EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

O ensino superior mais uma vez

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O ensino superior mais uma vez

Mensagem por so em Qui Jul 18 2013, 16:00

A edição de A Sentinela de estudo de Outubro volta a criticar o ensino superior.

http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20131015/trabalhem-escravos-para-jeova


O paragrafo 13 diante meu Deus.   affraid


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.

so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1965
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Filino Rupro em Qui Jul 18 2013, 17:27

Não há maneira de fazer um "hijacking" do site, para esclarecer quem vá ler isto?




Filino Rupro
Membros
Membros

Mensagens : 1299
Likes : 96
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 45
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por ellipsis em Qui Jul 18 2013, 17:37

Vejam o paragrafo 15...

15 Como é o ambiente em muitas das instituições de ensino superior deste mundo? Não é verdade que a imoralidade e bebedeiras são comuns entre os estudantes? E a teoria da evolução não é promovida nessas instituições? (Efé. 2:2) Em contraste, a organização de Jeová fornece a melhor educação no ambiente sadio da congregação cristã. Cada um de nós tem a oportunidade de se beneficiar da Escola do Ministério Teocrático, realizada semanalmente. Também existem cursos especializados para pioneiros solteiros (Escola Bíblica para Irmãos Solteiros) e para casais de pioneiros (Escola Bíblica para Casais Cristãos). Essa educação teocrática nos ajuda a obedecer a Jeová, nosso Amo celestial.

Vómito Vómito Vómito Vómito 




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 275
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Ana Cláudia em Qui Jul 18 2013, 17:39

Que conjunto de disparates...

Ana Cláudia
Forista desativado

Mensagens : 3331
Likes : 140
Data de inscrição : 16/05/2012
Idade : 34

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por EstudanteCurioso em Qui Jul 18 2013, 18:35

"O ensino superior, com sua ênfase no estudo acadêmico, em geral forma pessoas que têm poucas habilidades práticas ou nenhuma, deixando-as despreparadas para lidar com as realidades da vida"

Por muito que me custe admitir na área em que estudei ( economia) isto é absolutamente verdade ( a esmagadora maioria dos académicos na area da economia não passam de teoricos inuteis tendo Victor Gaspar sido um bom exemplo do delirio que é caracteristico dessa classe )

Mas onde se formaram os arqitectos que projectaram a nova sede em Warick? os advogados que têm defendido a STV em inumeros processos ou os médicos e os farmaceuticos que curam as gripesitas do CG que de outra forma poderiam até ser fatais?.....na escola do ministério teocratico não foi de certeza....

EstudanteCurioso
Membros
Membros

Mensagens : 169
Likes : 22
Data de inscrição : 03/11/2011
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por TJ Curioso em Qui Jul 18 2013, 19:22

"O ensino superior, com sua ênfase no estudo acadêmico, em geral forma pessoas que têm poucas habilidades práticas ou nenhuma, deixando-as despreparadas para lidar com as realidades da vida"

Os betelitas que estão a ser mandados embora às centenas de Betéis em todo o mundo, encaixam-se perfeitamente nesta descrição.

São largados no mundo, completamente despreparados e com uma vida inteira de serviço leal à Organização. Sem profissão e com poucas habilitações literárias, vêem-se abandonados à sua sorte, desprovidos de qualquer base que os ajude a encaixar-se no mundo real. E a maioria destes são pessoas já com idade suficiente para não terem de pensar em reconstruir a sua vida a partir do nada.

Isso também é muito triste, tanto mais que está a ser criado por uma organização que os prometeu manter numa carreira teocrática a vida toda.

Agora esses mesmos devem pensar sobre as hipóteses que teriam se tivessem seguido a sua vida de forma normal e natural, tendo constituído família, filhos e uma carreira secular ainda que a par tivessem seguido a sua religião.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Qui Jul 18 2013, 23:11

Como é o ambiente em muitas das instituições de ensino superior deste mundo? Não é verdade que a imoralidade e bebedeiras são comuns entre os estudantes?

Não. É mentira.

E a teoria da evolução não é promovida nessas instituições? (Efé. 2:2)

Depende do ponto de vista em que é encara essa teoria. Existem muitas formas de analisar esses factos da evolução, podem é não ser concordantes com a "interpretação" da STV. Se é que à "interpretação" da STV se pode chamar interpretação, quer do ponto de vista científico, quer do ponto de vista Bíblico

Em contraste, a organização de Jeová fornece a melhor educação no ambiente sadio da congregação cristã.

Mentira! A organização não fornece ensino. A organização fornece textos para papaguear

Cada um de nós tem a oportunidade de se beneficiar da Escola do Ministério Teocrático, realizada semanalmente.

O mesmo é feito em empresas comerciais que ensinam a vender o seu produto


Também existem cursos especializados para pioneiros solteiros (Escola Bíblica para Irmãos Solteiros) e para casais de pioneiros (Escola Bíblica para Casais Cristãos). Essa educação teocrática nos ajuda a obedecer a Jeová, nosso Amo celestial.

Mentira! Essa educação ensina a obedecer a quem na altura é "interpretado" como sendo o escravo fiel e discreto que, como sabemos todos, é uma interpretação mutante

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Qui Jul 18 2013, 23:40

O segundo inimigo é este mundo sob influência demoníaca. Satanás, o governante do mundo,

Satanás não é o governante do mundo! Esta mentira básica distorce todo o sentido das escrituras: em Lucas 4, 6 o diabo afirma o seu poder político [contradito, por exemplo, na carta de S. Paulo ao romanos, cap 13, versículos 1-4, que afirma que as autoridades se encontram na sua posição relativa colocadas por Deus (autoridades essas cuja identidade baralhou a STV durante décadas e, eu prefiro acreditar em S. Paulo que no diabo)]; mas o que de facto estava ali, naquele momento, a ser derimido, era a natureza do poder messiânico, se era de origem política, como esperavam os judeus, ou se revestia outra natureza que nada tinha a ver com o mundo da política, como Jesus o afirmou e demonstrou durante toda a sua vida.

direciona seus ataques contra nós, tentando fazer com que quebrantemos nossa lealdade a Jeová e a Jesus. Ele quer que sejamos seus escravos, usando tentações para nos levar a ceder à sua influência corrompedora. (Leia Efésios 6:11, 12.) Uma tática que Satanás usa para isso é fazer o mundo parecer atraente, fascinante. “Se alguém amar o mundo”, alertou o apóstolo João, “o amor do Pai não está nele; porque tudo o que há no mundo — o desejo da carne, e o desejo dos olhos, e a ostentação dos meios de vida da pessoa — não se origina do Pai, mas origina-se do mundo.

Ora aqui está, nas palavras de S. João a explicação do que se deve rejeitar no mundo: o desejo da carne, o desejo dos olhos, e a ostentação dos meios de vida e, nada diz sobre rejeitar as pessoas ou classificá-las a todos como filhos do diabo, interpretação extensiva ilegítima, abusiva e ofensiva por parte da STV.

Estas minhas objecções (esta e a do comentário acima) são uma resposta ao texto apresentado no link com que abre o tópico
http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20131015/trabalhem-escravos-para-jeova

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por TJ esclarecido em Sex Jul 19 2013, 00:01

@mjp escreveu:

Cada um de nós tem a oportunidade de se beneficiar da Escola do Ministério Teocrático, realizada semanalmente.

O mesmo é feito em empresas comerciais que ensinam a vender o seu produto
Completamente de acordo e nisto a STV cumpre a lei: Escola do Ministério Teocrático, Escola do Serviço Ministerial, Escola de Anciãos, Escola de Servos Ministeriais, Escola de Pioneiros, Escola para casais cristãos, Escola para servos de circuito, etc., etc, não passam de acções de formação profissional obrigatórias no sector empresarial.


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1804
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Heidi Klum em Sex Jul 19 2013, 12:23

Completamente de acordo mjp!
Quem quer ir sempre vai, quem quer fazer sempre fez...não é nas Universidades que as pessoas têm mais probabilidades de se "perder". Quem se quiser perder (ou achar, dependendo das perspectivas) pode fazê-lo em qualquer lugar.
O problema é a abertura de mentalidades e o pensamento crítico que a frequência do Ensino Superior pressupõe e obriga!
É lamentável de facto.


Heidi

Heidi Klum
Membros
Membros

Mensagens : 91
Likes : 12
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 41
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por so em Sex Jul 19 2013, 15:02

Diz o povo:"Em terra de cego quem tem olho é rei"
O que a ORG quer é isso povo "cego", sem a capacidade de ver que está a ser enganado.

Quando um "patinho" se torna TJ com estudos eles usam a pessoa para defender os interesses da ORG, depois fazem questão de dizer que a pessoa se "formou" quando estava no mundo.


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.

so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1965
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Filino Rupro em Sex Jul 19 2013, 16:20

Não resisto a partilhar convosco duas entradas que encontrei num blogue:

Ensino Superior

O deus dos ignorantes




Filino Rupro
Membros
Membros

Mensagens : 1299
Likes : 96
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 45
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Sex Jul 19 2013, 17:36

O deus dos ignorantes

http://pedrosete.blogspot.pt/2012/04/o-deus-dos-ignorantes.html

Entre os teológos há um erro argumentativo muito comum, quando tentam defender a existência de Deus através daquilo que ainda não se sabe. Isto é, Deus existe porque a ciência ainda não conseguiu explicar um determinado enigma.

Não é, nem de perto nem de longe o melhor argumento (nem sequer é argumento) apresentado para que se conjecture a ideia de Deus; aliás, nem nunca ouvi ou li tal argumento formulado por qualquer teólogo digno desse nome. Em boa verdade, sempre que esse argumento é trazido num debate ou num documento, de imediato surge a explicação de qual o verdadeiro argumento teológico nesse respeito e que é o seguinte: a ciência não dá, nunca deu e jamais poderá dar a explicação do porquê da existência e a razão final para a existência. Enquanto a ciência procura e vai decobrindo pelo seu método as causas e os fenómenos, não explica a razão daquele fenómeno nem porque razão ele existe, ou seja, a ciência procura as causas e a comprensão do que existe, mas não pode explicar o porquê, nem o para quê.

Em termos de ilustração seria como dizer que o mecânico existe, porque não compreendemos muito bem como se dá a ignição da mistura no cilindro do motor. É óbvio que mesmo que eu não perceba nada de mecânica, ou perceba muitíssimo, o facto de que o motor foi concebido e produzido por alguém é um facto.

Sim, esse exemplo aplica-se ao dito argumento teológico, mas como já referi, esse não é o verdadeiro argumento teológico.

Portanto, a existência ou não-existência de Deus, não deve depender de se percebemos ou não o modus operandis do mundo.

Naturalmente que partindo daquela permissa, a conclusão está certa. Mas a permissa, repito, como não é verdadeira, a conclusão não é naturalmente verdadeira. Cabe à ciência descobrir e avançar na compreensão do modus operandi, mas está alem da sua capacidade de explicar o porquê e o para quê? Porque existe e para que existe, sai completamente fora do empirismo ciêntífico.

Isso apenas serve como uma espécie de cortina-de-fumo que obscurece o facto essencial: Uma personalidade não existe à parte de uma pessoa e uma pessoa, por natureza manifesta-se.

Em princípio sim. Mas sigamos os restantes argumentos:

(...) passemos algumas considerações (...)

Os teólogos dizem que Deus se manifesta nas suas obras, deixa conhecer os seus pensamentos através de Escrituras Sagradas e permite a aproximação por meio da oração. Tudo isso está bem e é muito interessante, mas soa a pouco para um ser de tamanha grandeza e importância. Ao contrário de um humano, Deus não precisa de ser modesto. Que mal haveria em deixar-se conhecer mais plenamente e não como acontece geralmente por um intermediário humano? Que vantagem decorrerá para Deus ou para nós, a sua, mesmo que aparente, inactividade nos dias que correm?

Soa a pouco. Soa a pouco... soa a pouco! Soa a pouco?

Mas como soa a pouco se o pouco mais que fosse é de imediato criticado como de lendas se tratasse, de mitos ou de alucinações? Milagres? Cristo ressuscitou os mortos, abriu-se o Mar Vermelho ou dos Juncos ou o Jordão?... lendas ou mitos!... S. Paulo teve uma visão de tal poder que mudou a sua vida? Era alucinado! Isto só para citar uma pequeníssima parte do registado. Portanto, repito: como soa a pouco se tudo que vai além do palpável (deixemos a oração) é de imediato desconsiderado pela ciência?

E o artista deixa-se conhecer pela sua obra, com certeza: toda a criação e as Sagradas Escrituras.


(... mais considerações...)

Dirão pressurosos que isso é um teste à nossa fé. Mas francamente, é apenas de bom-senso que face à inexistência de evidências qualquer fé seja submetida a um esforço demasiado. Aliás, se colocarmos tudo sobre os ombros da fé, então qualquer crença poderá afirmar-se verdadeira! (É o que acontece!)


Só quem desconhece a História dos Judeus, só quem desconhece a História do Cristianismo, só quem olha para tudo isso com a deliberada intenção de negar as evidências registadas e comprovadas, pode dizer que a fé no Deus dos Judeus e do Cristinianismo é submeter a fé a um esforço demasiado e concluir, depois, que qualquer crença se pode afirmar verdadeira.

(... mais considerações...)

Agora que conseguimos perceber melhor a natureza do mundo em que vivemos Deus teria interlocutores altamente preparados para uma conversação de elevado nível! E Ele seria profundamente útil agora, para estabelecer uma ponte que nos será sempre difícil de estabelecer, que é aquela que interconecta o mundo material com o espiritual. De facto, Deus manifestou-se (aparentemente), mais no passado que no presente. Isto é, quando a humanidade não percebia sequer um ínfimo do Universo, Deus falou e agora cala-se!
Aparentemente Deus prefere falar para ignorantes…


Nada que se tenha descoberto desde Jesus Cristo, em termos de ciência, obriga Deus a enviar seja mais quem for para ter elevadas conversas com os ciêntistas. A ciência em nada, rigorosamente nada, acrescentou sobre o campo para o qual não está vocacionada, excepto, ironia das ironias, ir mais ao encontro de Deus e da espiritualidade humana. A ciência não provou a não existência de Deus, aliás porque nem o pode fazer; acidental e ironicamente, tem podido é ajudar a razão a suportar melhor a fé em Deus.

Este senhor, Pedro Sete, confunde pois qual o lugar e o papel da ciência com o lugar e papel de Deus. É natural. Com as dificuldades notórias com  que a ciência se debate para que substituia a Deus como deus, e como ele, naturalmente, necessita de mais respostas, decide alinhar pela crítica superficial, que afinal de contas é sempre o caminho mais fácil.

Se Pedro Sete perguntar a um ciêntista porque razão existe, este dar-lhe-á como resposta uma cadeia de fenómenos a iniciar no Big Bang até ao dia do seu nascimento. Se lhe perguntar, portanto, o como, o cientista responder-llhe-a dessa maneira. Mas se lhe perguntar porque existe e para que existe, o ciêntista não tem resposta.

Vou concluir: Os crentes têm a ciência e têm Deus e todas as respostas, até agora, possíveis.

Os não crentes têm a ciência e... falta-lhes qualquer coisinha. Têm de crecer um "bocadinho assim". Sejam felizes nesse crescimento!


P.S. Os não crentes não conseguem parar de chamar ignorantes aos crentes? Nem que fosse por boa educação!? É que eu, embora pense, nunca digo aos não crentes, por exemplo, que uma parte do cérebro deles não funciona!

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Filino Rupro em Sab Jul 20 2013, 18:40

Amigo mjp

Desculpa lá, mas nem sequer creio que seja esse o ponto que o autor quer focar: um qualquer antagonismo entre ciência (seja isso entendido como quiseres) e fé.
Acho que o ponto essencial que ele quer trazer à tona e de que tu habilmente fugiste, é o facto de Deus como pessoa não se manifestar.
Por acaso, partilho esse desejo, o de que Deus se manifeste...
Poderia dar um rumo ao meu agnosticismo, que é assim uma coisa inconfortável, como estar sentado em cima da cerca.

(E o outro da educação superior, chegaste a ler?)




Filino Rupro
Membros
Membros

Mensagens : 1299
Likes : 96
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 45
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por hocosi em Sab Jul 20 2013, 19:33

mjp escreveu:

Os não crentes têm a ciência e... falta-lhes qualquer coisinha. Têm de crescer um "bocadinho assim". Sejam felizes nesse crescimento!


Esta questão até parece uma brincadeira.

Os crentes em Deus dizem que uma vez que os não crentes não podem provar que Deus não existe então eles (os crentes) têm todas as razões para acreditar que ele existe.

Os ateus viram este argumento ao contrário e dizem que uma vez que os crentes não podem provar que Deus existe, então eles (os ateus) também têm todas as razões para crer que ele não existe.

Resultado: ninguém pode provar coisa nenhuma. Daí que eu esteja na mesma posição de Filino. Gostaria que Deus se manifestasse de forma inequívoca.

Outra forma de ver as coisas foi indicada por Blaise Pascal grande matemático e filosofo francês do século 17. Sobre a existência de Deus a formula dele era:

• se você acredita em Deus e estiver certo, você terá um ganho infinito;
• se você acredita em Deus e estiver errado, você terá uma perda finita;
• se você não acredita em Deus e estiver certo, você terá um ganho finito;
• se você não acredita em Deus e estiver errado, você terá uma perda infinita.

Quer dizer: Devemos apostar num ou noutro conceito. Se Deus existe ou não existe. Mas devemos apostar em que existe.

Resultado: se Deus não existe a nossa aposta fará pouca diferença. Se ele existir, então fazemos um grande negócio. Assim a pessoa esperta deve apostar em que Deus existe.

Faz lembrar o que disse há dias a Atena, mais ou menos isto: “sou agnóstica, assim Deus nunca me vai poder acusar de que o neguei”.Morrer a rir 




"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2576
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Dom Jul 21 2013, 00:08

@Filino Rupro escreveu:Amigo mjp

Desculpa lá, mas nem sequer creio que seja esse o ponto que o autor quer focar: um qualquer antagonismo entre ciência (seja isso entendido como quiseres) e fé.
Acho que o ponto essencial que ele quer trazer à tona e de que tu habilmente fugiste, é o facto de Deus como pessoa não se manifestar.
Por acaso, partilho esse desejo, o de que Deus se manifeste...
Poderia dar um rumo ao meu agnosticismo, que é assim uma coisa inconfortável, como estar sentado em cima da cerca.

(E o outro da educação superior, chegaste a ler?)

O da educação superior ainda não li.

Mas, meu caro Filino, a questão trazida sobre o silêncio de Deus é, do meu ponto de vista, uma falsa questão.

Deus, a acreditar nas Sagradas Escrituras, manifestou-se várias vezes, não só por intermédio de profetas, como de portentos e milagres! Não foi isso que levou a maioria a acreditar Nele. Ou então, depressa O esqueciam... o que, ao fim e a cabo, resultava no mesmo: paganismo ou agnosticismo.

Com Cristo, foi exactamente a mesma coisa! Ensino, exemplo, milagres, ressurreições, sua própria morte e ressureição!

Com os apóstolos idem idem, aspas aspas...

Eu até concedo que dois mil (2000) mil anos sejam, mesmo do ponto de vista histórico, um tempo muito considerável! Mas a questão é: que tem Deus de novo para dizer à humanidade? Não foi em Jesus Cristo que Ele se revelou [ para o mundo da cristandade (sentido lato, mesmo latíssimo)] e deu por terminada a Sua revelação e pensamento?

Em que é que a ciência impõe uma "nova revelação"? São campos diferentes e não necessariamente conflituantes.

Porque teriam agora os milagres e os portentos um efeito diferente daquele que tiveram no passado? Porque agora é o tempo da nossa geração? Somos agora mais propensos a acreditar, que os dos séculos anteriores a Cristo e os dos seus contemporâneos?

Desse ponto de vista, todas as gerações reivindicariam a "sua" revelação... mas não contradiz essa reivindicação a própria natureza dos actos dessas gerações, até aos nosso dias? Sempre uma busca de afastamento, nunca uma procura de aproximação?

O silêncio de Deus, só é silêncio para quem decide não olhar e perceber certas evidências históricas. Razão é uma coisa... fé é outra. Mas, negar factos, é fechar as portas à fé!

Também eu gostava de uma manifestação divina mais explícita, mais clara, mais inequívoca, não tanto em termos de prova da Sua existência, da qual não duvido nem por um segundo, mas mais em termos doutrinais e teológicos, onde a confusão e as contradições no cristianismo são muito grandes.

Mas queres a minha opinião sincera? Tal manifestação só daria mais fé a quem já tem alguma; não modificaria uma centelha as convicções de quem a não a quer ter.

Afinal, se hoje à noite, Ele vier acordar um ateu e lhe disser: Eu estou aqui! Aposto que no dia seguinte o ateu vai pensar que foi um sonho! E, se for de dia, dirá que estava encadeado ou que não ouviu bem...

Estou a exprimir-me com palavras muito simples, porque simples é a ideia que pretendo passar: não são necessárias mais manifestações da Divindade! Nenhuma acrescentaria nada ao que já temos! Se dúvidas há, e são mais que legítimas, se essas dúvidas obstaculizam a fé (que não a razão) então é arregaçar as mangas e darmos-nos ao trabalho de as tirar.

Abraço aos dois, Filino e hocosi

mjp

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Dom Jul 21 2013, 01:42

Educação Superior
http://pedrosete.blogspot.pt/2011/05/educacao-superior.html
(...)
Face aos desafios o pensamento religioso encapsula-se, recua para uma posição defensiva, ou se encurralado ataca com ferocidade. Mas é apenas uma instintiva defesa, sem qualquer ponderação quanto às consequências. O homem religioso nunca cede à dúvida, tem sempre e somente certezas! Ele não pergunta, e quando pergunta é inquisidor. Ele não busca o conhecimento, ele tem a verdade! Ele não busca Deus, ele conhece Deus, os seus pensamentos e as suas vontades. Se alguém pensa diferente dele, é porque está de alguma forma condenado. O Deus que a todos ama, deixa de amar aquele que não partilha a sua fé, e a única recuperação possível é converter-se!

Eu não me revejo nesta crítica. E se, alguma vez, leres alguma opinião minha, que ponha em causa esta minha auto análise, agradeço, e muito, que a tragas à minha atenção!

É verdade que existem religiões fundamentalistas, homens e mulheres que vivem no fundamentalismo religioso. Mas não são só as religiões que fomentam o fundamentalismo e eu sei que tu és dos que sabem isso.

Como qualquer pessoa razoável pode compreender, o raciocínio do homem religioso é falho, atrever-me-ei a dizer que é doentio, num grau de subtileza incomparável. O amor ao próximo cede com facilidade lugar à rejeição ou a um paternalismo manipulador. Para o homem religioso o Universo termina nos limites da sua fé, e nenhum telescópio ou instrumento científico lhe permite ver para além desse horizonte, que impôs a si mesmo, submisso na crença.

Confirmam-se, neste texto, as minhas suspeitas. Quem arrasta para dentro do mesmo saco, religião e ciência, quem as confunde e mistura, quem as coloca em insanável contradição é, este senhor, Pedro Sete.

Pois é, as Testemunhas de Jeová, andam difundindo entre os seus membros, que procurar o ensino superior é uma coisa má. Contrapõem que a busca do ensino superior é uma busca materialista e dão a entender que fariam melhor se todos se tornassem pregadores como profissão ou que gastassem a maior parte do seu tempo, a pregar que o fim do mundo, ou do sistema de coisas, se aproxima rapidamente.

Bem que me parecia que ele estava a entrar num campo que me era muito familiar.

Naturalmente, digo eu, que cada religião é uma religião, que cada ser humano é único na forma que vive a religião.

O perigo de analises como a que este senhor tende a fazer, não deixando de concordar com alguns pontos de vista, é o da generalização.

Ele devia, por amor ao rigor e à verdade, ter começado por:

"Pois é, as Testemunhas de Jeová, andam difundindo entre os seus membros, que procurar o ensino superior é uma coisa má" e, depois, partindo deste caso particular, jamais se atreveria a generalizar... sob pena de cair no ridículo. Sabendo disso, tece comentários genéricos, formula uma teoria alargada, já sabendo de antemão que a verá  confirmada ( e vê) no caso das Testemunhas de Jeová. Mas essa metodologia, do ponto de vista do método ciêntífico é invalida. Como alguém que tendo apanhado um peixe com escamas, viesse formular a tese que todos os animais marinhos têm escamas.

É batoteiro o senhor Pedro Sete. Não gosto de batoteiros...

Métodos de análise ciêntífica

MÉTODO DEDUTIVO  E INDUTIVO



MÉTODO INDUTIVO: Caracteriza-se pelo processo pelo qual ,o pesquisador por meio de um levantamento particular,chega a determinadas conclusões gerais,ou seja, parte-se do específico para o geral.





MÉTODO INDUTIVO


Indução é um processo mental por intermédio do qual, partindo de dados particulares, suficientemente constatados, infere-se uma verdade geral ou universal, não contida nas partes examinadas. Portanto, o objetivo dos argumentos é levar a conclusões cujo conteúdo é muito mais amplo do que o das premissas nas quais se basearam.

Exemplo:

O corvo 1 é negro
O corvo 2 é negro
O corvo 3 é negro
O corvo "n" é negro
----------------------------
(todo) corvo é negro

(Lakatos, Eva M. e Marconi, Marina A., "Metodologia Científica", Editora Atlas S.A., São Paulo SP. 1991, p.47)








MÉTODO DEDUTIVO: Caracteriza-se, quando se parte de uma situação geral e genérica para uma particular.



MÉTODO DEDUTIVO

A dedução é o processo mental contrário à indução. Através da indução, não produzimos conhecimentos novos, porém explicitamos conhecimentos que antes estavam implícitos.

O seguinte exemplo mostra a diferença entre os métodos indutivo e dedutivo:


Dedutivo:

Todo mamífero tem um coração.( O raciocínio de Pedro Sete, é o caso clássico do raciocínio baseado em permissa errada. Nem todas as religiões têm essa particularidade de serem contra o ensino superior)


Ora, todos os cães são mamíferos.              ( se analisa uma religião em particular, como parte de uma generalidade...)
----------------------------
Logo, todos os cães têm um coração.         ( ...só sobre essa particularidade, e dessa particular religião, se pode pronunciar)

DEDUZIU MAL, SOBRE UMA FALSA PERMISSA

Indutivo:

Todos os cães que foram observados tinham um coração. (No caso em apreciação, ele estava a falar de uma característica das Testemunhas deJeová)
----------------------------------------------
Logo, todos os cães têm um coração.  (Logo, só pode apreciar sobre essa característica das Testemunhas de Jeová e, jamais, induzir o mesmo para todas as religiões)

INDUZIU MAL

Fonte, aqui:
http://www.professorwellington.adm.br/dedutivo.htm

http://pedrosete.blogspot.pt/2011/05/educacao-superior.html


O resto do texto...está bem conseguido. Não levanto grandes objecções. Mas pedir ou exigir coerência e suas respectivas consequências às testemunhas de Jeová, e como pedir ao diabo que fale a verdade.

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por mjp em Dom Jul 21 2013, 02:09

Errata:

Escreve-se premissa e não permissa

Peço desculpa pelo erro.

mjp

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por River raid em Seg Jun 09 2014, 17:00

Parece que no Estudo desta semana surgiu mais um "ataque":

"7 Se você é um jovem servo de Jeová, como a fé pode ajudá-lo a escolher uma carreira? Planejar o futuro é sinal de sabedoria. Mas será que a fé nas promessas de Deus o levará a armazenar tesouros para um futuro temporário ou para um futuro eterno? (Leia Mateus 6:19-21.) Uma bailarina talentosa chamada Sophie se viu diante dessa questão. Ela recebeu ofertas de bolsas de estudos e de posições cobiçadas em companhias de balé em todos os Estados Unidos. Ela admite: “Era emocionante ser um ídolo. Na verdade, eu me sentia superior aos meus colegas. Mas eu era infeliz.” Daí, Sophie assistiu ao vídeo Os Jovens Perguntam — O Que Fazer da Minha Vida?. “Percebi que o mundo tinha me dado sucesso e a admiração dos fãs em troca de minha adoração de todo o coração a Jeová”, conta ela. “Orei fervorosamente a ele. Então, abandonei minha carreira de bailarina.” O que ela acha dessa decisão? “Não tenho saudades da vida que eu levava. Hoje, sou 100% feliz. Sou pioneira com meu marido. Não somos famosos e temos bem pouco em sentido material. Mas temos Jeová, estudantes da Bíblia e alvos espirituais. Não me arrependo nem um pouco.”

Não quero fazer publicidade à Torre, pelo contrário, mas este texto faz lembrar aqueles anúncios "milagrosos" que aparecem na TV durante a madrugada.

Se esta Sophie realmente existir, desejo-lhe muita sorte.

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4534
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por IrmaoEmCristo em Seg Jun 09 2014, 17:04

@River raid escreveu:Parece que no Estudo desta semana surgiu mais um "ataque":

"7 Se você é um jovem servo de Jeová, como a fé pode ajudá-lo a escolher uma carreira? Planejar o futuro é sinal de sabedoria. Mas será que a fé nas promessas de Deus o levará a armazenar tesouros para um futuro temporário ou para um futuro eterno? (Leia Mateus 6:19-21.) Uma bailarina talentosa chamada Sophie se viu diante dessa questão. Ela recebeu ofertas de bolsas de estudos e de posições cobiçadas em companhias de balé em todos os Estados Unidos. Ela admite: “Era emocionante ser um ídolo. Na verdade, eu me sentia superior aos meus colegas. Mas eu era infeliz.” Daí, Sophie assistiu ao vídeo Os Jovens Perguntam — O Que Fazer da Minha Vida?. “Percebi que o mundo tinha me dado sucesso e a admiração dos fãs em troca de minha adoração de todo o coração a Jeová”, conta ela. “Orei fervorosamente a ele. Então, abandonei minha carreira de bailarina.” O que ela acha dessa decisão? “Não tenho saudades da vida que eu levava. Hoje, sou 100% feliz. Sou pioneira com meu marido. Não somos famosos e temos bem pouco em sentido material. Mas temos Jeová, estudantes da Bíblia e alvos espirituais. Não me arrependo nem um pouco.”

Enfim...

“Percebi que o mundo tinha me dado sucesso e a admiração dos fãs em troca de minha adoração de todo o coração a Jeová”

ou seja “Percebi que o mundo tinha me dado sucesso e a admiração dos fãs em troca de minha adoração de todo o coração à Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados”

IrmaoEmCristo

Mensagens : 56
Likes : 2
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 43
Localização : Algarve

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por IrmaoEmCristo em Seg Jun 09 2014, 17:05

Eles têm medo que as pessoas desenvolvam pensamento crítico por isso fazem tudo para afastá-las dos estudos superiores.

IrmaoEmCristo

Mensagens : 56
Likes : 2
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 43
Localização : Algarve

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por River raid em Seg Jun 09 2014, 17:13

“Era emocionante ser um ídolo. Na verdade, eu me sentia superior aos meus colegas. "

E agora sente-se o quê? Menos arrogante?

River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4534
Likes : 202
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 41
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Filino Rupro em Seg Jun 09 2014, 18:14

Adianta-lhes muito!

Vejam só aqui no fórum, pessoas de todas as rodas da vida a descobrir a verdade sobre a verdade!




Filino Rupro
Membros
Membros

Mensagens : 1299
Likes : 96
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 45
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por estudante eterno em Seg Jun 09 2014, 18:57

Até certo ponto, é compreensível a atitude que a STV tem em relação ao ensino superior. Atenção que não defendo de todo a opinião deles; agora eles precisam de pessoas para sobreviverem como religião, e sabendo a forma como eles costumam "prender" e formatar os novos crentes, não me admira nada que estejam contra o ensino superior. Aquilo que não entendo é o porquê de divulgarem, nas revistas, opiniões especializadas de TJ que cursaram a universidade. Devem pensar o quê? Que isso vai ajudar muitos TJ jovens a tornarem-se pioneirinhos depois do 12º ano? O departamento de publicidade devia estar de férias, na altura da composição deste artigo!

O ambiente que é desenvolvido nas instituições de ensino superior não é de todo bom para os jovens TJ's: Esta é bem a verdade. Já foi dito aqui que não é bem assim, já não me lembro por quem. Nada mais afastado da realidade. A menos que viva na cidade onde estude, e volte todos os dias para a casa, com horários ditados pelo papá e pela mamã, o/a estudante, para se integrar no grupo, terá de fazer aquilo que os outros fazem: beber, fumar uns charros, fazer sexo. E a pressão sobre para quem é caloiro. O que vai fazer? Ficar em casa enquanto os outros se divertem? Ficar à parte dos outros? A solidão pode ser muito dolorosa. Na esmagadora maioria dos casos, algumas bebebeiras, relações sexuais e charros são fumados pela esmagadora maioria nos jantares, festas, raves que vão acontecendo durante o ano inteiro. Eu já lá andei, durante 5 anos, e sei muito bem daquilo que falo. Passei por tudo isso, e dos TJ que conheci que lá andavam, posso afirmar que a esmagadora maioria que conhecia minimamente deveriam de andar na mesma vida. O resto, é com os papás! Gostariam de ver a vossa filha de 18 anos bêbada a ter sexo com um desconhecido? É que caso não saibam, isso acontece regularmente, não é novidade nenhuma!

Por acaso existe uma lenda na instituição onde estudei que sempre achei piada: Diz-se que as grandes bolas de pedra que existem no topo das escadas monumentais, em Coimbra, cairão e rebolarão por aí fora no dia em que um/uma estudante se formar e sair dessa cidade virgem. Meus amigos, elas ainda estão lá  Very Happy Very Happy Very Happy 

Eu não digo que se respire sexo e álcool nas universidades... mas que o espírito transtmitido pelo modo de vida académico passa muito pelos excessos, isso é bem verdade!

Obviamente que existem meninos e meninas que não andarão nesse tipo de vida. Mas serão muito poucos... O ambiente formata-nos de uma forma extraordinária!

Agora, visto que a realidade é esta e está bem presente na maioria das instituições de ensino superior em redor do mundo, acham que eles vão perder a oportunidade de perder pioneirinhos jovens? Eu cá penso que não...


estudante eterno
Forista desativado

Mensagens : 950
Likes : 38
Data de inscrição : 19/12/2013
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Setubalense em Seg Jun 09 2014, 20:36

Caríssimos

Vou tentar ser o mais politicamente correto.

Estudante Eterno, podes pensar que te faço perseguição, mas não é verdade.
Concordo contigo em parte no que toca à universidade ser tendenciosamente propícia a maus vícios e pouco mais concordo.

Quero aqui expressar que apesar disso, respeito as tuas opiniões, afinal somos cavalheiros.
Bom, poderia argumentar que sexo e ganzas e etcs acontecem em qualquer lado e que também é preciso força de vontade para dizer que não, mas nem vou por aí.
Acho que também tenho direito a opinião (acho eu, posso estar enganado).

A ideia primária da STV é (aliás são várias): a inacessibilidade a estudos, a inacessibilidade a colegas e outros que tenham mentalidades e conhecimentos mais elaborados. Não convém à STV que as TJ acordem para pensamentos e raciocínios mais elaborados de modo a mante-los na formatação watctoweriana. Depois, convenhamos, é desperdício de tempo (que pode ser utilizado em benefício da WT de modo a manter a “máquina). Novamente na linha do dinheiro, normalmente (e já escrevo normalmente para não generalizar) se o ou a filha é TJ é porque pelo menos um dos primogenitores também o é.

O dinheiro que se gasta na universidade, pode em parte muito bem ser canalizado para a wt. Pois ok, é lógico que o ou a estudante pode ao mesmo tempo estar a trabalhar se o mesmo e o ensino superior não distarem muito, mas aí volta-se à mesma situação.

Estas são as linhas básicas que movem a WT a desaconselhar fortemente os estudos superiores.

Agora…
Isto não convem que as TJ saibam e então apresentam como argumentos, todos os malefícios (vícios e não só) em relação a cursos superiores.
Estudante Eterno, entendo que até tens uma certa razão, visto que se um estudante acaba o 12º e depois não “faz” a universidade, está a proteger-se de determinados pecados.

Olha, isto é como tudo, também não podemos estar sempre numa redoma de vidro, se queremos crescer temos as vezes que nos expor. Claro que sem excessos e dentro de certos limites, mas isso daria outro tópico e com certeza deve de haver milhentas opiniões diferentes.

Vamos ver, o objectivo da universidade não é formar pessoas em vícios, mas prepará-los para o trabalho e para a vida profissional.

Se a WT tem o cuidado de cuidar das ovelhinhas e mante-los afastados de antros de vícios? É esse o amor da STV, em cuidar do próximo? Onde está ou esteve o amor quando alegadamente sob o efeito de novas luzes alteraram as doutrinas dos órgãos e das vacinas e do sangue entre outras? Onde está o amor quando centenas ou mais já morreram com essas alterações?

As TJ só de pensarem (fora o resto da lenga lenga de servir a Deus e tralala) que vão ou que podem pecar por antecipação, vão no caminho do logro da STV. Esse pensar que vão pecar, será mais um “bónus” para a Orga que afasta o mais que pode a juventude dos estudos superiores.

Abraço do Setubalense


"A estupidez humana é a única coisa que dá uma ideia do infinito"
Ernest Renan

Setubalense
Membros
Membros

Mensagens : 681
Likes : 49
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 52
Localização : Setubal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ensino superior mais uma vez

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 06:02


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum