EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Porque eu não vou ao memorial

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por TJ Curioso em Seg Mar 11 2013, 17:18

Para quem está afastado ou está nesse processo, o memorial é mais uma situação embaraçosa e complicada com que nos temos de confrontar.

Quer por força das circunstâncias, pressão parental e familiar ou simplesmente não desejar dar nas vistas por faltar à reunião considerada como tendo maior importância no mundo das TJ, muitos acabam por ter de ceder às suas convicções pessoais e ir a essa reunião.

No meu caso, este ano não pretendo assistir. E porquê?

Porque considero que a celebração do memorial, conforme feito pelas TJ é na realidade, uma farsa. Uma falsa comemoração. Quando Jesus fez o pedido "persisti em fazer isso em memória de mim", não foi certamente para a maioria ou todos os presentes estarem apenas como "espectadores respeitosos" vendo passar os emblemas.

Acredito que TODOS os discípulos de Cristo têm de ser participantes ativos nesta comemoração.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por ellipsis em Seg Mar 11 2013, 18:47

@TJ Curioso escreveu:

Acredito que TODOS os discípulos de Cristo têm de ser participantes ativos nesta comemoração.

Esta era a forma de Ray ver as coisas e que segunda a bíblia é a correta,

Mas eu não vou simplesmente, porque se não vou a nenhuma reunião, porque deveria ir a esta ?




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Justiceiro em Seg Mar 11 2013, 19:35

Eu não vou porque à hora que se vai realizar o memorial vai ser transmitido um episódio muito importante da novela que não posso perder. Há que haver prioridades...




Justiceiro

Mensagens : 1126
Likes : 57
Data de inscrição : 27/09/2011
Localização : N/C

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por ellipsis em Seg Mar 11 2013, 20:10

Vitor Máximo escreveu:Eu não vou porque à hora que se vai realizar o memorial vai ser transmitido um episódio muito importante da novela que não posso perder. Há que haver prioridades...

Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir lol! tu é que gozas. Novela.!!?




Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Boas postagens!


Admn sugere:
     
Respeite as regras do fórum e seja um bom membro.
Antes de criar um novo tópico faça uma pesquisa rápida.Podes começar por AQUI
Se perdeu a senha do fórum, contate um administrador por MP.


ellipsis
Admin
Admin

Mensagens : 8065
Likes : 276
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 42
Localização : Vila de Cucujães

Ver perfil do usuário http://escravodaverdade.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Justiceiro em Seg Mar 11 2013, 20:23

@ellipsis escreveu:
Vitor Máximo escreveu:Eu não vou porque à hora que se vai realizar o memorial vai ser transmitido um episódio muito importante da novela que não posso perder. Há que haver prioridades...

Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir lol! tu é que gozas. Novela.!!?

Ando a seguir a Cassandra!!!




Justiceiro

Mensagens : 1126
Likes : 57
Data de inscrição : 27/09/2011
Localização : N/C

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Sara Mel em Seg Mar 11 2013, 20:37

Concordo com os comentários que antecedem, feitos por tão ilustres foristas... Até concordo com aquele que diz que fica a ver a novela...

No meu caso, vou apenas e exclusivamente por respeito e amor à minha mãe....

Ela ficaria tristíssima se eu não estivesse presente... Afinal convida estranhos e a filha dela não aceita!

Confesso que me vai custar assistir e este ano mais que os outros... Very Happy

Tenho pena de não ter net no telefone, porque iria ser uma hora muita activa no forum!!! Morrer a rir

D.


Sara Mel

Sara Mel
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 2743
Likes : 96
Data de inscrição : 26/11/2012
Idade : 42
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Crixus em Seg Mar 11 2013, 21:17

eu vou por respeito a minha mae. seria um choque para ela. Concordo com o TJC. A comemoraçao era para todos e nao para uns iluminados




Crixus
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1030
Likes : 55
Data de inscrição : 26/11/2012
Localização : Grande Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por elektra em Seg Mar 11 2013, 22:46

Desde que estou desassociada, nunca mais fui! Se fui expulsa de lá, é porque não me querem lá! O sentimento é recíproco... Razz

É isso e os discursos especiais! Ainda bem que já desisitiram de me convidar!


Elektra

elektra
Membros
Membros

Mensagens : 148
Likes : 10
Data de inscrição : 26/12/2012
Idade : 38
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Luna em Seg Mar 11 2013, 23:20

Nao vou porque simplesmente nao quero ouvir baboseiras, desde que só um pequeno grupo tem direito a ter alma e ir para o ceu....uns comem e bebem e outros ficam a ver a caravana passar..... enfim....baboseiras atrás de disparates....




Luna
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 370
Likes : 20
Data de inscrição : 22/11/2012
Idade : 33
Localização : Sintra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Justiceiro em Ter Mar 12 2013, 00:18

Luna_83 escreveu:Nao vou porque simplesmente nao quero ouvir baboseiras, desde que só um pequeno grupo tem direito a ter alma e ir para o ceu....uns comem e bebem e outros ficam a ver a caravana passar..... enfim....baboseiras atrás de disparates....

Só não comes e não bebes se não quiseres! Se calhar até fazes parte dos eleitos... Há uns anos atrás os "apóstatas" brasileiros foram ao memorial e participaram do pão e do vinho. Alguém lhes disse alguma coisa? Não. Nem podem!




Justiceiro

Mensagens : 1126
Likes : 57
Data de inscrição : 27/09/2011
Localização : N/C

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Kimba em Ter Mar 12 2013, 08:50

No ano passado fui, depois de mais de meio ano sem assistir a nenhuma reunião. No entanto, para evitar os olhares de esguelha e aquelas pessoas que vêm ter conosco abraçar-nos (até parece que estávamos em coma e acordámos), fui a uma congregação diferente da que antes frequentava.
Apesar do tempo perdido (que seca meu Deus!!!), serviu para alguma coisa: durante todo o tempo que lá estive senti-me deslocado e isso deu-me a certeza que de facto não tenho nada a ver com aquela organização e que o melhor que tenho a fazer é mesmo manter-me bem afastado dela.
A partir de agora, nunca mais!!


"Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar." - Isabel Allende

Kimba
Membros
Membros

Mensagens : 703
Likes : 89
Data de inscrição : 30/08/2012
Idade : 42
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por antonio1965 em Ter Mar 12 2013, 10:03

Também fui assistir ao Memorial do ano passado e fi-lo numa congregação a que não pertencia. Levei o tempo todo a reclamar comigo por ter cometido tamanha asneira que tomei a decisão de não voltar a repetir.

Por isso, este ano não vou assistir ao Memorial.




antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 51
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Condor em Ter Mar 12 2013, 10:17

Eu não vou porque:

1º Por uma questão de respeito a mim mesmo. Ir por causa de outros era uma forma de os enganar e uma traição à minha essência;

2º O memorial é um ritual. Um ritual que nada tem de divino ou de cristão, e o modo como é feito pela seita das testemunhas nem sequer tem base bíblica.

3º Já perdi anos demais na minha vida, cerca de 30, enganado, formatado e explorado de forma que: "já basta o tempo decorrido".

Por isso no dia em que decidi afastar-me foi para nunca mais voltar e assim foi. Nunca mais pisei o salão, ou outro recinto, onde se efectue reuniões dessa seita.

Um abraço a todos.


"Tomei consciência que as minhas verdades, construídas ao longo de anos, foram as minhas prisões - não a minha liberdade" - Condor

Condor
Membros
Membros

Mensagens : 367
Likes : 41
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 53
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por TJ Curioso em Ter Mar 12 2013, 10:35

Deixo aqui o pensamento de Raymond Franz sobre o memorial, conforme escreveu numa carta.


Dear Daniel,

I appreciated your latest letter. As you have found, the Memorial, as celebrated by Witnesses, converts an expression of faith (in Christ's ransom sacrifice on the part of all Christians) into a means primarily for advancing an organization's teaching and restricting Jesus' words, "Do this [that is, take of the wine and unleavened bread] in remembrance of me" to a comparatively tiny group of persons.

If one reads John 6:32-59 it seems quite clear that bread and wine are used Biblically to symbolize things in which everyone hoping to gain life must share, that both emblems refer to the ransom sacrifice, God's provision through Christ for attaining life everlasting made available for all persons. By his later use of these emblems at the final supper, God's Son established a means for expressing through figurative emblems the faith each of us has in the ransom sacrifice he provided, as well making acknowledgment of the community of brotherhood we hold with all others having that faith.

So, in our discussions we focus on the fact that Christ instituted the occasion as a means for remembering him and for expressing faith in his ransom sacrifice. He said nothing about two classes, one class partaking and the other not. (Compare 1 Corinthians 11:23-26; John 6:47-58) Paul's words about partaking "unworthily" had to do with the manner and attitude some in Corinth were showing on the occasion and did not in anyway indicate that participation was restricted to a particular "class" of Christians. (1 Corinthians 11:17-22, 27-34) Recognizing that eating the bread and drinking the wine simply represents faith in the ransom sacrifice Christ provided, from which all Christians benefit, almost all in attendance at our gatherings usually partake. It is so much more meaningful than the rather empty ceremony typical of Kingdom Hall celebrations.

In our celebration, we gather in the evening for a regular meal and then follow this with a commemorating of the Lord's evening meal, which we generally do while still sitting around the dinner table. It is informal but enjoyable and meaningful. I think of the fact that even the Passover was not celebrated at the temple (though each family's lamb was sacrificed there) but was held in homes, something that was true of early Christian's commemorating of the Lord's evening meal. The simplicity, accessibility, and every-day nature of the emblems Christ employed also seem notable. They had nothing of the unusual or exotic or "special," since they were common items on the daily table, not some kind of special "sabbath" food. Similarly Christ's ransom sacrifice is open to all, and our partaking of his "body" and "blood" is not something done on Sundays but an everyday, all-day matter, carried out by showing faith in our ordinary, daily affairs of life.

As regards the time for celebrating the Lord's evening meal, we have customarily celebrated the meal on the date of the Jewish passover, but not as viewing that as a require date. It would seem that the important thing is the celebrating of the meal, not the precise day. We really have no way of knowing what day Jesus would recognize today as the "correct" date corresponding to Passover.

Actually, there really is not much Biblical proof that Christians celebrated it only on a yearly basis. The apostle Paul quotes Jesus as saying, "Keep doing this, as often as you drink it, in remembrance of me." (1 Corinthians 11:25) As a Witness, I used to try to explain away the expression "often" by referring to Hebrews 9:25, where the word "often" appears again in the English New World Translation, used there in connection with the high priest's entry into the Most Holy, which took place once a year on atonement day. But a person familiar with Greek pointed out to me that in the Greek original two different words are used for the "often" in 1 Corinthians and that at Hebrews 9. The one in Hebrews 9 means essentially "a number of times" but that in 1 Corinthians is much more indefinite (or broader and looser), and has the sense of "whenever." He also pointed out that it is generally believed that Paul arrived first in Corinth about 50 A.D. and the account in Acts shows he spent a minimum of eighteen months there (Acts 18:11), possibly longer (Acts 18:18), so he left there in late 51 or early 52 A.D. His first letter to Corinthians is believed to have been written about the spring of 55 A.D. In that letter he rebukes them for their conduct in connection with the Lord's evening meal (chapter 11:17-22), showing that some were viewing it as if it were an ordinary meal and giving no true significance to the emblems. If the celebration of the meal was done only once a year it seems incredible that, after having celebrated it only four or five times at the most (from 50 to 55 A.D.), and perhaps only three times since Paul's departure, they could possibly slip so quickly into such an attitude. A once-a-year celebration would have made the event an unusual, uncommon one. On the other hand if they were celebrating it not on an annual basis but more often, they might have celebrated it dozens or scores of times in those few years. That would more reasonably explain how some had come to take the attitude that Paul rebukes. Some suggest that when Christians had their agapes or gatherings of fellowship that they kept the Lord's evening meal along with their regular meal. Nothing dogmatic can be stated.

I can see why persons who are gathering together at some other time of the year and who may not be seeing each other for some time (perhaps coming from different, even distant, locations) might wish to celebrate the meal at such occasion. (When I was in Germany two years ago, three brothers were there from Sweden (including Carl Olof Jonsson) and they expressed the wish to share in the Lord's evening meal with me. We did that in my hotel room.

I do think there is some validity at least to a view expressed that for a time after a major event takes place, the memory of the event itself is vivid. As time goes on, it is the effect of the event that is more enduring. I am sure that in the years following Jesus' crucifixion and death the celebrating of the Lord's evening meal had a special poignancy, the memory of what had transpired being yet fresh in their minds, the intense attitudes that produced the execution of their Lord still surrounding them and felt very acutely. Though those basic attitudes exist today, and the gravity of the historical act has never diminished, I think that it is true that today we think more of the effects of what he accomplished by his death. It is true that the Memorial celebration focuses on those effects. But I can see that people back then might feel a greater or more intense motivation for holding that celebration with perhaps some degree of frequency than might be true now. Those are just thoughts, for whatever they are worth.

I am sure you appreciate the need for patience during a time of transition. I feel that there is no experience that cannot bring some benefit, if we're willing to work to that end. Some of those experiences we characterize as negative and unpleasant can often teach more than those we view as pleasurable. At the same time that does not excuse from responsibility those who contributed to our making decisions that we would probably not have made had we not been misinformed. It was probably the rather cavalier, insensitive spirit so often manifest in Governing Body discussions that most disturbed me.

Life inevitably has its negative aspects, but we can deal with these as they require and then put them behind us. The past may be beyond our changing, but the present and the future are things we can work with, focus on. If we let resentment or bitterness control us then we are, as one scholar put it, "prisoners of the past." When we find the power to put the past to rest, we set a prisoner free-and we have been that prisoner. To do otherwise is to live with frustration and reminds one of Paul's statement about "beating the air." (1 Corinthians 9:26) There is a great source of happiness and peace in putting our focus on positive matters. As the apostle puts it: Whatever is true, whatever is honorable, whatever is just, whatever is pure, whatever is pleasing, whatever is commendable, if there is any excellence and if there is anything worthy or praise, think about these things.-Phillipians 4:8.

Life has its seasons and each difficult season that we weather strengthens us for the future. Life is also a journey and we cannot make progress in it if our focus is mainly on where we have been; that could lead to emotional inertia or even entropy. What is done is done. The journey inevitably contains challenge, but we can find encouragement in knowing that we are moving on, making at least some progress, and can feel confident that what is ahead can be fulfilling.

Hope that things may go well for you.

Best wishes,

Ray


Última edição por TJ Curioso em Ter Mar 12 2013, 11:56, editado 1 vez(es)

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Heidi Klum em Ter Mar 12 2013, 10:45

DL escreveu:Concordo com os comentários que antecedem, feitos por tão ilustres foristas... Até concordo com aquele que diz que fica a ver a novela...

No meu caso, vou apenas e exclusivamente por respeito e amor à minha mãe....

Ela ficaria tristíssima se eu não estivesse presente... Afinal convida estranhos e a filha dela não aceita!

Confesso que me vai custar assistir e este ano mais que os outros... Very Happy

Tenho pena de não ter net no telefone, porque iria ser uma hora muita activa no forum!!! Morrer a rir

D.

Eu também vou por Amor à minha Mãe e, confesso, também me diverte um pouco. Os "irmãos" têm a ideia de que se uma pessoa deixa de ir às reuniões e à pregação está num estado lastimável, de profunda tristeza, quiçá amiga do Diabo até no facebook... e a realidade é que para mim é bem divertido ver a cara de espanto dos meus antigos colegas de religião e ouvir os seus comentários: ai estás tão bonita, com tão boa cara! Estás mesmo com bom aspecto! Brincadeira à parte, a minha Mãe merece que vá com ela e de tudo farei para que ela também abra os olhos...ainda que não compremos roupa nova ou planeemos ir ao cabeleireiro Smile


Heidi

Heidi Klum
Membros
Membros

Mensagens : 91
Likes : 12
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 41
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Kimba em Ter Mar 12 2013, 12:15

Este mês de Março é muito movimentado nas 3 religiões a que já pertenci:

- Eleição de novo papa
- Memorial
- Eleições no Sporting (a esta ainda pertenço, mas sou cada vez mais não praticante)
Morrer a rir Morrer a rir


"Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar." - Isabel Allende

Kimba
Membros
Membros

Mensagens : 703
Likes : 89
Data de inscrição : 30/08/2012
Idade : 42
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por so em Ter Mar 12 2013, 15:54

Eu não tenho grande escolha .
Tenho que levar com tudo , talvez parta uma perna só assim me salvava de não estar naquela palhaçada .


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.

so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1965
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Ana Cláudia em Ter Mar 12 2013, 16:54

Eu vou SE algum de vós for comigo! A uma congregação onde ninguém nos conheça. Voluntários??? Morrer a rir Morrer a rir Morrer a rir

Ana Cláudia
Forista desativado

Mensagens : 3331
Likes : 140
Data de inscrição : 16/05/2012
Idade : 34

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por antonio1965 em Ter Mar 12 2013, 16:57

@Kimba escreveu:Este mês de Março é muito movimentado nas 3 religiões a que já pertenci:

- Eleição de novo papa
- Memorial
- Eleições no Sporting (a esta ainda pertenço, mas sou cada vez mais não praticante)
Morrer a rir Morrer a rir

Felizmente existe cura para tudo ... mesmo para a lagartagem Very Happy




antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 51
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por mjp em Ter Mar 12 2013, 18:04

@TJ Curioso escreveu:Para quem está afastado ou está nesse processo, o memorial é mais uma situação embaraçosa e complicada com que nos temos de confrontar.

Quer por força das circunstâncias, pressão parental e familiar ou simplesmente não desejar dar nas vistas por faltar à reunião considerada como tendo maior importância no mundo das TJ, muitos acabam por ter de ceder às suas convicções pessoais e ir a essa reunião.

No meu caso, este ano não pretendo assistir. E porquê?

Porque considero que a celebração do memorial, conforme feito pelas TJ é na realidade, uma farsa. Uma falsa comemoração. Quando Jesus fez o pedido "persisti em fazer isso em memória de mim", não foi certamente para a maioria ou todos os presentes estarem apenas como "espectadores respeitosos" vendo passar os emblemas.

Acredito que TODOS os discípulos de Cristo têm de ser participantes ativos nesta comemoração.


Concordo contigo, mas a pergunta impõe-se meu caro TJ Curioso: quem (todos os cristãos?), de que forma (reunidos na verdadeira igreja ou qualquer outra de denominação cristã?), quando (anualmente, semanalmente, diariamente?) e em que circunstancias(alguma formalidade a cumprir?) se deve obedecer à ordem de Jesus "fazei isto em memória de mim"?

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por TJ Curioso em Ter Mar 12 2013, 18:15

@mjp escreveu:Concordo contigo, mas a pergunta impõe-se meu caro TJ Curioso: quem (todos os cristãos?), de que forma (reunidos na verdadeira igreja ou qualquer outra de denominação cristã?), quando (anualmente, semanalmente, diariamente?) e em que circunstancias(alguma formalidade a cumprir?) se deve obedecer à ordem de Jesus "fazei isto em memória de mim"?

mjp com respeito às tuas questões apenas posso dar a minha opinião. A ordem de Jesus de celebrar ou relembrar a sua morte é estendida como ordem a todos os cristão. Não encontras no NT qualquer indício de uma separação entre os que podem partilhar dos emblemas e os que não podem. Não há 2 classes de cristãos.

Em relação à forma, mencionas uma dicotomia: "verdadeira igreja" ou "outra denominação cristã".
Em primeiro lugar o que é isso da "verdadeira igreja"? Talvez seja necessário definir esse termo para partirmos dessa base para uma explicação. De qualquer modo, digo já que pensava que a "verdadeira igreja" era o corpo de cristãos que existem na terra e não um qualquer rótulo religioso.

Com respeito à questão do "quando", ainda não tenho opinião formada, mas como diz Franz, creio que poderá ser em qualquer altura em que crentes estejam reunidos com esse propósito e não apenas 1 vez por ano. Mas creio que pelo menos celebrar uma vez por ano seja o mínimo.

Em relação às circunstâncias, Cristo deixou o modelo a seguir e creio que quanto a isso não há base para dúvidas.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por mjp em Ter Mar 12 2013, 18:35

@TJ Curioso escreveu:
@mjp escreveu:Concordo contigo, mas a pergunta impõe-se meu caro TJ Curioso: quem (todos os cristãos?), de que forma (reunidos na verdadeira igreja ou qualquer outra de denominação cristã?), quando (anualmente, semanalmente, diariamente?) e em que circunstancias(alguma formalidade a cumprir?) se deve obedecer à ordem de Jesus "fazei isto em memória de mim"?

mjp com respeito às tuas questões apenas posso dar a minha opinião. A ordem de Jesus de celebrar ou relembrar a sua morte é estendida como ordem a todos os cristão. Não encontras no NT qualquer indício de uma separação entre os que podem partilhar dos emblemas e os que não podem. Não há 2 classes de cristãos.

Em relação à forma, mencionas uma dicotomia: "verdadeira igreja" ou "outra denominação cristã".
Em primeiro lugar o que é isso da "verdadeira igreja"? Talvez seja necessário definir esse termo para partirmos dessa base para uma explicação. De qualquer modo, digo já que pensava que a "verdadeira igreja" era o corpo de cristãos que existem na terra e não um qualquer rótulo religioso.

Com respeito à questão do "quando", ainda não tenho opinião formada, mas como diz Franz, creio que poderá ser em qualquer altura em que crentes estejam reunidos com esse propósito e não apenas 1 vez por ano. Mas creio que pelo menos celebrar uma vez por ano seja o mínimo.

Em relação às circunstâncias, Cristo deixou o modelo a seguir e creio que quanto a isso não há base para dúvidas.

Pois continuo de acordo contigo, de forma geral, em relação aos aspectos a que te referes. Agora não vejo problema nenhum problema em procurar precisar qual é a Igreja de Cristo. São todas? Todas cumprem a ordem de Cristo, "fazei isto em memória de mim?" Se algumas não cumprem, parece-me que essas, mesmo autodenominando-se cristãs, o não sejam. Restam todas as outras... e agora? Onde ou a quem te vais juntar para cumprires a ordem do Nosso Senhor?

Assunto muito sério, este... pelo menos a mim parece-me.

mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por TJ Curioso em Ter Mar 12 2013, 18:40

@mjp escreveu:
Pois continuo de acordo contigo, de forma geral, em relação aos aspectos a que te referes. Agora não vejo problema nenhum problema em procurar precisar qual é a Igreja de Cristo. São todas? Todas cumprem a ordem de Cristo, "fazei isto em memória de mim?" Se algumas não cumprem, parece-me que essas, mesmo autodenominando-se cristãs, o não sejam. Restam todas as outras... e agora? Onde ou a quem te vais juntar para cumprires a ordem do Nosso Senhor?

Assunto muito sério, este... pelo menos a mim parece-me.

As palavras de Jesus, "onde estiverem 2 ou três em meu nome, eu estarei no seu meio", diz-te alguma coisa?

Tu tens arraigado em ti, a ideia que as TJ alimentam, que tem de existir uma "igreja verdadeira" ou "religião verdadeira". Jesus olha além de rótulos. Ele avalia as pessoas individualmente, independentemente da sua filiação religiosa.

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9048
Likes : 416
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por mjp em Ter Mar 12 2013, 19:21

@TJ Curioso escreveu:
@mjp escreveu:
Pois continuo de acordo contigo, de forma geral, em relação aos aspectos a que te referes. Agora não vejo problema nenhum problema em procurar precisar qual é a Igreja de Cristo. São todas? Todas cumprem a ordem de Cristo, "fazei isto em memória de mim?" Se algumas não cumprem, parece-me que essas, mesmo autodenominando-se cristãs, o não sejam. Restam todas as outras... e agora? Onde ou a quem te vais juntar para cumprires a ordem do Nosso Senhor?

Assunto muito sério, este... pelo menos a mim parece-me.

As palavras de Jesus, "onde estiverem 2 ou três em meu nome, eu estarei no seu meio", diz-te alguma coisa?

Tu tens arraigado em ti, a ideia que as TJ alimentam, que tem de existir uma "igreja verdadeira" ou "religião verdadeira". Jesus olha além de rótulos. Ele avalia as pessoas individualmente, independentemente da sua filiação religiosa.

Sim, a ideia que existe uma igreja de Cristo, é transparente e transversal ao NT. Uma só fé, uma só esperança, um só baptismo... e um número indeterminado de doutrinas e de igrejas cristãs também??? A única ideia a que me agarro, se assim quiseres denominar a minha posição é essa mesmo: "Estarei convosco todos os dias até ao fim dos tempos" -cito de cor os últimos versículos de Mateus 28.

Não disse o Nosso Senhor: morrereis e só a partir do séc xv voltarei a estar convosco... há qualquer coisa que não bate certo nisto... ou sou eu que ando a complicar muito as coisas? Até pode ser que sim... mas não vejo nem em que, nem como.


mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por hocosi em Ter Mar 12 2013, 20:31

Você me pergunta
Aonde eu quero chegar
Se há tantos caminhos na vida
E pouca esperança no ar
E até a gaivota que voa
Já tem seu caminho no ar
O caminho do fogo é a água
O caminho do barco é o porto
O do sangue é o chicote
O caminho do reto é o torto
O caminho do bruxo é a nuvem
O da nuvem é o espaço
O da luz é o túnel
O caminho da fera é o laço
O caminho da mão é o punhal
O do santo é o deserto
O do carro é o sinal
O do errado é o certo
O caminho do verde é o cinzento
O do amor é o destino
O do cesto é o cento
O caminho do velho é o menino
O da água é a sede
O caminho do frio é o inverno
O do peixe é a rede
O do pio é o inferno
O caminho do risco é o sucesso
O do acaso é a sorte
O da dor é o amigo
O caminho da vida é a morte!

"E você ainda me pergunta:
aonde é que eu quero chegar,
se há tantos caminhos na vida
e pouquíssima esperança no ar!
E até a gaivota que voa
já tem seu caminho no ar!"


Caminhos
Raul Seixas



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão

hocosi
Membros
Membros

Mensagens : 2577
Likes : 346
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 61
Localização : Braga (Distrito)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porque eu não vou ao memorial

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 02:15


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum