EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 08:37

Recebi da jornalista Isabel Lacerda o pedido de vos transmitir aqui uma declaração, mediante todas as postagens e emails que ela tem recebido, em relação ao artigo que escreveu na revista Sábado.

Espero que leiam e depois lhe transmitam aqui os vossos sentimentos em relação às suas palavras.


Caros foristas:

Comecei a fazer este artigo com um ângulo restrito, e já de si violento: o ostracismo a que os desassociados e dissociados são votados a partir do momento em que se desvinculam da religião. Rapidamente percebi que muitas outras questões de fundo, igualmente marcantes e desconhecidas do grande público, mereciam diculgação.

Empenhei-me muito neste artigo porque percebi - e senti - o enorme sofrimento e frustração de todos os que falaram comigo. E o medo - o medo daqueles que não se dissociam porque sabem que isso vai obrigar os seus familiares a cortarem relações consigo - tocou-me profundamente. Achei que o assunto merecia mais espaço e mais destaque. Os meu directores também.

Julgo ter anos de experiência suficientes para perceber quando um entrevistado está a ser sincero, honesto, sem romancear ou exagerar. Acredito em todas as histórias que escrevi (ou não as teria escrito). Podem aparecer dezenas de pessoas a dizer que ainda hoje têm os seus livros na Anita. Mas o que eu sei é que a P.T. não os tinha, porque, por algum motivo, os anciãos da sua congregação acharam que eles deveriam ter o mesmo destino que o vestido de noiva da sua mãe e os crucifixos que ainda havia lá em casa. E até sei que, recentemente, o marido de P.T. a compensou do inultrapassado desgosto oferecendo-lhe, não se inibindo com facto de ela já ser uma mulher feita, um conjunto de livros dessa colecção infantil - que ela fez questão de reler, com tanto ou maior entusiasmo que em criança. Também não me interessa que apareça quem garanta que beija a namorada ou o namorado. O que eu sei é que não uma, mas duas pessoas com quem eu falei (em seis páginas não cabe tudo, por isso só dei um dos exemplos) me disseram que se tinham casado sem ter dado um único beijo na boca. Não acontece com todos? Acredito. Acontece com alguns, que levam ou são pressionados a levar as coisas mais a "sério"? Acontece. E é isso que está no texto.

O artigo relata o ponto de vista de quem se desiludiu, de quem se sentiu enganado, de quem sentiu ter perdido anos que não voltam para trás, como tantas vezes me disseram. Fala de pessoas revoltadas, não de pessoas mentirosas. São duas coisas completamente diferentes, mesmo que alguns tentem fazer crer que sejam a mesma e uma só. E, ao contrário do que também acusam: Betel foi contactado e deu as respostas que entendeu dar - várias citadas no texto.

Todos os artigos jornalísticos abordam o tema de que tratam de um ângulo dos imensos possíveis. Este foi o que eu e a revista escolhemos.
Estive a ler os vossos comentários. Percebi a vossa alegria, senti o vosso entusiasmo.

Agradeço muito os elogios que fizeram à SÁBADO e a mim mesma.

Mas são vocês, e a vossa coragem, quem está de parabéns. A todos os que falaram comigo e se dispuseram a partilhar com uma desconhecida episódios de uma profundíssima intimidade, o meu mais sincero obrigada. Sei muito bem que não foi fácil. Vi muitas lágrimas caírem pelos vossos rostos e senti-vos muitas vezes a voz a tremer. A um entrevistado específico, que sabe quem é, deixo a minha gratidão pública, pela paciência que teve a responder-me a tantos emails, cheios de pedidos de esclarecimentos repletos de pormenores.

Boa sorte e boas vidas para todos.

Para os que acreditam nos ensinamentos da organização - que também os há por aqui, percebi com admiração e louvor - vai o mesmo desejo e uma informação adicional: não tenho nem nunca tive absolutamente nada a ver com as Testemunhas de Jeová ou qualquer outra religião. E nada me move contra esse ou outros movimentos religiosos. A minha profissão é dar a conhecer aos meus leitores aquilo que eu (e a publicação onde trabalho) considero ser interessante que se saiba. As Testemunhas também o fazem: a pregação é exactamente isso - transmitir o ponto de vista da religião - aquele que consideram o mais interessante, o verdadeiro - às pessoas do mundo. Aqueles que, por vários motivos, se tornaram descrentes fizeram o mesmo, só que de outra maneira: bateram de porta em porta... mas dos jornalistas.

Compreendo que o artigo não seja do agrado de todos. Mas não compreendo que digam que as histórias lá contadas são mentira - porque o facto de não terem acontecido com todos não significa que não tenham acontecido com alguns.

Cumprimentos a todos

Isabel Lacerda


Última edição por TJ Curioso em Seg Mar 16 2015, 07:52, editado 1 vez(es)

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por so em Sex Nov 23 2012, 08:59

Um OBRIGADO muito, muito , muito grande a essa grande mulher e jornalista Isabel Lacerda


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.
avatar
so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1973
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Investigando a Torre em Sex Nov 23 2012, 09:20

Prezada Isabel Lacerda,

Deixe-me que lhe diga que o objectivo jornalístico foi perfeitamente conseguido com este seu texto.
Facilmente se percebe e, só não o entende quem de todo não quer, que o seu trabalho teve por base testemunhos reais que espelham bem o dia-a-dia daqueles que de uma forma ou de outra decidem romper com a denominada "Organização" das Testemunhas de Jeová.
Foi um trabalho sério e honesto com o qual me congratulo em ter participado.

Um muito obrigado pela oportunidade que tivemos em expor o outro lado das Testemunhas de Jeová, pouco conhecido da opinião pública.

Ninguém pretende aqui destruir a Organização, pelo que não se entende a forma exacerbada com que alguns críticos decidem taxar os intervenientes de desonestos para com a sacralizada organização. Já era de se esperar este tipo de reacções!

Finalmente, em Portugal deixámos de ter medo de expor estas diatribes pseudo religiosas.

Estamos aqui prontos para novos desafios...

IT


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!

"Quem alberga a Verdade no seu coração, não deve temer que lhe falte força na língua e persuasão"
J. RUSKIN
«Stones of Venice», 11
avatar
Investigando a Torre
Admin
Admin

Mensagens : 8435
Likes : 318
Data de inscrição : 21/09/2011
Idade : 58
Localização : Vila Nova de Santo André

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Fidel Apostate em Sex Nov 23 2012, 09:34

Prezada Isabel Lacerda,

Desta sua declaração aos foristas, tenho este pouco a dizer, que me junto consigo e com alguns dos entrevistados nas lágrimas da dor de alma que muitos sentem, sim ao lê-la chorei, porque sei o que se passa dentro das congregações, ainda sou ancião congregacional, no entanto completamente fora das ideias da organização. Como sabe depois desta experiência com todos os com quem falou a entrada é fácil, mas a saída muito complicada, ou seja resume-se a perder tudo o que mais amamos, a família.
Como final só lhe tenho a dizer MUITO OBRIGADO!

Tudo de bom para si,

Fidel Apostate



"Os amigos da verdade são aqueles que a procuram e não os que se vangloriam de a ter encontrado." - Condorcet , Marie
avatar
Fidel Apostate
Membros
Membros

Mensagens : 840
Likes : 75
Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 51
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por antonio1965 em Sex Nov 23 2012, 10:07

Os meus parabéns à jornalista Isabel Lacerda e à revista Sábado pelo forma como o artigo foi escrito.

Descreve de uma forma clara e sem "rancor" algumas das facetas da vida da grande maioria das Testemunhas de Jeová, apresentando factos que são indesmentíveis.





avatar
antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 52
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Crystal em Sex Nov 23 2012, 10:38

Querida Isabel,

só lhe tenho a agradecer pela coragem em se disponibilizar expôr a verdade dos factos e todos nós sabemos que expôr a verdade nem sempre é fácil. Elogio o seu profissionalismo e não coloco em causa nada do que escreveu. Apesar daqueles que tentam desmentir o seu artigo; no intimo eles sabem que o que escreveu corresponde à realidade.
É verdade que nem todos passaram pelo mesmo, dependendo do zelo; que pessoalmente penso que a palavra mais adequada será fanatismo, mas não duvido em nada daqueles que afirmam nunca terem dado um beijo na boca, como também não duvido da queima dos livros da Anita.
Assim como muitas mulheres da minha faixa etária não foram proibidas de usar calças, ao passo que eu e todas as raparigas que pertenceram à congregação em que eu estava inserida quando criança e adolescente, não nos era permitido usar calças, fosse em que circunstância fosse! É verdade que alguns foram até à faculdade, mas quantos o fizeram? Senti essa pressão na pele e sofri as consequências por não ter seguido a minha escolha, mas ser pressionada a seguir orientações duma organização humana.
Por último, quero lhe dizer que foi um prazer conhecê-la; além da jornalista vi também uma pessoa humana no verdadeiro sentido da palavra. Continue a ser a profissional que é; dar a conhecer a verdade dos fatos, embora por vezes isso traga dissabores da parte dos que insistem em ocultá-los. Se assim não fosse, este forúm também não existiria, assim como outros meios de informação.
Desejo-lhe tudo de bom para si e para a sua carreira,

Calimera



avatar
Crystal

Mensagens : 310
Likes : 37
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 48
Localização : Sintra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Justiceiro em Sex Nov 23 2012, 11:31

Olá Isabel.

Já tive ontem de manhã oportunidade para lhe dar pessoalmente os parabéns, mas irei fazê-lo aqui novamente.

É um facto que o artigo relata as vivências de 8 pessoas em concreto, é um facto que a nossa estadia no seio das Testemunhas de Jeová nos marcaram para toda a vida, é um facto que muitos de nós (eu inclusive) ainda se sentem angustiados por causa das doutrinas desta “religião”, ninguém o pode negar. Hoje em dia pode-se dar um beijo na boca? Parece que sim (felizmente), mas no meu tempo não era assim. Quantas vezes fui chamado a atenção pelos anciãos por eu me passear no centro de Gondomar de mão dada com a minha noiva? Beijos? É claro que eu a beijava, mas sempre às escondidas dos meus irmãos de fé, pois tal a acontecer, era severamente repreendido. Ninguém me pode chamar de mentiroso e negar uma coisa que eu vivi.

Isabel, quero lhe dar os parabéns, pois sei que se envolveu muito com esta reportagem. Muitos de nós remexeu assuntos do passado e que ainda hoje nos doem. Como disse aqui ontem, ao ler o seu artigo no café, tive de me esconder e tentar limpar as lágrimas sem que os outros clientes notassem que eu estava a chorar. Sim, é verdade, embora tenha quase 1 metro e 90 e pese para lá de 100 quilos, choro como um menino, por me lembrar do passado no seio Jeovista. Choro porque gostaria de ter a minha família de volta, choro porque sei que nunca mais me poderei sentar à mesa com os meus pais, desfrutar de uma refeição e conversarmos sobre tudo e sobre nada. Choro porque afinal, além dos melhores anos da minha vida, a sociedade Torre de Vigia roubou-me a minha família. Talvez por estar a mexer com todas estas recordações, hoje sonhei com o meu irmão de sangue. Estávamos a conversar normalmente e, como acontecia no passado, as nossas conversas acabavam sempre numa grande galhofa! Bem… foi apenas um sonho… Até ele me tiraram. Será que também agora todas aquelas Testemunhas de Jeová indignadas vão dizer que é mentira?

Não nego que talvez o artigo precisasse de mais espaço para aprofundar mais certos temas. Como já foi comentado ontem em conversa telefonica com um forista, isso apenas num livro será possível. Não dou por mal empregue o tempo que “perdi” na ajuda da elaboração deste artigo. A minha viagem à capital, os telefonemas, as mensagens, os custos envolvidos com tudo isto. Fiz tudo isso porque achei (e acho) que tenho a obrigação de dar a conhecer quem são as Testemunhas de Jeová.

Se existe uma coisa que não podem imputar à Isabel, foi a falta de rigor. Varias vezes a Isabel me mandou e-mails a pedir mais e mais pormenores. Quis saber tudo ao mais ínfimo detalhe. Notei que queria ser exacta no que redigia e desejava que não houvesse falhas. Infelizmente, quando o assunto é religião, todos sabemos como é… Talvez não fosse demais relembrar a todos os críticos uma pequena passagem exposta na literatura jeovista:

"Um indício de que nos tornamos vítimas do auto-engano é se ficamos irados quando nossas crenças são questionadas. Em vez de ficarmos irados, é sábio manter a mente aberta e escutar com atenção o que outros dizem - mesmo quando temos certeza de que a nossa opinião está certa."
A Sentinela de 15 de julho de 2003, p. 22


Cara Isabel, estamos aqui e sempre estaremos para dar a cara e desmascarar essa religião que dá pelo nome de Testemunhas de Jeová. Como é costume dizer, a verdade incómoda, mas paciência, incomoda muito mais viver o resto das nossas vidas sem aqueles que mais amamos.

Mais uma vez, muitos parabéns pelo excelente trabalho.

Um bom dia para si.
Vítor Máximo




Justiceiro

Mensagens : 1126
Likes : 57
Data de inscrição : 27/09/2011
Localização : N/C

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Maurício Silva em Sex Nov 23 2012, 11:37

"Se existe uma coisa que não podem amputar à Isabel, foi a falta de rigor."

Mediante 6 opiniões de pessoas com formações diferentes que sei que leram o artigo por inteiro, as opiniões foram unânimes: A falta de rigor jornalístico foi uma constante. Não questiono a veracidade do que foi escrito, muito pelo contrário. Mas o jornalismo praticado por essa pseudónimo-jornalista foi uma vergonha para os nossos verdadeiros jornalistas, editores e redactores.


GOD BLESS YOU AND THE INTERNET




Maurício Silva
Forista desativado

Mensagens : 550
Likes : 43
Data de inscrição : 20/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 11:39

Maurício Silva escreveu:"Se existe uma coisa que não podem amputar à Isabel, foi a falta de rigor."

Mediante 6 opiniões de pessoas com formações diferentes que sei que leram o artigo por inteiro, as opiniões foram unânimes: A falta de rigor jornalístico foi uma constante. Não questiono a veracidade do que foi escrito, muito pelo contrário. Mas o jornalismo praticado por essa pseudónimo-jornalista foi uma vergonha para os nossos verdadeiros jornalistas, editores e redactores.


GOD BLESS YOU AND THE INTERNET

Podes dar exemplos Maurício?

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Maurício Silva em Sex Nov 23 2012, 11:46

Sim, TJ Curioso:

Foi dito que uma pessoa queimou livros infantis num bidon de metal. Não tenho a menor das dúvidas que fosse verdade, que essa situação realmente tivesse acontecido. Agora a maneira como foi ABORDADA pela revista foi no mínimo, cómica. Eu posso abordar este aspectos de dois pontos: Posso obtar por dizer que uma pessoa se desfez dos livros infantis, ou posso ser mais teatral e dizer que os livros foram queimados num bidom de metal, e espetar isso na capa. Claro que se eu quiser vender, a segunda opção é bem melhor. Mas se eu quiser que as pessoas entendam o porquê da acção, talvez posso fazer uma pequena introdução sobre os métodos doutrinários das testemunhas de Jeová. Aí talvez possa atrair aqueles que sinceramente desejam o melhor das pessoas e conhecer a verdade por detrás da verdade, e não só atrair quem procura histórias para ter assunto de boca por dois três dias.

GOD BLESS YOU ANDTHE INTERNET




Maurício Silva
Forista desativado

Mensagens : 550
Likes : 43
Data de inscrição : 20/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por so em Sex Nov 23 2012, 12:03

Maurício Silva escreveu:Sim, TJ Curioso:

Foi dito que uma pessoa queimou livros infantis num bidon de metal. Não tenho a menor das dúvidas que fosse verdade, que essa situação realmente tivesse acontecido. Agora a maneira como foi ABORDADA pela revista foi no mínimo, cómica. Eu posso abordar este aspectos de dois pontos: Posso obtar por dizer que uma pessoa se desfez dos livros infantis, ou posso ser mais teatral e dizer que os livros foram queimados num bidom de metal, e espetar isso na capa. Claro que se eu quiser vender, a segunda opção é bem melhor. Mas se eu quiser que as pessoas entendam o porquê da acção, talvez posso fazer uma pequena introdução sobre os métodos doutrinários das testemunhas de Jeová. Aí talvez possa atrair aqueles que sinceramente desejam o melhor das pessoas e conhecer a verdade por detrás da verdade, e não só atrair quem procura histórias para ter assunto de boca por dois três dias.

GOD BLESS YOU ANDTHE INTERNET

Achas possível fazer isso numa revista semanal? Não me parasse posivel !
muito parabéns a jornalista a revista e a todos os invulvidos no trabalho que deu realizar este artigo .
Tens algo de pessoal contra a jornalista ?


Conhecereis a internet e a internet vos libertará.
avatar
so
Sócio APVIPRE
Sócio APVIPRE

Mensagens : 1973
Likes : 58
Data de inscrição : 01/03/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Maurício Silva em Sex Nov 23 2012, 12:09

Não tenho nada pessoal contra a jornalista. A revista sábado é uma revista generalista, e não uma Maria onde interessa apenas chocar o leitor e entrete-lo com assuntos de bocas por dois três dias




Maurício Silva
Forista desativado

Mensagens : 550
Likes : 43
Data de inscrição : 20/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 12:12

Maurício Silva escreveu:Sim, TJ Curioso:

Foi dito que uma pessoa queimou livros infantis num bidon de metal. Não tenho a menor das dúvidas que fosse verdade, que essa situação realmente tivesse acontecido. Agora a maneira como foi ABORDADA pela revista foi no mínimo, cómica. Eu posso abordar este aspectos de dois pontos: Posso obtar por dizer que uma pessoa se desfez dos livros infantis, ou posso ser mais teatral e dizer que os livros foram queimados num bidom de metal, e espetar isso na capa. Claro que se eu quiser vender, a segunda opção é bem melhor. Mas se eu quiser que as pessoas entendam o porquê da acção, talvez posso fazer uma pequena introdução sobre os métodos doutrinários das testemunhas de Jeová. Aí talvez possa atrair aqueles que sinceramente desejam o melhor das pessoas e conhecer a verdade por detrás da verdade, e não só atrair quem procura histórias para ter assunto de boca por dois três dias.

GOD BLESS YOU ANDTHE INTERNET

A questão que se pode levantar mediante essa observação é:

Foram queimados diversos objetos, incluindo livros infantis num bidon de metal ou não?
Foram!

Foi relatado que essa queima estava relacionada com o medo de Satanás e com o desfazerem-se de objetos que estivessem ligados de algum modo à religião falsa?
Foi!

Seria preciso enquadrar isso de forma a todos perceberem a mentalidade por detrás disso?
Sem dúvida teria sido melhor. Mas experiências pessoais são experiências pessoais e sem dúvida que se o artigo fosse expôr o enquadramento religioso por detrás de todas as experiências… meu Deus! Acho que só uma revista inteira não chegava!

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por mjp em Sex Nov 23 2012, 12:26

Isabel Lacerda fez o que pôde, na medida da informação que lhe foi disponibilizada, para que a peça jornalística tivesse o impacto desejado pelos entrevistados. Como já referi, o artigo está bem articulado, bem desenvolvido e bem escrito. O "Rossio não cabe na Rua da Betesga"!

Pelo que escreveu, e aqui divulgado pelo TJ Curioso, demonstra ser uma profissional competente e uma mulher inteligente e sensível, que abordou o que lhe foi fornecido como informação credível, que o é acima de qualquer dúvida, de forma a que na gestão dos assuntos, no espaço de que dispunha e nos objectivos a que se destinava, o artigo atingisse o alvo da forma mais eficaz possível.

O meu profundo agradecimento a Isabel Lacerda pelo seu empenho e árduo trabalho, e os meus votos sinceros das maiores felicidades para a sua vida pessoal e profissional.

mjp
avatar
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 57
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Índigo em Sex Nov 23 2012, 12:54

Maurício Silva escreveu:Sim, TJ Curioso:

Foi dito que uma pessoa queimou livros infantis num bidon de metal. Não tenho a menor das dúvidas que fosse verdade, que essa situação realmente tivesse acontecido. Agora a maneira como foi ABORDADA pela revista foi no mínimo, cómica. Eu posso abordar este aspectos de dois pontos: Posso obtar por dizer que uma pessoa se desfez dos livros infantis, ou posso ser mais teatral e dizer que os livros foram queimados num bidom de metal, e espetar isso na capa. Claro que se eu quiser vender, a segunda opção é bem melhor. Mas se eu quiser que as pessoas entendam o porquê da acção, talvez posso fazer uma pequena introdução sobre os métodos doutrinários das testemunhas de Jeová. Aí talvez possa atrair aqueles que sinceramente desejam o melhor das pessoas e conhecer a verdade por detrás da verdade, e não só atrair quem procura histórias para ter assunto de boca por dois três dias.

GOD BLESS YOU ANDTHE INTERNET

Apesar de ter ficado feliz com um artigo desta envergadura e inédito em Portugal, o feedback que tenho tido das TJ em geral fazem com que eu concorde com o que o Mauricio disse.

Por exemplo, as frases escolhidas para a capa da revista para mim foram mal elaboradas. Não é que o que esteja lá seja mentira, mas fora do contexto parecem ridiculas. Como o Mauricio referiu, muito teatrais. Em vez de afirmações (que para muitos encararam como calúnias), eu colocaria perguntas! Suscitaria mais interesse do público em geral e principalmente das TJ. Ficariam na dúvida de saber se o artigo seria a falar bem ou mal! E só por isso comprariam. O objectivo era expor as falhas da ORG, mas as TJ que falaram cmg só por lerem a capa, encararam o artigo como sendo apóstata e já não quiseram comprar a revista. Sad Algumas tive que insistir para a comprarem e não julgarem só pela capa!

Eu conheco algumas pessoas entrevistadas e acredito que se calhar o que foi exposto não foi o esperado. Mas acima da Jornalista estão os editores. A Jornalista fez muito bem o seu trabalho, no entanto, são os editores que tomam as decisões. Mas se calhar se a revista não perdesse espaço com tantas "gravuras animadas" teria mais texto, por isso mais conteudo.

Mas acredito que a Jornalista deu o seu melhor, e fez o que mais ninguem teve coragem de fazer! E isso é louvável. E por isso merece o nosso respeito e muita consideração.

Desejo que este artigo seja o 1º de muitos! Wink
avatar
Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3368
Likes : 226
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Fidel Apostate em Sex Nov 23 2012, 13:36

TJ Curioso escreveu:

A questão que se pode levantar mediante essa observação é:

Foram queimados diversos objetos, incluindo livros infantis num bidon de metal ou não?
Foram!

Foi relatado que essa queima estava relacionada com o medo de Satanás e com o desfazerem-se de objetos que estivessem ligados de algum modo à religião falsa?
Foi!

Seria preciso enquadrar isso de forma a todos perceberem a mentalidade por detrás disso?
Sem dúvida teria sido melhor. Mas experiências pessoais são experiências pessoais e sem dúvida que se o artigo fosse expôr o enquadramento religioso por detrás de todas as experiências… meu Deus! Acho que só uma revista inteira não chegava!

Sem dúvida TJC,

Ainda para mais que o emaranhado de regras ditas e desditas ao longo de décadas, tornam por vezes dificil de encontrar a génese da ideia (doutrina inicial).
Hoje em dia, a frequência com que chegam cartas aos corpos de anciãos, é a imagem nítida de como as doutrinas da Watchtower são voláteis e sua verdade uma miragem. Certamente ao colocar questões de ordem doutrinária a diferentes anciãos, haverá surpresas, pois responderão algumas vezes de modo diferente, porquê? Porque muitos nem sequer sabem da última carta que chegou com a correcção da anterior, ou mesmo a contradizer o que anteriormente foi dito.
Como tal tudo em que assenta a organização, é com toda a certeza uma manta de retalhos, na qual o tecido original da mesma nem sequer existe mais.
Este é também um dos grandes problemas para as pessoa que ainda acreditam nesta organização, desconhecem a sua verdadeira história, mesmo dizendo que já leram o livro Proclamadores, mas este além de embelezar a mesma, coloca situação fora do contexto e da cronologia, por forma a baralhar o leitor menos atento e fazê-lo crer de uma outra realidade, que não a verdadeira da sua amada organização.
De facto quando examinamos mais em detalhe todo este complexo manancial de informação, começamos a perceber o logro em que caímos desde há muito tempo, demasiado tempo.
As histórias que se passam numa congregação de mal podem ser expoênciadas para outras com ainda pior, basta que os elementos do corpo de anciãos local seja mais fanático ou menos, ou em raros casos, muito raros, encontrar um corpo com chamados "apóstatas" no meio que tentam aplicar a "lei do Cristo". Isto é que faz a diferença nas experiências vivenciadas pelas pessoas no seio das suas congregações.
Quando li os comentários de TJs sobre o artigo, fiquei perplexo confesso, mas sabia que assim seria, pessoas que dizem que tudo são rosas que podem fazer de tudo, se calhar alguns podem dizê-lo porque o seu corpo de anciãos é feito dos "apóstatas", que eles tanto criticam agora.
Pensem nisso amigos!

Grande abraço,
Fidel



"Os amigos da verdade são aqueles que a procuram e não os que se vangloriam de a ter encontrado." - Condorcet , Marie
avatar
Fidel Apostate
Membros
Membros

Mensagens : 840
Likes : 75
Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 51
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por rosarinho.p em Sex Nov 23 2012, 13:41

o artigo tá excelente mas não consegue transmitir a angustia em que vivem as ex testemunhas de jeova e as suas familias.eu criei a minha filha sosinha com muitas dificuldades passei carencia.Agora não quer saber de mim não pode,e ja la vão 4 anos.

rosarinho.p

Mensagens : 2
Likes : 0
Data de inscrição : 21/08/2012
Idade : 55
Localização : beja

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 13:45

rosarinho.p escreveu:o artigo tá excelente mas não consegue transmitir a angustia em que vivem as ex testemunhas de jeova e as suas familias.eu criei a minha filha sosinha com muitas dificuldades passei carencia.Agora não quer saber de mim não pode,e ja la vão 4 anos.

Rosarinho, mais oportunidades se seguirão.

Gostariamos que fizesses uma breve apresentação aqui:

http://testemunhasdejeova.forumeiros.com.pt/f14-apresentacao


TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por antonio1965 em Sex Nov 23 2012, 14:30

TJ Curioso escreveu:
A questão que se pode levantar mediante essa observação é:

Foram queimados diversos objetos, incluindo livros infantis num bidon de metal ou não?
Foram!

Foi relatado que essa queima estava relacionada com o medo de Satanás e com o desfazerem-se de objetos que estivessem ligados de algum modo à religião falsa?
Foi!

Seria preciso enquadrar isso de forma a todos perceberem a mentalidade por detrás disso?
Sem dúvida teria sido melhor. Mas experiências pessoais são experiências pessoais e sem dúvida que se o artigo fosse expôr o enquadramento religioso por detrás de todas as experiências… meu Deus! Acho que só uma revista inteira não chegava!

No final da década de 60 aconteceu o mesmo com os pais. O ancião que lhes dava o estudo, mandou-os destruir tudo o que estivesse relacionado com a suposta religião falsa. Até fotografias de casamento que tinham sido realizados na Igreja tiveram que ser destruídas.




avatar
antonio1965
Membros
Membros

Mensagens : 1260
Likes : 85
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 52
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 14:32

antonio1965 escreveu:No final da década de 60 aconteceu o mesmo com os pais. O ancião que lhes dava o estudo, mandou-os destruir tudo o que estivesse relacionado com a suposta religião falsa. Até fotografias de casamento que tinham sido realizados na Igreja tiveram que ser destruídas.


Esse tipo de experiência é generalizada. No caso da minha família, vários objetos foram destruídos: fotos, vestido de noiva e até fotos tiradas na guerra do ultramar!

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Crystal em Sex Nov 23 2012, 14:54

TJ Curioso escreveu:
antonio1965 escreveu:No final da década de 60 aconteceu o mesmo com os pais. O ancião que lhes dava o estudo, mandou-os destruir tudo o que estivesse relacionado com a suposta religião falsa. Até fotografias de casamento que tinham sido realizados na Igreja tiveram que ser destruídas.


Esse tipo de experiência é generalizada. No caso da minha família, vários objetos foram destruídos: fotos, vestido de noiva e até fotos tiradas na guerra do ultramar!

Acho que foram poucos os que não passaram por situações idênticas. Em adolescente, surgiram uns anéis cuja forma era uma cobra e que na
minha ingenuidade decidi comprar, para depois ter que deitá-lo fora, porque uma das pioneiras regulares da minha congregação disse ser errado. O argumento: a cobra representa a serpente, e o que é a serpente? O Diabo!
Pior foi o que o meu pai fez. A minha avó paterna fazia rezas com azeite e água, e ele decidiu deitar todas as fotos que tinha dela fora!
Agora, lamenta não ter uma única foto da mãe para recordar Crying or Very sad



avatar
Crystal

Mensagens : 310
Likes : 37
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 48
Localização : Sintra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Kimba em Sex Nov 23 2012, 15:02

antonio1965 escreveu:
TJ Curioso escreveu:
A questão que se pode levantar mediante essa observação é:

Foram queimados diversos objetos, incluindo livros infantis num bidon de metal ou não?
Foram!

Foi relatado que essa queima estava relacionada com o medo de Satanás e com o desfazerem-se de objetos que estivessem ligados de algum modo à religião falsa?
Foi!

Seria preciso enquadrar isso de forma a todos perceberem a mentalidade por detrás disso?
Sem dúvida teria sido melhor. Mas experiências pessoais são experiências pessoais e sem dúvida que se o artigo fosse expôr o enquadramento religioso por detrás de todas as experiências… meu Deus! Acho que só uma revista inteira não chegava!

No final da década de 60 aconteceu o mesmo com os pais. O ancião que lhes dava o estudo, mandou-os destruir tudo o que estivesse relacionado com a suposta religião falsa. Até fotografias de casamento que tinham sido realizados na Igreja tiveram que ser destruídas.

Os mus pais tb fizeram isso mas já foram um pouco mais selectivos: fez-se uma pesquisa exaustiva às fotos de casamentos, férias, viagens etc, e tudo o que tinha a cruz foi para queimar....
avatar
Kimba
Membros
Membros

Mensagens : 703
Likes : 89
Data de inscrição : 30/08/2012
Idade : 43
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Maer em Sex Nov 23 2012, 15:11

No passado de fato muitas tj eram muito fanáticas , na verdade os religiosos em geral.Quando não se sabe lidar com um assunto em geral comete-se erros e muitas tjs assim o fizeram. Hoje não necessariamente as pessoas tem de desfazer de tudo que possa ter uma ligação com a religião , como exemplo supracitado: Fotografias de casamento realizados em alguma Igreja.
Confesso não estar surpreso com tom do artigo , todos sabemos que o bom vendedor tem de usar bem as palavras independente se são totalmente verdades.Não que eu discorde de tudo que se fala contra as tj , mas no que se refere a elas , sempre há uma tendencia ao exagero. Agora , gostaria-lhes de deixar a opinião de que este tipo de matéria , costuma produzir dois resultados : Promover as crenças de quem se fala contra dando oportunidade explicarem de exporem suas crenças ou produzir perseguição em forma de violencia física - resultado este que deveria ir de encontro aos objetivos dos que aqui postam.
Pois o ato violento de forma alguma seria justificável , mesmo que seja por vingança duma suposta injustiça sofrida.Na verdade este tipo de matéria , costuma somente inflar o ego dos que estão fora. Vamos ver o que dá!



avatar
Maer
Membros
Membros

Mensagens : 255
Likes : 9
Data de inscrição : 30/03/2012
Idade : 47
Localização : rio de janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por TJ Curioso em Sex Nov 23 2012, 15:17

Maer escreveu:Agora , gostaria-lhes de deixar a opinião de que este tipo de matéria , costuma produzir dois resultados : Promover as crenças de quem se fala contra dando oportunidade explicarem de exporem suas crenças ou produzir perseguição em forma de violencia física - resultado este que deveria ir de encontro aos objetivos dos que aqui postam.
Pois o ato violento de forma alguma seria justificável , mesmo que seja por vingança duma suposta injustiça sofrida.Na verdade este tipo de matéria , costuma somente inflar o ego dos que estão fora. Vamos ver o que dá!

Maer, desculpa mas esse tipo de acusação é de uma estupidez inqualificável! Tanto mais que a maioria das ex-TJ e TJs que aqui postam e contribuiram para este artigo (em tudo verdadeiro) têm parentes e amigos na religião ou estão mesmo ainda envolvidos nela.

Expôr o erro de determinada religião, suas doutrinas e políticas, não é incentivar à violência, mas sim ao esclarecimento!
Ou só as TJ o podem fazer, ao bater de porta em porta?

Por essa lógica elas também incentivam à violência, quando expõem determinadas falsidades religiosas e políticas religiosas (ex. pedofília na religião católica, etc.).

Por favor, cai na real!!!

TJ Curioso
Forista desativado

Mensagens : 9046
Likes : 417
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Kimba em Sex Nov 23 2012, 15:37

Maer escreveu:No passado de fato muitas tj eram muito fanáticas , na verdade os religiosos em geral.Quando não se sabe lidar com um assunto em geral comete-se erros e muitas tjs assim o fizeram.

Pois claro, a santa organização nunca tem culpa de nada, as pessoas é que são ignorantes. A santa organização nunca estabeleceu datas para o fim deste sistema, as pessoas é que entenderam mal. As santa organização não obriga ninguém a ostracizar os desassociados e tb não impede ninguém de receber sangue, as pessoas é que assim o decidem na sua consciência após analisarem a bíblia. Ao fim e ao cabo qual é o papel exacto da santa organização?
Ah! já sei! É lançar luzes de meio em meio ano e garantir que a apostasia não alastre pelo mundo....
avatar
Kimba
Membros
Membros

Mensagens : 703
Likes : 89
Data de inscrição : 30/08/2012
Idade : 43
Localização : Aveiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Declaração da jornalista Isabel Lacerda (Revista Sábado)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum