. Uma TJ "normal" é a polícia de outra "TJ".

Penso que qualquer TJ batizada (em adulto, não nascido na "verdade"), com familia,  deve reflectir se sua vida melhorou ou piorou ou se os entes queridos (não TJ´s) somente estarão a ser tolerantes com a "irmã" demonstrando um respeito que nunca existiria dentro duma família unicamente TJ.

Numa familia onde só um membro é TJ tal orientação religiosa é normalmente respeitada. O problema está no caso inverso...

Conclusão: existe um respeito por parte da Sociedade em relação às TJ´s que não é recíproco. Este facto não é só actual como peca por defeito por reconhecimento e gratidão a quem permitiu, por vezes lutando até à morte, para que hoje possam bater ás portas com seus sorrisos amarelos e fluoxetina nos bolsos.



"Acho este tipo de proibições relativas à Defesa de um país uma afronta e falta de respeito, principalmente perante todos os milhões de falecidos e vítimas - diretas ou indiretas -  que lutaram em guerras em nome da liberdade, seja ela religiosa ou politica."

Epá, já foste à tropa?

estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por River raid em Sab Mar 15 2014, 22:24

Fui militar, com Especialidade. E passei lá muito tempo.

Lembra-te:

- este é um fórum plural e não um diálogo entre somente duas pessoas.
Dá tua opinião mas para de me citar. Tens tua opinião, eu tenho a minha.

Não pretendo entrar aqui com nicknames que não sejam o meu: River raid.

Cada frase, cada palavra que aqui escrevemos tem o potencial de ser lido por milhões de pessoas que existem no Universo de língua portuguesa. Trata-se de uma grande responsabilidade transmitir os podres desta religião economicista americana destruidora de lares.



River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4529
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por estudante eterno em Sab Mar 15 2014, 23:06

@River raid escreveu:Fui militar, com Especialidade. E passei lá muito tempo.

Lembra-te:

- este é um fórum plural e não um diálogo entre somente duas pessoas.
Dá tua opinião mas para de me citar. Tens tua opinião, eu tenho a minha.

Não pretendo entrar aqui com nicknames que não sejam o meu: River raid.

Cada frase, cada palavra que aqui escrevemos tem o potencial de ser lido por milhões de pessoas que existem no Universo de língua portuguesa. Trata-se de uma grande responsabilidade transmitir os podres desta religião economicista americana destruidora de lares.



Como sempre, dizes coisas sem sentido. "este é um fórum plural e não um diálogo entre somente duas pessoas.
Dá tua opinião mas para de me citar. Tens tua opinião, eu tenho a minha."
Mas o que o facto de ser um fórum aberto tem a ver com o facto de não poder falar contigo?

"Não pretendo entrar aqui com nicknames que não sejam o meu: River raid." Sinceramente,não percebi.

"Cada frase, cada palavra que aqui escrevemos tem o potencial de ser lido por milhões de pessoas que existem no Universo de língua portuguesa. "

Ainda bem que o reconheces!!!! Pode ser que aprendas a ser mais bem educado.

estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por River raid em Seg Mar 17 2014, 20:57

Porque não tenho o menor interesse em participar de disputas de opinião cujo resultado seria mais prejudicial para mim do que para ti. Sou volátil.
Pensa no lado positivo:
- neste fórum poderás exprimir tua opinião duma forma impensável dentro dum salão (balãao) do reino ou inter-pares.


River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4529
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A STV, o serviço militar e a ONU.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 22:21


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum