EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

As TJ Toleram a Violência Doméstica

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Investigando a Torre em Qui Dez 01 2011, 20:41

Amigos Foristas,

Ao ler o orgão oficial do CG das TJ - A Sentinela de 15 de Fevereiro de 2012 - pág.29 -§12, deparei-me com o seguinte conselho:


Repararam no conselho dado? Selma é aconselhada a "aguentar durante 17 anos" a violência doméstica tentando ser cristã (que violência até na linguagem), para poder ganhar o seu marido.

Aceitam-se comentários. [TOLERÂNCIA ZERO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA]

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11

Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8325
Likes : 307
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 57
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por TJ Curioso em Qui Dez 01 2011, 22:07

É lamentável que artigos como estes sejam apresentados como 'alimento no tempo certo'.

A mensagem é clara para todas as mulheres TJ que são vítimas de violência doméstica: Aguentem submissas tais abusos, porque talvez isso leve seus maridos a mudar e a tornarem-se TJ!

Numa altura em que se fala tanto contra a violência doméstica e todos são incentivados a comunicar às autoridades tais comportamentos abusivos da parte de cônjuges, a Watchtower vem apelar ao silêncio das vítimas e à sua total submissão perante tais abusos graves.

Coloca assim nas costas da vítima o peso e a responsabilidade de aceitar calada um marido abusador e violento, como se isso a tornasse mais cristã ou mais aceitável perante Deus.

Lamentável e repugnante!

Certamente que as entidades responsáveis por cuidar de tais mulheres iriam apreciar muito tal artigo!

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Sex Ago 12 2016, 11:33

Acho bom relembrar esse artigo e tentar debater este tópico, numa altura em que Portugal vive numa epidemia de violência doméstica.

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Juba em Sex Ago 12 2016, 14:08

Essas experiências sempre me revoltaram.

E a quantidade de violações sexuais, dentro do casamento, por conta da maneira como 1 Cor. 7: 3 em diante?

Sim, porque ninguém fala disso mas, de certeza existem.


Juba
Membros
Membros

Mensagens : 159
Likes : 22
Data de inscrição : 06/06/2016
Idade : 39
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Sex Ago 12 2016, 15:03

@Juba escreveu:Essas experiências sempre me revoltaram.

E a quantidade de violações sexuais, dentro do casamento, por conta da maneira como 1 Cor. 7: 3 em diante?

Sim, porque ninguém fala disso mas, de certeza existem.


Sim, existem, e muito mais do que aquilo que possamos pensar. A mulher TJ, ao ser ensinada a respeitar o seu marido, também é ensinada a pensar que o seu papel enquanto esposa a remete para segundo plano no que diz respeito À tomada de decisões. Infelizmente, é aí que muitos abusos começam a ser cometidos. Porque? Porque ao se humilhar para segundo plano nestes aspectos, deixa de dar importância à sua opinião na tomada de decisões, logo o marido vê-se com mais autoridade para confirmar a sua liderança enquanto cabeça da casa. Quanto se apercebe do seu "poder cristão", é só um passinho até que outros abusos possam ser cometidos, com o passar dos anos.

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por vendetta1 em Seg Ago 22 2016, 13:12

Muitas vezes imagino o numero de mulheres TJ que durante anos a fio, "aguentam" os maus tratos por parte do marido, sem poder abrir a boca, a sentirem-se sozinhas e abandonas sem ajudas de nada e ninguem, deve ser aflitivo para essas mulheres tudo em nome da ORGA, se abrirem a boca, já sabem.......é realmente muito triste, a bondosa submissão que se vive dentro da santa ORGA.

vendetta1

Mensagens : 83
Likes : 7
Data de inscrição : 14/06/2016
Idade : 40
Localização : lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por TJ esclarecido em Seg Ago 22 2016, 14:47

@vendetta1 escreveu:Muitas vezes imagino o numero de mulheres TJ  que durante anos a fio, "aguentam" os maus tratos por parte do marido, sem poder abrir a boca, a sentirem-se sozinhas e abandonas sem ajudas de nada e ninguem, deve ser aflitivo para essas mulheres tudo em nome da ORGA, se abrirem a boca, já sabem.......é realmente muito triste, a bondosa submissão que se vive dentro da santa ORGA.

Existirão casos em que os anciãos também aconselham a vítima a aguentar, aguentar, aguentar ... e se o agressor for também TJ, com algumas reacções violentas, nem sequer é chamado a uma comissão judicativa porque os anciãos têm medo dele.  Morrer a rir

Considerando que a violência doméstica assume múltiplas formas de agressão que não apenas as pela força física mas também agressão psicológica, emocional, etc, então também a taxa de incidência em casais TJ é muito, muito grande.

Conheço um caso na congregação dum amigo ex-ancião que costumo visitar, dum casal sem filhos, casados há uns 20 anos, ela pioneira regular e ele ancião. Ele obriga-a a trabalhar com ele num estabelecimento comercial que têm em conjunto e ao mesmo tempo a permanecer no serviço de pioneira o que lhe dá a ele também como ancião mais cotação.
O problema é que já por anos a fio tem sido testemunhado que ela é tratada pelo marido "abaixo de cão" tanto no trabalho, na presença de empregados que por lá passaram e hoje dão um péssimo testemunho dele, como também até por irmãos da congregação. A pobre da rapariga suporta tudo sem se queixar.

É tema já antigo de conversas entre os irmãos na congregação. Ela tem uma depressão, tendo estado já à beira dum esgotamento provavelmente não só, pelo excesso de trabalho e responsabilidades mas pela violência verbal e psicológica do marido que continua intocável. Questionei o meu amigo da razão da impunidade e o que ele me contou, não o vou mencionar aqui porque alguns que por aqui andam, rapidamente identificariam as pessoas em questão. Wink  Silêncio


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema"
Pablo Picasso

TJ esclarecido
Moderador
Moderador

Mensagens : 1805
Likes : 151
Data de inscrição : 13/11/2011
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por vendetta1 em Seg Ago 22 2016, 15:31

@TJ esclarecido escreveu:
@vendetta1 escreveu:Muitas vezes imagino o numero de mulheres TJ  que durante anos a fio, "aguentam" os maus tratos por parte do marido, sem poder abrir a boca, a sentirem-se sozinhas e abandonas sem ajudas de nada e ninguem, deve ser aflitivo para essas mulheres tudo em nome da ORGA, se abrirem a boca, já sabem.......é realmente muito triste, a bondosa submissão que se vive dentro da santa ORGA.

Existirão casos em que os anciãos também aconselham a vítima a aguentar, aguentar, aguentar ... e se o agressor for também TJ, com algumas reacções violentas, nem sequer é chamado a uma comissão judicativa porque os anciãos têm medo dele.  Morrer a rir

Considerando que a violência doméstica assume múltiplas formas de agressão que não apenas as pela força física mas também agressão psicológica, emocional, etc, então também a taxa de incidência em casais TJ é muito, muito grande.

Conheço um caso na congregação dum amigo ex-ancião que costumo visitar, dum casal sem filhos, casados há uns 20 anos, ela pioneira regular e ele ancião. Ele obriga-a a trabalhar com ele num estabelecimento comercial que têm em conjunto e ao mesmo tempo a permanecer no serviço de pioneira o que lhe dá a ele também como ancião mais cotação.
O problema é que já por anos a fio tem sido testemunhado que ela é tratada pelo marido "abaixo de cão" tanto no trabalho, na presença de empregados que por lá passaram e hoje dão um péssimo testemunho dele, como também até por irmãos da congregação. A pobre da rapariga suporta tudo sem se queixar.

É tema já antigo de conversas entre os irmãos na congregação. Ela tem uma depressão, tendo estado já à beira dum esgotamento provavelmente não só, pelo excesso de trabalho e responsabilidades mas pela violência verbal e psicológica do marido que continua intocável. Questionei o meu amigo da razão da impunidade e o que ele me contou, não o vou mencionar aqui porque alguns que por aqui andam, rapidamente identificariam as pessoas em questão. Wink  Silêncio


Tens toda a razão no que escreves, também conheço um caso em espeçial pareçido com o teu, mas por razões obvias não o conto, mas se nada se fizer no intuito de ajudar, as esposas continuam a sofrer mais e mais, muitas vezes, o que nunca me pareçeu justo, ok os ançiãos tem medo de algumas pessoas?
Eu compreendo, o resto já não, sei que é mais um assunto complicado mas terá que ser resolvido, não queria estar na pele das esposas que passam por isso.
Muitos maridos que colocam este sofrimento em prática não têm privilégios nenhuns, em casa já são os reis, podem fazer tudo, aqui quem manda sou eu, mas como digo há casos e casos.

vendetta1

Mensagens : 83
Likes : 7
Data de inscrição : 14/06/2016
Idade : 40
Localização : lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Kristy123 em Seg Ago 22 2016, 20:04

Estas questões são realmente muito complicadas.
Também existem casos de violência doméstica exercida de mulheres para com os homens, embora em percentagem muito menor, que não se poderá quase comparar, porque a violência exercida nas mulheres/esposas, se fosse divulgada por todas que a sofrem, seria um escândalo! E a pressão psicologica e a chantagem exercida em muitos lares é muito elevada!
E infelizmente este quadro não acontece somente com TJ...

Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4023
Likes : 222
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 97
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por PenaBranca em Ter Ago 23 2016, 12:41

TJesclarecido,

Conheço um caso igualzinho ao teu, a esposa aguenta tudo e o fulano ainda diz que a culpa  é dela por isso a trata assim!
Ninguem faz nada e ela sujeita-se diz que ele é assim que não faz por mal é para o bem dela!? Acham normal?

Quer dizer nada é normal numa religião em que submissão é glorificada.

Mais de 40 anos na Orga conheci tantos casos de violencia e abuso mental.

Um deles particularmente macabro, uma mulher espancada brutalmente pelo marido após ter dado à luz poucos dias antes. Fulano com privilegios na cong , ja com varios avisos dos outros anciãos mas continuou com privilegios. Ela foi mandada calar e perdoar o casamento continua.  Crying or Very sad

Outro caso, o marido manteve uma amante por 1 ano, a esposa foi incentivada a perdoar. Na comissão o marido contou intimidades do casal e disse que ela não era uma ''mulher'' quente e que procurou outra. A esposa teve de contar intimidades da sua sexualidade aos anciãos que quiseram saber TUDO. Depois até marcou consulta com ginecologista para saber sobre a sua  libido. O medico passou-se pois ela era uma mulher normal sem defeito. Ela estava muito afetada psicologicamente com as acusações do marido e anciãos.
Alguns anos depois a historia da amante de novo. Sabe o que os anciãos fizeram? Leram-lhe o texto: A mulher sabia edifica a sua casa e a tola a derruba com a sua propria mãos! O casamento ainda continua... Crying or Very sad

Outro caso, marido adultero descrente, encontra-se com o amante num local publico que é propriedade de uns irmãos. O romance floresce e é neste ponto de encontro que os amantes se encontram constantemente, trocam caricias e saiem para estarem juntos. A esposa é avisada pelos donos e irmãos do restaurante, fala com os anciãos pois desta vez havia provas concretas, estes dizem que não podem aceitar os donos do establecimento, que são irmãos, como testemunhas pois nunca se sabe se eles estaraiam a mentir ou teriam algo coisa contra o marido... affraid
Além disso, voce é que é TJ por isso sabe que deus odeia o divórcio! O casamento durou quase 3 decadas.

Outro caso: Maus tratos emocionais e fisicos levaram uma irmã ao hospital algumas vezes.
Ninguem ajudou, o corpo de anciãos era quase todo parente do marido. No ato desespero apos uma grave agressão a irmã chamou a policia.
Foram retirados os privilegios a essa irmã durante logos anos , porque levou um ''irmão ao tribunal de homens''.

Fico surprendida como algum pode se sujeitar a um tratamento assim.
Mas estas pessoas acham que jeova lhes dá força para continuar, que isto são tudo provas , que um dia o conjugue vai se arrepender.
Estas mulheres são pessoas com conduta correta e muito zelosas.

Teria mais casos tantos...

SIM A ORGANIZAÇÃO CONTRIBUI PARA OS ABUSOS NO CASAMENTO!

PenaBranca
Membros
Membros

Mensagens : 169
Likes : 44
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 56
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Ter Ago 23 2016, 19:51

A mensagem de Cristo é :

Salvem os outros se quiserem salvar a vós próprios

o EU e os OUTROS, é tão grande esse mistério e ao mesmo tempo tão simples

ninguém consegue ser feliz e viver sozinho, precisamos todos uns dos outros

por isso precisamos de ser tolerantes, compreensivos, saber perdoar, saber ser humilde, saber engolir sapos

o pensamento moderno é :

eu tenho o direito de ser feliz, eu quero ser feliz, então vou divorciar-me e os meus filhos logo se vê

ninguém carrega ou deseja carregar qualquer cruz

Deus é família, o céu é uma família, quem não sabe ser família na terra ( em vida ) não sabe ser família no céu

discussões e desentendimentos são normais, eu por acaso tive uma discussão feia à dias....mas

um dia depois, apesar de zangados, tentei com diálogo fazer as pazes e dormir em paz

a vida é tão curta, 40 anos passam tão depressa como fumaça por um buraco de uma fechadura....





Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por hocosi em Ter Ago 23 2016, 20:30

Olha quem apareceu aqui? O meu argui-inimigo nas coisas do espirito! Estou a brincar meu amigo. Tu sabes que te admiro. Que tal as férias?



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2577
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Ter Ago 23 2016, 20:53

@Altar escreveu:A mensagem de Cristo é :

Salvem os outros se quiserem salvar a vós próprios

o EU e os OUTROS, é tão grande esse mistério e ao mesmo tempo tão simples

ninguém consegue ser feliz e viver sozinho, precisamos todos uns dos outros

por isso precisamos de ser tolerantes, compreensivos, saber perdoar, saber ser humilde, saber engolir sapos

o pensamento moderno é :

eu tenho o direito de ser feliz, eu quero ser feliz, então vou divorciar-me e os meus filhos logo se vê

ninguém carrega ou deseja carregar qualquer cruz

Deus é família, o céu é uma família, quem não sabe ser família na terra ( em vida ) não sabe ser família no céu

discussões e desentendimentos são normais, eu por acaso tive uma discussão feia à dias....mas

um dia depois, apesar de zangados, tentei com diálogo fazer as pazes e dormir em paz

a vida é tão curta, 40 anos passam tão depressa como fumaça por um buraco de uma fechadura....



O grande problema, Altar, é quando as discussões passam a abusos psicológicos, emocionais, e físicos. E o homem que existiu, chamado Jesus Cristo, há dois mil anos, não tem grande coisa a dizer porque nem sequer era casado, portanto voto na matéria não deverá ter muito. Claro que o discurso era amarem-se uns aos outros, mas dito de uma forma tão vaga que o homem quis dizer tanto, que muitos livros se poderiam escrever.

O pensamento moderno, em relação a casamentos felizes ou não, sempre foi o mesmo há milhares de anos, com a pequena diferença que antes, sobretudo as mulheres, levavam pancada e eram sujeitas a abusos das mais variadas formas e não se podiam divorciar. hoje, felizmente, o divórcio existe para isso mesmo: Ir á procura da própria felicidade. Eu não digo que muitas vezes não seja utilizado de forma completamente abusiva, sem ter em atenção as responsabilidades familiares, mas que ajudou a fazer evoluir a nossa sociedade em muitos aspetos, lá isso é verdade.

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Ter Ago 23 2016, 20:57

@hocosi escreveu:Olha quem apareceu aqui? O meu argui-inimigo nas coisas do espirito! Estou a brincar meu amigo. Tu sabes que te admiro. Que tal as férias?

entre as arqui-discórdias encontra-se a sementinha minúscula da verdade Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

estive em Miranda, mais precisamente na freguesia de Urrós - Mogadouro, mas não aprendi mirandês Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

uma semana para tratar das coisas do meu sogro, está com 72 anos em fase terminal na doença de Parkinson, estivemos a arranjar um lar...

Próximo Domingo vou a Dortmund, Alemanha, visitar os meus pais durante 1 semana, o meu pai já tem 87 anos e prontos não sai de lá

é assim a vida, nada a fazer, algo que passa tão rápido excepto para os adolescentes que parece um eternidade chegarem aos 18, depois....

por isso quando regressar vais-me encontrar algo lamechas e muito espiritualista Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Ter Ago 23 2016, 21:38

@Vermute Rossi escreveu:

O grande problema, Altar, é quando as discussões passam a abusos psicológicos, emocionais, e físicos.


sim, infelizmente é assim

mas vou dar-te a interpretação da bíblia no modo católico :

Deus fez o Homem e a Mulher, portanto família
Deus escolheu Abraão e prometeu-lhe um grande povo, sua descendência, portanto família
Deus-filho fez-se homem ( ser-humano ) e cresceu no seio da sagrada-família
Deus-filho disse para comer da sua "carne", logo para fazer parte de uma uma grande família

prontos, aqui e acolá existem noções à família, a própria noção católica da Santíssima-Trindade é um Deus-Família

eu fico até espantado com as minhas gatas, toda a gente sabe que os gatos são independentes, não se apegam ao dono tal como um cão, gostam da liberdade

mas as minhas gatas à mínima ameaça fogem para o lar, para a sua família

até os animais têm noção de família, é algo intrínseco a todo o ser-vivo criado por Deus, algo inato na natureza criada por Deus, um Deus-família

uma ofensa à família é das piores ofensas a Deus, por isso é um alvo preferencial do demónio

desculpa que te diga :

mas se ninguém consegue ser tolerante dentro do seio da sua própria família, essa pessoa não consegue viver em qualquer família porque só pensa em si mesma

Neste último Domingo num sermão falou-se da Senhora dos Remédios, e falou-se nos remédios da modéstia, da simplicidade, da humildade

num casamento há que engolir sapos, se não for um tem que ser o outro, e se não for nenhum ambos são culpados aos olhos de Deus

tão simples quanto isso, e se houver filhos maior a culpa, e grande culpa, e imensa culpa

"os anos da infância são a âncora de toda a vida", não são minhas as palavras, são as de uma psicóloga num artigo que eu sitei como sendo de extrema crueldade

o casamento é um teste, um teste de amor, e não é fácil não


@Vermute Rossi escreveu:

E o homem que existiu, chamado Jesus Cristo, há dois mil anos, não tem grande coisa a dizer porque nem sequer era casado, portanto voto na matéria não deverá ter muito. Claro que o discurso era amarem-se uns aos outros, mas dito de uma forma tão vaga que o homem quis dizer tanto, que muitos livros se poderiam escrever.


bom, do ponto de vista católico tem imensa coisa a dizer visto que para os católicos Jesus é casado com o Pai e juntos geram o Espírito-Santo

por isso existe um salmo que diz 3 vezes : santo, santo, santo

A Santíssima-Trindade, a família primordial, a essência plena do amor

portanto depende do ponto de vista doutrinário aquilo que falas, digo da religião....


@Vermute Rossi escreveu:

O pensamento moderno, em relação a casamentos felizes ou não, sempre foi o mesmo há milhares de anos, com a pequena diferença que antes, sobretudo as mulheres, levavam pancada e eram sujeitas a abusos das mais variadas formas e não se podiam divorciar. hoje, felizmente, o divórcio existe para isso mesmo: Ir á procura da própria felicidade. Eu não digo que muitas vezes não seja utilizado de forma completamente abusiva, sem ter em atenção as responsabilidades familiares, mas que ajudou a fazer evoluir a nossa sociedade em muitos aspetos, lá isso é verdade.


hoje em dia os homens são piores que os animais

destroem a família, destroem o lar, e destroem a sociedade

quem não ama a sua família, e não consegue amar a sua família, e portanto ser humilde e engoli sapos.....também não estará apto para viver em família no grande Banquete no Céu de que fala a bíblia

na verdade a consequência de todas as crises económicas e guerras e etc...etc....é porque não há amor à família







Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Ter Ago 23 2016, 22:15

Altar, tudo depende da religião, sim. Eu sou testemunha de Jeová, infelizmente ativo por causas pessoais, mas dentro de mim sou agnóstico. O modo asqueroso como a Bíblia retrata a humilhação da mulher em relação ao homem, e a suposta obrigatoriedade em estar sujeita ao seu marido foram coisas que me levaram a abrir um pouco os olhos sobre esse livro nojento, que de santo não tem nada.

Sei que as minhas palavras são duras, mas anos de leitura e estudo sobre o que é realmente a Bíblia me levaram a pensar assim, peço desculpa se te ofendo. Mas isso é conversa para outro tópico Very Happy

Os homens (e as mulheres) destroem lares? Posso pedir que definas melhor essa frase nesse contexto?

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Ter Ago 23 2016, 23:04

@Vermute Rossi escreveu:

....

Sei que as minhas palavras são duras, mas anos de leitura e estudo sobre o que é realmente a Bíblia me levaram a pensar assim, peço desculpa se te ofendo. Mas isso é conversa para outro tópico Very Happy

...


não são nada duras, e hei.....

eu sou inofensível, sou uma estrela-de-batalha (*) católica  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir

(*) tirei isto de uns livros de bolso da série Galáctica, que estive a ler há dias


@Vermute Rossi escreveu:

Os homens (e as mulheres) destroem lares? Posso pedir que definas melhor essa frase nesse contexto?


falando a sério

Não culpes a bíblia por alguns costumes retratados da submissão da mulher ao homem e blah....blah....

julgo que é um livro bem acima da sua época na medida em que logo desde o génesis se diz que a mulher é carne tirada do homem, whatever......como parte dele para fazer parte em união com ele

repara que emancipação verdadeira da mulher só aconteceu em pleno sec. XX muito por culpa das grandes guerras

as empresas não tinham mão de obra masculina e então começaram a recrutar mulheres....

portanto repara que a própria sociedade é algo machista, demorou muitos anos, na verdade milénios até que se aceitasse a mulher como parte activa na economia.....foram precisas guerras bastante mortíferas que dizimassem muitos homens....muitos mesmo....

desde tempos primitivos, em sociedades pagãs e não pagãs, a mulher foi sempre considerada alguém para ficar em casa a cuidar dos filhos e demais coisas caseiras, às vezes de condição inferior

numa sociedade moderna e emancipada as coisas extravasaram para o individualismo, já não é a mulher que é "carne" do homem, nem é homem que é "carne" da mulher, nem é homem que abandona a casa dos pais para viver com a sua mulher e vice-versa

são apenas 2 seres individuais que procuram interesses individuais e prazeres individuais, quando essa união é pela natureza e como diz a bíblia fruto de multiplicação da vida

bom, complicado, mas eu também sou conhecido por ser bués de complicado  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir  Morrer a rir




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por EdenOne em Qua Ago 24 2016, 11:11

Altar: "Não culpes a bíblia por alguns costumes retratados da submissão da mulher ao homem e blah....blah.... julgo que é um livro bem acima da sua época"

O problema é este: Eu até poderia concordar, se estivéssemos de acordo que a Bíblia é um conjunto de documentos escrito por homens para homens e que revela sabedoria de homens. Mas isso faria da Bíblia apenas mais um livro. E não é isso que é afirmado pelos crentes cristãos. Para a maioria dos crentes cristãos, e em especial aqueles que aderem a correntes mais fundamentalistas, a Bíblia é um livro de autoria divina, inspirado por Deus, inerrável, e as palavras e/ou ideias expressas ali são as próprias palavras e/ou ideias de Deus. E, como tal, deve ser tomado como guia infalível de vida e os seus preceitos obedecidos á risca.

Seria de esperar que um livro que viesse acompanhado de tamanhas credenciais não contivesse erros, incoerências, histórias e noções que atentam contra a dignidade humana. Um livro de Deus não deveria carecer de ser "interpretado" de 1000 maneiras díspares, porque Deus (o seu suposto autor) deveria ser sábio o suficiente para transmitir a sua vontade de maneira inequívoca e não sujeita a "interpretações particulares" - mas é isso que acontece. Seria de esperar que um livro de Deus não contivesse inverdades científicas - mas está cheio delas. Deveria ser um livro que parte de verdades factuais para ensinar a justiça e a retidão - mas fundamenta-se em lendas e mitos que são contados como se de factos reais se tratassem. Não é um livro que revele uma sabedoria divina superior, imutável e bem estabelecida e "avançada para a sua época" - mas é um conjunto de documentos que revelam a sabedoria própria do tempo em que foram produzidos, uma sabedoria humana.

---------------------------------------

Para piorar as coisas, alguns grupos religiosos insistem em interpretações literalistas da Bíblia. A proibição do divórcio que é atribuída a Jesus Cristo (excepto em razão de "fornicação") é, em si mesma, uma prova de que a Bíblia não é um livro de Deus. Porquê? Vejamos: Jesus apela para a autoridade do relato de Gênesis para lembrar aos seus ouvintes que Deus no início formou macho e fêmea e os fez uma só carne. (Se com isso Jesus valida a noção creacionista literal de que o homem foi formado logo á partida como um ser plenamente desenvolvido, nas variantes feminina e masculina, então estamos perante uma inverdade científica ...mas adiante) Depois Jesus diz categoricamente: "O que Deus uniu, não o separe o homem". Ou seja, o Deus de Gênesis não fez nenhuma provisão para divórcio. Simplesmente não existe. Mas agora, Jesus introduz uma nova excepção de sua autoria: "Mas EU vos digo ... Excepto em razão de fornicação". Na realidade, Jesus estava a regredir para uma posição mais conservadora do que aquela que estava na Lei Mosaica, onde havia a provisão para um "certificado de divórcio" caso o marido se desagradasse de sua esposa (sem especificar a causa do desagrado, deixando amplo espaço para abusos, os quais foram abundantemente explorados pelos judeus). Depois, Jesus culpou Moisés por uma lei mal feita ("Moisés fez essa concessão por causa da dureza dos vossos corações...."). Mas afinal, a Lei era de Moisés, ou era de Deus? Ou para umas coisas a Lei era de Deus, mas para outras coisas, a Lei era de Moisés?

Aliás, as palavras de Jesus são uma falsidade: As regras da Lei concernentes ao divórcio foram transmitidas a Moisés juntamente com todo o resto da Lei. Não se tratou de uma alteração posterior (tal como aconteceu com as leis da hereditariedade da propriedade, que foram alteradas a pedido, tendo como precedente o caso das filhas de Zelofeade - ver Números 27) nem de nenhuma "concessão" especial ... de Moisés. Supostamente, tal como as leis que regulavam a poligamia e a escravatura, essa era a vontade de Yahweh. E não se diga que Yahweh "tolerava" e "regulava" mas não "aprovava" tais práticas ... essa é outra falácia comum. Afinal de contas, Jacó teve duas mulheres e Yahweh abençoou a mais recente, Raquel, e ainda deixou que Jacó mantivesse concubinas. (A Lei ainda não existia, mas se José rejeitou cometer fornicação com quem não estava casado e ainda não havia a Lei que o proibisse, não deveria também Jacó ter-se resignado ao seu primeiro casamento com Léia?). E Yahweh está perfeitamente á-vontade para não só "tolerar" a escravatura, mas para também tolerar os maus-tratos a um escravo. (ver Êxodo 21:20) e considerar que uma criança filho de um escravo é, logo á nascença, também um escravo (Levítico 22:10). Em qualquer sociedade civilizada, a escravatura é considerada uma abominação moral e não é "tolerada" ainda que se trate de um hábito cultural enraizado. Mas o Deus da Bíblia está á-vontade para tolerar e, mais ainda, regular essa prática e fazer dessas regras uma lei. Não há nenhuma provisão na Lei Mosaica que estabeleça um regime transitório que em última análise levasse á abolição da escravatura entre o povo de Deus. Essas leis eram definitivas e perpétuas. Até Jesus e os apóstolos nunca condenaram a escravatura existente nos seus dias. Em Mateus 5:18 Jesus declarou inequivocamente que as regras da Lei Mosaica eram válidas e em suas ilustrações menciona o amo que espanca os seus escravos e não condena isso (Lucas 12:46-48).

------------------------------

Ora, neste mesmo espírito, Genesis 3:16 ensina que a mulher seria castigada pela sua culpa pelo pecado original por ter dores de parto e o seu marido "dominar sobre ela". Logo á partida, o suposto livro de Deus estabelece que as mulheres (não apenas Eva, mas todas as que dela descendem) devem ser castigadas perpetuamente  na forma de submissão a um marido dominador, como se de um monarca se tratasse. (a palavra hebraica usada 'mashal' é usualmente empregue no AT para descrever a autoridade de um monarca). Para início de conversa não está mal ...

Quando uma mulher israelita dava á luz, deveria ficar "impura" por 40 dias se se tratasse de um filho do sexo masculino. Mas se se tratasse de uma criança do sexo feminino, a "impureza" duraria 80 dias! (Levítico 12:2-5) Dois pesos e duas medidas ... Não há aqui nenhuma motivação de saúde pública implicada. É somente revelador de uma atitude de inferiorização do papel da mulher na sociedade. O mesmo se pode dizer de um pai Israelita que tivesse de vender a sua progénie como escravo para pagar dívidas ... podia vender a FILHA mas não o filho.... (Êxodo 21:7, 8 )

O homem israelita podia raptar e violar uma mulher e não ser punido por isso....desde que a tomasse por esposa. Ou seja, uma mulher estava obrigada a casar com o seu agressor sexual e não tinha sequer o direito de recusar ou de se divorciar mais tarde. (Deuteronômio 22:28, 29) Imagine-se o ambiente em casa ... já que o homem também não podia divorciar-se dela.

O escritor de Provérbios considerava a mulher como a fonte de toda a iniquidade (Eclesiástico 25:13, 22); o mesmo escritor prescreve a punição física como a cura para a iniquidade (Provérbios 10:12-14; 20:29, 30; 26:2-4). Portanto, se um marido israelita, a quem é atribuído o estatuto de monarca dentro da sua família, determina que a sua esposa é estúpida, tola ou iníqua, ele está perfeitamente á-vontade para espancar a sua esposa. É esta a "sabedoria divina" contida no AT ... aliás, se alguém me puder mostrar um ÚNICO TEXTO no antigo Testamento que condene a violência doméstica ... fico a aguardar. É que, apesar dos muitos cenários descritos np AT em que a violência é condenada (Ver por exemplo Êxodo 21:14-27), o cenário de violência doméstica nunca é mencionado!

---------------------------------

No Novo Testamento, as mulheres continuam a ter de estar completamente submissas á autoridade dos seus maridos. (1 Coríntios 11:3), na continuação da tradição do AT. Em Revelação 14:4 os 144.000 "santos" são aqueles que não se poluíram com ... mulheres. Paulo continua a culpar a mulher pelo pecado original e a validar a noção que a sua submissão total ao homem é o consequente castigo. (1 Timóteo 2:11-15)

No seu tempo, Jesus certamente testemunhou cenas de violência doméstica em que maridos maltratavam as esposas. Alguma vez, nos seus ensinos, Jesus especificamente fez alguma condenação da violência doméstica? Não consta.

É certo que em Efésios 5:22-33 se menciona que o marido deve amar a esposa e trata-la como a sua própria carne, em imitação do que Cristo faz com a congregação. Parece bonito? Mas repare-se que este tratamento é CONDICIONAL. O marido deve amar a esposa conquanto a esposa seja submissa e mostre "profundo respeito" pelo seu marido. (Efésios 5:22, 33) O que acontece á congregação se ela não se sujeitar ao Cristo e o respeitar? Na ilustração do "mordomo fiel" Jesus mostrou que os seus servos que desobedecem ás suas instruções são "punidos severamente" [em grego: 'dichotomései', literalmente: cortado em pedaços] e rejeitados e lançados fora da casa do amo (Lucas 12:46), e os servos que não entenderam as instruções do amo são "açoitados com muitos açoites" (Lucas 12:47). Ou seja, o marido deve tratar a esposa com amor e bondade APENAS e SE a esposa for submissa e respeitadora. O que acontece, então, se a esposa não for submissa e respeitadora? O que acontece se a esposa competir com o marido pela chefia da casa? O que acontece se a esposa quiser ter autonomia com relação ao dinheiro que ela ganha com o seu emprego? O que acontece se a esposa tiver alguma perturbação emocional e tratar o marido sem respeito, talvez insultando-o? O que acontece se a esposa tiver ascendente intelectual e profissional sobre o marido e começar a ser condescendente com ele ou menorizá-lo, talvez em frente dos filhos ou de amigos? O que acontece se a esposa for costumeiramente teimosa e obstinada e estiver resolvida a levar a sua vontade adiante? O que acontece se a esposa não for obediente ao seu marido?

Assim como Yahweh era figurativamente "casado" com a nação de Israel e puniu aquela nação várias vezes pela sua desobediência e falta de submissão ás suas leis, assim também existe uma certa cultura entre os Cristãos segundo a qual o marido tem desculpa para maltratar fisicamente ou verbalmente a sua esposa. A "culpa" dos maus tratos é, por defeito, da mulher. Se ela fosse perfeitamente submissa, obediente e dócil, o marido não teria motivos para abusar dela. Se abusa, então provavelmente a culpa é dela, que não se esforça o suficiente para a gradar ao marido. Infelizmente, os anciãos das Testemunhas de Jeová [sem surpresa, todos homens] têm sido parte activa na promoção e perpetuação desta cultura criminosa quando é levado ao seu conhecimento casos de violência doméstica. A própria Organização, na sua literatura, sugere que as mulheres devam "comer e calar".  Mas, lembrem-se: a violência doméstica é um crime punível por lei. Não é meramente um pecado, tal como a pedofilia não é meramente um pecado de imoralidade sexual. Não pode ser tolerada!

A Bíblia é um livro que perpetua a menorização das mulheres e desculpa a violência doméstica! Não deve ser considerada "autoridade moral". É certo que as pessoas hoje se divorciam por motivos frívolos e não se esforçam o suficiente para fazer um casamento funcionar, mas a violência doméstica e os abusos físicos e verbais não são nenhuma frivolidade!

Eden


Última edição por EdenOne em Qua Ago 24 2016, 11:22, editado 1 vez(es)


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House

EdenOne
Membros
Membros

Mensagens : 271
Likes : 87
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Qua Ago 24 2016, 11:16

Eu estava a preparar uma resposta para o Altar, que expunha basicamente aquilo que o Eden One comentou. Não me resta muito a acrescentar para esta resposta Smile

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por sunset em Qua Ago 24 2016, 14:24

Conheci um caso de um homem TJ que se sentia muito sozinho. Já não era novo, nem em idade nem na "verdade", e queria arranjar uma companheira.
Acabou por conhecer uma irmã de outra congregação e acabaram por se casar, tendo-se ele mudado para a congregação dela. Não havia propriamente um sentimento. Juntaram-se porque ambos não queriam estar sozinhos e assim juntou-se o útil ao agradável. Quer dizer, agradável pelo menos para ele...
Mais tarde vim a saber por outra irmã, que ele a maltratava. Verbalmente tenho a certeza, se havia algo mais não sei.
Um dia esse casal veio à minha congregação uma semana, se não estou em erro.
Bem, mais notório não podia ser. A irmã disse mesmo que as coisas não iam bem, tinha um semblante carregado e a dita alegria que dizem que tão bem caracteriza o povo de Deus, nem vê-la...
Custou-me ver aquilo... Custou-me ainda mais saber que nada será feito. Nunca mais ouvi falar deste casal, portanto não sei de mais nada. Isto já foi há uns anos.

"Casar somente no Senhor" não é necessariamente sinónimo de felicidade eterna. E ela que o diga...


sunset
Membros
Membros

Mensagens : 36
Likes : 4
Data de inscrição : 04/07/2014
Idade : 20
Localização : Leiria

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por HALDYS em Qua Ago 24 2016, 19:43

@EdenOne escreveu:Altar: "

No Novo Testamento, as mulheres continuam a ter de estar completamente submissas á autoridade dos seus maridos. (1 Coríntios 11:3), na continuação da tradição do AT. Em Revelação 14:4 os 144.000 "santos" são aqueles que não se poluíram com ... mulheres. Paulo continua a culpar a
É certo que em Efésios 5:22-33 se menciona que o marido deve amar a esposa e trata-la como a sua própria carne, em imitação do que Cristo faz com a congregação. Parece bonito? Mas repare-se que este tratamento é CONDICIONAL. O marido deve amar a esposa conquanto a esposa seja submissa e mostre "profundo respeito" pelo seu marido. (Efésios 5:22, 33) O que acontece á congregação se ela não se sujeitar ao Cristo e o respeitar? Na ilustração do "mordomo fiel" Jesus mostrou que os seus servos que desobedecem ás suas instruções são "punidos severamente" [em grego: 'dichotomései', [i]literalmente
: cortado em pedaços] e rejeitados e lançados fora da casa do amo (Lucas 12:46), e os servos que não
A Bíblia é um livro que perpetua a menorização das mulheres e desculpa a violência doméstica! Não deve ser considerada "autoridade moral". É certo que as pessoas hoje se divorciam por motivos frívolos e não se esforçam o suficiente para fazer um casamento funcionar, mas a violência doméstica e os abusos físicos e verbais não são nenhuma frivolidade!

Eden
plenamente de acordo com o Eden. Neste caso se as TJ toleram a violência domestica é porque seguem a Bíblia. e todos os grupos religiosos que seguem a Bíblia tem a mesma culpa de tolerância.
Só não concordo muito quando disseste que Jesus fez a lei regredir quando restringiu as causas de divorcia à fornicação. Jesus foi vanguardista porque como disseste os homens debaixo da lei aproveitavam se da abstracção da lei para divorciarem das esposas sob motivos as vezes fúteis. Assim já nao podiam divorciar se tão facilmente.

HALDYS
Membros
Membros

Mensagens : 355
Likes : 47
Data de inscrição : 04/09/2014
Idade : 37
Localização : porto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por EdenOne em Qua Ago 24 2016, 20:45

nubia escreveu:
plenamente de acordo com o Eden. Neste caso se as TJ toleram a violência domestica é porque seguem a Bíblia. e todos os grupos religiosos que seguem a Bíblia tem a mesma culpa de tolerância.
Só não concordo muito  quando disseste que Jesus fez a lei regredir quando restringiu as causas de divorcia à fornicação. Jesus foi vanguardista porque como disseste os homens debaixo da lei aproveitavam se da abstracção da lei para divorciarem das esposas sob motivos as vezes fúteis. Assim já nao podiam divorciar se tão facilmente.

Por ser menos liberal que os fariseus, Jesus foi (neste caso, pelo menos) mais CONSERVADOR do que os fariseus, ao reduzir a UMA a condição em que um divórcio poderia ocorrer. Não estou a defender se os motivos invocados pelos fariseus protegiam mais as mulheres - certamente que não, pois a prerrogativa de iniciar uma acção de divórcio continuava a pertencer exclusivamente ao homem. A mulher em Israel não podia, sob nenhuma circunstância, solicitar o divórcio. Nesse prisma, o ensino de Jesus protegia mais as mulheres casadas de serem abandonadas pelos seus maridos e poderem ter de enfrentar uma situação inesperada de indigência. Embora, sob esse arranjo, a mulher podia pedir ao marido que já não a amasse que lhe desse a sua emancipação, e a mulher divorciada teria direito a um "certificado de repúdio" e podia casar-se outra vez. Porém, ao restringir as condições de divórcio sem que simultaneamente condenasse a opressão e o abuso dentro do arranjo matrimonial, Jesus condenou as mulheres casadas que sofrem abusos físicos e verbais a uma perpétua e inescapável submissão ao marido abusador até á morte de um dos cônjuges.

Eden


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House

EdenOne
Membros
Membros

Mensagens : 271
Likes : 87
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 45
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Qua Ago 24 2016, 21:48

@EdenOne escreveu:
...
O problema é este: Eu até poderia concordar, se estivéssemos de acordo que a Bíblia é um conjunto de documentos escrito por homens para homens e que revela sabedoria de homens.
...

Sabeis que estou em férias e estive em Mogadouro - Miranda

mas também estive 1 dia em Bragança e nesse dia de manhã fui tomar o pequeno-almoço a uma Chocolateria

enquanto comia uma torrada vi na parede uma citação, não me lembro de quem, mas dizia isto :

"5 em cada 6 pessoas afirmam gostar de chocolate, a sexta mente"

neste contexto desta thread vou reformular deste modo :

"5 em cada 6 homens afirmam que são machistas, a sexta mente"

haja algum um homem aqui, apenas 1, que me prove que em nenhuma circunstância na vida, que em nenhuma atitude tomada na vida, que em nenhuma decisão na vida, ou sequer num simples pensamento, fosse tudo livre de qualquer resquício de machismo.....

então eu concordo 1000 por cento com tudo aquilo que disseste

o problema é que não há aqui HOMEM algum livre de machismo, vocês homens que já estão livres de religião, nenhum....num ponto ou outro todos caem, ateus ou não ateus....

logo então eu assumo o teu paragrafo em cima à letra : mensagem textual de homem para homem

afinal eu nunca ouvi falar da ditadora Nero ou demais do império romano, ou da ditadora Napoleão, ou da ditadora Hitler ou da ditadora Estaline ou da ditadora Pol Pot, ou da ditadora da coreia do norte, etc...etc...etc....

se calhar a bíblia foca-se no mal que o homem faz e a mensagem é para eles, mais Estrogênio e menos testosterona, será ?!

repare-se que nem a ciência é neutra, porque é ela quem diz :

"quando o homem surgiu na terra...." ????????

ou

"o homem já existe há mais de XXX milénios"

porque não dizer :

"quando a mulher surgiu na terra ....." ??????

ou

"a mulher já existe há mais de XXX milénios"


porquê ?! porquê?! ?! ?! porquê ?! ?!?


e vocês sabem perfeitamente que eu sou católico, e que para um católico Jesus Cristo faz parte da divindade, é Deus com o Pai e o ES

porque é que se fez homem e não mulher ?! porque é que só escolheu homens para discípulos e nenhuma mulher ?! afinal Deus não tem sexo nenhum, nem anjos

e outra pergunta mais pertinente :

porque raios Deus, ou Anjos ou Demónios têm que ter forma humana ?! todas as representações dão forma humana, porquê ?! porquê ?!

--------------------------

A bíblia é história, história de um povo, com princípio e meio e fim

esse é o grande mal de todas as religiões avulsas, que retiram trechos avulso e os interpretam à letra

a bíblia, como história de um povo, deve ser entendida e interpretada como um todo

com uma promessa dada no início no génesis, em esmagar a cabeça da serpente, passando pela imensidão das estrelas da descendência de Abraão, até à vitória final no Apocalipse da cidade santa de todos os descendentes de Abraão

resumindo assim em grosso modo

a bíblia não é algo avulso tipo o alcorão, este sim, são versos das tradições hebraicas e cristãs atiradas ao ar e depois quando caíram no chão foram misturadas sem qualquer nexo, e sem princípio e sem fim, simplesmente versos intragáveis

-------------------------

bíblia inspirada ?! sim

palavra textual de Deus ?! nunca

é linear e concisa nas ideias espirituais essenciais ?! absolutamente

forma um todo que nem uma equação matemática expressando um pensamento de Deus ?! sem dúvida alguma




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Vermute Rossi em Qua Ago 24 2016, 23:29

Uma coisa é certa: Durante séculos, o casamento e a condição da mulher foram definidos pelos ensinos da Bíblia, pelo menos na sociedades ocidentais onde o catolicismo era dominante. Pegando na Bíblia e lendo-a de fio a pavio, podemos observar de forma muito direta a condição de ser mulher nos tempos antigos.

E podem-me dizer que a Bíblia era muito avançada para os tempos em que foi escrita... Em muitos aspetos seria, não haja dúvida, mas será que um livro escrito por homens que desejavam afirmar o seu poder pelo medo deveria ter sido um livro onde o amor abunda e a união verdadeira entre o casal seja uma constante em toda a sua escrita: A resposta é óbvia: Não. Portanto, a Bíblia não foi feita para agradar ao povo. Foi escrita com o intuito de sujeitar a maioria do povo debaixo do poder autoritário de Yahweh, pelo menos falando no antigo testamento.

Falando na figura de Jesus, a verdade é que nunca defendeu a CONDIÇÃO de ser mulher. Nunca vimos Jesus a afirmar que as mulheres deveriam poder tomar a dianteira e participar nas decisões, assim como os homens. Porque? Porque é que Jesus ficou fulo com os vendedores no templo, mas não ficou muito preocupado com o facto de várias mulheres (seguidoras dele) poderem ter a mesma oportunidade de participar ativamente em muitos outros aspetos, assim como os homens? Por medo da sociedade? Por causa da sociedade não estar muito "preparada" para uma decisão dessas?

Para quem abalou uma região inteira do globo, naquela altura,com os seus ensinos e formas de viver a vida, parece que Jesus não deixou de lado o machismo que o caracterizou de certa forma.

Altar, machismo não é ter uma atitude, em determinados aspetos, de superioridade em relação a mulher. Por exemplo, biologicamente falando, os homens tendem a ter mais facilidade em tomar certas decisões em relação a determinados aspetos e vice-versa. O machismo envolve recusar a igualdade de direitos e deveres entre os gêneros sexuais, favorecendo e enaltecendo o sexo masculino sobre o feminino, que foi isso que Jesus fez! Dentre os seus apóstolos, quantos eram mulher? Zero. E porque? Porque Jesus enaltecia o sexo masculino como sendo o mais forte e mais capacitado em tomar decisões. Isto e muitos aspetos da vida desse homem, Jesus Cristo, poderiam nos mostrar que afinal, Jesus não era tão a favor das mulheres como poderíamos pensar.

Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 220
Likes : 50
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 25
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Altar em Qui Ago 25 2016, 00:06

@Vermute Rossi escreveu:

Uma coisa é certa: Durante séculos, o casamento e a condição da mulher foram definidos pelos ensinos da Bíblia, pelo menos na sociedades ocidentais onde o catolicismo era dominante. Pegando na Bíblia e lendo-a de fio a pavio, podemos observar de forma muito direta a condição de ser mulher nos tempos antigos.


olha que não, olha que não....vai ao google

o casamento foi anterior à bíblia, significava apenas um contrato em sociedades pagãs para proteger os menores nascidos de uma cópula carnal, um simples contrato em papel para proteger os bebés e os recém-nascidos.....tão simples como isso

um contrato, e desculpem o termo e a linguagem, para proteger os danos colaterais do prazer sexual

o que a bíblia fez foi engrandecer e gloriar esse contrato, tornando-o inviolável e uma obrigação ....

uma obrigação perante os recém-nascidos neste e noutro mundo

para mim é lei linda e bela, malditos sejam os desejos individuais e as ambições pessoais

"venham a mim as criancinhas...."

"quem mal fizer a um destes pequenininhos mais vale prender uma mó de moínho e lançar-se ao rio".....

como disse atrás, palavras de um psiquiatra :

"os primeiros anos da infância são a âncora de toda uma vida...."

simplesmente linda esta lei inviolável, e que assim seja, e que todos paguem aquilo que têm a pagar


@Vermute Rossi escreveu:
...
E podem-me dizer que a Bíblia era muito avançada para os tempos em que foi escrita...
...

e continua hoje em dia

Não, Jesus não foi retrógrado, e não é aquilo que EdenOne diz :

Porém, ao restringir as condições de divórcio sem que simultaneamente condenasse a opressão e o abuso dentro do arranjo matrimonial, Jesus condenou as mulheres casadas que sofrem abusos físicos e verbais a uma perpétua e inescapável submissão ao marido abusador até á morte de um dos cônjuges.

simplesmente eu interpreto, como católico, desta maneira :

ai daquele, ai daquele, ou daquela Morrer a rir Morrer a rir

que abandonar a sua família e seus pequenininhos ....

não pensar nesses pequenos seres, nesses pequenininhos de Deus, nessas criancinhas, nessas alminhas puras e inocentes

essas alminhas que se vêm sem lar, sem família, sem refúgio, sem nada

tudo por culpa de um dos pais, ou dos dois, depende.....pode haver apenas um só culpado e a outra ser a vítima....

o certo é que até as minhas gatas sabem qual é o seu lar, e eu não estou a falar de animais, estou a falar de crianças

resumindo, Cristo veio alertar para essa inviolabilidade do casamento, um sacramento sagrado para Deus

e logo um casal em dificuldades sabendo disso tenta compôr as coisas, fazer as pazes de algum modo, acontece comigo que me casei aos 25, graças a Deus depois as coisas funcionam ou têm funcionado....não é fácil.....mas fazê-mo-lo, pelos filhos, por essas alminhas, pela união, pela família, pela vida verdadeira

é assim, e diga-se o que se disser, deve ser assim, pelas alminhas desses pequeninhos, para que venham ao mundo em alegria e em paz....para que tenham a âncora que precisam para o resto das suas vidas

é assim que vejo a justiça, e ela é bela, custe a quem custar

também diz Cristo :

não é digno de mim quem não renunciar-se a si mesmo e pegar na sua cruz

logo :

Casamento = saber engolir sapos, ser humilde, saber perdoar, saber e querer e desejar a família

quem não quer não poderá desejar participar na grande família celeste, ou na tal gloriosa cidade santa dita no apocalipse




Altar
Membros
Membros

Mensagens : 1715
Likes : 57
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 47
Localização : Lisboa - Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As TJ Toleram a Violência Doméstica

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 17:27


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum